quarta-feira, 17 de outubro de 2012

Faculdade de Medicina Veterinária e Zootecnia da USP contrata professores



Agência FAPESP – O Departamento de Medicina Veterinária Preventiva e Saúde Animal da Faculdade de Medicina Veterinária e Zootecnia (FMVZ) da Universidade de São Paulo (USP) está com inscrições abertas para concursos públicos de seleção de professores doutores.

Uma das oportunidades é para professor doutor, em Regime de Dedicação Integral à Docência e à Pesquisa, referência MS-3.1, com salário de R$ 8.715,12, para a área de “Bem-estar animal”. As inscrições devem ser feitas até 8 de novembro.

A segunda oportunidade é para professor doutor, em Regime de Dedicação Integral à Docência e à Pesquisa, referência MS-3.1, com salário de R$ 8.715,12, para a área de “Epidemiologia”. As inscrições podem ser feitas até 6 de dezembro.

As inscrições deverão ser feitas no Serviço de Apoio Acadêmico da FMVZ, localizada na Av. Prof. Dr. Orlando Marques de Paiva, nº 87, bloco 17, na Cidade Universitária, em São Paulo.

Os editais podem ser acessados em www.fmvz.usp.br/concursos-docentes-www

fonte fapesp

Cartaz de museu com nu frontal de atletas causa polêmica na Áustria


O anúncio divulgava uma exposição do Museu Leopold de Viena com a imagem de três jogadores de futebol franceses (as estrelinhas coloridas são por nossa conta, ok?) Foto: Reprodução / ‘Austrian Times’









O Museu Leopold de Viena, tradicional instituição da capital da Áustria, decidiu espalhar 250 cartazes pela cidade para divulgar sua próxima exposição. Até aí, tudo bem... O problema é que o material publicitário trazia uma imagem gigantesca de três jogadores de futebol nus, com direito a genitália exposta, e a campanha acabou causando uma polêmica daquelas. De acordo com o site “Austrian Times”, um morador chegou a ameaçar partir para o vandalismo caso nada fosse feito a respeito. No fim das contas, todos os cartazes foram cobertos pelo próprio museu.
O tema da exposição em questão é justamente a nudez masculina como forma de expressão artística. A obra que causou tanta discussão se chama “Vive le France” e é assinada por Pierre & Gilles. A proposta era trazer três jogadores de futebol franceses de diferentes origens (negro, árabe e branco) para ilustrar a sociedade multicultural do país.
- Estes homens, claramente, não estavam numa condição de excitação sexual, e por isso julgamos que não ofenderíamos ninguém. No entanto, nós não queremos perturbar crianças nem adultos, e está claro que isso é algo que as pessoas não querem ver. Temos que respeitar isso - explicou um porta-voz do Museu Leopold.

O museu garante que a escultura 'Mr. Big' continuará exposta em frente ao prédio Foto: Reprodução / 'Austrian Times'
Em contrapartida, os administradores não pretendem retirar uma escultura gigante de um homem nu que está exposta em frente ao museu. Batizada de “Mr. Big”, a obra da artista austríaca Ilse Haider, que deixa o pênis da estátua completamente à mostra, correu o mundo há alguns dias e também causou repercussão.
A exposição “Naked Men” será aberta na próxima quinta-feira, 18 de outubro, e irá durar até o dia 28 de janeiro de 2013. No total, mais de 300 obras poderão ser admiradas, de autoria de cerca de cem artistas da Europa e da América e correspondendo a um período de mais de 200 anos na História da Arte.
fonte:




O retrato da Rússia no século 20


Museu de Arte Multimídia, em Moscou, recebe exposição de fotos que recontam a historia da Rússia entre 1918 e 1940. Mostra ficará aberto 8 de novembro, mas os interessados podem acessar imagens no site interativo do projeto.
 O retrato da Rússia no século 20
Exposição exibe imagens do cotidiano que compõem a história recente da Rússia. Foto: A. Chaikhet
Em uma época de conflitos em escala mundial e de mudanças globais, é preciso repensar, compreender e assimilar a história nacional. O projeto multimídia “Registro fotográfico da história da Rússia”, lançado pela Casa da Fotografia de Moscou, tem justamente essa finalidade.

A iniciativa foi concebida para recriar uma imagem fiel dos acontecimentos do passado e dos personagens envolvidos no processo histórico. Além do desenvolvimento de um site interativo, estão sendo publicados quatro volumes de fotografias reunidos sob o título “Rússia. Século 20 em Imagens”.

Os livros documentam e exibem a vida cotidiana, as guerras e as catástrofes do século passado através das lentes dos principais mestres da fotografia da primeira metade do século 20, como Aleksandr Rodtchenko, Arkádi Chaikhet, Boris Ignatóvitch, Ivan Chagin, Vladislav Mikocha, Mikhail Prekhner e Gueórgui Zelma.

As fotografias foram selecionadas a partir de fontes variadas. Algumas chegaram das coleções da Casa da Fotografia de Moscou, do Arquivo Nacional da Federação Russa, da Biblioteca Nacional da Rússia e dos museus de história nacionais. No entanto, o Sindicato dos Fotógrafos, bem como os acervos particulares e os arquivos de família, também contribuíram para a conclusão do projeto.

Tanto nos volumes do livro como na exposição são apresentadas imagens dos episódios e personagens históricos mais diversos. Entre as fotografias, é possível ver o imperador Nikolai II com sua família em Tobolsk, imagens relacionadas à Guerra Civil e à NEP (sigla em russo para a “Nova Política Econômica” promovida por Lenin na década de 1920), o enterro de Lênin e a construção de seu mausoléu em Moscou, a impressionante edificação da hidrelétrica Dnieprogués e a aprovação do Plano Geral de Moscou em 1935, entre outras.

Imagens:



A divisão da publicação em quatro volumes possibilitou a seus editores criar uma espécie de resumo cinematográfico em ordem cronológica (1918-1922, 1923-1928, 1929-1934, 1935-1940).

As fotografias são acompanhadas por notas informativas e comentários históricos no final de cada volume. A ampliação de algumas imagens também permite a análise detalhada dos ambientes e da vida cotidiana, assim como dos rostos das pessoas.

E, além do projeto “Registro fotográfico da História da Rússia” em versão impressa, as fotografias também ganharam diversas páginas on-line no site www.russiainphoto.ru.

Os internautas podem conferir várias fotografias de arquivo que, para facilitar a consulta, foram divididas em grupos temáticos como vida cotidiana, transporte e arquitetura etc.

É possível também anexar fotos próprias, atribuir imagens a autores e criar uma exposição virtual com suas imagens preferidas, tornando-se, assim, uma ferramenta para complementar o passado e registrar a história contemporânea – um legado a ser deixado para os pesquisadores do futuro.

fonte:

Começa nesta terça-feira (16) a Semana Nacional de Ciência e Tecnologia, feira com mais de 40 atividades organizada pelo Museu de Ciência da Universidade de São Paulo.


Feira de ciências da USP começa nesta terça com mais de 40 atividades
Evento acontece até 20 de outubro no Parque Cientec da USP.
Feira tem como tema sustentabilidade e erradicação da pobreza.

Começa nesta terça-feira (16) a Semana Nacional de Ciência e Tecnologia, feira com mais de 40 atividades organizada pelo Museu de Ciência da Universidade de São Paulo. O evento acontece no Parque Cientec da USP, na Água Funda, na Zona Sul de São Paulo, e tem como tema “Economia verde, sustentabilidade e erradicação da pobreza”.
O objetivo do evento é divulgar e popularizar a ciência e tecnologia para o público em geral. Expositores de museus, institutos e faculdades da USP, além de instituições convidadas, devem apresentar experimentos, jogos interativos, oficinas, cursos, palestras e visitas monitoradas aos visitantes.
Os visitantes também poderão conhecer o lago do Parque Cientec, que é abastecido por nascentes do riacho do Ipiranga. Neste local são abordados diversos assuntos, como o ciclo da água, a fauna e flora do parque.
Veja a programação completa no site do evento.
Serviço
Evento Integrado da Semana Nacional de Ciência e Tecnologia 2012
Quando: de 16 a 20 de outubro
Horário: das 9h às 16h
Onde: Parque Cientec da USP
Endereço: Avenida Miguel Stefano, 4200 – Água Funda
Telefone: (11) 5077-6313 / 6314