Listen to the text.

sexta-feira, 17 de maio de 2013

Museu de História Natural expõe coleção de plantas e animais no IBIO


Até amanhã (17), é possível conhecer a história do Museu de História Natural da Bahia, mediante a exposição do acervo com a coleção didática de plantas e animais que podem ser vistas das 9 às 19h, no Instituto de Biologia da UFBA, no campus de Ondina.  A mostra faz parte do conjunto de Ações Educativas da 11ª Semana Nacional de Museus cujo tema é “Museus (memória + criatividade) = mudança social” que tem o objetivo de contar a história através da exposição do acervo, ressaltando o impacto e a importância social dos Museus Universitários.


A mostra integra a 11ª Semana Nacional de Museus 
 
fonte:
http://www1.folha.uol.com.br/turismo/2013/05/1276110-museu-na-serra-da-capivara-explora-achados-pre-historicos.shtml

Museu na serra da Capivara explora achados pré-históricos



Em São Raimundo Nonato, cidade-sede para o desbravar os achados pré-históricos e a beleza natural do parque nacional da serra da Capivara, no Piauí, o Museu do Homem Americano retrata a origem do homem e o povoamento das Américas. O acervo é baseado em cerca de 40 anos de escavações e pesquisas na região.

Com boa infraestrutura, o local prende a atenção pelo uso de efeitos tecnológicos. Localizado no sertão nordestino, em uma cidade cujo esgoto corre a céu aberto, lembra um museu de uma cidade grande, como o da Língua Portuguesa, em São Paulo.

Rafael Mosna/Folhapress


Instrumentos feitos de pedra exibidos no Museu do Homem Americano, em São Raimundo Nonato (PI)


O visitante pode navegar pelos sítios arqueológicos do parque em um grande painel multimídia. O controle é feito por uma espécie de joystick, e os movimentos em um grande mapa visualizado em modo satélite percorrem extensões do parque nacional. Quando há interesse, basta clicar e a tela exibirá as respectivas pinturas rupestres da área escolhida.

Quadros descrevem a história do clima local -até cerca de 10 mil anos, dominava o tropical úmido, onde espécies majoritariamente herbívoras coexistiam com humanos. Também são retratadas a antiga fauna, com animais de grande porte, e flora da época, de vegetação abundante.
MAIS SERRA DA CAPIVARA

Paredão reúne 1.100 pinturas rupestres
Entenda as figuras rupestres
Cânion atrai andorinhas em tardes ensolaradas
Longa viagem tem trecho terrestre que pede atenção
Sim, Inferno existe e fica no interior do Piauí
Pinturas em paredão de 100 m incluem cena de parto


Estão ainda expostas cerâmicas pré-históricas encontradas durante escavações e usadas como urnas funerárias. Utilizadas para sepultamentos, foram encontrados em seus interiores tanto esqueletos em posição fetal (enterramento primário) quanto ossos somente arrumados, geralmente com o crânio acomodado sobre o conjunto (sepultamento secundário).

Destaque para instrumentos fabricados com pedra lascada, que, trabalhados à exaustão, assumiram formas de machados com círculos e punhais perfeitos.

fonte:
http://www1.folha.uol.com.br/turismo/2013/05/1276110-museu-na-serra-da-capivara-explora-achados-pre-historicos.shtml

Orçamento do Ibram para 2013 cresce 9,25%

O orçamento do Instituto Brasileiro de Museus para 2013 cresceu 9,25% em relação ao ano passado. Os recursos aprovados para este ano ultrapassam os R$ 140 milhões. Outros R$ 2,7 milhões serão alocados para o setor de museus através de emendas parlamentares.

O crescimento dos recursos destinados ao campo museal é um dos efeitos mais imediatos da Política Nacional de Museus, que completa dez anos nesta quinta-feira (16). Após anos de redução progressiva dos investimentos federais na área, o MinC tem elevado ano a ano os repasses diretos a museus: em 2003, quando a PNM foi lançada, o valor era de R$ 24 milhões.

Com o objetivo de garantir que todas as instituições museais tenham igualdade de acesso aos meios de financiamento, desde 2004 são promovidos editais e prêmios para o setor. Destacam-se os Prêmios Darcy Ribeiro e Mario Pedrosa, o Edital Modernização de Museus, que seleciona projetos de modernização com valores entre R$ 100 e R$ 300 mil; o Prêmio Modernização de Museus – Microprojetos, que premia inciativas de R$10 a R$50 mil e o Edital Mais Museus, que visa a implantação de novos museus em municípios que não possuem instituição museal.

A aquisição de equipamentos, mobiliário e material permanente voltados para a segurança, climatização, acessibilidade, expografia, e o acondicionamento e informatização de acervos é uma constante junto aos museus Ibram. Os investimentos do Ibram em seus museus vinculados revelam atenção especial com a segurança. Somente os gastos com segurança ostensiva, ou seja, contratação de equipe de segurança terceirizada, somaram 14 milhões de reais em 2012, o que representa cerca de 50% do orçamento disponibilizado para manutenção administrativa.

fonte Ibram

A Mongólia pode precisar de mais vitrines para a primeira exposição de seu museu dos dinossauros, depois do anúncio feito esta sexta-feira (10) pelos Estados Unidos de que devolverá ao país asiático uma nova coleção de fósseis roubados.


EUA devolve fósseis de dinossauros à Mongólia

A Mongólia pode precisar de mais vitrines para a primeira exposição de seu museu dos dinossauros, depois do anúncio feito esta sexta-feira (10) pelos Estados Unidos de que devolverá ao país asiático uma nova coleção de fósseis roubados.

Na segunda-feira, as autoridades já tinham devolvido à Mongólia o esqueleto quase completo de um tiranossauro de 70 milhões de anos, um parente distante do famoso e terrível T.rex, na primeira repatriação do tipo a este país.

Os restos do esqueleto quase completo de um Tiranosaurio bataar foram encontrados no deserto de Gobi e vendidos ilegalmente em um leilão por US$ 1,05 milhão nos Estados Unidos no ano passado, antes da intervenção das autoridades.

Agora, os promotores federais de Manhattan afirmam que também será restituída uma grande quantidade de outros vestígios pré-históricos. Entre eles estão dois tiranossauros, um hadrossauro, pelo menos seis esqueletos de oviraptor e diversos fósseis, inclusive restos de Gallimimus.

A ministra da Cultura, Esportes e Turismo da Mongólia, Oyungerel Tsedevdamba, afirmou nesta semana que seu país planeja construir um Museu Central de Dinossauros da Mongólia e que os ossos do tiranossauro repatriado na segunda-feira seriam os “primeiros ser exibidos”. (Fonte: Terra)