Listen to the text.

segunda-feira, 30 de julho de 2012

A magia da Internet... no Museu da Ciências em Londres

Lançado em beta, como a Google gosta, o Web Lab é um laboratório de experiências que tem dois formatos: uma instalação no Museu da Ciência em Londres e uma versão Web. 

site

Na Internet é possivel experimentar cinco projetos: Universal Orchestra, Data Tracer, Sketchbots, Teleporter e o Lab Tag Explorer. Tudo com a ajuda do browser Chrome, claro. E há integração entre a Internet e as pessoas que estão na instalação física, em Londres. 

No Museu a exposição dura o ano inteiro e a entrada é gratuita. Na Internet não foi comunicada nenhuma data limite.... 


fonte:
http://tek.sapo.pt/extras/site_do_dia/a_magia_da_internet_no_museu_da_ciencias_em_l_1259250.html

No museu regional de artes plásticas de Kemerovo: dirigentes do museu anunciaram o início da ação Adote um quadro.



O problema da conservação de obras de pintura em muitos museus russos, sobretudo os que estão em cidades de província, suscita há muito sérios receios.


© Flickr.com/Underpuppy/сс-by-nc-sa 3.0
Muitas são as causas disto: a impossibilidades de garantir condições climáticas nas salas de exposição, o que inevitavelmente influi sobre o estado da tela e da camada de tinta e ausência de recursos para a realização de restauração oportuna. E se para a conservação de obras de pintura do século XIX e início do século XX ainda encontram algumas possibilidades, o patrimônio artístico do período soviético gradualmente se desfaz e existe o perigo real de desaparecimento de uma camada inteira de arte nacional.

A solução do problema foi proposta no museu regional de artes plásticas de Kemerovo: dirigentes do museu anunciaram o início da ação Adote um quadro. Aos mecenas em potencial propõem tomar sob tutela uma tela que lhe agradou – com isto o quadro permanece no acervo do museu e seu tutor financia a conservação, garante o convite de restauradores qualificados e paga seu trabalho e decoração do quadro. Além da satisfação moral pelo que faz, os tutores receberão também satisfação perfeitamente material: se quiserem eles podem pendurar o quadro, por algum tempo, em seu escritório, por exemplo. Esta prática é há muito tempo difundida no mundo, na Itália, por exemplo, desse modo salvam há tempos os afrescos antigos.

No acervo do museu de Kemerovo estão milhares de obras de pintura, que necessitam de tratamento profissional e dispendioso.. Muitas vezes artistas que trabalharam nos anos 1950-1980 usaram telas de má qualidade, fizeram experiências com os fundos, com as tintas, por isso hoje, apesar de ter-se passado relativamente pouco tempo depois da pintura dos quadros, a camada de tinta descasca e, em alguns lugares até mesmo cai, cobre-se de um rede de rachaduras -craquelures.

Muitos quadros já têm protetores. Segundo informam no site do museu, o primeiro tutor é o governador da região de Kemerovo, Aman Tuleev, que adotou o quadro “Iconóstase Siberiano” do artista do povo da Rússia, Viktor Zevakin. Hoje o número de tutores aumentou já para 15.

fonte:

REDE DE EDUCADORES DE MUSEUS DA PARAÍBA DISCUTE NOVAS DINÂMICAS


Rede de Educadores em Museus da Paraíba realiza no próximo dia 30 de julho (segunda-feira) um encontro para discutir educação patrimonial. O evento será realizado no Centro Social do município de Areia, com atividades ministradas pela Museóloga da UFPB, Marisa Pires Rodrigues, e a educadora e coordenadora do Museu e Biblioteca Olho do Tempo, Maria da Penha Teixeira de Souza.
A programação é aberta aos alunos da rede pública municipal de ensino, além de adolescentes e jovens participantes do Ponto de Cultura Viva o Museu, que poderão trocar idéias com os integrantes da REM-PB a respeito da preservação das histórias locais e o desenvolvimento dos espaços de memória para a comunidade. Assuntos como criatividade e formação de público para os museus também estão na pauta, que será contemplada com a exibição de animações entre as atividades. Mais informações podem ser acessadas pela página oficial no Facebook: www.facebook.com/rem.paraiba ou pelo email rem.paraiba@gmail.com.
PROGRAMAÇÃO:
Oficina de Educação Patrimonial, com a  Educadora Social e Conselheira da Rede de Educadores em Museus (REM/PB) Maria da Penha Teixeira de Souza e a Museóloga da UFPB Marisa Pires Rodrigues
Manhã: 
Tema: “A minha história e a cidade de Areia”. Abordando questões sobre: memória; cultura; história, patrimônio material e imaterial.
Público: os alunos da rede pública municipal de ensino; adolescentes/jovens que participam do Ponto de Cultura Viva o Museu; integrantes da REM-PB.
Tarde: 
Tema: Como trabalhar as histórias locais nos espaços de memória? Abordando questões sobre: as histórias da comunidade; o público de museu; criatividade.
Público: adolescentes/jovens que participam do Ponto de Cultura Viva o Museu; integrantes da REM-PB.
Serviço
Encontro da Rede de Educadores em Museus da Paraíba
Quando? 
30 de julho de 2012 (segunda-feira)
Local:
Centro Social/Areia-PB
Horário
Das 07h às 16h30
Texto: Juliano Mendes da Hora – Ascom MinC / RRNE