sábado, 10 de março de 2012

Mostra no Museu do Café homenageia Dia Internacional da Mulher

Exposição de fotografias mostra a relação entre as mulheres, o café o Centro Histórico de Santos
O Museu do Café, no Centro Histórico de Santos, inaugura nesta quinta-feira, 8, no Dia Internacional da Mulher, a exposição "Mulheres, Café e Centro". A exposição revela a ligação histórica que a mulher tem com esse produto tão importante para o desenvolvimento econômico do país.

"Os negócios com café sempre foram uma área masculina, mas houve participação feminina na catação, por exemplo", diz a diretora técnica do Museu do Café, Marília Bonas, referindo-se ao processo de separação manual de grãos. "Hoje a presença feminina já é mais percebida com as baristas".

A mostra reúne trabalhos de fotógrafos amadores santistas que participaram de uma oficina em setembro do ano passado coordenada por Gino Pasquato.

O objetivo inicial da oficina não era realizar a mostra. "Não imaginávamos que a produção seria plasticamente tão rica. O resultado ficou tão bacana que decidimos montar a exposição", afirma Marília.

Serviço:

Mostra "Mulheres, o Centro e o Café"
Data: 08 a 31 de março de 2012
Horário: Segunda a sábado das 8h às 18h, domingos das 10h às 18h
Local: Museu do Café - Espaço da Cafeteria do Museu
Endereço: Rua XV de Novembro, 95, Centro Histórico, Santos/SP
Preço: Grátis
Informações: http://www.museudocafe.org.br

Museu do torpedo na Noruega

Na pacífica costa da Noruega a segurança e defesa sempre foram levadas a sério.

No período da guera fria entre a antiga União Soviética e os Estados uma elaborada fortificação foi crescendo e hoje sem utilidade as instalações e armamento fazem parte do museu do Torpoedo.

O director Gunnar Furre mostra-nos o interior das instalações tais quais eram há várias décadas. “É muito excitante poder mostra à juventude o orgulho que sentimos com o desafio da altura”. 

Afastada a ameaça da guerra, o cenário, digno de um James Bond, é mantido e estará ao alcance de todos a partir deste verão.

Localizado na ilha de Askoy, perto de Bergen, o Museu do Torpedo promete contar de forma viva uma parte da história recente da Noruega e do mundo.

video: Play/Pause Video


fonte:
http://pt.euronews.com/2012/03/09/museu-do-torpedo-na-noruega/

Museu Etnográfico da Murtosa recebe exposição de cangas, a partir de 10 de março

No próximo sábado, dia 10 de março, pelas 15h, no Museu Etnográfico da Murtosa, terá lugar a inauguração da exposição de cangas, construídas pelo artesão Murtoseiro Joaquim Ruivo. A mostra estará patente ao público até ao dia 5 de abril e é a segunda de um ciclo de exposições temporárias, subordinadas à temática do artesanato, organizadas pela Câmara Municipal, a ter lugar naquele espaço museológico, depois da exibição de miniaturas de embarcações do artesão José Pereira, que decorreu durante o mês de fevereiro.


O ARTESÃO:
Joaquim Tavares dos Santos, mais conhecido por Joaquim Ruivo, nasceu na Freguesia do Bunheiro, Concelho da Murtosa, a 29 de julho de 1944. Reside no lugar do Agro, no Bunheiro. É casado e pai de 3 filhos.

A arte de fazer cangas, apreendeu-a bem cedo, por volta dos 14 ou 15 anos, com o seu pai, Joaquim Ferreira dos Santos, também conhecido por Joaquim Ruivo. Aos 20 anos, como muitos da sua geração, decide embarcar para a pesca do Bacalhau. Deixada a faina, ainda trabalhou 2 anos nas bombas de gasolina da Varela até que, aos 28 anos, emigra para o Luxemburgo, onde trabalha numa carpintaria durante 5 anos.

O apelo da Terra Mãe e a ausência da família fazem-no regressar à Murtosa, para trabalhar na Agricultura, atividade que mantém até hoje, sempre em paralelo com a sua paixão de sempre: a construção de cangas.


AS CANGAS:
A canga é a peça de madeira, que se coloca no cachaço dos animais, para fazer a adaptação destes ao carro ou às alfaias agrícolas.

A cangas, autênticas obras de arte, apresentam motivos florais ou outros, em baixo relevo, podendo ser pintadas, ou não, sendo encabeladas com tufos alternados de cabelo branco ou negro, de crinas ou rabos de cavalo.


CICLO DE EXPOSIÇÕES TEMÁTICAS 2012
Com a implementação deste projeto, designado “ciclo de exposições temáticas 2012”, a Câmara Municipal tem como objetivo imprimir novas dinâmicas ao Museu Etnográfico da Murtosa, oferecendo ao visitante outras perspetivas sobre o património Murtoseiro, para além da exposição permanente, que reúne peças associadas aos usos e costumes das gentes marinhoas, dando relevância àquelas que têm sido, desde tempos ancestrais, as principais atividades económicas desta Terra: a agricultura e pesca.

Para além de dar a conhecer os trabalhos produzidos, pretende a Autarquia reconhecer publicamente o talento de um conjunto de artesãos Murtoseiros que, de forma ímpar, vão, com o seu trabalho, perpetuando a matriz identitária Marinhoa.

O Museu Etnográfico da Murtosa está instalado no edifício da Junta da Freguesia da Murtosa, conhecido por “Casa dos Escuteiros”, na Praceta Dr. Araújo e Castro, na Freguesia da Murtosa, e está aberto ao público de terça a sábado, das 9h às 12.30h e das 14h às 17.30h. As entradas são gratuitas.


fonte:
http://www.ribeirinhas.com/jornal/2012/03/09/museu-etnografico-da-murtosa-recebe-exposicao-de-cangas-a-partir-de-10-de-marco/



Artes Visuais: edital 2012 em João Pessoa-PB


A galeria de arte Archidy Picado, da Fundação Espaço Cultural da Paraíba – Funesc, em João Pessoa-PB, tem inscrições abertas até 30 de março para ocupação. Podem participar artistas e/ou grupos cuja propostas se adequem ao espaço físico da galeria. Vale desenho, pintura, escultura, instalações, entre outras linguagens. Mais detalhes do edital no site da Funesc


 Galeria Archidy Picado, da Fundação Cultural do Estado. João Pessoa-PB.

Galeria Archidy Picado
Funesc – Rua Abdias Gomes de Almeira, 800 – Tambauzinho – João Pessoa – PB
(83) 3211/6222 editalgaleria2012@gmail.com