Listen to the text.

sábado, 22 de dezembro de 2012

Artes Visuais nos Fóruns Setoriais do MinC




Representantes das Artes Visuais de todas as regiões do Brasil compareceram ao Fórum Nacional de Cultura. O evento realizado de 13 a 15 de dezembro em Brasília-DF reuniu delegações de diversas manifestações culturais de todas as regiões do Brasil. A abertura contou com a presença da ministra da Cultura Marta Suplicy e participação de João Roberto Peixe, secretário de Articulação Institucional do MinC e de Antonio Grassi, presidente da Funarte.
Os Fóruns têm como objetivo a renovação do Conselho Nacional de Política Cultural – CNPC que reúne um representante de cada Colegiado Setorial, entre eles: arte digital, arquitetura e urbanismo, design, artesanato, patrimônio material, patrimônio imaterial, culturas afro-brasileiras e arquivos, artes visuais, circo, culturas populares, culturas indígenas, dança, moda, música, teatro e livro, leitura e literatura.

Todas as regiões tiveram representes eleitos para o Colegiado. As Artes Visuais do Nordeste teve forte participação, com 14 delegados. O processo eleitoral foi acompanhado por Xico Chaves – Diretor do Centro de Artes Visuais da Funarte e também de Charles Narloch, atual representante das Artes Visuais do CNPC.
Da Bahia participaram Álvaro Villela, Iraildes Nascimento Mascarenhas e José Carlos Mamede. De Pernambuco, Bruno Monteiro, Izidorio Cavalvanci e Saulo di Tarso. Da Paraíba, Raquel Stanick e Sandra Vasconcelos e de Rio Grande do Norte Alex Gurgel, Henrique Fernandes, Mariana do Vale, Pablo Pinheiro, Paula Georgia Fernandes e Teotonio Roque.

Aos 30 eleitos do Colegiados Setoriais (15 titulares e 15 suplentes) foram atribuídas uma série de funções, como discutir as políticas para cada setor, debater, analisar, acompanhar e fornecer subsídios ao plenário do Conselho para definição de políticas, diretrizes e estratégias dos respectivos setores culturais. Pablo Pinheiro foi eleito o representante do Nordeste para o Colegiado.

Os titulares do Colegiado elegeram como membro das Artes Visuais do CNPC Davy Alexandrisky, do Rio de Janeiro e como suplente Miguel Chikaoka, do Pará.

fonte:
babeldasartes

Principal museu de Lima reúne tesouros antigos do Peru




Localizado no distrito de Pueblo Libre, na região metropolitana de Lima, o Museu Larco abriga uma das mais importantes coleções do mundo de peças produzidas pelos povos que habitaram a região do atual Peru antes da chegada dos colonizadores espanhóis. Fundada em 1926 pelo arqueólogo Rafael Larco Hoyle, a instituição fica no interior de uma mansão do século 18 e reúne mais de 45 mil artefatos pré-colombianos, entre eles peças de ouro (como a indumentária acima, da cultura mochica,), máscaras, colares e cerâmicas dos antigos povos andinos. Fácil de chegar, fica a 15 minutos de táxi dos bairros Miraflores e San Isidro e a entrada custa R$ 25

fonte:
http://vidaeestilo.terra.com.br/turismo/turismo-de-negocios/lima/principal-museu-de-lima-reune-tesouros-antigos-do-peru,dc93343bb3abb310VgnVCM3000009acceb0aRCRD.html