Listen to the text.

terça-feira, 2 de julho de 2013

Papa Francisco é homenageado com museu e até desenho animado

Desde que foi escolhido o novo sumo pontífice, em março, o Papa Francisco tem feito um enorme sucesso em sua Argentina natal. Será inaugurado um museu dedicado a ele na capital do país, em um setor do lado esquerdo da catedral de Buenos Aires. Ficarão expostos objetos pessoais e litúrgicos da época em que Jorge Mario Bergoglio era cardeal da cidade.
Além do museu, Buenos Aires oferece também um passeio por lugares que marcaram a vida do Papa, como a rua do bairro de Flores onde ele passou a infância, a praça na qual brincava, o clube San Lorenzo, seu time do coração, e uma favela onde ele realizou trabalhos pastorais. O “papa-tour”, organizado pela prefeitura, passou pelo crivo da Cúria portenha, que deu a bênção ao roteiro turístico.
Além do museu e do passeio, o Papa Francisco foi homenageado também com um curta-metragem animado feito pelo Catholic-link, um portal de vídeos apostólicos. O filme de quatro minutos intitulado ‘Jorge’ mostra a trajetória de Bergoglio, da época em que ele queria ser técnico em química até a sua eleição no Vaticano.
fonte:

Obras de restauro do Museu Histórico chegam à cobertura

A prefeitura de Rio Claro iniciou a construção do telhado Museu Histórico e Pedagógico Amador Bueno da Veiga, um dos mais importantes patrimônios artístico-culturais do município. Os serviços consistem na fixação das estruturas metálicas sobre as quais será feito o madeiramento, que sustentará a cobertura com telhas cerâmicas.

“As condições climáticas atuais e as previsões de chuvas dificultam o andamento dos serviços, notadamente porque o restauro difere muito de uma construção comum”, diz o engenheiro civil Rogério Ventura Faria, da Sarasá, empresa responsável pelos trabalhos.

“No caso do Museu Amador Bueno da Veiga, as obras de reconstrução incluem o seu restauro. Isso significa associar duas frentes de trabalho. Uma, típica de construção civil, em que as estruturas são implantadas ou sustentadas por novos alicerces, e outra, de caráter técnico de restauro, em que são recuperadas respeitando sua estética e arquitetura originais”, analisa Ivo Reseck, da Secretaria Municipal de Cultura.

Essa etapa mais visível das obras acontece após um minucioso trabalho de busca, pesquisa e catalogação dos bens históricos que ficaram nos escombros do prédio, que sofreu com um incêndio em junho de 2010. O prédio, que data do século 19, está sendo recuperado em todos os detalhes e características originais da estrutura externa, ao mesmo tempo em que receberá modernas instalações internas.

A obra de restauração do Museu Histórico e Pedagógico “Amador Bueno da Veiga” é uma das mais importantes já realizadas em Rio Claro por conta da sua importância para a história do município. Para realizar a obra, o município obteve R$ 4 milhões do governo federal, a fundo perdido, ou seja, trata-se de dinheiro que não precisará ser devolvido.

O museu de Rio Claro vai ganhar uma moderna estrutura interna sem perder as características arquitetônicas. Será bem parecido com construções antigas da Europa, nas quais todo o ambiente interno passa por profundas modificações enquanto a parte de fora permanece com todos os detalhes e características originais. O trabalho de restauro do museu de Rio Claro exigiu minuciosa pesquisa e catalogação dos bens históricos, inclusive de materiais como pregos e outros itens que fizeram parte da antiga estrutura. Tudo isso será incorporado ao museu quando ele estiver totalmente reconstruído.


fonte: