sexta-feira, 14 de outubro de 2011

Mostra sobre a índia no CCBB reserva grandes surpresas para o público

 Conhecido como um dos países mais fascinantes do planeta, a Índia reserva a seus visitantes e apaixonados adoradores grandes surpresas quando os temas são cultura e arte.

alt

E explorando estas vertentes, a exposição 'Índia' chega ao Centro Cultural Banco do Brasil em 12 de outubro, reunindo cerca de 380 peças, trazendo itens que vão do milenar ao contemporâneo, revelando a vasta cultura indiana.
Exposição temática, interativa e multimeios que abrange 3 mil anos da cultura indiana, da antiguidade à contemporaneidade, apresentando peças procedentes de museus, instituições culturais, colecionadores brasileiros e internacionais. A mostra está dividida em quatro grandes temas: Homem, Reis, Deuses e Contemporaneidade e terá desdobramentos em Cinema, Ideias e Música.
As peças antigas vêm do Museu de Arte Asiática de Berlim, do Museu Rietberg, de Zurique, do Museu Volkenkunde, da Leiden (Holanda), do Museu Histórico Nacional, do Rio de Janeiro, e de coleções particulares. Instituições privadas e artistas indianos emprestam fotografias antigas e itens de arte popular. A exposição marca a comemoração do aniversário de 22 anos do CCBB. 

fonte:

Conheça lugares ao ar livre em SP para levar as crianças

Dez anos atrás, Stephanie Habrich, 40, morava em Nova York, mas estava com a cabeça em São Paulo, onde passou a infância. Ela tinha o sonho de montar uma editora infantil por aqui.


Stephanie Habrich, 40, critou a editora Magia de Ler e indica lugares ao ar livre para levar os pequenos em São Paulo
Stephanie Habrich, 40, critou a editora Magia de Ler e indica lugares ao ar livre para levar os pequenos em São Paulo
No 11 de Setembro, ela trabalhava em um banco alemão no quarto andar de uma das Torres Gêmeas. Sobreviveu. "Achei que era um avião de acrobacia. Quando vi que não, desci as escadas e fui correndo pra casa", conta.

Em 2006, com a transferência do marido para São Paulo, Stephanie levou o sonho adiante. Hoje, orgulha-se da Magia de Ler, que publica revistas como a "Toca" e a "Peteca".

Moradora do Alto da Boa Vista, zona sul, Stephanie incentiva seus três filhos a fazer programas ao ar livre. "Eles nunca estão na frente da TV, jogando videogame ou brincando dentro de casa", afirma.


Praça Pereira Coutinho
"A praça foi reformada e o jardim é bem cuidado. Lá, dá para encontrar espaços com casinhas de madeira, gangorra e trepa-trepa."
Pça. Pereira Coutinho (entre as ruas Domingos Fernandes e Baltazar da Veiga), Vila Nova Conceição, zona sul, São Paulo, SP.

Série Aprendiz de Maestro
"São espetáculos infantis que unem teatro e orquestra. Todos os recursos vão para a Tucca, que cuida de crianças com câncer. O próximo é em 22/10"
Sala São Paulo. Pça. Júlio Prestes, 16, Campos Elíseos, centro, São Paulo, SP. Tel.: 0/xx/11/3223-3966 e 3057-0131 (reservas); R$ 45 a R$ 55

Theatro Municipal
"A arquitetura e os grandes salões impressionam as crianças. O legal com os pequenos é pegar um metrô no domingo cedo e assistir a um dos concertos que acontecem às 11h."
Pça. Ramos de Azevedo, s/nº, centro, São Paulo, SP. Tel.: 0/xx/11/3397-0300 e 3397-0327 (bilheteria).

Parque do Povo
"Frequento bastante esse parque com meus filhos aos finais de semana. Tem um monte de brinquedos e pista para bicicleta. Gostamos de levar lanche e fazer um piquenique juntos."
Av. Henrique Chamma, s/nº, Chácara Itaim, região oeste, São Paulo, SP

Museu de Arte Mágica e Ilusionismo
"No museu, no Ipiranga, há fotos e vídeos de mágicos e ilusionistas. Eles dão aulas e mostram às crianças experiências e truques."
R. Silva Bueno, 519, cj. 42, Ipiranga, zona sul, São Paulo, SP. Tel.: 0/xx/11/2068-7000. É necessário agendamento prévio.

MANUELA AQUINO
COLABORAÇÃO PARA A sãopaulo



Maria do Carmo/Folhapress

--
Postado por Museu da Mágica no Museu de Arte Mágica, Ilusionismo, Prestidigitação

V Encontro Brasileiro de Palácios, Museus-Casas e Casas Históricas

Curadora do Acervo dos Palácios fala de sustentabilidadeTema será discutido no V Encontro Brasileiro de Palácios, Museus-Casas e Casas Históricas, evento apoiado pela Feambra que será realizado entre 16 e 18 de novembro, em São Paulo




Curadora do Acervo dos Palácios fala de sustentabilidade
acervo do palacio
Já estão abertas as inscrições para o V Encontro Brasileiro de Palácios, Museus-Casas e Casas Históricas, em São Paulo-SP (www.acervo.sp.gov.br). O evento, que conta com o apoio da Feambra, será realizado entre os dias 16 e 18 de novembro e terá como tema 'Preservar para o Futuro - Sustentabilidade nos Palácios, Museus-Casas e Casas Históricas'. Para saber mais sobre o V Encontro, a Feambra ouviu com exclusividade a Presidente do Conselho Consultivo e Curadora do Acervo Artístico-Cultural dos Palácios do Governo do Estado de São Paulo, Ana Cristina Barreto de Carvalho. Confira os principais trechos da entrevista:
F.: Como será trabalhado o tema da sustentabilidade?
A.C.B.C.: 
Este tema é multidisciplinar, com toda a programação associada a esta ideia, com uma abordagem interessante para várias disciplinas. No caso de museus, se pensa em práticas sustentáveis, atrativas para públicos numerosos. Em um mundo que muda a cada minuto, vemos a necessidade de pensar o conceito também para museus. Não só da sustentabilidade econômica, financeira, ambiental, mas também social. O tema do Dia Internacional dos Museus de 2012 também tratará da responsabilidade social dos museus e a sustentabilidade deverá ser tema da Conferência Geral do ICOM a ser realizado no Rio de Janeiro em 2013.
F.: Neste contexto, qual é a relevância das Associações de Amigos?
A.C.B.C.: 
As Associações de Amigos são importantíssimas na formação de opinião. AFeambra tem um papel importante na construção de conhecimento sobre a formação de público, a importância da visitação ao museu, a formação de valor do bem patrimonial. Não atua só na busca de apoio e de patrocínios, mas desempenha um papel educativo patrimonial. Todo museu deve ter uma Associação de Amigos. Até do ponto de vista de gestão, as Associações de Amigos têm papel importante, também na pesquisa, apontando e sinalizando parceiros. Estes formadores de opinião, como os Amigos, formam valores culturais.
F.: Nesta 5ª. edição do evento, o que mudou?
A.C.B.C.: 
Ele já é uma tradição e mudamos sua concepção desde o evento do ano passado. Estabelecemos um roteiro de visitas (este ano há visitas ao centro de São Paulo, a fazendas em Itu - SP, entre outros), e a experiência mostra que é muito mais dinâmico e interessante fazer discussões nos próprios espaços do que ficar três dias fechados em um mesmo espaço.
F.: E a preservação para o futuro?A.C.B.C.: Existia um preconceito em relação ao turismo cultural. Hoje há um entendimento de manter uma programação consistente, porque os cofres públicos estão se esgotando. Há a necessidade de realizar as parcerias público privadas, de fazer pesquisas para aproximar o museu da sociedade, de analisar as possibilidades de os locais encontrarem suas vocações. Precisamos pensar ações que garantam permanência, para que os museus continuem atrações locais. Por exemplo, quando pensamos nas fazendas históricas, temos de discutir como os herdeiros podem manter estes espaços. Apesar de serem patrimônio privado, são importantes marcos históricos também. 

fonte:

palestras Museu de Ideias...com o tema “Turismo e Museus"


A Fundação Casa de Rui Barbosa (FCRB), o Museu de Astronomia e Ciências Afins (MAST) e os Museus Castro Maia (MCM) promovem o ciclo de palestras Museu de Ideias. A série, com entrada franca, tem como objetivo ampliar e divulgar pesquisas em educação não formal além de fomentar o debate sobre ações educativas em museus entre profissionais que atuam em diferentes espaços museólogicos.


Clique na foto para ampliar
O próximo encontro será no dia 18 de outubro, às 14 horas, na sala de cursos da FCRB, com o tema “Turismo e Museus: controvérsias e possibilidades”, ministrado pela professora Karla Godoy (UFF).
A palestra abordará a relação entre turismo e museus, buscando uma análise crítica de suas controvérsias e convergências possíveis.




Palestrante:
Karla Godoy: mestre em Memória Social (UNIRIO), doutora em Políticas Públicas e Formação Humana (UERJ), pós-doutora em Antropologia (UFF). Professora-adjunta do Departamento de Turismo da Universidade Federal Fluminense e coordenadora do T-Cult Grupo de Pesquisa Turismo e Cultura.


fonte:
http://www.casaruibarbosa.gov.br/interna.php?ID_S=9&ID_M=2124