Listen to the text.

quinta-feira, 14 de junho de 2012

Museu das Relações Cortadas, na Croácia...

Ursos de pelúcia, cartas e vestido de noiva estão em Museu das Relações Cortadas, na Croácia

Ursinhos de pelúcia, espelhos quebrados, vestido de noiva, roupas, cartas e até um machado. Não parece, mas estes são alguns dos objetos que fazem parte do acervo de um museu de Zagreb, a  capital da Croácia.

É, no mínimo, inusitado, mas esta cidade do Leste Europeu de alma jovem abriga um espaço dedicado, exclusivamente, ao fim dos relacionamentos amorosos, conhecido como Museu das Relações Cortadas (Museum of Broken Relationships, em inglês).

Veja os objetos do acervo do Museu das Relações Cortadas, na Croácia

Foto 23 de 27 - Objetos como este álbum de casamento de uma mulher que descobriu a traição do marido por uma mensagem de texto no celular estão expostos no Museu das Relações Cortadas, em Zagreb, na Croácia. Eduardo Vessoni/UOL
 
Indicado como 'museu europeu do ano', em 2011, e ganhador do prêmio Kenneth Hudson de 'museu europeu mais inovador de 2011', o local é uma curiosa viagem pelo universo dos rompimentos afetivos em diversas partes do mundo e abriga objetos doados por colaboradores de diferentes nacionalidades que decidiram tornar públicas suas histórias de amor interrompidas.

Criado pelos croatas Olinka Vištica and Dra'en Grubiši', um ex-casal que também sentiu  na pele as dores da separação, o museu começou como uma exposição itinerante por diversos países, de onde vieram novas 'obras' e, atualmente, possui endereço fixo em um palácio barroco de 1776 declarado patrimônio nacional, localizado em uma das áreas mais turísticas de Zagreb, a Cidade Alta.

O museu é pequeno e as histórias contadas pelos 'divorciados' nem sempre empolgam, mas a visita é uma deliciosa e divertida homenagem a um 'ritual de passagem' que pouco costuma ser celebrado (muito menos em forma de museu).

Museu das Relações Cortadas (Museum of Broken Relationships)
Sv. Cirila i Metoda, 2 (Zagreb – Cidade Alta)
Diariamente, das 9h às 21h (de outubro a maio) e das 9h às 22h30 (de junho a setembro).
Entrada paga
www.brokenships.com

 

Colecionador busca promover seu museu pessoal que tem mais de 5 mil vasos e 4 mil pratos


China: veículo é coberto com porcelana


Peças coladas no carro chegam ao valor de 1 milhão de yuans / AFP PHOTO/Mark RALSTON

Um colecionador de porcelana cobriu o seu veículo, da marca Land Rover, com cerca de 10 mil peças de cerâmica antigas, na cidade portuária de Tianjin, na China.

Ele estacionou o carro em frente ao seu museu de porcelana  privado, chamado "China House" atraindo multidões para o local todos os dias.

As cerâmicas presas no SUV estão estimadas em um valor de 1 milhão de yuans (US$157.000 ).

Zhang Lianzhi, dono da Land Rover e do "China House", disse que pretende ajudar a porcelana chinesa a ganhar mais atenção na China e no mundo.

"Antes de sua aposentadoria, o meu Land Rover me levou a quase todos os cantos da China para procurar e recolher porcelana e cerâmica  nas duas últimas décadas", disse Zhang, que também é dono de um restaurante cantonês em Tianjin.

Em seu museu particular Zhang tem agora 5 mil vasos de porcelana antigas e 300 esculturas de mármore branco, mais de 4 mil pratos e bacias, cerca de 400 milhões de peças de porcelana antiga e 20 toneladas de cristais naturais, no valor total de mais de 2 bilhões de yuans.

Cerca de 80% da porcelana utilizado na Land Rover e antiguidades do museu está quebrada ou danificada.

fonte:
http://www.band.com.br/noticias/esquisito/noticia/?id=100000510125

Museu de Londrina entrega vagões antigos restaurados à comunidade

O Museu Histórico Padre Carlos Weiss, de Londrina, entrega oficialmente à comunidade no dia 21 de junho, às 8h30, os carros ferroviários expostos no pátio da instituição. Eles foram recuperados por meio do Projeto Memória Ferroviária de Londrina, patrocinado pelo Programa Municipal de Incentivo à Cultura.


Foram recuperados, através deste projeto, dois carros ferroviários que foram utilizados por décadas para o transporte de passageiros pela Estação Ferroviária de Londrina, hoje transformada no Museu Histórico. Os carros são considerados raros, pois juntavam a 1ª e 2ª classe, sendo que os passageiros eram separados pelo escritório e pela área administrativa da companhia ferroviária.

De acordo com informes históricos, a área administrativa é composta por escritório, cozinha e o dormitório, utilizado pelos funcionários da companhia, incluindo banheiros e todo o mobiliário da época.


Blog Janela Londrinense
Museu de Londrina entrega vagões antigos restaurados à comunidade - Blog Janela Londrinense
Os vagões, expostos no Museu desde 1998, passaram
por uma restauração completa nos últimos anos

Os vagões pertenceram à extinta Rede de Viação Paraná-Santa Catarina (RVPSC), posteriormente adquirida pela Rede Ferroviária Federal (RFFSA). Eles estão estacionados desde 1998 sobre os trilhos da desativada Estação Ferroviária de Londrina.

A entrega oficial acontece em cerimônia na Plataforma do Museu e contará com a presença da diretora da instituição, Regina Célia Alegro, e da presidente da Associação dos Amigos do Museu, Maria Lopes Kireeff.

fonte:
 http://londrina.odiario.com/londrina/noticia/576890/museu-de-londrina-entrega-vagoes-antigos-restaurados-a-comunidade/

UNESCO inclui Moedas Criativas na agenda

A UNESCO no Brasil, Organização das Nações Unidas para a Educação, a Ciência e a Cultura, lança o projeto +20 Ideias para girar o mundo como contribuição para os debates no âmbito da Conferência das Nações Unidas sobre Desenvolvimento Sustentável, Rio+20. O projeto Moedas Criativas é um dos destaques na agenda. Veja o vídeo

 






A ação da UNESCO constitui-se de 20 mini-conferências, gravadas em vídeo, cada uma com a duração de até 7 minutos. Os participantes expressam suas opiniões livremente, com abordagens pessoais sobre o desenvolvimento sustentável e as prioridades para o Brasil e o mundo. As opiniões expressas pelos participantes não representam posições oficiais da UNESCO ou de seus parceiros.

Esta é uma iniciativa da UNESCO em parceria com a Pacto Audiovisual, a TAL-Televisão América Latina e a Petra Energia.

Os participantes do projeto foram provocados pelas seguintes questões:
1.    Qual é o seu conceito de sustentabilidade?
2.    Como podemos tornar o mundo mais sustentável, tendo em mente as três dimensões da sustentabilidade – a econômica, a ambiental e a social – tanto no Brasil quanto no mundo?
3.    Quais deveriam ser as prioridades e por onde devemos começar?
4.    Qual é a responsabilidade do indivíduo na construção da sustentabilidade?
Com foco na diversidade de opiniões e pautada pelo respeito à liberdade de expressão, a equipe da UNESCO no Brasil selecionou uma lista de personalidades de destaque no país e de diferentes áreas profissionais, acreditando que essas pessoas têm algo de concreto e interessante a dizer. Ideias e pensamentos que acrescentam qualidade às discussões sobre a sustentabilidade do planeta e que não necessariamente estarão representadas na Rio+20.
As opiniões expressas pelos participantes não representam posições oficiais da UNESCO ou de seus parceiros

As 20 mini-conferências, além de uma apresentação do Representante da UNESCO no Brasil, Lucien Muñoz, estão disponíveis gratuitamente neste site e difundidas nas redes online e em emissoras de televisão no Brasil e na América Latina. A reprodução dos filmes integrantes do projeto +20 Ideias para girar o mundo pode ser feita desde que citada a fonte.

Os resultados da Rio +20 são de fundamental importância para o meio ambiente global nos próximos anos. que acontece de 20 a 22 de junho de 2012,
no Rio de Janeiro, faz parte de um movimento contínuo que visa a assegurar o compromisso político pelo desenvolvimento sustentável e pretende discutir meios de enfrentar os desafios do século XXI.

Parceiros

A UNESCO no Brasil tem como parceiros no projeto +20 Ideias para girar o mundo as empresas Pacto Audiovisual, a Televisão América Latina-TAL e a Petra Energia. Cada parceiro tem um papel diferente no projeto.
Para conhecer melhor as instituições parceiras vejam:
fonte:
http://www.culturadigital.br/schwartz/2012/06/13/unesco-inclui-moedas-criativas-na-agenda/