segunda-feira, 16 de dezembro de 2013

Cidade de Anita Garibaldi, Laguna abriga museus e história do Brasil

Cidade já era utilizada como marco para o Tratado de Tordesilhas. Em 1839, região foi palco para Guerra dos Farrapos e República Juliana.


Casa onde Anita morou é museu (Foto: Prefeitura de Laguna/Divulgação)

Laguna, cidade natal de Anita Garibaldi no Sul catarinese, além das praias, é conhecida pela riqueza histórica da região. O local é a terceira cidade mais antiga de Santa Catarina, e na área central possui cerca de 600 prédios tombados pelo Patrimônio Histórico Nacional. Porém, antes disso, a cidade já era utilizada como marco para o Tratado de Tordesilhas.
Museu Anita Garibaldi
(Foto: Prefeitura de Laguna/Divulgação)

Um monumento foi erguido para lembrar a assinatura do tratado, que em 1494 estabeleceu uma linha imaginária 370 léguas a oeste do Arquipélago de Cabo Verde, sendo que as terras a leste desse meridiano pertenceriam a Portugal. O trecho de terra limitado pelo tratado se estendia até Laguna.

A cidade, fundada oficialmente em 1676, abriga também parte da história da Guerra dos Farrapos. Laguna foi tomada por Giuseppe Garibaldi e em 29 de julho de 1839 proclamada a República Juliana, instalada em um casarão da cidade, atualmente Museu Anita Garibaldi. A Revolução Farroupilha ocorreu entre os anos de 1835 e 1845, e finalizou com a assinatura do Tratato do Poncho Verde. O museu também possui um acervo de armas desse período, como lanças, baionetas, espadas, punhais e canhões, e peças mais recentes da 1ª e 2ª Guerra Mundiais.

Já na casa onde Anita morou, atualmente funciona um pequeno museu. A residência foi construída em 1711. Os visitantes encontram móveis da época e utensílios pessoais, além de uma urna com terra do local onde Anita foi enterrada, no cemitério de Ravena, na Itália. Outra peça guardada pelo museu é o mastro do navio Seival, uma das embarcações transportadas por Giuseppe Garibaldi desde o interior do Rio Grande do Sul para a tomada de Laguna.
Fonte é atração turística da cidade (Foto: Prefeitura de Laguna/Divulgação)

Outros locais para visitação são a Fonte da Carioca e o Morro da Glória. O primeiro foi construído em 1863, por escravos, e ainda abastece a cidade com água limpa. Já o Morro da Glória, monumento com 126 metros de altura, tem a imagem de Nossa Senhora da Glória. Do local, é possível visualizar o Centro da cidade, as praias e lagoas que cercam a o município.

Museu Anita Garibaldi

Praça da República Juliana
(48) 3646-2542
Horário de expediente:
Segunda-feira das 12h às 18h
Terça-feira a domingo das 9 às 17h
Valor da entrada: R$ 2