terça-feira, 17 de dezembro de 2013

Museu Pelé: atração começa a virar notícia internacional

Antes mesmo de ser inaugurado, o Museu Pelé será notícia em várias partes do mundo. Isto porque a DPA (Agência Alemã de Imprensa), uma das principais agências internacionais, esteve conhecendo parte do acervo, como troféus e objetos pessoais, para produção de uma série de reportagens impressas e em vídeo sobre a Copa do Mundo no Brasil.

Segundo a correspondente da DPA, Diana Renée, o material será distribuído em 2014 para emissoras de televisão, jornais e sites de mais de 100 países. “O acervo é muito impressionante e acredito que a matéria sobre o Museu Pelé deverá ser muito publicada”, disse Renée.

O museu em construção no Valongo tem custo total de R$ 40 milhões, sendo a maior parte recursos captados via leis de incentivo: Rouanet (federal) e ProAc (estadual). O empreendimento é coordenado pela Ama Brasil, sob execução da MSC Engenharia, com investimentos do BNDES e das empresas Caio, Carbocloro, Sherwin-Williams, Libras Terminais, Santander, Odebrecht, Franz Construtora, Vivo, MRS Logística, Votorantim, Vale, Mitsubishi, Gerdau, Ambev, Rumo Logística, Cosan, Sabesp, Codesp e do empresário Armênio Mendes.



A DPA (Agência Alemã de Imprensa), uma das principais agências internacionais, esteve conhecendo parte do acervo, como troféus e objetos pessoais, para produção de uma série de reportagens impressas e em vídeo sobre a Copa do Mundo no Brasil



Convênio
A área de museologia, que corresponde à montagem dos espaços, acervos e atrações do futuro equipamento, contará com R$ 10 milhões do governo federal. Para que os recursos sejam transferidos ao município, projeto da administração municipal foi enviado e aprovado pela Câmara e já sancionado pelo prefeito Paulo Alexandre Barbosa. A lei n° 2.943, que autoriza o convênio com o Ibram (Instituto Brasileiro de Museus), vinculado ao Ministério da Cultura, foi publicada na nesta sexta (13) no Diário Oficial.

O museu terá atrações interativas, galeria para exposição de fotos e quadros, auditório de 100 lugares, setor administrativo e a Sala do Rei, além de área específica para o acervo permanente de mais de 2.300 peças e exposições itinerantes.

fonte: