Listen to the text.

terça-feira, 29 de outubro de 2013

SOS Cultura: A cultura pede socorro!


Em vídeo, Andre Andion Angulo, presidente da Associação dos Servidores do Instituto Brasileiro de Museus (Asbram) e Paula Nogueira, presidente da Associação dos Servidores da Funarte (Asserte) denunciam as degradantes condições de funcionamento e conservação de museus e outras instituições culturais brasileiras como a Fundação Biblioteca Nacional. 




video em

http://www.youtube.com/watch?v=bFKMaAdMshM&feature=player_embedded








As entidades convidam a todos para um Ato em defesa da Cultura e de seus servidores, que marca o aniversário de 203 anos da Biblioteca Nacional, no dia 29 de outubro, terça-feira próxima. As atividades ocorrerão a partir da 14h, na escadaria principal da Biblioteca, na Avenida Rio Branco, s/n, na cidade do Rio de Janeiro.


fonte: http://www.vermelho.org.br/noticia.php?id_secao=29&id_noticia=227851

Tumba de 1.000 anos com múmias da cultura Wari é descoberta em Lima



Múmias de um membro da elite e de uma criança, supostamente sacrificada, foram descobertas por uma equipe de especialistas em uma tumba de mil anos em Lima, capital do Peru, segundo explicou à Agência Efe a diretora do Museo de Sitio, Isabel Flores.

"Os menores que acompanham os adultos são oferendas colocadas seguramente vivas, não se sabe, porque estão envolvidos com toda sua vestimenta", declarou Isabel sobre a presença da criança no túmulo de um adulto da cultura pré-incaica Wari.

As oferendas humanas eram um costume dessas culturas que se espalharam no litoral do Peru em ritos para os deuses do mar, explicou Isabel.

O túmulo está a 22 metros de altura, na sexta plataforma da huaca (sítio arqueológico) Pucllana, um centro cerimonial em forma de pirâmide, de onde se pode observar o oceano Pacífico.

A descoberta foi feita no final de semana passado por uma equipe de especialistas que trabalha há 32 anos no local, construído pela cultura Lima no século quarto depois de Cristo e depois invadida pela cultura Wari, por volta do século oitavo, disse Isabel.

Os membros da cultura Lima foram pescadores e agricultores que adoravam o mar, enquanto os Wari foram guerreiros que chegaram da serra na busca de mais recursos para viver e estender seus domínios, segundo a especialista.

Os Wari fizeram buracos na estrutura original da huaca para construir nele os túmulos e colocar os corpos de seus líderes, como forma de representar o domínio que exerceram sobre seus antecessores, os Lima, explicou Isabel.

A diretora do museu de Huaca Pucllana informou que "os dois personagens estão ali com todas suas oferendas", entre as quais se encontraram cuyes (porquinhos-da-índia), chicha morada (milho roxo), vasilhas em forma de garrafa, abóboras com desenhos de felinos correndo, tecidos e bolsas com restos vegetais.

Para determinar a importância do personagem principal, os arqueólogos terão que analisar a totalidade do vestiário, as oferendas e os artigos pessoais que o acompanham em seu túmulo, um trabalho que será feito a partir de janeiro próximo, quando forem retiradas as múmias do túmulo, antecipou Isabel.

Os arqueólogos também estudarão as doenças que o membro da elite sofreu, suas características físicas e os prováveis vínculos genéticos com a criança nos laboratórios do museu.

A múmia do adulto está envolvida com uma malha de junco, na posição de cócoras, e dá a impressão de ser um personagem sentado com uma falsa cabeça que desapareceu, acrescentou a especialista.

Devido ao fato de Huaca Pucllana ter ficado no meio da cidade, foi objeto no passado de vários roubos, mas a equipe comandada por Isabel encontrou pelo menos dez túmulos similares em suas diferentes plataformas.

"Encontramos um chefe enterrado com seus ponchos (abrigos de lã) bordados e oferendas, e também mestres tecelões, que levam consigo suas mostras de lã e de diferentes pontos de tecidos", contou Isabel.

Em Lima há vários centros arqueológicos, levantados entre outras pelas culturas Lima (200 a 700 d.C.), Wari (700 a 1.000 d.C.) e Yschma (1.200 a 1.450 d.C), que antecederam os Incas, e que as autoridades locais trabalham para preservá-las dos traficantes de terras e máfias dedicadas ao tráfico do patrimônio cultural.

Em fevereiro passado, uma equipe de arqueólogos do Ministério de Cultura encontrou 11 túmulos das culturas Lima e Yschma no meio de uma vila esportiva no distrito de San Luis, que tinham permanecido intactas até a atualidade.

 fonte: http://noticias.terra.com.br/ciencia/tumba-de-1000-anos-com-mumias-da-cultura-wari-e-descoberta-em-lima,243f406129be1410VgnCLD2000000ec6eb0aRCRD.html

Português é a quinta língua da Internet.

O português é "a quinta língua mais usada na internet e a terceira nas redes sociais (twitter e facebook)", disse ao Expresso a presidente do Instituto Camões, Ana Paula Laborinho, na véspera de uma grande conferência internacional que reúne 200 especialistas, em Lisboa.

A 2ª conferência internacional "Língua Portuguesa no Sistema Mundial" (ver programa) é organizada pelo Instituto Camões, CPLP e três universidades portuguesas, e realiza-se nos dias 29 e 30 de outubro, na Reitoria da Universidade de Lisboa e na Faculdade de Letras.

Tem como primeiro objetivo fazer o balanço do Plano de Ação de Brasília, ou seja da estratégia definida na 1ª conferencia internacional da língua portuguesa, realizada em 2010, na capital do Brasil. O segundo objetivo, é a definição da estratégia de promoção e difusão da língua nos próximos três anos, que será batizada como Plano de Ação de Lisboa.

A presidente do Camões diz que na agenda está a aposta numa maior "relevância da língua portuguesa nas indústrias culturais e recreativas".
Namoro da língua com a economia

"Há uma relação direta entre língua e economia", diz a presidente do Camões. O investimento económico, a mobilidade de emprego e o turismo são algumas das razões que "nos fazem circular em vários continentes. E isso contribui para o que debate em torno da língua seja cada vez maior", acrescenta.

Paula Laborinho analisa a existência de "dois movimentos" económicos que contribuem para aumentar o interesse pelo uso e aprendizagem do português: "o dos países que estão a crescer, e os dos países que se interessam pela língua portuguesa" para estabelecer pontes com países como o Brasil ou Angola.

Incentivar este namoro entre a língua e a economia é, aliás, uma das cinco recomendações feitas por uma conferência preparatória deste encontro internacional, organizada pela Sociedade Civil no início de outubro. Um dos contributos dessa reunião que decorreu na Universidade do Algarve foi "criar uma iniciativa de envolvimento da Sociedade Civil na estruturação de uma plataforma para a divulgação e aprendizagem da Língua em associação com a promoção da economia e dos negócios".

Sem esquecer o papel da economia social, o fórum da Sociedade Civil também vai recomendar à 2ª Conferência "Língua Portuguesa no Sistema Mundial", a adoção - por parte dos decisores que constituem o segmento político deste encontro - de "uma estratégia para a criação, sustentação e consolidação de plataformas para a cooperação solidária visando o desenvolvimento humano".

fonte:
http://pam-patrimonioartesemuseus.com/forum/topics/portugues-e-a-quinta-lingua-da-internet

Museu abre exposição de arte sacra com peças do século XVII no Piauí


Acervo comemora centenário de nascimento do primeiro bispo de Teresina. Museu municipal reúne maior acervo de peças sacras do estado.

O Museu Municipal de Arte Sacra de Teresina prepara uma exposição para comemorar o centenário de nascimento do primeiro bispo piauiense, Dom Paulo Libório. O local impressiona os visitantes com peças que retratam a história da arte sacra no Piauí com um acervo que reúne mais de 2.500 peças.

A maioria dos objetos era de propriedade do Bispo Dom Paulo Libório, com peças até do século XVII. “O acervo conta com peças populares e eruditas, que têm um grande valor artístico. Parte dessas, esta sendo exibida pela primeira vez para comemorar o centenário de Dom Paulo Libório”, revelou a diretora do museu Maria Amélia Araújo.

Para o padre Amadeu Matias o museu tem uma grande importância porque conserva a memória dos dirigentes da igreja no estado. “Temos que conservar a memória dos nossos antigos dirigentes. Dom Paulo Libório consagrou sua vida ao reino de Deus e ter em Teresina um museu dedicado a essas lembranças, é algo importante para nossa história”, disse.

O Museu de Arte Sacra fica localizado no cruzamento das Ruas Olavo Bilac e 24 de Janeiro, número 1481, Centro de Teresina.
 
fonte:
http://g1.globo.com/pi/piaui/noticia/2013/10/museu-abre-exposicao-de-arte-sacra-com-pecas-do-seculo-xvii-no-piaui.html

 

What is the most innovative type of museum?

What is the most innovative type of museum?. As a follow up to the post “Science Centers Leading the Way” there has been a very interesting discussion in Linkedin Group “Museum Planning”. Created a survey about innovation in museums by “type”. 




Which Type of Museum is the Most Innovative ?





Survey Results:

Science Centers: 25.3% (21 votes)

Children’s Museums 20.5% (17 votes)

Science Museums 19.3% (16 votes)

Art Museums 16.9% (14 votes)

Natural History Museums 8.4% (7 votes)

History Museums 8.4% (7 votes)

Corporate Museums 1.2% (1 Votes)

For the purposes of the survey I made a distinction between Science Center (non-collecting) and Science Museum (collecting), if I add the Science Center results with the Science Museum results, the results would be 45.7% (37 Votes). In many ways I see the perception in museums just as important as the actual results. Visitors expect Art Museums to support innovation in Art, but necessarily in the institution and visitors expect innovation in Science Centers. What do others think? Please take the survey, and add your voice to the conversation in the linkedin group, Linkedin group link.



fonte:
http://museumplanner.org/what-is-the-most-innovative-type-of-museum/?utm_source=Museum+Planning%2C+LLC&utm_campaign=c93c16ca41-Museum_Planning_Updates_October_201310_28_2013&utm_medium=email&utm_term=0_876c98114e-c93c16ca41-73414233