Listen to the text.

quarta-feira, 3 de agosto de 2011

O museu como instituição e pesquisa

A prática de redação e publicação de relatos sobre palestras, oficinas e debates presenciais vem sendo cultivada pelo Fórum Permanente desde as suas primeiras atividades. Destacamos aqui alguns relatos dos últimos eventos que tiveram sua documentação críticarealizada por nós:
 
Sobre o Seminário da 7a edição da SP Arte recomendamos a leitura dos textos do artista Gilberto Mariotti para as discussões em torno de coleções públicas e privadas, respectivamente - Lastro e memória e Empacotando a biblioteca.
 
A densidade das discussões do I Encontro Afro-Atlântico na Perspectiva dos Museus foi traduzida pelas antropólogas Ilana Seltzer Goldstein e Marina Capusso em textos igualmente densos, excelentes, Arte africana e o conceito de arte e Arte e contexto ou recorrentes problemas em se falar daquele que se apresenta ou apresentamos como o outro.
 
Dentro da grande variedade de assuntos abordada no III Encontro Paulista de Museusinteressou-nos especialmente a proposição do Museu do Futebol, que Carlos Eduardo Riccioppo compartilha com os leitores no relato O museu como instituição e pesquisa. Mais relatos sobre este Encontro serão publicados em breve e reunidos em um novo livro da Coleção Fórum Permanente.

fonte:

Museu Metropolitan devolve 19 peças arqueológicas ao Egipto


O Museu Metropolitan, em Nova Iorque, vai devolver ao Egipto 19 peças arqueológicas pertencentes ao túmulo do faraó Tutankhamon, anunciou este fim-de-semana o Conselho Supremo de Antiguidades Egípcias.
Uma das peças recuperadas, uma miniatura em bronze de um cãoUma das peças recuperadas, uma miniatura em bronze de um cão (DR)
Entre as peças que vão ser devolvidas, e que estão há mais de 50 anos no museu nova-iorquino, está uma miniatura de um cão em bronze, com cerca de dois centímetros de altura e uma pulseira com a forma de uma esfinge.

O anúncio feito pelo secretário-geral do Conselho Supremo de Antiguidades Egípcias, Mohamed Abdel Maqsud, informou ainda que o subdirector do Departamento de Arqueologia Egípcia, Atef Abul Dahab, está nos Estados Unidos a acertar os últimos pormenores do acordo e chegará ao Egipto com os objectos na terça-feira.

O Metropolitan decidiu entregar os objectos depois de longos anos de negociações entre os responsáveis egípcios e norte-americanos. Os dois países chegaram a acordo no final do ano de 2010. Na altura, Zahi Hawass, o então ministro das Antiguidades, anunciou que os objectos juntar-se-ão à colecção permanente de King Tut no novo Grand Egyptian Museumm, ainda em construção perto das pirâmides Giza e que deverá abrir portas em 2012.

Zahi Hawass foi demitido no início de Julho depois de ter sido duramente criticado pela sua relação próxima com o ex-Presidente Hosni Mubarak, afastado do poder em Fevereiro depois de várias manifestações populares.

As 19 peças arqueológicas, de pequeno tamanho, foram encontradas no túmulo de Tutankhamon, descoberto pelo arqueólogo britânico Howard Carter em 1922 na margem oeste do rio Nilo, na localidade de Luxor, a cerca de 700 km da capital. Na época, era prática comum os arqueólogos ficarem com alguns dos seus achados. As peças passaram para uma sobrinha de Carter, que terá então deixado os objectos arqueológicos ao museu de Nova Iorque.

“Estes objectos nunca deviam ter deixado o Egipto, e por isso devem pertencer ao governo do Egipto”, escreveu em comunicado Thomas Campbell, director do Museu Metropolitan.

Por seu lado, Abdel Maqsud agradeceu o gesto do museu nova-iorquino, destacando a ajuda que a instituição tem prestado ao Egipto na recuperação de peças arqueológicas, ilegalmente tiradas do território egípcio.

Até o novo museu estar concluído, as 19 peças recuperadas vão estar em exposição junto das antiguidades pertencentes a Tutankhamon, no Museu Egípcio do Cairo.

fonte:

Votuporanguenses representam município em reunião de museus

No último dia 27 de julho, aconteceu em Catanduva a segunda reunião do Pólo Regional de Museus do Sistema Estadual de Museus da Secretaria de Estado da Cultura (SISEM), que reuniu mais de 15 cidades que fazem parte do Pólo. 

Na ocasião foram discutidas estratégias de preservação do patrimônio museal da 8ª Região Administrativa de São José do Rio Preto, na qual as cidades convidadas mostraram ações e projetos relacionados. 

Representando Votuporanga estiveram presentes a responsável pelo Setor de Eventos Culturais da Secretaria Municipal da Educação, Cultura e Turismo Marinês da Silva Manhani de Lima, e o responsável pelo Setor de Museus e Patrimônios Históricos de Votuporanga, Evandro Ferreira. 

Em sua apresentação, Evandro falou sobre os projetos da instituição e finalizou com o vídeo do programa Cultura é Currículo “O povo agradece o sapato preto da menina”. Segundo Evandro, “é muito importante a articulação regional entre as instituições museais para conseguirmos recursos e trocar experiências nos fortalecendo enquanto pólo regional”, destacou. 

Eleição 

Durante o encontro aconteceu ainda a eleição do coordenador e suplente do Pólo da 8º Região de São José do Rio Preto, cargos responsáveis em representar os museus que fazem parte do Pólo, articulado diretamente com a Unidade de Preservação do Patrimônio Museológico e Secretaria de Estado da Cultura (UPPM) e Secretaria de Estado da Cultura. Na ocasião foram eleitos pela plenária como Coordenador do Pólo representantes Muhammed Baker, de Catanduva, e Evandro Junior Ferreira da Silva, como suplente e coordenador do Subpólo da Região de Votuporanga. 

“Muito trabalho há pela frente vamos nos articular enquanto região para mostrar para a Secretaria de Estado da Cultura o grande potencial cultural que as cidades possuem”, afirma Evandro.


fonte:
http://www.regiaonoroeste.com/portal/materias.php?id=31827