Listen to the text.

domingo, 31 de julho de 2011

Sobral e Icó terão fiação subterrânea no sítio histórico

Um investimento de R$ 12,5 milhões vai ressaltar as belezas históricas de duas cidades cearenses. A obra do Governo do Estado visa a instalar fiação subterrânea em todo o conjunto arquitetônico formado por igrejas, casarões e museus tombados pelo patrimônio histórico em Sobral, localizada a 232 quilômetros de Fortaleza, e Icó, a 384 quilômetros.
 
A obra está licitada e a previsão é que a intervenção comece a ser executada até o final de agosto, em Sobral, segundo a Secretaria da Infraestrutura do Estado (Seinfra). As obras deverão ficar prontas até maio de 2012.
A área pública beneficiada é aproximadamente de 27 hectares, tombados pelo patrimônio histórico nacional, onde estão instalados diversos prédios que contam a história da região. Para a cidade de Icó, segundo a Seinfra, um processo licitatório deverá ser aberto em breve.
 
O projeto, anunciado em maio passado, foi feito pela Seinfra e vai contar com recursos do Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (Iphan), Estado e Companhia Energética do Ceará (Coelce).

fonte:

Yoko Ono, de 78 anos, fez tais declarações durante uma visita ao Museu Memorial da Paz de Hiroshima


Em Hiroshima, Yoko Ono pede para mundo não esquecer impacto nuclear


A artista Yoko Ono, viúva de John Lennon, pediu nesta sexta-feira em Hiroshima, no oeste do Japão, que o mundo não esqueça do "sofrimento durável" que a bomba atômica causou nessa cidade e considerou necessário entender o significado de uma catástrofe nuclear.
Yoko Ono, de 78 anos, fez tais declarações durante uma visita ao Museu Memorial da Paz de Hiroshima, onde se encontra para receber o Prêmio de Arte de Hiroshima que foi concedido por seu trabalho como ativista pela paz, informou a agência local "Kyodo".
"Quero que as pessoas de todo o mundo saibam o tipo de sofrimento durável que atingiu Hiroshima. Temos a responsabilidade de ver a catástrofe da bomba atômica", disse, citada por "Kyodo".
A artista mostrou também sua desolação pela crise aberta na usina nuclear de Fukushima, gravemente danificada pelo devastador tsunami de março, e lamentou que seu país, o único afetado pela bomba atômica, viva novamente a ameaça da radioatividade.
Yoko Ono visitou o Museu da Paz de Hiroshima, inaugurado em 1955 e que faz um percurso sobre as consequências da bomba atômica lançada sobre a cidade, com exposições e fotografias perante as que a viúva de John Lennon mostrou seu "horror".
Antes de visitar o museu, fez uma ofereceu flores perante o monumento em homenagem às vítimas da bomba arrojada pelos EUA no dia 6 de agosto de 1945.
As autoridades de Hiroshima decidiram conceder o Prêmio de Arte da cidade a Yoko Ono por suas contribuições à paz mundial através da arte contemporânea.
Yoko Ono se pronunciou em várias ocasiões contra as armas nucleares com discursos para sua abolição como os efetuados em 2005 e 2010 na ONU, quando assistiu às conferências sobre o Tratado de Não-Proliferação Nuclear.

fonte:

Embraer entrega aeronave a museu em SP

Avião foi reformado durante seis meses por alunos do Senai / Foto: Lucas Lacaz Ruiz/Futura PressAvião foi reformado durante seis meses por alunos do SenaiFoto: Lucas Lacaz Ruiz/Futura Press
A empresa de aviação Embraer entregou nesta sexta-feira o primeiro EMB 120 Brasília do país ao MAB (Museu Aeroespacial Brasileiro). A aeronave fez seu primeiro voo há 28 anos, no dia 27 de julho de 1983.

O avião foi totalmente recuperado em seis meses por alunos do Senai (Serviço Nacional de Aprendizagem Industrial de São José dos Campos). O MAB mostra o desenvolvimento da tecnologia no país. No local é possível ver algumas das miniaturas de experimentos de Santos Dumont.

O museu fica na Avenida Brigadeiro Faria Lima, sem número, próximo ao aeroporto, em São José dos Campos, São Paulo.

fonte:

Prefeito entregará mais de mil casas e 1º Museu de Arte Sacra em Teresina

Os 159 anos de Teresina será comemorado com cultura, arte e inaugurações de praças



Os 159 anos de Teresina será comemorado com cultura, arte, inaugurações de praças e unidades habitacionais. Na manhã desta sexta-feira, dia 29, o prefeito de Teresina, Elmano Férrer, lançou a programação de atividades do aniversário da capital em solenidade no Palácio da Cidade. No evento, foi apresentada a campanha de anúncios comemorativos que leva o tema "O trabalho de todos faz a cidade melhor".
"A equipe tem trabalhado em harmonia e com dedicação. Sou apenas o maestro em um trabalho que vem dando certo", afirmou Elmano Férrer, acrescentando que um dos principais investimentos da administração municipal é a iluminação da cidade. "Queremos nos tornar uma das cidades mais iluminadas. Já temos recursos para isso e estamos trabalhando", destacou.
Na programação, está incluída a entrega de mais de mil casas, a inauguração do 1º Museu de Arte Sacra, criação do Jardim Botânico de Teresina e várias atividades culturais. Este ano o calendário de comemoração foi reduzido. Serão somente 16 dias. Em anos anteriores, a programação se seguia pelos 30 dias do mês de agosto.
Laurenice Franca, presidente da Fundação Monsenhor Chaves (FCMC), adiantou que o Museu de Arte Sacra da cidade terá mais de duas mil peças do século 18, 19 e 20. O prédio foi tombado pelo patrimônio e a casa pertencia ao 1º bispo piauiense Dom Paulo Hipólito de Sousa Libório. "È uma iniciativa fundamental para o resgate dessa parte de nossa cultura que não pode ficar esquecida", disse.
No dia 16 de agosto, dia do aniversário, haverá a missa em Ação de Graças pelos 159 anos de Teresina, Parabéns para Teresina com corte do bolo e serviços de cidadania, sessão solene da Câmara Municipal, entrega de medalhas do mérito conselheiro José Antônio Saraiva.
A abertura da programação será no dia 1º com o lançamento dos programas Fala Servidor, Provantagens e o Capacitação do Servidor Municipal. A solenidade será a partir das 10 horas no auditório do Serviço de Apoio ás Micro e Pequenas Empresas (Sebrae). No mesmo dia, às 18 horas, na Ponte Estaiada Mestre João Isidoro França, haverá o Concerto para Teresina com a Orquestra Sinfônica da cidade, a exposição do projeto Memórias do Banco do Brasil e a inauguração da iluminação da Avenida Raul Lopes. 

fonte:

Museu da Ruralidade abre hoje as portas


Abre hoje ao público o Museu da Ruralidade, em Entradas, no concelho de Castro Verde. O espaço conta com uma zona de exposições temporárias, onde estão patentes algumas alfaias agrícolas e objectos representativos da ruralidade campaniça; uma zona de exposições semi-permanentes, onde se poderá visitar uma oficina do ferreiro e uma área dedicada à oralidade [Núcleo da Oralidade] que tem como pano de fundo a Feira de Castro e a viola campaniça. A exposição “Máquinas, Objectos e Memórias da Ruralidade”, assinala o arranque das actividades deste espaço museológico.
Paulo Nascimento, vereador da Câmara de Castro Verde, diz que este projecto é o resultado de uma aposta da autarquia no que se refere à “salvaguarda e à dinamização do património, da tradição e da identidade” do concelho.
Amanhã e domingo decorrem visitas guiadas pelo Museu, às 11h, 15h, 17h e 19h.
No Sábado, este espaço recebe, Às 17 horas, uma sessão de Poesia Popular. Para Domingo, às 15h, está agendada uma Conversa com o artesão Manuel da Silva. 



fonte:
http://www.radiopax.com/noticias.php?go=noticias&id=12805&d=noticias