Listen to the text.

terça-feira, 9 de abril de 2013


Os profissionais dos museus. Um estudo sobre o setor na Espanha.

O projeto foi aprovado na convocatória de fundos concursáveis Ibermuseus de 2011



A Subdireção Geral de Museus Estatais da Espanha (Secretaria de Estado da Cultura da Espanha / Ministério de Educação, Cultura e Esporte), acabou de publicar, com o financiamento do Programa Ibermuseus, o estudo “Os profissionais dos museus. Um estudo sobre o setor na Espanha”.

Esse trabalho é um novo estudo sobre o âmbito dos museus, que se soma a outras pesquisas promovidas pela Subdireção Geral de Museus Estatais, com o fim de aplicar os resultados obtidos para a melhora da gestão dessas instituições.

“Os profissionais dos museus. Um estudo sobre o setor na Espanha” analisa pela primeira vez nesse país o setor profissional que trabalha na área dos museus. Nesta completa pesquisa, participaram mais de 1.200 profissionais de toda a Espanha: empregados em instituições museais de diferentes titularidades, assim como em outras instituições vinculadas a museus ou em empresas do sector. A representatividade da pesquisa é considerada bastante ampla, tendo em conta que a Estatística de Museus e Coleções Museográficas da Espanha estima que o país tem por volta de 7.000 técnicos de museus.

A publicação está disponível para download gratuito nestes links: Secretaria de Estado de Educação e Secretaria de Estado de Culturada Espanha.

Fundos Concursáveis do Ibermuseus

Este projeto foi apresentado à “Convocatória de apoio, impulso e desenvolvimento de políticas de museus na Ibero-América” e aprovado pelos representantes do Programa Ibermuseus, junto a outras cinco propostas de países ibero-americanos que receberam ajudas financeiras através dos Fundos Concursáveis do Programa.

A convocatória, dirigida aos países integrantes do Comité Intergovernamental, está destinada ao apoio de projetos que respondam aos objetivos gerais do Ibermuseus para o fortalecimento de políticas nacionais e internacionais dos países da Ibero-América.

Para obter mais informações sobre a convocatória, basta acessar a notícia do Ibermuseus sobre esta resolução.

fonte:

Museu Amazônico sediará a “Exposição Ticuna em dois tempos”


Com a presença de pesquisadores e docentes da Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC) a Exposição “Ticuna em dois tempos” será inaugurada no dia 10 de abril, às 19h, no Museu Amazônico, da Universidade Federal do Amazonas (UFAM). A exposição, que foi abrigada no Museu de Arqueologia e Etnologia Professor Oswaldo Rodrigues Cabral (MArquE) da UFSC, de maio a novembro de 2012, reúne artefatos Ticuna. Estes objetos, apesar de pertencerem a uma mesma etnia, foram coletados em épocas e por personagens diferentes, observando critérios e objetivos distintos e atualmente constituem coleções sob a guarda de instituições nos dois extremos do País, UFSC e UFAM, em Manaus.
De Florianópolis conta-se com a Coleção Ticuna coletada pelo antropólogo catarinense Silvio Coelho dos Santos em trabalho de campo realizado nos anos 1960. De Manaus, a coleção do artista plástico Jair Jacmont, adquirida pelo Museu Amazônico em 1994, cujo material foi comprado pelo próprio artista, de índios em Manaus. As duas instituições museológicas, em parceria com o Instituto Nacional de Pesquisa Brasil Plural (INCT/CNPq), buscam por meio desta segunda etapa da exposição apresentar dois olhares diferentes sobre a cultura Ticuna.
Participarão da abertura os professores Rafael Victorino Devos e Sônia Weidner Maluf, que também ministrará a aula inaugural do Programa de Pós-Graduação em Antropologia Social da UFAM no dia 9 de maio.
Mais informações: 
fonte: