sábado, 27 de agosto de 2011

4ª Semana da Canção Brasileira em São Luiz do Paraitinga



A 4ª Semana da Canção Brasileira, sob curadoria da cantora Suzana Salles, vem mais uma vez cumprir o seu papel de discutir a canção popular na estância turística, e agora também Patrimônio Histórico Nacional, a cidade de São Luiz do Paraitinga.

A canção brasileira mais uma vez ganha grande destaque durante a realização da 4ª Semana da Canção Brasileira, que acontece entre os dias 12 e 18 de setembro, na estância turística e Patrimônio Histórico Nacional, a cidade de São Luiz do Paraitinga. Em sua quarta edição, o núcleo de formação potencializa sua programação oferecendo inúmeras oficinas para alunos e professores da rede pública da cidade, para o público participante e já cativo do evento, além de shows em vários espaços da cidade, com atrações que vão dos consagrados Dominguinhos, Leci Brandão e Geraldo Azevedo, até novos talentos como Tulipa Ruiz, Kiko Dinucci e Romulo Fróes, sem esquecer o público infantil, com shows de Hélio Ziskind e Banda Mirim. O evento é uma realização do Ministério da Cultura, da cidade de São Luiz do Paraitinga, apoio da Secretaria de Estado da Cultura de São Paulo e patrocínio da Sabesp e Cesp através da Lei Federal de Incentivo à Cultura.

Entre as oficinas que o público em geral terá acesso, estão assuntos fundamentais do cancioneiro brasileiro como o grande encontro entre João Gilberto e Tom Jobim, a obra de Edu Lobo e o canto incomparável da divina Elizeth Cardoso, todas elas ministradas por Zuza Homem de Mello. Também durante os dias da semana, o mestre em musicologia e doutorando em criação musical pela ECA-USP, cantor e compositor Sérgio Molina vai abordar temas e analisar aspectos das obras de Villa-Lobos, Chico Buarque, Milton Nascimento, Gal Costa e da Vanguarda Paulista. Este ano, além de palestras, o público vai se deleitar com excelentes documentários em quatro exibições no charmoso mercado da cidade, com comentários de Sérgio Molina e debate do público após a sessão. Na programação, Daquele Instante em Diante, que focaliza com maestria a obra de Itamar Assumpção.

A Semana da Canção Brasileira torna-se cada vez mais fundamental para a programação fixa da cidade. O ano de 2010 foi marcado por incrível chuva que deixou a cidade submersa e seu patrimônio material ameaçado. E foi justamente aí que apareceu com mais força a grande importância de seu tesouro imaterial, nas palavras da curadora do evento, a cantora Suzana Salles. “A cultura peculiar e criativa, celebrada incansavelmente ao longo dos últimos anos, virou moeda forte na reconstrução da cidade. Nesse cenário, é relevante lembrar que a Semana da Canção Brasileira é antes de tudo uma reflexão sobre o maior patrimônio imaterial do país, nossa canção popular”, completa Suzana. A edição do evento, este ano, será também uma vitória para o povo local, que merece celebrar junto com o imenso público que deverá comparecer durante a tão esperada 4ª Semana da Canção Brasileira.

fonte:

II Fórum Estadual de Museus debaterá propostas e diretrizes para o setor (RJ)

Evento ocorre nos dias 31 de agosto e 1 de setembro, no Teatro João Caetano



A Secretaria de Estado de Cultura (SEC), por meio da Superintendência de Museus e o Sistema Estadual de Museus, promove, nos próximos dias 31 de agosto e 1 de setembro, no Teatro João Caetano, o II Forum de Museus do Estado do Rio de Janeiro. O evento reunirá representantes de museus, de instituições de ensino, da sociedade civil e gestores públicos, de todo o Rio, além de convidados vindos de outros estados, como Brasília e Bahia.

De acordo com Márcia Bibiani, superintendente de Museus da SEC, o Fórum representa a continuidade da política de ação adotada pela secretaria na área de museus e servirá para debater o desenvolvimento de propostas e os compromissos assumidos com a implantação do Sistema Estadual de Museus do Rio de Janeiro. "Vamos aprofundar os temas discutidos no primeiro fórum, em 2009, prestar contas sobre nossas realizações nesse período, discutir outras questões para a implantação da política setorial de museus e, ainda, pensar num modelo de estatuto estadual para o setor, com recomendações dos demais participantes", disse. 

Ainda segundo a superintendente, a partir do primeiro fórum foi realizado um diagnóstico em todos os municípios do estado para identificar a situação desses equipamentos culturais fluminenses. De acordo com ela, durante o fórum será lançada a versão em português do Código de Ética do Conselho Internacional de Museus, aprovado em 2007, estipulando padrões mínimos para a prática profissional e a atuação dos museus e seus profissionais.

Segundo Lucienne Figueiredo, assessora-chefe do Sistema Estadual de Museus, será apresentado o Panorama Museal de Nosso Estado, diagnóstico elaborado a partir de visitas técnicas realizadas pelo Sistema a todos os municípios do Estado do Rio. 

Confira abaixo a programação:



Quarta-feira, 31 de agosto de 2011

8h30 – Credenciamento

10h - Abertura

Adriana Scorzelli Rattes  - Secretária de Estado de Cultura do Rio de Janeiro

José do Nascimento Junior  - Presidente do Instituto Brasileiro de Museus – IBRAM

Franklin Pedroso - Coordenador de Artes Visuais da Secretaria Municipal de Cultura do Rio de Janeiro

Márcia Bibiani  - Superintendente de Museus da Secretaria de Estado de Cultura do Rio de Janeiro

Lucienne Figueiredo - Assessora-chefe do Sistema Estadual de Museus (SIM-RJ)

11h – Palestra de Abertura : O Cenário da Política Estadual de Museus da Secretaria de Estado de Cultura  -  Adriana Rattes – Secretária de Estado de Cultura do Rio de Janeiro

12h30 - Brunch

14h -  MESA 01 : A Política Setorial de Museus

Participantes:

Márcia Bibiani – Superintendente de Museus

Rafaela Zanette – Assessora da Superintendência de Museus

Maria Célia T. Moura Santos – Diretora de Museus do Instituto do Patrimônio Histórico da Bahia

Marli Fávero - Coordenadora do Sistema de Museus de Santa Catarina

Mediação: Gabriela Alevato  - Museóloga do Ecomuseu Ilha Grande/UERJ

14h - Construindo a Política Estadual de Museus do Rio de Janeiro  - Márcia Bibiani e Rafaela Zanette

15h - O Instituto Estadual de Museus da Bahia  - Maria Célia T. Moura Santos

16h - A Política Estadual de Museus de Santa Catarina - Marli Fávero

17h -  Lançamento do Código de Ética do Profissional de Museus – versão lusófona

Denise Grinspum - Presidente do Comitê Brasileiro do ICOM

18h -  Coquetel de Confraternização -  Apresentação do Quinteto de Jazz do Corpo de Bombeiros  - Teatro João Caetano. 



Quinta-feira,  1 de setembro de 2011

9h – Palestra de Abertura :

Princípios basilares do Estatuto de Museus

Mario Chagas – Diretor de Processos Museais do IBRAM

10h30 - Café

Das 11h às 13h - MESA 02 : Pensando o Estatuto Estadual de Museus do RJ

Participantes:

Mario Chagas – Diretor de Processos Museais do IBRAM

Cícero de Almeida - Coordenador de Patrimônio Museológico do IBRAM

Ana Maltez - Assistente do Departamento de Processos Museais do IBRAM

Mediação: André Angulo , Museólogo do Museu da República - RJ

11h - Notas para construção do Estatuto Estadual de Museus

Cícero de Almeida

12h - A Regulamentação do Estatuto de Museus  - Ana Maltez

Debate

15h -  Encerramento



fonte:

Colecionadores de camisa têm encontro no Museu do Futebol


É hora de tirar as camisas de futebol favoritas da gaveta para mostrar para outros colecionadores durante encontro no Museu do Futebol (Praça Charles Miller), em São Paulo, neste sábado (27), a partir das 10h.
É a quarta edição do evento, aberto para público de todas as idades. Como o encontro será realizado do lado de fora do museu, não precisa pagar ingresso. Informações: 3664-3848 e www.museudofutebol.org.br
E MAIS - Além da troca de experiências, o jornalista e pesquisador José Renato Santiago vai expor camisas com distintivos incomuns, tema do seu livro Os Distintivos de Futebol Mais Curiosos do Mundo. Ele descobriu, por exemplo, que um clube da Paraíba, o Esporte Clube de Patos, usa o Pato Donald como mascote.

fonte:

Fotografia do Museu Théo Brandão é publicada em revista nacional


Divulgação/ UFAL
A fotografia do prédio do Museu Théo Brandão da Universidade Federal de Alagoas (UFAL) foi publicada na 15ª edição da Revista Brasileira de Pós-graduação – RBPG. Nesta edição o veículo cerca de 14.500 acessos online no trimestre. O registro foi feito pelo fotógrafo Renner Boldrino, a serviço da Assessoria de Comunicação da Ufal.
A revista traz um breve histórico sobre a edificação que abrigou o Lar da Universitária Alagoana, residência universitária feminina, na década de 70. “Com a construção da Residência Universitária, o Museu Théo Brandão de Antropologia e Folclore, anteriormente situado no ex-campus Tamandaré, foi transferido em caráter permanente em 1977 para o prédio no centro de Maceió”, relata a revista.
O Museu Théo Brandão de Antropologia e Folclore foi criado no dia 20 de agosto de 1975 e recebeu este nome por ter sido criado para abrigar a coleção de arte popular doada pelo professor e folclorista Théo Brandão em 1977 para a V Festa do Folclore Brasileiro, realizada em Maceió. Atualmente, a coleção se encontra na sede do museu, na Avenida da Paz, 1490, centro de Maceió. 

fonte:

Museu Ferroviário comemora 22 anos de existência


Museu está recebendo a exposição de 12 telas do artista e ex- ferroviário Vivaldo Pitta


O Museu Ferroviário Regional, órgão da Secretaria Municipal de Cultura, completa 22 anos de existência nesta sexta-feira, dia 26.
A solenidade de comemoração contou com a entrega de um certificado em homenagem ao artista e ex-ferroviário Vivaldo Pitta, falecido neste ano, por sua importância na história da ferrovia. Quem recebeu a homenagem foi Maria Ercy Pitta, esposa do homenageado, das mãos do Secretário da Cultura, Elson Reis. Também participaram da solenidade os vereadores Roque Ferreira e Francisco Carlos de Góes (Carlão do Gás).
A Maria Fumaça realizou passeios  com escolas da cidade e com os idosos atendidos pelo Centro de Referência em Assistência Social do Jd. Ferraz. Nesta quinta-feira (25), foi realizada apresentação de moda de viola e catira pelo Clube da Viola.
Também em comemoração ao aniversário o Museu está recebendo a exposição de 12 telas do artista e ex- ferroviário Vivaldo Pitta. As obras são do acervo do Museu Ferroviário e estarão em exibição até o dia 26 de setembro, no Museu Ferroviário Regional de Bauru, que fica na Rua 1º de Agosto, quadra 01.

fonte: