Listen to the text.

sábado, 15 de junho de 2013

Governo da Bahia banca museu para Marighella

Principal referência da luta armada contra o regime militar, o guerrilheiro Carlos Marighella (1911-1969) ganhará um museu em sua homenagem em Salvador.
O chamado Memorial da Resistência deverá ser inaugurado em 2014, ano em que se completam 45 anos da morte do líder da ALN (Ação Libertadora Nacional).
O projeto arquitetônico foi bancado pelo governo Jaques Wagner (PT), que investiu ao todo R$ 200 mil na iniciativa.
O governo da Bahia cedeu dois sobrados no Pelourinho para o projeto, mas o desejo da família do ex-militante do Partido Comunista Brasileiro é que a casa onde ele viveu até os 23 anos, também no centro histórico da cidade, seja integrada ao espaço.
Antiga sede da oficina mecânica do pai de Marighella, um imigrante italiano que se casou com uma baiana, o local está em ruínas.
Braz Bezerre 31.jul.1964/Agência Jornal do Brasil
Carlos Marighella, deputado federal, líder comunista e fundador da Ação Libertadora Nacional, morto em emboscada em 1969
Carlos Marighella, deputado federal, líder comunista e fundador da Ação Libertadora Nacional, morto em emboscada em 1969
Enquanto não há uma definição sobre a eventual inclusão da casa no projeto, o museu, iniciativa coordenada pelo grupo Tortura Nunca Mais, deverá seguir os moldes da instalação hoje existente em São Paulo, no prédio do antigo Deops-SP (Departamento Estadual de Ordem Política e Social)
A ideia é que a construção guarde e exponha documentos e obras relacionadas à luta contra a repressão política na Bahia. A casa de Marighella abrigaria artigos pessoais do guerrilheiro.
Para o filho do guerrilheiro, o advogado Carlos Augusto Marighella, a incorporação da casa ao museu serviria para "humanizar" e aproximar seu pai das pessoas. "Ele é estudado no mundo todo, mas nunca desapegou da Bahia. Falava daqui em poemas, saía para jogar capoeira no Pelourinho, é o lugar dele", diz.
Em São Paulo, uma pedra com uma placa de identificação foi colocada no local onde Marighella foi morto por agentes da repressão, mas a placa é frequentemente retirada do monumento.
Em 2011, no centenário de seu nascimento, Marighella recebeu do governo federal o status de anistiado político. A família dispensou a reparação econômica. Na cerimônia houve um pedido de desculpas, em nome do Estado brasileiro, pela perseguição empreendida contra o guerrilheiro. (NELSON BARROS NETO)
*
CRONOLOGIA DE CARLOS MARIGHELLA
1911
Nasce, em Salvador
1932
Aproxima-se do Partido Comunista e envolve-se nas lutas estudantis contra Vargas
1946
É eleito deputado constituinte pelo Partido Comunista
1953
Organiza a Greve dos 300 mil
1967
Funda a guerrilha Ação Libertadora Nacional (ALN)
1969
É capturado em emboscada e morto em SP pela ditadura

fonte:

Obras do Museu da Cana-de-Açúcar em Piracicaba começam neste mês


Responsáveis pelo projeto anunciaram conclusão da 1ª fase de captação. Cronograma prevê entrega da obra no Engenho Central até final de 2014.


As obras do Museu da Cana-de-Açúcar, que ocupará três galpões do Engenho Central dePiracicaba (SP), começam ainda este mês. O Instituto Brasil Leitor (IBL) e o Instituto Brasileiro de Gestão Cultural (IBGC), responsáveis pelo projeto, anunciaram nesta terça-feira (11) a conclusão da fase inicial de captação de recursos. A cifra levantada com incentivo da Lei Rouanet supera R$ 5 milhões, o que ultrapassa o mínimo exigido para o início das obras. O projeto está orçado em cerca de R$ 30 milhões.
Projeção do Museu da Cana-de-açúcar em Piracicaba (Foto: Reprodução)O Museu da Cana-de-Açúcar ocupará 3 imóveis do
Engenho Central de Piracicaba (Foto: Reprodução)
"Nossa missão agora é empenhar o máximo de esforço para buscarmos a meta inicial, que é entregar o museu ao final de 2014, mesmo após um atraso na captação por conta de férias de final de ano, feriados, carnaval e outras interrupções que afetaram o calendário", disse William Nacked, idealizador do museu e presidente do Instituto Brasil Leitor, por meio de assessoria de imprensa.
As obras da parte executiva no Engenho serão iniciadas pelo paisagismo, além do restauro dos prédios históricos, construídos em 1881 e tombados como patrimônio em 1989. O museu terá salas de exposições temporárias e espaços dinâmicos de informação visual, além de equipamentos que permitirão atividades interativas e proximidade dos visitantes com a história do açúcar e do etanol.

fonte:

Museu do Côa já atraiu milhares de visitantes com gravuras rupestres


As gravuras rupestres puseram Vila Nova de Foz Côa no centro das atenções há 18 anos. Entretanto, foi construído um museu no local onde o rio Côa se encontra com o rio Douro e já recebeu milhares de visitantes.

Desde que abriu ao público no início de agosto de 2010 e até ao final de dezembro de 2012, o Museu do Côa já recebeu mais de 132 mil visitantes. O presidente da Fundação Côa Parque, Fernando Real, destaca a importância das “primeiras manifestações de escrita que o Homem deixou para a posteridade” que se podem ver neste espaço.

com som em - fonte:

ProAc destina recursos para museus

Os museus de São Paulo vão dispor de uma verba de R$ 1,2 milhão para tomarem medidas que possibilitem que visitantes com deficiência visual e auditiva consigam explorar seus acervos de maneira mais completa.
O dinheiro poderá ser usado na implantação de recursos de comunicação em acervos temporários ou de longa duração.
Pessoas cegas, por exemplo, precisam de audiodescrição (recurso que narra com detalhes uma situação, objeto ou cena) ou imagens em relevo para terem uma melhor compreensão de uma obra.
Os surdos podem precisar de um intérprete de libras - língua brasileira de sinais - ou de legendas para entenderem com mais desenvoltura determinada exibição.
A medida faz parte do programa de incentivo à cultura da Secretaria da Cultura do Estado de São Paulo.
Vão ser escolhidos 12 projetos que serão contemplados com verbas que variam de R$ 75 mil a R$ 137,5 mil. Pelo menos quatro deles devem ser do interior ou do litoral.
Os museus que tiverem suas iniciativas aprovadas vão ter de dar uma “contrapartida social” ao governo, como garantia de ingressos gratuitos para idosos ou ações específicas para esse público, entre outras iniciativas.
Para advogada Thays Martinez, a primeira pessoa cega a garantir acesso ao metrô de São Paulo com um cão-guia, a medida é importante, “desde que seja bem realizada”.
“É preciso ter muito critério na seleção desses projetos para que eles sejam mesmo úteis. Há casos em que oportunistas pegam o dinheiro público e, em troca, oferecem um recurso precário que não ajuda ninguém.”
De acordo com a secretaria, os projetos serão avaliados por um grupo de especialistas do segmento.
As inscrições podem ser feitas até 19 de julho pelo site www. cultura.sp.gov.br.
O Museu de História da USP concluiu no dia 6, após dois meses, uma reforma de acessibilidade.

fonte:

Cultura tem R$ 27 mi de Orçamento


Para este ano a Secretaria de Estado de Cultura de Mato Grosso (SEC) conta com um orçamento de aproximadamente R$ 27 milhões, que corresponde a um déficit de cerca de R$ 8 milhões comparados ao do ano passado. Dados apresentados pela secretária da SEC, Janete Gomes Riva, durante a reunião da Comissão de Educação, Ciência, Tecnologia, Cultura e Desporto da Assembléia Legislativa de Mato Grosso, esta semana.

“A demanda é enorme. A diversidade cultural do nosso Estado é riquíssima. A classe tem uma grande expectativa com relação à gestão, que por sua vez esta também espera muito a possibilidade de criarmos novas fontes de patrocínio cultural, além do Fundo. Talvez uma lei híbrida, onde consigamos dar ao artista ou produtor a possibilidade de captação financeira junto à iniciativa privada também. Isso ajudaria muito a sustentar um planejamento a longo prazo, devolvendo à pasta credibilidade e eficiência”, destacou a secretária de Cultura Estadual de Mato Grosso, Janete Gomes Riva.

Com orçamento para 2013 enxugado, muito aquém das necessidades do setor cultural, o objetivo da SEC é resgatar a identidade da Cultura do Estado, ampliando a respeitabilidade da pasta. Para isso, sensibilizar, envolver e integrar as pessoas, o estado e os municípios são palavras de ordem para a ampliação da difusão e democratização cultural. “Temos que aproveitar o fato de Cuiabá ser uma das sedes da Copa de 2014, e fazer disso uma ferramenta para a promoção da Cultura”, destaca Janete Riva.

A cultura é a alma de Mato Grosso, afirma a secretária. E hoje ela também é sinônimo de emprego, renda e fortalecimento social, e já se pode ver, em vários lugares do mundo, o porduto cultural transformando a vida de muitas pessoas, sem deixar de ser a manifestação autêntica de um povo.

Planejamento 2013

Dentre os projetos de 2013, está a reativação da Literamérica - Feira Internacional do Livro da América Latina -, e também, na oportunidade o lançamento do Dicionário Oficial do Linguajar Cuiabano.

A secretária está na expectativa sobre a aprovação do Sistema e do Plano Estadual de Cultura. E Mato Grosso é um dos primeiro Estados da União que já apresentou a proposta para a Casa Civil. Janete Riva destacou que o Sistema Nacional de Cultura é um processo de articulação, gestão e promoção conjunta de políticas pactuadas entre a união, o Estado, os municípios e a sociedade civil.

Já o Plano de Cultura é um documento onde estão reunidas as diretrizes, metas e estratégias para as políticas de cultura do Estado. “Com o Plano estamos aptos a receber recursos federais e assistência para a elaboração de projetos e inserção no Sistema Nacional de Informações e Indicadores Culturais”, complementou Janete Riva.

O Programa Conexões, em parceria com o Instituto Brasileiro de Museus (Ibram) e Ministério da Cultura (Minc) já se encontra em fase de implantação; museus virtuais; curso de graduação em museologia, em parceria com o Ministério da Educação (MEC) e a Universidade Federal de Mato Grosso (UFMT); levantamento do acervo Rondon em território nacional, São alguns dos projetos da SEC-MT.

A criação da Pinacoteca de Mato Grosso é quase uma urgência, já que todo o acervo de artes plásticas da SEC está, por falta de espaço e adequação, guardado em seus porões.

Ações

Em 150 dias de gestão, tombamentos de patrimônio material e imaterial foram concluído, e vários pedidos de criação de museus e mais tombamentos no interior passam por análise técnica.

O Cine Teatro de Cuiabá foi reaberto; o Birô Criativa está chegando; a temporada 2013 da Orquestra de Mato Grosso e Orquestra Jovem de Mato Grosso foi aberta; foram feitas parceria com os projetos Hip Hop na Praça, no bairro do Porto, e do Grito Rock. Importante lembrar da parceria com Programa Nacional de Acesso ao ensino Técnico e Emprego (Pronatec) e a digitalização de 10 bibliotecas em municípios de Mato Grosso, bem como a divulgação da cultura matogrossense em Londres, Berlim e Portugal.

A Cavalhada de Poconé, a Festança de Vila Bela da Santíssima Trindade, o Festival de Cururu e Sirir, o Circuito de Quadrilhas do Araguaia (Cirquaia), o Festival Nacional de Viola, em Poxoréu, e inúmeras outras ações marca, a presença da SEC no interior de Mato Grosso. ( Com assessoria Assessoria SEC) 


fonte:
http://www.diariodecuiaba.com.br/detalhe.php?cod=433486

Prêmio Rodrigo Melo Franco de Andrade recebe inscrições até seg





O Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (IPHAN) recebe até a próxima segunda-feira (17) inscrições para a 26ª edição do Prêmio Rodrigo Melo Franco de Andrade, considerada a mais importante premiação brasileira no campo do Patrimônio Cultural.

Concedido desde 1987 em reconhecimento a ações de preservação do patrimônio cultural brasileiro, o prêmio traz novidades nesta edição. A partir deste ano, serão premiadas iniciativas em oito categorias, com prêmios de R$ 20 mil cada.


As categorias são Patrimônio Material: Bens Imóveis e Paisagens Naturais e Culturais; Patrimônio Material: Bens Móveis e Acervos Documentais; Patrimônio Imaterial; Patrimônio Arqueológico; Políticas públicas, programas e projetos governamentais; Responsabilidade Social; Comunicação e mobilização social; e Ações Educativas.

As inscrições podem ser feitas exclusivamente por via postal. Interessados devem enviar material para as superintendências do Iphan. Os endereços estão listados no edital e também disponíveis no site da instituição.

Os candidatos podem esclarecer dúvidas e obter mais informações pelos telefones (61) 2024.5462 e 2024.5463, fax (61) 2024.5499 e também pelo e-mail premio.prmfa@iphan.gov.br.

7ª Primavera dos Museus: inscrições começam nesta segunda




Serão abertas nesta segunda-feira (17) as inscrições para a 7ª Primavera dos Museus. A tradicional temporada de eventos organizada pelo Instituto Brasileiro de Museus (Ibram/MinC) no segundo semestre vai acontecer de 23 a 29 de setembro com o tema “Museus, Memória e Cultura Afro-Brasileira”.

As inscrições podem ser feitas através do site do Ibram. Exposições, seminários, oficinas, espetáculos musicais, de teatro e dança, mesas-redondas, visitas guiadas e exibições de filmes são alguns exemplos de atividades que podem ser promovidas pelas instituições participantes.

A efetiva participação do museu dá-se com a inscrição de uma ou mais atividades. Mesmo que o museu tenha participado de outras edições da Primavera dos Museus, é necessário realizar uma nova inscrição. Como nas edições anteriores, o Ibram divulgará guia com a programação completa.

Ampliação do olhar – O tema deste ano traz para os museus o desafio de reverberar as contribuições da África para a sociedade brasileira e disseminar conhecimento e reflexão crítica sobre a realidade afrodescendente no país, contribuindo para a ampliação de olhares e a superação de preconceitos e discriminações raciais.

Realizada desde 2007, a Primavera dos Museus é resultado de uma ação conjunta entre o Ibram e instituições museológicas de todo o país. Em sua última edição, a ação envolveu mais de 800 museus e centros culturais, que promoveram cerca de 2.400 eventos.

Para dúvidas ou mais informações, envie e-mail para cpgii@museus.gov.br ou entre em contato através dos telefones (61) 3521.4135 ou 3521.4122.