quinta-feira, 22 de março de 2012

Adidos culturais discutem marco regulatório para museus e coleções


 
O Instituto Brasileiro de Museus (Ibram/MinC) promoveu, no dia 13 de março, reunião com embaixadores e adidos culturais de 11 países latino-americanos. O encontro teve como objetivo aumentar a articulação do setor museal na região.

A iniciativa aprovada durante a 36ª Conferência Geral da Unesco, ocorrida em novembro de 2011, sobre a construção de um marco regulatório internacional para proteção e promoção de museus e coleções esteve no foco do debate.

O encontro serviu como preparação para a Reunião de Especialistas em Patrimônio Museológico e Coleções, a ser realizada em meados de julho no Rio de Janeiro (RJ). Estiveram presentes representantes das embaixadas de Barbados, Colômbia, Cuba, El Salvador, Equador, Haiti, Honduras, México, Paraguai, Peru e Venezuela.
Representantes do Ministério da Cultura, Ministério das Relações Exteriores e Organização dos Estados Iberoamericanos (OEI), que também participaram da reunião, reconheceram a importância da iniciativa. A reunião foi considerada mais um passo na construção permanente e coletiva da proposta aprovada pela Unesco dentro do contexto latino-americano.

Texto: Ascom/Ibram

Prefeitura apoia criação do Museu das Águas de Porto Alegre

No Dia Mundial da Água, 22 de março, às 10h30, a bordo do barco Cisne Branco, será assinado um protocolo de intenções para formalizar o apoio à criação do Museu das Águas de Porto Alegre (Musa). O evento terá a presença do governador do Estado, Tarso Genro, do prefeito de Porto Alegre, José Fortunati, do diretor-geral do Departamento Municipal de Água e Esgotos, Flávio Presser, e de representantes das demais entidades apoiadoras do projeto. A criação do Museu das Águas vem sendo preparada desde 2009 por um grupo de trabalho coordenado pela artista plástica Zorávia Bettiol, a partir de uma proposta do engenheiro Luiz Antônio Timm Grassi.
O Musa deve ser construído às margens do lago Guaíba, e suas atividades se desenvolverão em torno de três eixos: histórico (como museu de memória das atividades que giram em torno da água), educativo (como instrumento de conscientização sobre a gestão dos recursos hídricos) e artístico (como espaço de criação e exposição de manifestações artísticas tendo a  água como tema, material ou suporte). O museu deverá constituir-se em um ícone na orla do Guaíba e um centro de referência local, estadual e nacional da gestão das águas.
Integram a Comissão Pró-Museu das Águas as seguintes instituições: Prefeitura Municipal de Porto Alegre, Departamento Municipal de Água e Esgotos (Dmae), Governo do Estado, Fundação Estadual de Planejamento Metropolitano (Metroplan), secretarias estaduais da Cultura, do Meio Ambiente, de Obras, de Irrigação e Desenvolvimento Urbano e de Habitação e Saneamento, Universidade Federal do Rio Grande do Sul (Ufrgs), Associação Brasileira de Engenharia Sanitária e Ambiental (Abes-RS), Associação Rio-grandense de Imprensa (ARI), Associação Gaúcha de Proteção ao Ambiente Natural (Agapan), Associação Rio-grandense de Artes Plásticas Francisco Lisboa, Instituto de Arquitetos do Brasil (IAB) e Lions Club (Distrito LD-3).
Informações sobre o evento poderão ser obtidas junto à comissão pró-museu, pelo fone (51) 3225-6636.

/saneamento
Texto de: Maria de Lourdes Wolff
Edição de: Vanessa Oppelt Conte
Autorizada a reprodução dos textos, desde que a fonte seja citada.