domingo, 8 de abril de 2012

FUNARTE ABRE EDITAL PARA O PRÊMIO FUNARTE DE ARTE CONTEMPORÂNEA


As inscrições para os editais do Prêmio Funarte de Arte Contemporânea, ficam abertas até o dia 20 de abril. O edital contemplará projetos de ocupação para os espaços de artes visuais da Fundação Nacional de Artes em Recife (PE), Belo Horizonte (MG), Brasília (DF) e São Paulo (SP), e é válido para artistas de todo o território brasileiro, representados por pessoas físicas ou jurídicas. Além disso, o regulamento dá ampla liberdade quanto às linguagens a serem utilizadas nos projetos, que podem ser direcionados a qualquer público.

Em Pernambuco, a ação premiada pelo edital deve ocupar a Sala Nordeste, que em dezembro recebeu a exposição “This_Placements”, do artista visual César Meneghetti, contemplada pela edição 2011 do Prêmio Funarte de Arte Contemporânea.

Por intermédio deste processo seletivo a Fundação pretende estimular a multiplicidade e a diversidade de linguagens e tendências da região, em seus vários tipos de manifestação, incentivar a produção artística e promover sua difusão, bem como a reflexão e a troca de informações por toda a comunidade ligada às artes visuais. O acesso do público a todas as ações ou produtos gerados pelo Prêmio será gratuito.

Os proponentes podem inscrever quantos projetos desejar, para o edital de 2012, mas apenas um projeto poderá ser contemplado, em uma única cidade. Os critérios de seleção deste edital, cujas inscrições tiveram início no dia 6 de março, observarão, entre outras questões, o planejamento e a divulgação necessária para a disponibilização dos resultados à sociedade, e ainda a adequação à arquitetura e às especificidades de cada espaço da Funarte.

fonte:

Ibram propõe roteiro cultural para museus do Rio de Janeiro durante a Rio+20

Tendo em vista a realização da Conferência das Nações Unidas sobre Desenvolvimento Sustentável (Rio+20), entre os dias 13 e 22 de junho de 2012, na cidade do Rio de Janeiro, o Instituto Brasileiro de Museus (Ibram/MinC) convida museus e entidades culturais do Estado do Rio de Janeiro a colaborarem na elaboração de um roteiro cultural Museus Rio +20.
 
O objetivo é convocar a comunidade a discutir, vivenciar e trocar experiências e reflexões que conduzam à dimensão da diversidade cultural como vetor de desenvolvimento humano.
As instituições interessadas em participar devem se cadastrar, entre 11 de abril e 4 de maio, na página Museus Rio+20 e inserir as informações relativas à programação proposta durante a conferência. O cadastro funciona nos mesmos moldes de atividades desenvolvidas pelo Ibram como a Semana de Museus e a Primavera dos Museus. O endereço da página para inscrição será divulgado nos próximos dias.
Seminários, exposições, oficinas, espetáculos, mesas redondas, visitas guiadas, exibições de filmes, entre outras atividades, podem integrar o roteiro cultural – que será impresso e distribuído pelo Ibram durante a Rio+20, nos diversos espaços que a conferência irá ocupar, assim como ficará disponível em formato digital.  A efetiva inclusão da programação do museu no roteiro cultural acontecerá somente com a inscrição.
Mais informações podem ser obtidas pelo e-mail MuseusRio+20@museus.gov.br ou pelos telefones (61)3521.4019/4297.

Museu de Antropologia precisa de especialistas - ( em ANGOLA , na Africa )

A falta de quadros especializados em museografia e cenografia é uma das dificuldades que o Museu Nacional de Antropologia enfrenta, disse o director da instituição, Américo Kwononoka.

O museu vai abrir concursos públicos para licenciados pela Faculdade de Ciências Sociais, da Universidade Agostinho Neto. Américo Kwononoka aconselhou os interessados a estarem atentos aos anúncios divulgados nos órgãos de informação. “Estamos abertos a propostas, principalmente de jovens”, sublinhou.

O museu, de acordo com Américo Kwononoka, tem a missão de recolher peças nas mais variadas regiões de Angola.

Em 2000, vários técnicos efectuaram uma visita à província do Kuando-Kubango, onde recolheram 38 peças, resultando numa exposição que retratou hábitos e costumes das populações do sudeste de Angola.
O director informou que outras exposições foram montadas nas províncias da Huíla, Namibe e Uíge. Anunciou a preparação da mostra “Um olhar à nossa identidade cultural”, em que vão estar expostas várias peças sobre a diversidade cultural angolana.

Nesta fase estão a ser seleccionadas as peças, elaborados textos, catálogos e a montagem dos equipamentos. A exposição vai cingir-se à pastorícia, agricultura, pesca, caça, metalurgia, cerâmica, instrumentos musicais, crenças religiosas, ritos da mulher e poder tradicional.

Outro projecto  para este ano é a publicação do catálogo  “Papel das máscaras angolanas na legitimação e consagração das diferentes instituições tradicionais”.

Embora existam muitas peças em museus europeus, Américo Kwononoca disse que o projecto da UNESCO sobre o retorno dos bens culturais aos países de origem tem sido muito discutido para a sua rápida concretização. Criado a 13 de Novembro de 1976, pelo Decreto 80/76, do então Conselho da Revolução, o museu reúne objectos de todos os grupos etnolinguísticos: kikongo, kimbumdu, umbundu, nganguela, nyaneka- hume, helelo, ociwambo, lunda-cokwé e khoisan, além de peças originárias de alguns países africanos. 

fonte:
http://jornaldeangola.sapo.ao/17/0/museu_de_antropologia_precisa_de_especialistas

Prefeitura e Paróquia de Iguape preparam as novas instalações do Museu de Arte Sacra

O Museu de Arte Sacra de Iguape, que funcionava na Igreja de Nossa Senhora do Rosário dos Homens Preto até o final de 2011, está de mudança. A partir de abril vai funcionar em um anexo da Basílica do Bom Jesus de Iguape.

Agora a Igreja de Nossa Senhora do Rosário dos Homens Pretos será reintegrada à comunidade como mais uma igreja regular da Paróquia.

Inaugurado em 1979, com um rico acervo, o Museu de Arte Sacra de Iguape é um dos mais importantes do Estado de São Paulo. É constituído por aproximadamente 150 peças dos séculos XVII, XVIII e XIX, dispostas em um recente e bem elaborado trabalho museográfico e museológico.

O Museu da Arte Sacra apresenta duas salas de exposições onde estão presentes raridades dos séculos 17 a 20. Uma dessas peças é um quadro, em alto relevo, que traz a cena da Via Sacra. A obra, de autor desconhecido, tem procedência européia. No acervo há também pratarias, entre elas peças que compõem o Império do Divino Espírito Santo. A Unidade de Preservação do Patrimônio dos Museus já catalogou 8 museus de Arte Sacra no Estado, estima-se que esse número seja muito maior.

A parceria entre a Prefeitura e a Diocese mantinha o Museu na Igreja de Nossa Senhora do Rosário dos Homens Pretos, através de um contrato de comodato, que se extinguiu em 2012. A Igreja foi construída no século XVII. Conforme consta do censo de 1872, Iguape contava com 1184 escravos, 13,5% da população. Esses números demonstram a importância da irmandade do Rosário dos Homens Pretos para a região.

A transferência do acervo, bem como a preparação das peças está sendo conduzida pela Secretaria de Estado da Cultura através do SISEM – Sistema Estadual de Museus que enviou técnicos especializados para procedimentos de higienização da peças. O novo espaço na Basílica do Bom Jesus fica no anda superior em anexo lateral. O acesso ao local será pela mesma escadaria que leva milhares de romeiros à imagem santa do Bom Jesus de Iguape. Com o novo espaço haverá mais segurança para controle e preservação do acervo, mais tempo e facilidade para o acesso do público.

fonte:
 http://diariodeiguape.com/2012/04/07/prefeitura-e-paroquia-de-iguape-preparam-as-novas-instalacoes-do-museu-de-arte-sacra/