sábado, 12 de maio de 2012

Ministério da Cultura será uma seleção simplificada para contratação temporária de 114 profissionais em cargos dos níveis médio, médio/técnico e superior. Os salários oferecidos variam entre...


O Ministério da Cultura (MINC) e o Ministério de Ciência, Tecnologia e Inovação (MCTI) vão abrir ao todo 946 vagas para postos de trabalho.

No Ministério da Cultura será uma seleção simplificada para contratação temporária de 114 profissionais em cargos dos níveis médio, médio/técnico e superior. Os salários oferecidos variam entre R$2.000 e R$6.400, já incluído o auxílio-alimentação, em contrato de 12 meses, podendo ser extendido por 5 anos, para atuação em Brasília.

Segundo a portaria, os profissionais serão contratados com o objetivo de zerar o estoque de prestação de contas dos Projetos Culturais em cujo favor tenham sido captados e canalizados os recursos previstos na Lei nº 8.313, 23 de dezembro de 1991, que se encontram sem análise conclusiva no âmbito do Ministério da Cultura.

fonte
http://br.educacao.yahoo.net/conteudo.aspx?titulo=MINC+e+MCTI+abrem+946+oportunidades+para+concurso+p%C3%BAblico
 

Museu da República, no Festival de Filmes Curtíssimos


Falta de incentivo para crianças e adolescentes é criticada em festival


A preocupação com a produção audiovisual voltada para crianças e adolescentes e o pouco incentivo nesta área foram os principais pontos de debate sobre audiovisual e educação, feito hoje (11), no Museu da República, no Festival de Filmes Curtíssimos.
O presidente do Congresso Brasileiro de Cinema, João Baptista Pimentel, disse que a produção para crianças e adolescentes é carente e não há políticas públicas claras referentes à produção audiovisual brasileira.
“O Brasil, as autoridades brasileiras, os professores, os diretores de escolas, reitores de universidades, todos têm que ser convencidos de que nós vivemos numa sociedade audiovisual. E, portanto, a produção audiovisual precisa receber a devida atenção”, disse Pimentel durante o encontro.
Para ele, políticas sérias de incentivo às produções audiovisuais para a infância e a juventude podem alavancar o público para o cinema brasileiro e ajudar na formação visual desse público.
Geraldo Moraes, presidente da Coalização Brasileira pela Diversidade Cultural, defende que a imagem é a principal expressão de hoje e que dominamos a linguagem visual da mesma maneira que dominamos a leitura. Para ele, é importante a preocupação com a questão da educação do olhar e a formação de pessoas que vão se expressar em cinema.
5º Festival de Filmes Curtíssimos ocorre no Museu da República e exibe curtas-metragens nacionais e internacionais até amanhã (12). Mais informações, acesse o site do festival.

fonte:

Programa de Fomento aos Museus Ibram deve lançar dez editais em 2012

Durante a cerimônia oficial de abertura da 10ª Semana de Museus, no dia 15 de maio, em Belo Horizonte (MG), o Ibram/MinC lança a edição 2012 do Programa de Fomento aos Museus.

O objetivo do programa é garantir que todas as instituições museais tenham igualdade de acesso aos meios de financiamento e desde 2004, o Ibram promove editais e prêmios que vão ao encontro das metas estabelecidas na Política Nacional de Museus (PNM) e no Plano Nacional Setorial de Museus (PNSM).



Este ano, o Ibram deve lançar dez editais, dando continuidade a uma série de prêmios, como Darcy RibeiroArte ContemporâneaModernização de Museus – MicroprojetosPontos de Memória Mário Pedrosa, e aos editaisImplantação e Fortalecimento de Sistemas e Redes de MuseusModernização de Museus e o Edital Mais Museus.
Novos prêmios
O Programa contempla também dois editais inéditos: Prêmio Ibram/COB Memória do Esporte Olímpico, que se destina a selecionar e premiar iniciativas de preservação da memória do Esporte Olímpico, visando o apoio a ações de divulgação, preservação e difusão do acervo.
Já o Prêmio Memórias Brasileiras destina-se a selecionar e premiar iniciativas de preservação da memória brasileira. A cada ano, será contemplado um novo tema. Em sua 1ª edição, a ênfase está em iniciativas relacionadas à memória dos movimentos sociais no Brasil (sindical, rural, estudantil, entre outros) que apóiam ações de divulgação, preservação e difusão de acervo.
Texto: Ascom/Ibram