Listen to the text.

sábado, 22 de outubro de 2011

Exposição no Museu Afro Brasil recria ambientes do sertão

A religiosidade, a arte e a história do sertão nordestino são tema de mostra que leva cerca de 800 obras ao Museu Afro Brasil, em São Paulo. Pinturas, esculturas, gravuras, ex-votos, roupas, fotografias, instalações e documentos reproduzem o ambiente no qual vive o homem sertanejo.



Imagens de Padre Cícero, em Juazeiro
Inaugurada nesta quinta-feira (20), O sertão: da caatinga, dos santos, dos beatos e dos cabras da peste ficará em cartaz até abril de 2012.
Com curadoria de Emanoel Araújo, a mostra leva o espectador à caatinga e ao cotidiano do sertanejo, do ofício às residências, trazendo um misto de cultura, costumes e fé. O visitante é apresentado às casas rurais, aos objetos de marcar boi, artefatos de selarias, livros de cordel e altares. Para tornar a experiência mais próxima, a exposição contará com cenários e recursos multimídia, com espaços com luzes e sons desenvolvidos pelo cenógrafo convidado André Calazares.
Também estão entre os atrativos as vestimentas do beato José Lourenço, que liderou a comunidade Caldeirão de Santa Cruz do Deserto, localizada no Crato (CE), e fotografias da ABA Film, nas quais são retratados objetos e indumentárias de cangaceiros como Lampião e Maria Bonita. Outras figuras que se destacam na mostra são Antonio Conselheiro, Padre Cícero e Beata Maria Araújo.
Além de peças do acervo do Museu Afro Brasil, a mostra contará ainda com contribuições do Museu Histórico do Ceará (Fortaleza, CE), Fundação Joaquim Nabuco (Recife, PE), Instituto Histórico e Geográfico de Alagoas (Maceió, AL) e Instituto Arqueológico Histórico e Geográfico de Pernambuco (Recife, PE).
Serviço
O sertão: da caatinga, dos santos, dos beatos e dos cabras da peste
De 21 de outubro de 2011 a 1º de abril de 2012
Museu Afro-Brasil
Av. Pedro Álvares Cabral, s/n - Parque do Ibirapuera - Portão 10
De terça a domingo das 10h às 17h

fonte:

Colombo sanciona novo Decreto-Lei para o Sistema Estadual de Museus



Às vésperas do 3º Fórum Estadual de Museus, que ocorre de 24 a 26 de novembro em Chapecó, o Sistema Estadual de Museus (SEM/SC), administrado pela Fundação Catarinense de Cultura (FCC), tem um novo Decreto-Lei, em substituição ao que regia suas atividades desde 2006.

O governador de Santa Catarina, Raimundo Colombo, sancionou o texto do Decreto-Lei 599 de 18 de outubro de 2011, após o texto-base da legislação ser tema de consulta pública ao setor museológico catarinense.
 A principal mudança diz respeito ao Comitê Gestor do SEM/SC, que passará a ser representado pelas sete regiões museológicas. Cada região de Santa Catarina contará com um representante junto ao Sistema para propor ações e analisar propostas, o que regionaliza a atuação do SEM/SC. A íntegra do novo Decreto está disponível na página do Patrimônio Cultural da FCC (www.fcc.sc.gov.br/patrimoniocultural).

  • Sobre o SEM/SC
  •  
O Sistema Estadual de Museus é um setor subordinado à Diretoria de Preservação do Patrimônio Cultural da FCC, que visa a sistematizar e implementar políticas públicas aos museus de todo o Estado, com diretrizes estabelecidas de forma democrática e participativa por estas instituições.
 Em 2005, com a implantação do Sistema Brasileiro de Museus e das políticas públicas voltadas à área museológica pelo Ministério da Cultura, a FCC promoveu um amplo debate a fim de orientar a atuação do Estado em favorecimento aos museus. Ainda naquele ano, foi realizado, em Florianópolis, o 1º Fórum Estadual de Museus, reunindo 115 profissionais da área museológica catarinense que sugeriram, debateram e aprovaram as diretrizes norteadoras da Política Estadual de Museus.
 No ano seguinte, foi sancionado pelo Governo de Santa Catarina o Decreto-Lei 4.163 de 29 de março de 2006, instituindo o Sistema Estadual de Museus (SEM/SC), vinculando-o à estrutura administrativa da FCC.

  •  3º Fórum Estadual de Museus
  •  
A partir desta segunda-feira (24/10), museólogos de todas as regiões do Estado estarão reunidos em Chapecó para o 3º Fórum Estadual de Museus.
Nesta edição, o evento tem por objetivo estabelecer ações da Política Estadual de Museus para os próximos quatro anos de forma aberta e democrática, com a participação da sociedade civil de todas as regiões de Santa Catarina, além do debate e reflexão sobre o tema Gestão Cultural e Compromisso Social.
O 3º Fórum Estadual de Museus ocorrerá no Centro de Cultura e Eventos Plínio Arlindo de Nês, no Centro de Chapecó. Durante sua realização, haverá uma eleição que definirá a nova composição do Comitê Gestor do SEM/SC.

fonte:

A programação completa do evento e outras informações estão disponíveis no site da FCC (www.fcc.sc.gov.br).