terça-feira, 12 de junho de 2012

A câmera do Conhecendo Museus viaja até o Rio de Janeiro e mostra que a cidade, além de belas praias, também possui outro ótimo meio de lazer: Os museus, que preservam a história do país. E o visitado da vez é o Museu Naval, cujo acervo conta ao público a história marítima brasileira, desde 1500 até os dias atuais.

O museu faz parte do Complexo Cultural da Marinha, no Rio de Janeiro, juntamente com a Ilha Fiscal, o Espaço Cultural, o Navio-Museu Bauru, o Submarino-Museu Riachuelo e o Rebocador Laurindo Pitta. O Espaço apresenta a exposição permanente O Poder Naval na Formação do Brasil, que  destaca a participação do Poder Naval na História do Brasil, o descobrimento, a colonização e a maioria das invasões e ameaças que vieram do mar, popularizando a importância da história naval do país, ainda tão pouco conhecida.

A câmera do programa passeia pelo Pátio das Armas, onde um móbile Aves dos Mares do Brasil, com 52 pássaros, idealizado para ocupar o vão central do prédio de três andares, chama atenção por sua beleza.




Acervo apresenta ao público a história marítima brasileira
 
Interior do Museu NavalInterior do Museu Naval














Diversos objetos importantes fazem parte do acervo exposto: modelos navais (maquetes de navios), obras de arte, canhões resgatados de navios naufragados, figuras de proa, medalhas, entre outros objetos. Tudo isso está exposto através dos fatos históricos, numa linguagem e contexto contemporâneos, empregando-se também recursos interativos de som e imagem. Você conhecerá tudo isso no programa, basta embarcar no Conhecendo Museus.

O conhecendo museus já teve 15 documentários produzidos em sua primeira temporada, todos entre Minas, São Paulo e Rio de Janeiro. Agora, são 52 episódios de 26 minutos cada, com produção assinada pelo Instituto Brasieliro de Museus (Ibram/MinC), Empresa Brasileira de Comunicação (EBC), TV Escola (MEC) e Fundação José de Paiva Netto.


fonte:
 http://tvbrasil.ebc.com.br/conhecendomuseus/episodio/museu-naval

III Prêmio Ibero-americano de Educação e Museus 2012

A ação educativa tem sido uma das principais áreas de atuação dos museus com significativa contribuição para a promoção da harmonia social, para o fortalecimento dos direitos humanos e para uma cultura de paz.

O Prêmio Ibero-americano de Educação e Museus tem como objetivo identificar e premiar práticas de ação educativa que promovam o desenvolvimento pessoal e a cohesión social.
As inscrições da terceira edição desta iniciativa estarão abertas do dia 30 de maio até o dia 30 de julho de 2012, e poderão participar museus, instituições afins e vinculadas dos países da Ibero-América, públicas ou privadas sem fins lucrativos, que tenham ações na área da Educação. Os documentos de inscrição devem serem enviados para o correio convocatorias@ibermuseus.org

O programa Ibermuseus é uma iniciativa intergovernamental vinculada à Secretaria Geral Ibero-americana (SEGIB) e conta com o apoio da Organização dos Estados Ibero-americanos (OEI), do Instituto Brasileiro de Museus (IBRAM) e da Agência Espanhola de Cooperação Internacional (AECID).




Edital III Prêmio Ibero-americano de Educação e Museus
Formulário Categoria 1: Projetos realizados ou em andamento.
Formulário Categoria 2: Fomento a projetos de Educação e Museus para a Ibero-América.

fonte:
http://www.ibermuseus.org/iii-premio-ibero-americano-de-educacao-e-museus-2012/

Museu búlgaro vai exibir esqueleto de 'vampiro' achado em escavações


Esqueletos da Idade Média tinham estacas de ferro encravadas no peito na cidade de Sozopol, na Bulgária


Arqueólogos encontraram durante escavações na cidade de Sozopol, na Búlgara, dois esqueletos da Idade Média que tinha estacas de ferro encravadas no peito. Segundo informações do G1, os esqueletos são de 'vampiros' e serão exibidos na próxima semana em um museu búlgaro.

As crenças pagãs contam que as pessoas que eram consideradas ruins poderiam se transformar em vampiros após a morte. Para impedir o fato na época, era preciso cravar uma estaca de ferro ou de madeira no peito da pessoa antes de ela ser enterrada.

"Essa era uma crença pagã muito difundida em terras búlgaras entre os séculos 12 e 14. As pessoas eram muito supersticiosas", disse o chefe do Museu de História Nacional, Bozhidar Dimitrov.

 

Dois esqueletos tinham estacas de ferros antivampiros encravadas no peito

4º Encontro Paulista de Museus tem como tema novas fronteiras da gestão


O encontro será realizado os dias 13 e 15 de junho no Memorial da América Latina
Entre os dias 13 e 15 de junho será realizado, no Memorial da América Latina, o 4º Encontro Paulista de Museus, uma realização da Secretaria de Estado da Cultura. Desde 2009, o evento reúne mais de mil participantes. Neste ano, a programação aborda as "Novas Fronteiras da Gestão de Museus" com palestras e mesas de discussão, balanço das atividades, eleições de representantes, paineis digitais, visitas técnicas e mesas expositivas.

No primeiro dia do evento, a partir das 18h, será feita uma apresentação musical da Camerata Darcos com o violinista Paulo Paschoal. O encontro é gratuito e aberto a profissionais envolvidos com o tema: gestores, autoridades municipais, estaduais e federais, pesquisadores e estudantes. Os interessados devem realizar inscrição prévia no site do encontro.

O cronograma conta com visitas técnicas e oficinas em museus paulistas. Exclusivas aos participantes inscritos, as atividades são oferecidas gratuitamente por 12 importantes instituições museológicas localizadas na cidade de São Paulo, no dia 14 de junho, no período da tarde. 

SERVIÇO
4º Encontro Paulista de Museus
Data: de 13 a 15 de junho
Local: Memorial da América Latina
Endereço: Av. Auro Soares de Moura Andrade, 664
Inscrições no site http://www.encontropaulistademuseus.com.br/

Museu Rondon recebe quase mil visitas no mês de maio

O Museu Rondon de Ariquemes promoveu no mês de maio o Cine História. A atividade fez parte da Semana Nacional de Museus realizada em todo o Brasil por intermédio do Instituto Brasileiro de Museus.

De acordo com a diretora do Museu Rondon, Michele Coitinho, nos mês de maio foram registrados quase mil visitas dentre elas, as dos alunos das escolas municipais.

“Este evento é realizado uma vez por ano pelo Instituto Brasileiro de Museus (IBRAM), com o objetivo de conhecer cada vez mais o cenário museal brasileiro. A colaboração de cada museu é fundamental para o IBRAM entender melhor o museu de cada município, a relação com a comunidade e com a cidade e região” explicou Michele.

Foram exibidos os filmes Cruzadas, Príncipe da Pérsia, Lula Filho do Brasil, Nas Cinzas da Floresta, Hotel Ruanda e o documentário Ferrovia do Diabo, que segundo os organizadores do evento, foi o filme mais rodado.

O objetivo da atividade foi levar informações, conhecimento do passado e da antiguidade.
Cerca de 600 alunos das escolas municipais freqüentaram o Museu Rondon no mês de maio.
 Foto - Márcio Bergmann

fonte:
http://www.rondoniadinamica.com/arquivo/museu-rondon-recebe-quase-mil-visitas-no-mes-de-maio,36091.shtml