segunda-feira, 1 de outubro de 2012

Encontro sobre Educação Patrimonial que será realizada nos dias 09 e 10 de outubro, das 9h30 às 18h00 na ETEC José Martimiano da Silva, na cidade de Ribeirão Preto devido ao espaço patrimonializado da região.




Contaremos com a  presença da Mestra Roseane Nunes, Arquiteta e representante do IPHAN - Instituto de Patrimônio Histórico e Artístico Nacional e Consultora da UNESCO.

Cadastramento para o evento no e-mail abaixo e-mail 


vera.gomes01@etec.sp.gov.br


com nome completo, CPF e telefone para contato

                                                       Muito enriquecedora seria sua presença.


Atenciosamente,

Vera Vicchiarelli
Coordenação de Projetos Cetec - ARTES
(11) 2089 0721 ramal 223
(11) 983816429
(12) 8129 8218

Rio de Janeiro terá museu dedicado à matemática a partir de 2014


O Rio de Janeiro receberá em 2014 uma espécie de "museu da matemática". Batizado de Casa Sesi Matemática, ele terá como objetivo aproximar as pessoas da disciplina.
Rio terá nova metodologia de ensino de matemática
 
O local, que será aberto ao público, terá exposições e mostras interativas sobre o tema, nos moldes do que ocorre no museu da Língua Portuguesa, em São Paulo. As obras começam neste ano.

O espaço é resultado de uma parceria entre a Firjan (Federação das Indústrias do Rio de Janeiro) e o Impa (Instituto Nacional de Matemática Pura e Aplicada).

Para desenvolver o ambiente, uma equipe multidisciplinar do Sesi buscou referências nos principais museus de ciência e de matemática do mundo. Entre os locais visitados estão o Museu de Ciência e Tecnologia de Paris e o MoMath, museu de matemática de Nova York, que será inaugurado em dezembro depois de um período em que funcionou de forma itinerante.

A criação do espaço faz parte de um esforço para melhorar o ensino de matemática no Estado do Rio. Nesta quinta-feira, a Firjan (Federação das Indústrias do Estado do Rio de Janeiro) lançou o programa Sesi Matemática, que irá capacitar professores da rede pública em uma nova metodologia de ensino.


Divulgação
Projeto da fachada do "museu da matemática", no Rio, que deve ficar pronto até 2014
Projeto da fachada do "museu da matemática", no Rio, que deve ficar pronto até 2014

A ideia é solucionar problemas cotidianos por meio da matemática, com o auxílio da tecnologia. Com isso, as aulas do ensino médio estadual contarão com o auxílio de computadores e até de games para facilitar a assimilação do conteúdo por parte do alunos.
O objetivo é que, até o final do programa, que começa neste ano e vai até 2015, todas as 1.200 escolas públicas do estado e outras 30 da rede Sesi estejam utilizando a nova metodologia de ensino.

fonte:
 http://www1.folha.uol.com.br/educacao/1160415-rio-de-janeiro-tera-museu-dedicado-a-matematica-a-partir-de-2014.shtml

Na luta contra o câncer de mama, MASP será iluminado com luz rosa




Desde 2000, importantes monumentos históricos são iluminados em prol da campanha

Na 20º Campanha Mundial Contra o Câncer de Mama, o MASP (Museu de Arte de São Paulo) será um dos destaques dessa empreitada, com iluminação rosa.

Conhecida como Outubro Rosa, a campanha, idealizada pela agência Luminas e patrocinada pela marca Clinique, começa nesta segunda-feira (01), a partir das 20h, mostrando diversas ações que levam ao tema “Toque de Coragem – Nós acreditamos em um mundo sem câncer de mama. Acredite também”.

Desta vez, o MASP foi o local escolhido para ser iluminado com a cor rosa. Desde 2000, são iluminados importantes monumentos históricos pelo mundo todo. O diretor da Luminas, Ricardo Chamma comenta:

— Além de buscar uma tecnologia que iluminasse o MASP, a Luminas buscou uma forma eficaz e assertiva na qual as pessoas pudessem interagir e participar ativamente da campanha mandando mensagens. Para isso foram escolhidas as mídias sociais, que hoje fazem parte da vida de todos e temos certeza que será um sucesso.

Para aderir a campanha, as pessoas podem acessar a fan page da Breast Cancer Awareness no Facebook (www.facebook.com/BCABRASIL) em que as postagens vão aparecer na fachada do museu. Além disso, os usuários poderão doar o perfil por um dia para a campanha. O MASP, cartão postal da cidade de São Paulo, fica localizado na Avenida Paulista.

MAC – Niterói
Em Niterói, no Rio de Janeiro, o monumento que será iluminado é o MAC (Museu de Arte Contemporânea de Niterói), em parceria com a Fundação Laço Rosa. A iluminação irá ocorrer no dia 05 de outubro, às 19h

fonte:
http://noticias.r7.com/saude/na-luta-contra-o-cancer-de-mama-masp-sera-iluminado-com-luz-rosa-01102012



Fezes de dinossauros fossilizadas levam curiosos à praia em Santos

Fósseis e réplicas fazem parte do 46º Congresso Brasileiro de Geologia.


Grãos de areia com formato de estrela também são atração.


Coco de dinossauro em feira de Santos (Foto: Lincoln Chaves/G1)Fezes de dinossauro em feira na praia de Santos (Foto: Lincoln Chaves/G1)
saiba mais
 
Uma exposição bastante curiosa, instalada ao ar livre, na praia do Gonzaga, em Santos, no litoral de São Paulo, tem despertado a curiosidade de milhares de moradores e turistas que visitam a região. No local estão expostos fósseis de dinossauros, raros tipos de minérios e rochas e areias de várias partes do mundo que podem ser observadas por meio de um microscópio. O que mais chama a atenção, porém, são objetos que parecem pedras mas, na verdade, são fezes de dinossauros fossilizadas há mais de 260 milhões de anos.

O museu a céu aberto faz parte do 46º Congresso Brasileiro de Geologia. Mais de 3 mil pessoas, de 21 países diferentes, estão em Santos para participar do evento. Visitando o museu a céu aberto, é possível conferir cerca de 10 estandes com amostras de rochas e minérios, maquetes, jogos lúdicos e explicações de universitários sobre a ciência. "O museu é um extensão do congresso, mas com cunho social. A pessoa começa a entender o que é o pré sal, o que é a rocha do pré-sal e, inclusive, sai do local com uma amostra de óleo do pré sal. São 10 mil frascos que foram preparados para atender toda a população", explica Fábio Braz Machado, professor da Universidade Federal de São Paulo e presidente do congresso.
Feira de dinossauros em Santos (Foto: Anna Gabriela Ribeiro/G1) 
Réplica em gesso da cabeça de um 'alossauro'

Além de aprenderem um pouco sobre o pré-sal, pessoas de todas as idades podem ter contato com partes de seres que habitaram o planeta há milhões de anos. Os visitantes podem conferir fósseis de dinossauros que viveram há cerca de 260 milhões de anos. "As fezes fossilizadas nos fornecem informações importantes sobre o hábito alimentar, peso e todas as características fisiológicas do animal", explica Fábio Machado. Além dos fósseis, uma réplica em gesso da cabeça de um 'alossauro', um gigante carnívoro que habitou a América do Sul em outros tempos.

A estudante Luísa Marques, de 8 anos, é uma das crianças que se fascinaram observando os fósseis e os grãos de areia. "A minha areia favorita é a do Japão, que tem formato de estrelas quando vejo pelo microscópio", afirma. As amostras são exibidas por estudantes do curso de Ciências da Natureza, da Universidade de São Paulo (USP). É possível conferir amostras de areias das praias da França, Japão, Havaí e da costa brasileira, de cidades como Ubatuba, Santos e Ilhabela, no litoral paulista. "Aqui explicamos como é formada a areia e apresentamos diferentes tipos, como a branca, a polida e a fosca, entre outras", conta a estudante Carolina Harumi.

Feira de dinossauros em Santos (Foto: Anna Gabriela Ribeiro/G1) 
Reprodução da bacia pré-sal

Para o organizador do evento, Fábio Braz Machado, a mostra é uma oportunidade para todos aprenderem mais sobre geologia. "É uma atividade muito importante para nós. O evento aproxima a população da geologia, hoje tão presente no nosso dia a dia. Não só pela valorização do petróleo, mas por causa dos minerais e também do meio ambiente. Nosso principal intuito é a educação ambiental. Precisamos mudar e valorizar esse conceito", relata o professor.

A 'Praia das Geociências' acontece na praia do Gonzaga, em Santos, na altura da Praça das Bandeiras. O museu funcionará até a próxima sexta-feira (5), das 11h às 18h. A entrada é gratuita.

fonte:
http://g1.globo.com/sp/santos-regiao/noticia/2012/10/fezes-de-dinossauros-fossilizadas-levam-curiosos-praia-em-santos.html

Museu Nacional celebra legado deixado pelos africanos no Brasil

"África Brasileira" é o tema do Projeto Sarau que levará dança folclórica, documentário, comidas típicas e moda ao Museu Nacional da República, na próxima sexta-feira (5), às 19h30. O encontro é para celebrar a diversidade cultural, o colorido e a alegria deixados pelos africanos no Brasil.

O projeto, uma parceria da Casa da Cultura da América Latina e Decanato de Extensão da UnB com o Museu Nacional, prioriza os trabalhos produzidos pelos artistas do Distrito Federal. Na área externa do museu, o público vai encontrar barraquinhas com comida, doces e bebidas produzidos pelas 300 famílias que vivem na comunidade do Quilombo Mesquita, um povoado localizado a 8km da Cidade Ocidental, em Goiás.

Um grupo de Catira, ritmo musical marcado pela batida dos pés e mãos dos dançarinos, que também é do Quilombo Mesquita, vai realizar uma apresentação. Os dançarinos da União dos Estudantes Africanos de Brasília vão apresentar duas danças tradicionais: a puíta, de São Tomé e Príncipe, e a Funana, de Cabo Verde.

O coreógrafo e bailarino Júlio César Pereira, da Companhia Experimental de Dança Negra Contemporânea Mário Gusmão, exibirá um recorte do espetáculo Bata-Kotô, que fala do massacre de quatro estudantes no bairro de Soweto, na África do Sul.

A moda africana será lembrada com um desfile de Capulanas, espécie de saia usada pelas mulheres em países africanos de origem portuguesa. A produção de moda afro teve o apoio das Embaixadas de Angola e Moçambique.

No auditório do museu será exibido o vídeo-instalação Liga da Língua, que mostra o poder da linguagem como forma de preservar a identidade cultural de uma nação. O documentário apresenta oito países (Angola, Brasil, Cabo Verde, Guiné-Bissau, Moçambique, Portugal, São Tomé/Príncipe e Timor Leste).

Serviço
Projeto Sarau – África brasileira
Dia: 5 de outubro de 2012 - sexta-feira
Local: Auditório 1, do Museu Nacional da República, Esplanada dos Ministérios
Hora: 19h30
Entrada Franca