domingo, 20 de novembro de 2011

Museus brasileiros não possuem planos de segurança satisfatórios

A maior parte (58,8%) dos museus brasileiros não possui planos de segurança e de emergência satisfatórios, segundo diagnóstico do Ibram (Instituto Brasileiro de Museus).

Apesar de terem sistemas de combate a incêndio (presentes em 75,7% dos prédios) e a furtos e roubos (69,8%), as instituições não estão preparadas para outras eventualidades. Só 34,4% possuem planos para a evacuação de pessoas e 22,5%, para a retirada das obras.

A informação é da coluna de Mônica Bergamo, publicada na Folha desta quarta (a íntegra está disponível para assinantes do jornal e do UOL, empresa controlada pelo Grupo Folha, que edita a Folha).
O presidente do Ibram, José do Nascimento Júnior, diz que, como o Brasil não está sujeito a catástrofes como terremotos e furacões, não existe uma "cultura de segurança" para emergências nos museus do país.

fonte:
http://www1.folha.uol.com.br/ilustrada/1007046-museus-brasileiros-nao-possuem-planos-de-seguranca-satisfatorios.shtml