Listen to the text.

quinta-feira, 13 de setembro de 2012

Estágio em análise de artefatos arqueológicos --- e --- Estágio técnico em arqueologia

A Zanettini disporá, a partir de outubro, de 2 vagas de estágio em São Paulo, a saber:

Vaga 1 – Estágio em análise de artefatos arqueológicos
Buscamos 1 pessoa com graduação completa ou em fase de conclusão em história, geografia, arqueologia, sociologia, antropologia, ou afins para estagiar na empresa, atuando principalmente na mesa de análise de peças históricas.

Oferecemos:
- bolsa auxílio de R$ 526,00
- treinamento específico
- dedicação de 20 horas semanais, em período a combinar.
- interesse por arqueologia
- ajuda de custo para transporte
- possibilidade de efetivação

Desejável
- alguma vivência com arqueologia, seja em matérias, leituras, grupo de estudos, etc.
- boa redação/ fluência no português escrito
- organização
- flexibilidade de horário para cumprir as horas em períodos diversos. (desejável, mas não indispensável)


Vaga 2 – Estágio técnico em arqueologia
Buscamos 1 estagiário técnico em arqueologia, para atuar internamente, assistenciando a gestão de dados de um grande projeto de arqueologia.

Oferecemos:
- remuneração de R$ 1052,00 por mês (ou R$ 6,57 por hora, a combinar)
- disponibilidade de dedicação de 160 horas mensais
- ajuda de custo para transporte
- possibilidade de efetivação e carreira
- excelente ambiente de trabalho
- oportunidade de aprendizado em arqueologia

Desejável:
- ter conhecimento intermediário de Excel e Word;
- ter interesse em arqueologia
- ser extremamente organizado e ter raciocínio lógico
- ser atento a detalhes
- alguma vivência com arqueologia, seja em matérias, leituras, grupo de estudos, etc.
- trabalhar bem em equipe
- ter boa redação/ fluência no português escrito.

Envie e-mail para : ariane@zanettiniarqueologia.com.br até o dia 14/09.





fonte:

Michele Silva -

II SEMINÁRIO SERVIÇOS DE INFORMAÇÃO EM MUSEUS

II SEMINARIO SERVIÇOS DE INFORMAÇÃO EM MUSEUS
26 E 27 DE SETEMBRO DE 2012
Nos dias 26 e 27 de setembro será realizado, no SESC Consolação, o II Seminário Serviços de Informação em Museus, parceria entre o SESC São Paulo e a Pinacoteca do Estado de São Paulo.
Voltado a profissionais, pesquisadores e interessados nas variadas implicações e desafios apresentados pelo trabalho com informação em instituições culturais, pretende ser um espaço de troca de experiências em relação ao tema.
Na primeira edição do Seminário Serviços de Informação em Museus, organizada pela Pinacoteca do Estado de São Paulo, em novembro de 2010, os trabalhos e os debates tiveram foco em duas frentes consideradas fundamentais para a reflexão e a discussão a respeito da produção, circulação e disseminação de informação em museus e instituições culturais: delinear teórica e conceitualmente o significado e a abrangência da informação na perspectiva de instituições museológicas; trazer experiências com a construção de metodologias, sistemas e ferramentas que partissem do uso e distribuição da informação em instituições de cultura.
Nesta segunda edição o programa possui três áreas de concentração temática independentes, mas inter-relacionadas, constituídas por três eixos principais: reflexão conceitual da informação no contexto específico, experiências com a sistematização e distribuição de informação e preservação digital. A partir dessa organização pretende-se discutir uma variada gama de questões centrais para o entendimento contemporâneo e futuro de ações e atividades que envolvem a noção de serviço de informação em museus e instituições culturais e patrimoniais em geral.

INSCRIÇÕES A PARTIR DO DIA 20/08. Vagas limitadas.

INSCRIÇÕES ONLINE AQUI
As inscrições devem ser realizadas utilizando os navegadores: Internet Explorer ou Google Chrome

PELO PORTAL SESCSP
[Pagamento somente com cartões de crédito: cartões de crédito Diners, Mastercard e Visa]

PESSOALMENTE
Nas Centrais de Atendimento das Unidades do SESC (Capital e Interior)
Informe-se sobre os horários de atendimento e endereços das Unidades no Portal SESCSP
[pagamento em dinheiro, cartões Diners, Mastercard, AMEX, Aura e Visa, ou cheque]
vagas limitadas

Taxas de Inscrição *
R$ 15,00 [trabalhadores no comércio de bens e serviços matriculados e dependentes]
R$ 30,00 [usuários inscritos e dependentes, maiores de 60 anos, estudantes com comprovante, professores e servidores da rede pública]
R$ 60,00 [inteira]
* Valor único para participação no seminário.CONDIÇÕES PARA PARTICIPAÇÃO
- No credenciamento serão exigidos: documento que comprove a condição de estudante, maior de 60 anos, servidores da rede pública, professor, trabalhador do comércio de bens e serviços matriculado e dependentes ou usuário inscrito, se for o caso.

Informações: 
Por e-mail: conferencia@consolacao.sescsp.org.br
ou por telefone: [11] 3234.3054
SESC Consolação
Rua Dr. Vila Nova, 245 - São Paulo SP - Brasil

últimas noticias



---------------------------------------------------------------------------
O trabalho da informação em instituições culturais: em busca de conceitos, métodos e políticas de preservação


PROGRAMA
1º DIA: 26 de setembro de 2012

Abertura: 9h45 SESC e Pinacoteca do Estado de São Paulo

Tema 1: A informação em museus e instituições culturais: diálogos possíveis

Mediação: Marilúcia Bottallo (Conselho de Orientação Artística da Pinacoteca do Estado de São Paulo)

10h - Informação em Museus em um contexto social 2012, com David Bearman (Archives & Museum Informatics - Canadá)

11h - Sistemas contextuais de informação para a arte e suas instituições, com Martin Grossmann (Instituto de Estudos Avançados/USP)

12h - Museus e geração de informação: embates práticos, com Suely Moraes Ceravolo (Departamento de Museologia, Faculdade de Filosofia e Ciências Humanas da Universidade Federal da Bahia)

13h Debate

Tema 2: Desenvolvimento e utilização de sistemas e ferramentas de informação

Mediação: Marília Bonas Conte (Museu do Café e Museu da Imigração)

15h - Gestão de vocabulários multilíngues: estratégias para lidar com um problema insolúvel, com Nicholas Crofts (Musee d'art et d'histoire - Suíça / Comitê Internacional para Documentação do Conselho Internacional de Museus - ICOM CIDOC)

16h - Documentação, produção e recuperação da informação, com Maria de Fátima Gonçalves Moreira Tálamo (Departamento de Biblioteconomia e Documentação - Escola de Comunicações e Artes/USP)
17h - Criação e Implantação do Banco de Dados do Museu do Futebol, com Daniela Alfonsi e Pedro Felipe R. Sant' Anna (Museu do Futebol)
18h Debate
2º DIA 27 de setembro de 2012

Continuação (Tema 2): Desenvolvimento e utilização de sistemas e ferramentas de informação

Mediação: Juliana Monteiro (Unidade de Preservação do Patrimônio Museológico - Secretaria de Estado da Cultura de São Paulo)

10h - Turistas online: produção, distribuição e qualidade das informações para o Turismo, em museus, com Karla Estelita Godoy (Departamento de Turismo - Universidade Federal Fluminense)
11h - Os sistemas memoriais e as redes da memória, com Marcos Galindo Lima (Laboratório de Tecnologia do Conhecimento - Universidade Federal de Pernambuco)
12h Debate

Tema 3: Preservação digital: desafios para a implantação de procedimentos e políticas eficazes

Mediação: José Hermes Martins Pereira (Instituto de Estudos Brasileiros/USP)

14h - Preservação digital a partir de uma perspectiva arquivística, com Maria Mata Caravaca (Projeto InterPARES / ICCROM - The International Centre for the Study of the Preservation and Restoration of Cultural Property)

15h - Os dez mandamentos da preservação digital, com Humberto Innarelli (Arquivo Edgard Leuenroth - AEL/IFCH/UNICAMP e FATEC-AM)
16h - Propostas para uma preservação digital, com Millard Schisler (Cinemateca Brasileira)

17h Debate

17h40 - Comentários de Johanna Wilhelmina Smit (Departamento de Biblioteconomia e Documentação - Escola de Comunicações e Artes/USP)
18h - Encerramento

Bom Seminário!
Equipes SESC Consolação – SESC Memórias

fonte:
http://www.sescsp.org.br/sesc/conferencias_new/subindex.cfm?Referencia=7685&ParamEnd=8

Bienal de São Paulo propõe a reunião de diferentes linguagens poéticas


Bienal de São Paulo propõe a reunião de diferentes linguagens poéticas



VíDEO:  22 MINUTOS


http://globotv.globo.com/globo-news/starte/v/bienal-de-sao-paulo-propoe-a-reuniao-de-diferentes-linguagens-poeticas/2134697/#

Com três museus dedicados à moda, Florença é opção de viagem para fashionistas


A cidade italiana de Florença, na região da Toscana, é conhecida como o berço do Renascimento, mas poderia também ser chamada de capital da moda e da sua história. Três grandes museus com um acervo de roupas e acessórios de valor inestimável se instalaram neste importante destino turístico italiano.
O mais novo deles é o Gucci Museo, que se destaca pelos acessórios icônicos da marca e que completará um ano em atividade no final de setembro. O Museu Salvatore Ferragamo tem um acervo de mais de 10 mil modelos de sapatos criados pela casa desde os anos 1920, início da carreira do fundador que dá nome à instituição. A Galleria del Costume é o espaço mais histórico de todos. São cerca de 6 mil peças de roupa e acessórios que contam o rico passado do vestuário do século 16 até o século 20. Segundo o próprio museu, este é o único na Itália dedicado inteiramente à história da moda.

No museu da Gucci, em Florença, na Itália, as tradicionais flores da grife italiana estão impressas nas bolsas, nos vestidos e nos lenços
No museu da Gucci, em Florença, na Itália, as tradicionais flores da grife italiana estão impressas nas bolsas, nos vestidos e nos lenços

mais:
fonte:



Museu vende um Picasso perdido porque não tem dinheiro para o manter

No final de Agosto, o Museu de Arte, História e Ciência de Evansville, no estado norte-americano de Indiana, descobriu no armazém uma obra de Picasso, “Mulher Sentada com Chapéu Vermelho”, arrumada há 50 anos. Nunca ninguém pôde apreciar a obra que, por um erro de catalogação, não estava atribuída ao pintor espanhol. E agora também ninguém o vai poder fazer porque o museu anunciou a venda da pintura em vidro por não ter dinheiro para as condições de segurança que um trabalho de Picasso necessita.


“Mulher Sentada com Chapéu Vermelho” vale mais que a colecção completa do museu de Evansville“Mulher Sentada com Chapéu Vermelho” vale mais que a colecção completa do museu de Evansville (DR)




Segundo explicou à rádio NPR a curadora do museu Mary Bower, manter um trabalho de Picasso é tão caro como adquiri-lo. Para expor esta obra no museu seria necessário pensar numa nova sala ou repensar a divisão das obras pelos espaços existentes, assim como assegurar um reforço da segurança e para isso o museu não tem meios. 

“Foi muito difícil para os responsáveis do museu tomarem a decisão de vender a obra”, disse ao El País Arlan Ettinger, presidente da leiloeira Guernsey’s, responsável por realizar a venda da obra, explicando que “Mulher Sentada com Chapéu Vermelho” está avaliada entre os 23 e os 31 milhões de euros, sendo que o valor de todas as outras peças que o museu de Evansville alberga equivale a 10 milhões.

O responsável da leiloeira não revelou quando é que será finalizada a venda mas contou que têm sido contactados por muitos interessados. O que é certo é que este quadro nunca será exposto naquele museu, admitiu à NPR.

“A alegria deste trabalho é poder partilhar as obras de arte com a comunidade do museu, de Evansville e de toda a região. Por isso estou desapontado”, acrescentou a curadora, lamentando não ter condições para expor este trabalho do mestre do cubismo.

Esta descoberta só foi possível por causa de uma investigação da leiloeira, que há muito tempo procura os trabalhos que Picasso desenvolveu em vidro, que não são muitos. Daí o desconhecimento do museu que catalogou a obra como pertencendo a “Gemmaux”, que na verdade não é o nome de ninguém mas sim a técnica usada no trabalho. “Gemmaux” é o plural de “gemmail”, uma mistura líquida usada na pintura em vidro, que, quando iluminado por trás, mostra as suas verdadeiras cores. “Calculamos que existam umas 50 obras em que o pintor empregou esta técnica, mas mesmo assim esta do museu de Evansville é preciosa, nenhuma das outras é tão espectacular”, continuou Ettinger. 

Segundo o Guardian, “Mulher Sentada com Chapéu Vermelho” foi oferecido ao museu pelo designer industrial Raymond Loew em 1963. Como “Gemmaux” era um nome desconhecido no mundo da arte, a obra acabou por ser arrumada no armazém do museu, onde ficou até agora. 

fonte:

http://www.publico.pt/Cultura/museu-que-tinha-um-picasso-guardado-ha-50-anos-nao-tem-dinheiro-para-manter-a-obra-1562693

Filme descoberto em museu pode ser o primeiro em cores






Um filme de 1901 encontrado em um museu britânico pode ser o primeiro registro de imagens em movimento e em cores, informa o jornal "The Guardian". 

O National Media Museum, em Bradford, na Inglaterra, diz ter encontrado rolos produzidos pelo fotógrafo Edward Turner, que podem ser a primeira experiência em filmes a cores da história. "Nós acreditamos que isso vai reescrever a história dos filmes", disse o curador Paul Goodman.
Até então, o "Kinemacolor", de 1909, era considerado o primeiro experimento do tipo. 

As imagens mostram cenas cotidianas, como um peixe em um aquário e pequenas ações com as três filhas de Turner. Há ainda imagens de soldados marchando no Hyde Park e o tráfego de Londres.
O filme fazia parte da coleção de um empresário norte-americano que doou seus arquivos ao Museu de Ciência londrino, em 1937. Os filmes de Turner foram descobertos quando transferidos de Londres para Bradford, há três anos. 

Um vídeo que explica o processo de composição do filme foi divulgado nesta quarta-feira (12) pelos restauradores do museu.

fonte:


“Cavalete Parede”: arte política



Dizem que “Arte política” é quando o artista se torna protagonista de uma ação política e tem como objetivo produzir efeitos e transformar as estruturas do poder.
E o movimento também pode ser espontâneo, coletivo e relativamente simples. Para chamar a atenção da fiscalização, artistas de São Paulo, Rio de Janeiro, Recife e Curitiba estão se apropriando da propaganda política irregular nas calçadas e transformando os cavaletes em arte urbana. O projeto vem tomando proporções e já tem até página no Facebook.

Inspire-se!

Cavalete Parede faz referência a Cow Parede (das vacas pintadas que acontece em várias partes do mundo).
Saiba mais na Folha.