Listen to the text.

quarta-feira, 2 de maio de 2012

Museu da moda revela os modelos que fizeram a cabeça das mulheres


São quatro mil anos de história da moda feminina. Por sua importância, Lady Di ganhou uma vitrine especial.

Um museu em Canela, na serra gaúcha, revela os modelos que fizeram a cabeça das mulheres ao longo dos séculos.

São quatro mil anos de história da moda feminina. “Tem vários museus no mundo contando a história das roupas, mas não em um mesmo lugar. A gente tem condições de ver as mudanças que vão ocorrendo”, diz Débora Elman, curadora do museu.

Na Antiguidade, persas e egípcios faziam tudo a mão, um trabalho artesanal. As cores e os tecidos nobres só vão aparecer na Idade Média. “A empregada doméstica usava linho, usava o algodão, mas aqui já entra a seda, já entra o brocado. Tem desde a dama da sociedade até as domésticas nesse contexto”, explica Milka Wolff, criadora do museu.

A Renascença traz o luxo, vestidos com saias e mangas volumosas. Para reproduzir toda a imponência dos vestidos das rainhas europeias foi preciso muito empenho. Cada um pesa em média 12 ou 13 quilos. Cada saia tem uma estrutura de ferro por baixo. Só o vestido de Maria Antonieta demorou três meses para ficar pronto.

As mangas bufantes, desaparecem na era napoleônica, no início do século XIX. As saias ficam mais retas. A grande transformação da moda feminina acontece no final do século XIX.

A feminilidade volta com tudo nos anos 20. É uma roupa chique, com pérolas e peles. Os vestidos são mais curtos e leves, mas as pernas ficaram de fora mesmo nos anos 60 com a minissaia.

“Nos anos 70 já é o hippie, o psicodélico e depois ali a linha disco pantalona”, conta Milka.

Quem não usou uma roupa com grandes ombreiras, marca inesquecível dos anos 80? Foi nesta época que mundo começou a acompanhar todos os passos da princesa que virou ícone de elegância. Por isso, Lady Di ganhou uma vitrine especial.

Quem visita o museu faz uma viagem pelo tempo, guiada por rainhas, damas, mulheres que com suas roupas ajudaram a escrever a história da moda.

fonte:
http://www.jornalfloripa.com.br/geral/index1.php?pg=verjornalfloripa&id=2864

Museu Internacional das Mulheres, a exposição online atualmente em cartaz é só sobre as mães

fonte:
http://pt.globalvoicesonline.org/2012/04/29/video-maes-ao-redor-do-mundo-compartilham-suas-diferentes-experiencias/

No Museu Internacional das Mulheres, a exposição online atualmente em cartaz é só sobre as mães. MAMA: Motherhood around the Globe [en] explora diferentes aspectos da maternidade através de vídeo-entrevistas com mulheres da Nigéria, Quênia, Afeganistão, EUA, Colômbia, Hungria, China e Noruega.

Kenyan family
Lusina, do Quênia, é uma das mães entrevistadas para o Museu Internacional das Mulheres.

Mama to Be [en: “Prestes à ser Mamãe”] é a seção sobre as expectativas em torno da maternidade e da gravidez, e sobre como diferentes mulheres, muitas delas ainda nem saídas da adolescência, reagem e enfrentam a sua iminente maternidade.
How many women in the world actually have an opportunity to decide if, how, and when to create a family? What are the reasons that women today are choosing – or refusing to choose – motherhood?
Quantas mulheres no mundo realmente têm a oportunidade de decidir se, como e quando construir uma família? Por que motivos as mulheres hoje em dia estão escolhendo — ou deixando de escolher — a maternidade?
 
Em Healthy Mama, Healthy Baby [en: “Mamãe Saudável, Bebê Saudável”], as histórias que essas mulheres compartilham sobre suas experiências de parto servem para ilustrar como as diferentes culturas vêem o parto e a saúde.
Every day, thousands of women worldwide give birth to new human life. While many of these women will have happy and successful deliveries, hundreds will die in childbirth. How do things like geography, income, and age affect your chances of a safe delivery? What is being done to improve upon the world’s maternal mortality rate, and how can you get involved?
Todos os dias, milhares de mulheres no mundo inteiro dão à luz a uma nova vida humana. Enquanto muitas dessas mulheres terão partos felizes e bem sucedidos, outras centenas morrerão em decorrência de complicações no parto. De que maneira fatores como geografia, renda, e idade afetam as chances de um parto seguro? O que tem sido feito para melhorar a taxa mundial de mortalidade materna, e como você pode ajudar?
 
Na seção Featured Voices [en: “Vozes em destaque”], relatos foram encaminhados pelo público e seis deles foram selecionados por um júri internacional para o Community Choice Awards. Um dos relatos é este extrato sobre a difícil situação nas enfermarias de um hospital-maternidade colombiano produzido por Jorge Caballero para a Gusano Films.

No Birth Journal Maternity Excerpt [es], uma mãe de seis filhos chega para fazer alguns exames e então dar à luz. Durante os exames, sua história vem à tona através das perguntas e das atitudes do médico em relação às mudanças na vida dela, terminando com uma sugestão de ligadura das trompas. Durante o trabalho de parto, sequer há tempo para conduzir a mulher, solteira, a uma maca até a sala de parto; ela dá à luz em sua cama de hospital.

Entrevistas autobiográficas no Meet the Mamas [en: “Conheça as Mamães”] concentram as conversas em torno de mulheres e sua história pessoal, ajudando a comparar, por exemplo, diferentes situações entre uma mãe adolescente na Libéria, vivendo o que ela chama de “uma situação crítica”, e uma mãe adolescente nos Estados Unidos, que, com a ajuda da família, foi capaz de superar as dificuldades e de continuar seus estudos.

Esta exposição do Museu Internacional das Mulheres tem por objetivo informar mais pessoas acerca do estado da saúde maternal. Em sua página Get Involved [en: “Envolva-se”], são sugeridas diferentes maneiras por meio das quais os leitores podem participar na melhoria das estatísticas e podem tornar-se mais conscientes a respeito dessas importantes questões.

Conhecendo Museus estreia em maio na TV Brasil

Vamos conhecer os museus brasileiros? Este é o convite que uma câmera de TV faz aos telespectadores da nova série “Conhecendo Museus ”. A iniciativa é uma coprodução entre a Empresa Brasil de Comunicação (EBC), a Fundação José de Paiva Netto (FJPN), o Instituto Brasileiro de Museus (Ibram/MinC) e a TV Escola – Ministério da Educação (MEC). A cerimônia de lançamento será realizada no dia 03 de maio, às 20h, no ParlaMundi, sede da LBV, em Brasília.




Com uma narrativa inovadora, a série conta a história de 52 museus brasileiros e revela detalhes da vida de personagens singulares e notórios, mostra objetos, obras de artes e documentos que fazem parte da memória brasileira. Os 52 episódios, com duração de 26 minutos, divididos em dois blocos de 13 minutos, atraem pela linguagem ágil e moderna. 

Com a proposta de manter um diálogo direto com o público, a visita aos museus é guiada pela câmera, que percorre, assim como o visitante percorreria, todos os seus espaços. Propicia, portanto, o conhecimento de forma instigante, mostrando os museus como instituições pulsantes, social e culturalmente ativas, e amplia a reflexão sobre a história, a política, a atualidade e o meio ambiente no país.

O episódio de estreia apresenta o Museu do Futebol, localizado em São Paulo (SP), que será exibido pela TV Brasil e pelas 22 emissoras da Rede Pública de Televisão, no dia 8 de maio, (terça-feira), às 17h30 – com reprise no dia 12 de maio (sábado), às 15h30. Na sequência, serão exibidos os programas sobre o Museu de Arte Moderna (RJ), dia 15 de maio, o Museu Comunitário Lomba do Pinheiro (PR), dia 22 de maio, e o Museu das Bandeiras (GO) no dia 29 de maio.

Todos os programas serão veiculados pela TV Brasil/EBC e, a partir do segundo semestre de 2012, na TV Escola/MEC. Também estarão disponíveis em portal na internet que contará, além dos vídeos, com fotos e conteúdos extras como agenda das atividades dos Museus e notas dos bastidores. O endereço da página é www.conhecendomuseus.com.br
 
Histórico
A primeira série Conhecendo Museus, que ainda não contava com a expertise da TV Brasil/EBC na produção, gerou 15 documentários e serviu como material de apoio didático nas escolas do Programa Mais Educação, quando os alunos puderam conhecer museus em Minas Gerais, São Paulo e Rio de Janeiro.
 
Horários dos primeiros episódios da série Conhecendo Museus:
 
Programa 1 Conhecendo Museus - Museu do Futebol (SP)
1ª exibição: 08/maio/2012 (terça-feira) às 17h30
Reprise: 12/maio/2012 (sábado) às 15h30
 
Programa 2 Conhecendo Museus - Museu de Arte Moderna (RJ)
1ª exibição: 15/maio/2012 (terça-feira) às 17h30
Reprise: 19/maio/2012 (sábado) às 15h30
 
Programa 3 Conhecendo Museus - Museu Comunitário Lomba do Pinheiro (RS)
1ª exibição: 22/maio/2012 (terça-feira) às 17h30
Reprise: 26/maio/2012 (sábado) às 15h30
 
Programa 4 Conhecendo Museus - Museu das Bandeiras (GO)
1ª exibição: 29/maio/2012 (terça-feira) às 17h30
Reprise: 02/junho/2012 (sábado) às 15h30
 
Próximas edições:
AM: Museu da Imagem e do Som;

BA: Museu Comunitário Mãe Mirinha de Portão; Museu de Arte Moderna da Bahia; Museu do Traje e do Têxtil;

DF: Museu da Imprensa, Museu de Valores do Banco Central; Museu Vivo da Memória Candanga; 

ES: Museu de Biologia Prof. Mello Leitão e Museu Histórico de Domingos de Moraes;

GO: Museu de Arte Sacra da Boa Morte e Museu das Bandeiras; 

MA: Museu Casa Histórica de Alcântara, Centro de Cultura Popular Domingos Vieira Filho e Museu Histórico e Artístico do Maranhão; 

MG: Instituto Inhotim, Museu Regional de São João Del-Rei, Museu Casa dos Ottoni, Museu de Arte da Pampulha, Museu de Ciências Morfológicas, Museu de Ciências e Técnica da UFOP, Museu do Diamante, Museu do Ouro e Museu Regional de Caeté;

PA: Espaço Cultural Casa das Onze Janelas e Museu Paraense Emílio Goeldi; 

PE: Museu do Mamulengo e Oficina Brennand;

RJ: Museu Casa da Hera, Museu Casa de Benjamin Constant, Museu Histórico Nacional, Museu da República, Museu de Arqueologia de Itaipu, Museu de Arte Moderna do Rio de Janeiro, Museu de Arte Religiosa e Tradicional de Cabo Frio, Museu de Astronomia e Ciências e Afins, Museu Imperial, Museu Nacional da UFRJ, Museu Nacional de Belas Artes, Museu Naval, Museus Castro Maya; 

RS: Museu Comunitário da Lomba do Pinheiro, Museu das Missões, Museu de Arte do Rio Grande do Sul, Museu de Ciências e Tecnologias PUC e Museu Julio de Castilhos;

SC: Museu Universitário Prof. Oswaldo Rodrigues e Museu Victor Meirelles;

SP: Museu da Língua Portuguesa, Museu de Arte Moderna de São Paulo, Museu do Futebol, Museu Lasar Segall e Pinacoteca do Estado de São Paulo.

fonte:
http://www.ebc.com.br/content/conhecendo-museus-estreia-em-maio-na-tv-brasil

Pinacoteca - SP - Projeto Cosmópolis

Projeto Cosmópolis




fonte: Pinacoteca SP

Biblioteca do MAE atende de segunda a sexta-feira, das 8h às 18h, e a consulta ao seu acervo é aberta a todos os interessados.


Bem-vindos ao PORTAL HERACLES

A Biblioteca do MAE atende de segunda a sexta-feira, das 8h às 18h, e a consulta ao seu acervo é aberta a todos os interessados.


Telefone: (011) 3091-4978 Fax: (011) 3091-5042
e-mail: sbdmae@usp.br


Em caso de dúvidas, críticas ou sugestões, entre em contato conosco.


Facebook ACESSO


Twitter ACESSO



Caros Usuários:
O pedido automático de cópias de artigos impressos passa por problemas técnicos. Caso necessitem do serviço, enviem sua solicitação para nosso email


1. Artigos solicitados já digitalizados pela Biblioteca do MAE/USP e/ou disponíveis em formato eletrônico na web por meio de assinatura USP ou CAPES: serão enviados por email ao usuário inscrito, sem custo ao solicitante.

2. Artigos solicitados só existentes em formato impresso no acervo da Bib MAE USP: serão digitalizados aqueles que tenham até cerca de 20 páginas cada um - restritos também a um máximo de três solicitações por mês -, e serão enviados ao usuário dentro do prazo de até três dias úteis, também sem custo ao solicitante.

3. Artigos solicitados existentes apenas em formato impresso e que ultrapassam as 20 páginas por artigo: será calculado o valor das cópias xerox acrescido do valor da postagem ao solicitante via Sedex, a serem providenciadas somente após o recebimento da comprovação do depósito daquele valor total na conta bancária do MAE/USP. Neste caso, o número de artigos solicitados poderá ultrapassar o número total de três artigos por mês, mas certamente o prazo para atendimento será maior e dependente das circunstâncias daquele momento. 












* * * DESTAQUES * * *

DEDALUS - Catálogo Global ACESSO


Pesquisa em títulos e artigos impressos BUSCA


Títulos eletrônicos ENTRE

* * * DOWNLOADS * * *

* SUMÁRIOS DE PERIÓDICOS SBD/MAE - janeiro/fevereiro 2012 NOVO ! ACESSE
* Bases de dados, redes virtuais e portais de pesquisa em Arqueologia e áreas afins ENTRE
* Normas para referências bibliográficas ACESSO
* Normas para citações bibliográficas ACESSE
* Listagem completa de títulos eletrônicos organizados por assunto ACESSE