sábado, 14 de julho de 2012

Exposição de Modigliani no Masp tem obra suspeita e curador sob investigação



Um dos eventos mais importantes do Momento ItáliaBrasil, a mostra "Modigliani: Imagens de Uma Vida", em cartaz até amanhã no Masp, exibe uma obra que já teve a autenticidade questionada.


Em 2009, a tela "Grande Figura Nua Deitada - Celine Howard" foi o centro de uma discussão após ser exposta em Bonn, na Alemanha.

Já a obra "Retrato de Marevna" chegou a ser proposta pelo francês Christian Parisot, um dos curadores da mostra, mas os responsáveis brasileiros a rejeitaram por dúvidas sobre sua autenticidade -em 2011, um colecionador apontou o quadro como falso após exibição no museu Pushkin, na Rússia.

O nome de Christian Parisot está no centro de toda a polêmica.
Responsável pelo Institut Modigliani Archives Legales - Paris Rome, Parisot foi condenado em 2008 pela Justiça francesa por exibição de falsos desenhos atribuídos a
Jeanne Hébuterne, mulher do artista italiano Amedeo Modigliani (1884-1902).

Danilo Verpa/Folhapress
Homem observa a obra "Grande Figura Nua Deitada", de Modigliani
Homem observa a obra "Grande Figura Nua Deitada", de Modigliani

Sobre a condenação, Parisot diz que os desenhos passaram por processo errôneo de restauro e que ele pagou a multa estipulada. Atualmente, é investigado em três casos envolvendo falsificação e emissão de certificados indevidos de autenticidade.

"[Parisot] já não tem a confiança do mercado de arte. Se um expert faz exposições, negócios e emite certificados ao mesmo tempo, temos um problema. Isso não é mais aceito", afirmou à Folha Henrik Hanstein, diretor da casa de leilão Lempertz, a mais prestigiada da Alemanha.

"Nenhum grande museu faria uma exposição de Modigliani com Parisot", disse.
Imagens de quatro obras da mostra brasileira foram enviadas à casa de leilões Sotheby's para avaliação.

Em resposta, o vice-presidente de belas-artes, Thomas Denzer, disse com brevidade: "Esses trabalhos não são para Sotheby's. Espero que isso ajude [sua pesquisa]".
Parisot afirma que as casas de leilão ouvidas pela reportagem são ligadas, por interesse comercial, ao Instituto Wildenstein, que disputa com ele a autoridade sobre a obra de Modigliani.
DISPUTAS
"Madame, chame a polícia". Assim reagiu Marc Restellini, diretor da Pinacothèque de Paris, importante museu dedicado à arte moderna, ao ser questionado sobre o curador da mostra de Modigliani no Brasil. "Esse homem é um falsário, um criminoso".

Restellini, ligado ao Instituto Wildenstein, e Parisot são inimigos de longa data. A disputa passa pela realização do catálogo "raisonné" (reunião integral das obras que serve a conferir autenticidade a peças) do italiano.

MOSTRA
Com R$ 2,3 milhões captados via Lei Rouanet, a mostra foi trazida ao Brasil pela produtora Museu a Céu Aberto. Já passou pelo Palácio Anchieta, em Vitória, onde foi vista por mais de 36 mil pessoas, pelo Museu de Belas Artes, no Rio, e pelo Masp.

A exposição segue agora para o museu Oscar Niemeyer, em Curitiba.

A curadoria é assinada por Parisot e por Olivio Guedes, diretor cultural do Museu a Céu Aberto e representante em um empresa de licenciamento de produtos com imagens do pintor (leia abaixo).

Em 2007, a produtora já tinha tentado trazer obras do pintor ao país, mas teve um pedido de captação negado pelo MinC por causa do alto valor (quase R$ 15 milhões).

Segundo Paulo Solano, sócio da produtora, a mostra traria ao Masp obras do acervo de grandes museus do mundo, como a Tate Gallery.

Como plano B, a produtora procurou Parisot já no ano seguinte. Segundo a assessoria da mostra, as pinturas expostas pertencem a colecionadores particulares de quatro países e ao próprio Institut Modigliani.

fonte:

Paulo Borges no Museu da Língua Portuguesa - palestra gratuita sobre inovação e economia criativa


No dia 16 de julho, o criador do São Paulo Fashion Week 

Na segunda-feira (16), Paulo Borges, produtor de moda e idealizador do São Paulo Fashion Week, falará a interessados sobre o Movimento Hotspot, evento que tem como objetivo dar vitrine a novas ideias nos campos das artes visuais, moda, arquitetura, fotografia, cenografia, ilustração e música, tudo em uma grande plataforma multimeios. O projeto, que tem três fases, chegou a sua segunda etapa e reúne os principais jovens talentos brasileiros, que apresentarão seus trabalhos para uma banca curadora formada por Alexandre Herchcovitch, Speto, Greg Bousquet, Marcelo Rosenbaum e Graziela Peres.

Depois de passar por outras 16 cidades, começando por Porto Alegre (RS), no último dia 5, o Movimento Hotspot chega a São Paulo com a palestra de Borges, programada para a próxima segunda-feira (16), no Museu da Língua Portuguesa.  Em seguida, Augusto Mariotti, diretor de conteúdo do Grupo Luminosidade, mostrará alguns dos trabalhos de maior destaque.


A palestra de São Paulo é gratuita, mas vale chegar antes para garantir o lugar. O Auditório do Museu da Língua Portuguesa fica na Praça da Luz, s/n, Centro, São Paulo.
Para mais informações, acesse o site do Movimento Hotspot: movimentohotspot.com






Guga visita galeria do museu do Hall da Fama







Kate Whitney Lucey
2012/guga/20120713_hallfama_chairman__int.jpg

Newport (EUA) - Na véspera de ser eternizado no Hall da Fama Internacional, Gustavo Kuerten visitou o ambiente dedicado aos novos integrantes da instituição, fundada em 1954, em Newport (Rhode Island), EUA. Guga reencontrou Chris Clouser, chairman, que esteve em São Paulo, em março, para o anúncio oficial. Depois de percorrer as principais galerias, o tricampeão de Roland Garros recebeu a imprensa para entrevistas.

"Hoje tenho mais tempo para saborear esta conquista. Não dá para comparar com os outros títulos que conquistei, mas este é um selo que complementa toda a minha trajetória como profissional", explicou Guga. O catarinense se declarou muito feliz por poder compartilhar com toda a família e o ex-técnico Larri Passos a maior honraria que um tenista pode receber.

O ex-número 1 do tênis mundial também citou que gostaria de contar com outros familiares na cerimônia deste sábado, como a avó dona Olga Schölesser, que não pôde acompanhá-lo. Durante as entrevistas, Guga relembrou vários momentos de sua carreira e fez várias referências à memória do pai, Aldo Kuerten, e do irmão Guilherme.

A programação desta sexta-feira contou também com uma visita à diretoria do International Tennis Hall of Fame & Museum. Logo em seguida foi a vez de experimentar a quadra de grama, onde, no domingo, Guga forma dupla com tenistas convidados (Todd Martin, Owen Davidson, Stan Smith e Gigi Fernandez) para uma exibição que encerra o ciclo de homenagens em Newport.

fonte:
http://tenisbrasil.uol.com.br/noticias/14364/Guga-visita-galeria-do-museu-do-Hall-da-Fama/

Sobral projeta reformar Museu Madi ainda neste ano


Sobral projeta reformar Museu Madi ainda neste ano

Sobral Fechado há mais de três anos, o Museu Madi irá passar por uma reforma com reaproveitamento da antiga estrutura. De acordo com Secretaria de Cultura do Município, a reforma irá se iniciar ainda este semestre e o projeto contará com a mesma equipe que criou a sede anterior: os arquitetos Antônio Carlos Campelo, Nelson Serra e Neves e Aida Montenegro, com a colaboração de Samuel Gouveia.

Segundo a Secretaria de Cultura, o museu foi inaugurado em 2005 com um acervo de mais de 100 peças de 60 artistas diferentes, todas provenientes de doações. Em 2009, o local foi inundado pela enchente do Rio Acaraú. A Assessoria de Imprensa da pasta aponta que o desastre danificou de modo irreparável todo o seu sistema elétrico, de refrigeração e de iluminação, arrasou todas as vedações externas em vidro, destruiu todo o seu sistema de arquivos. Somente a estrutura em concreto resistiu às águas.

Conforme as informações cedidas, somente após a conclusão da construção do Açude Taquara, que impedirá a ocorrência de nova cheia no Rio Acaraú, será possível desenvolver ações para a recuperação do prédio do museu. A coordenação dos trabalhos deve ser feita pelo curador do Madi, Roberto Galvão.

Ações educativas
Dentre as melhorias que serão implantadas, a Secretaria aponta a criação de mais um pavimento para a área de exposições; instalação de um amplo espaço para o desenvolvimento de ações educativas e uma nova área para projetos socioeducacionais. Já as áreas administrativas, laboratórios e reserva técnica serão implantadas na Escola de Cultura, Comunicação, Ofícios e Artes, que funciona próxima ao prédio do museu. Segundo o curador, cerca de 70% das obras estão atualmente expostas na Casa de Cultura de Sobral, enquanto as outras passam por um processo de manutenção.

"A exposição começou em janeiro deste ano e se encontra aberta ao público todos os dias da semana e há a realização do Madi Educativo".

Ele se diz animado com o início das obras de reforma, apesar do projeto ainda estar em processo de licitação. "É uma espera ansiosa até o início das obras pois o Madi foi um marco na cidade, pois houve um destaque em nível nacional. A expectativa é que, durante este semestre, as obras possam realmente iniciar, e logo tenhamos o prédio de volta, melhor do que era antes", afirmou Galvão.

Experiência piloto
O responsável pelo projeto Madi Educativo, Ed Ferreira, diz que a iniciativa trata-se de uma experiência piloto que está sendo realizada com escolas públicas em dois dias da semana.

"Desde janeiro, selecionamos duas escolas para visitar a exposição. Com turmas de 20 alunos, os participantes são acompanhados por um professor em arte, que faz a Educação Artística dos estudantes dentro do contexto Madi, e depois participam de uma oficina, onde irão criar peças baseadas no que aprenderam", explica ele. Para os moradores da cidade, apesar da demora, a espera do novo espaço reformado deve valer à pena.

O estudante de História, Cristiano Sousa, espera fazer sua monografia com o tema "História da Arte em Sobral". Ele é um dos que aguardam a reinauguração com expectativa.

"Entrei na faculdade já com o tema em vista, e espero que o Museu Madi retorne antes do fim de 2013. O local foi o primeiro do gênero construído no Brasil e também o único representante do Movimento Madi no País", destacou o universitário.

Já para a vendedora autônoma, Maria Antônia de Sousa, a obra está demorando muito e comprometendo o lazer.

"Já é a terceira vez que venho visitar minha irmã na cidade, e sempre aproveito para participar das atividades culturais locais. Pude ver agora parte das obras exposta, mas não é a mesma coisa que ir até o local que foi projetado para elas", disse.

Origem
O Movimento Madi começou com a publicação da revista Arturo em 1944 criado pelo uruguaio Carmelo Arden Quin, que declarava compromisso com uma arte desprovida de intenções representativas e livre de qualquer determinismo ou justificação.

O nome Madi não tem origem definida e os estudiosos apontam como uma delas as letras tiradas do nome do próprio artista. Outra teoria é que o significado das letras seriam M de Movimento, A de Abstração, D de Dimensão, e I de Imaginação.

Em sua primeira exposição, o artista usou formas quadradas e retangulares, depois, a sistematização de formas poligonais com cortes irregulares.

No Movimento Madi, os artistas se utilizam de liberdade dos movimentos de vanguarda europeus como Dadaísmo e Neoplaticismo e começou com cerca de dez participante.

Nos últimos 50 anos, o movimento se manteve ininterrupto no cenário mundial.

Mais informações:Secretaria de Cultura de Sobral
Rua Viriato Medeiros, 1250, Centro
Telefone: (88) 3611. 2712

JÉSSYCA RODRIGUESCOLABORADORA 

Museu de Arte de Santa Catarina recebe exposição de 70 anos de Juarez Machado



A Fundação Catarinense de Cultura (FCC), por meio do Museu de Arte de Santa Catarina (Masc) recebe, a partir do dia 19 de julho, a exposição do consagrado artista joinvilense Juarez Machado. A mostra Soixante-Dix (setenta) comemora os 70 anos de vida do catarinense e marca o primeiro evento do Instituto Internacional Juarez Machado (IIJM) no Brasil. A entrada é gratuita e a exposição segue aberta à visitação até 5 de agosto.

Durante os 15 dias de exposição, mais de 55 obras, entre pinturas desenhos, esculturas, figurinos e objetos serão mostradas ao público. Um ateliê modelo será reproduzido com cavaletes, telas, tintas e pincéis, simulando o ambiente de trabalho do artista, em meio a taças e garrafas de champagne. Figurinos usados pelo célebre personagem de mímica que Juarez interpretava no programa Fantástico, da TV Globo, na década de 1970, completam as obras do acervo do artista.


A famosa bicicleta do artista de roda quadrada, fazendo uma analogia à popularidade que este meio de transporte tem na cidade natal do artista, também estará disponível para apreciação do público, além de painéis fotográficos dos ateliês que Juarez montou em diversas partes do mundo, como Nova York, Paris, Veneza, Nice, Rio de Janeiro, Londres, Joinville, Curitiba e Saint Paul de Vince, entre outras. 

Segundo Edson Machado, vice-presidente do Instituto IIJM, Florianópolis é a única cidade do Brasil a receber, com exclusividade, a exposição e todas as obras do artista sobre o tema. Nenhuma delas estará a venda, pois integram o acervo do Instituto, mas livros e catálogos do artista, editados em diversos países, poderão ser adquiridos pelo público catarinense. 

Nascido em 16 de março de 1941, na cidade de Joinville, Juarez Machado é um pintor diferenciado, ousado, alegre e extravagante. É um artista multimídia, criador inconfundível de pinturas ricas em detalhes, gravuras, charges, cartuns em jornais, ilustrações para livros, capas de discos, cartazes, cenários, criação de jóias, projetos urbanísticos em praças públicas e figurinos para teatro e TV. O artista é internacionalmente reconhecido, com inúmeras exposições espalhadas pelo mundo. 

Juarez Machado declara sua emoção ao completar sete décadas: “francamente, ter chegado aos setenta anos me deu um certo prazer. Se vivi até agora, talvez viva ainda mais uns setenta”. 

Ele escolheu o Masc por considerar a instituição um dos principais espaços públicos da arte catarinense, apta também para receber grandes mostras de artistas nacionais e internacionais. Após o encerramento da exposição, as obras do artista retornam ao acervo do Instituto, que tem sedes na França e no Brasil. 

Serviço:

O quê: Exposição Soixante-Dix, de Juarez Machado
Onde: Museu de Arte de Santa Catarina (Masc) - Avenida Irineu Bornhausen, 5600 - Agronômica - Florianópolis - SC.
Abertura: 19 de julho de 2012, às 19h30min.
Visitação: de 20 de julho a 5 de agosto de 2012. De terça-feira a domingo, das 10h às 21h15min.
Visitas mediadas devem ser agendadas previamente pelo telefone (48) 3953-2324 ou e-mail naemasc@fcc.sc.gov.br

Museu convoca mulheres a serem "telas vivas" para homenagear Frida Kahlo


O Museu de Arte Itinerante (ItiMa) fez uma convocação internacional a todas as mulheres que queiram emprestar seus corpos para serem usados como telas de pintura em homenagem à pintora mexicana Frida Kahlo, que morreu há exatos 58 anos.

"A ideia inicial era fazer algumas 'Fridas'", explicou à Agência Efe o fundador do ItiMa, Fernando Morales, mas o grande interesse despertado pelo projeto o levou a ampliar a convocação "para levar a homenagem a Frida Kahlo da Coleção Arte Viva a todos os continentes".

Já era possível ver as primeiras "telas vivas" nas cidades alemãs de Colônia e Bonn do pincel da artista alemã Xandra Herdieckerhoff.

México, Nova York e Paris foram, segundo ele, cidades "de grande importância" para Frida (1907-1954), que tinha também "raízes alemãs" por parte de pai, nascido em Pforzheim, no sul da Alemanha.

"Recebemos mais de 100 aplicações concretas e mais do dobro de solicitações de informações para participar como telas vivas de mulheres de todos os estados do México e de muitos países na América e Europa", ressalta.

Por isso, acrescenta, este "tributo mundial" à pintora mexicana se prolongará pelo menos até 6 de julho de 2013, 106º aniversário de seu nascimento.

A previsão é que as obras da Coleção Arte Viva, projeto lançado pelo ItiMa para "democratizar o acesso às artes e à cultura", sejam apresentadas de surpresa em diferentes cidades do mundo e, em boa parte, "dependerá do clima, da logística e da dimensão do evento", além da disposição das pessoas voluntárias.



fonte:
http://entretenimento.uol.com.br/noticias/efe/2012/07/13/museu-convoca-mulheres-a-serem-telas-vivas-para-homenagear-frida-kahlo.htm

UNESCO convoca reunião de peritos sobre museus e acervos



A diretora-geral da UNESCO, Irina Bokova, em consulta com o Conselho Internacional de Museus (ICOM) e com o Instituto Brasileiro de Museus (IBRAM), convocou uma reunião de peritos internacionais sobre a proteção e promoção dos museus e coleções, que acontece de 11 a 13 de Julho de 2012 no Rio de Janeiro, Brasil.

O objetivo do encontro é realizar uma avaliação das modalidades possíveis para a proteção e promoção dos museus e coleções em tempos de guerra e em tempos de paz, sob a base da Convenção para a Proteção dos Bens Culturais em Caso de Conflito Armado da UNESCO de 1954 e da Convenção da UNESCO relativa às Medidas a Adotar para Proibir e Impedir a Importação, a Exportação e a Transferência Ilícitas da Propriedade de Bens Culturais de 1970. O relatório de avaliação será depois enviado ao Conselho Executivo da UNESCO para apreciação, na sessão 190, em outubro de 2012.
Para a coordenadora de Cultura da UNESCO no Brasil, Jurema Machado, “a reunião, que conta com especialistas e museuólogos de todo o mundo, denota um reconhecimento do papel da UNESCO na  proteção dos museus e seus acervos, além de estimular a Organização a se posicionar como ator fundamental também para a promoção do papel dos museus no mundo contemporâneo”.
"Este encontro irá fornecer uma plataforma global única para a partilha de conhecimento, reflexão e debate sobre a proteção e promoção dos museus e coleções em todo o mundo", disse Christian Manhart, Chefe da Seção de Museus da UNESCO. Cerca de 50 especialistas de museus, associações de museus, universidades e organizações não governamentais e intergovernamentais de todo o mundo participam da reunião.

fonte:

Maior especialista em museus da atualidade, Alissandra Cummins desembarca no país

Alissandra Cummins, presidente do conselho executivo da Unesco, virá ao país esta semana para a abertura da reunião de especialistas de 50 países sobre Proteção e Promoção de Museus e Coleções. O evento, organizada pelo Instituto Brasileiro de Museus, acontece no Rio de Janeiro entre hoje (11) e sexta (13). Nascida em Barbados, Cummins é uma das principais especialistas em patrimônio, desenvolvimento de museu e arte do Caribe. Ela foi a primeira mulher eleita presidente do ICOM (International Council of Museums).



Alessandra Cummins - presidente executiva da Unesco chega ao país /Foto: Reprodução


fonte:
http://colunas.revistaepoca.globo.com/brunoastuto/2012/07/11/maior-especialista-em-museus-da-atualidade-alissandra-cummins-desembarca-no-pais/

Museus de Viena comemoram o 150º aniversário de nascimento de Klimt

VIENA, 13 Jul 2012 (AFP) -Os museus vienenses vão oferecer uma visão íntima do pintor austríaco Gustav Klimt em função do 150º aniversário de seu nascimento, revelando facetas quase desconhecidas do artista.
Nascido em 14 de julho de 1986 e falecido em 1918, a obra de Klimt se alternava entre a opulência e personagens claramente atormentados.
No Museu Leopold, serão expostas as 400 cartas e mensagens trocadas com seu velho amigo Emilie Floge, que mostram ao público uma personalidade fantasiosa, mas tranquila.
Igualmente serão expostas diversos objetos pessoais.
No Museu Wien, serão expostos objetos pessoais e relacionados ao artista, como uma inusitada tampa de privada decorada com motivos de sua obra.
Wien também vai expor sua coleção completa de Klimt, incluindo a máscara mortuária do artista e mais de 400 obras.
Já o austero Museu de Belvedere, que possui sua obra maior "O beijo", organizou um "Concurso de sósias de Gustav Klimt e de Emilie Floge".
Por fim, a Galeria Secessão - nome do movimento artístico do qual Klimt foi um dos criadores - vai expor sete paineis do famoso "Fresco de Beethoven", apresentado em 1902.

fonte: