Listen to the text.

segunda-feira, 22 de outubro de 2012

5º Fórum Nacional de Museus abre inscrições

Evento será realizado em Petrópolis entre 19 e 23 de novembro

15.10.2012 – Estão abertas as inscrições para o 5º Fórum Nacional de Museus (FNM), que será realizado entre os dias 19 e 23 de novembro,no Sesc Quitandinha, em Petrópolis (RJ). Interessados em participar podem se inscrever, até 9 de novembro, na página do FNM.

Estão previstos 8 minicursos, 8 painéis e 3 conferências, além de apresentação dos trabalhos inscritos para as comunicações coordenadas (espaço de intercâmbio de pesquisadores com apresentação de trabalhos inscritos), do encontro dos Pontos de Memória e de programação cultural com exposição e apresentações musicais.

O escritor francês Hugues de Varine apresentará a conferência do último dia (23) sobre os 40 anos da Mesa-Redonda de Santiago do Chile, tema do Fórum este ano.

Também serão realizadas reuniões temáticas com Grupos de Trabalho (GTs) para discutir questões que fazem parte da Política Nacional de Nuseus (PNM). Os GTs buscarão consolidar e fortalecer uma agenda de debate em forma de rede entre os profissionais do setor. A plenária final dos grupos de trabalho encerrará o 5º FNM.

Como programação paralela, serão realizadas reuniões de professores de museologia, dos Sistemas e Redes Estaduais de Museus, do Conselho Internacional de Museus (Icom) e da Rede de Educadores em Museus (REM). Também haverá uma tarde livre para visitação aos museus de Petrópolis.

Para os painéis, as conferências e as comunicações coordenadas basta fazer a inscrição no Fórum, pois estas são as atividades abertas a todos os participantes inscritos.

Como os mini cursos e os grupos de trabalho possuem vagas limitadas, também é exigida uma inscrição prévia específica para eles. Cada participante só poderá escolher um mini curso e um GT.

A inscrição no 5º FNM é gratuita, sendo apenas necessário entregar, no credenciamento, 1kg de alimento não perecível.

Confira a programação completa do 5º Fórum Nacional de Museus.

fonte:
http://fnm.museus.gov.br/sem-categoria/5o-forum-nacional-de-museus-abre-inscricoes/

Museu Aeroespacial no Rio, neste domingo, para ver helicópteros e aviões de combate, acrobacias e paraquedismo, além da participação especial da Esquadrilha da Fumaça que cruzou o céu do Campo dos Afonsos, na zona norte da capital. O evento é promovido anualmente pela Força Aérea Brasileira (FAB), com entrada franca.

Milhares de pessoas, a maioria crianças e adolescentes, passaram pelo Museu Aeroespacial no Rio, neste domingo, para ver helicópteros e aviões de combate, acrobacias e paraquedismo, além da participação especial da Esquadrilha da Fumaça que cruzou o céu do Campo dos Afonsos, na zona norte da capital. O evento é promovido anualmente pela Força Aérea Brasileira (FAB), com entrada franca.

O termômetro em frente à entrada do museu marcava 38°C, mas a sensação térmica era de mais de 40°C e alguns optaram pelo guarda-chuva para se proteger do sol. Muitos desistiram do programa devido ao forte calor e ao trânsito, que formou uma fila de mais de 3 km de veículos.

O bombeiro militar José Carlos de Miranda acabou dando meia-volta com a mulher e o filho depois de uma hora caminhando. ''Deixei o carro lá do outro lado e achei que fosse demorar uns 20 minutos de caminhada, mas na realidade já rodamos mais de uma hora e ainda não conseguimos chegar. Desistimos por causa da criança, com sol na cabeça, pedindo água toda hora. Deixei tudo no carro, achando que era perto'', lamentou.

O locutor do evento orientava os adultos a hidratar as crianças, pois muitas estavam tendo que ser atendidas pelas equipes médicas por insolação. Mas os visitantes reclamaram da falta de pontos de venda de água. O comerciante Marcos Fernandes levou os filhos de 4 e 7 anos e achou o evento muito desorganizado. ''Ano que vem não venho não. Falta água lá dentro e do lado de fora estão vendendo água quente a R$ 3.

"Também tive que deixar o carro lá embaixo e com o espaço que eles (Aeronáutica) têm daria para estacionar todo mundo e ser um evento bem mais acessível às crianças", criticou. A analista de sistemas Carolina Cunha foi ao show com as filhas de 5 e 9 anos disse que essa foi sua primeira e última visita ao Campo dos Afonsos. ''A estrutura para criança é muito ruim. Foi uma experiência ruim, porque demoramos uma hora e meia para estacionar e quando chegamos aqui, as meninas pediram para ir embora''.

Já a professora Raquel Cristina, que também participou do evento pela primeira vez com o filho de 2 anos, recomendou o programa para todas as famílias. ''Gostei muito. Muito legal. A Esquadrilha da Fumaça é inesquecível. É muito melhor do que o que a gente vê na televisão''; O supervisor operacional Fernando Canutto disse que apesar do calor, o passeio valeu a pena, pois o filho, Felipe, 5 anos, adorou o show aéreo. ''Gostei mais do avião que sai fumaça'', comentou o menino.

fonte:
http://noticias.terra.com.br/brasil/noticias/0,,OI6244344-EI8139,00-Milhares+enfrentam+transito+e+calor+para+ver+show+da+FAB+no+Rio.html