terça-feira, 22 de dezembro de 2015

MUSEU FC PORTO NOMEADO PARA MELHOR DA EUROPA

Distinção é atribuída pelo European Museum Forum e o vencedor será conhecido em Abril de 2016





​​O Museu FC Porto está nomeado para o European Museum of the Year Award (EMYA), a mais importante distinção da museologia do Velho Continente atribuída pelo European Museum Forum. O vencedor será conhecido a 9 de Abril de 2016 numa cerimónia que se realizará em San Sebastian, em Espanha.

Inaugurado em Setembro de 2013, o Museu FC Porto, primeiro entre os museus do Norte noTripadvisor, constava de uma lista de 49 candidatos, criada com base numa rigorosa avaliação, incluindo visitas às instituições.

Os EMYA foram criados em 1977 sob o patrocínio do Conselho da Europa, como forma de promoção e reconhecimento do trabalho dos museus na preservação e divulgação da herança cultural dos estados-membros da União Europeia. 

O Museu Europeu do Ano é a mais apetecida, mas não a única distinção. Na cerimónia serão entregues também o The Kenneth Hudson Award (destinado ao museu mais inovador, e que honra a memória do fundador dos EMYA) e o The Silletto Prize (Museu que demonstre grande envolvimento com a comunidade no prazo de dois anos), além de distinções de mérito, através das quais o júri realça particularidades encontradas nos Museus analisados.

Recorde-se que o Museu FC Porto já tinha sido distinguido no decorrer deste ano pela Associação Portuguesa de Museologia (APOM) com o Prémio Inovação e Criatividade, que foi entregue em Maio passado, numa cerimónia realizada na Sala do Senado da Assembleia da República.





fonte: @edisonmariotti #edisonmariotti



Cultura e conhecimento são ingredientes essenciais para a sociedade.

A cultura é o único antídoto que existe contra a ausência de amor.

Vamos compartilhar.

The Poole Museum.

The Poole Museum is housed in historic buildings adjoining Poole Quay, with the entrance being through a new glass atrium, the museum's new public facilities include a terrace and visitor lounge with magnificent views over Poole Harbour and Old Town .



Inside the building you will find a wealth of intriguing items in this fine local museum. You can discover the history of old Poole and learn more about its seafaring past, including a daring raid on the Customs House by Pirates, as well as the more respectable trade links with Newfoundland.

Displays in the Museum include an historic street scene, featuring a local public house, chemist and general store, as well as on old fire engine.



Other exhibits in the Museum include the famous Poole Log Boat, numerous pictures and maps of the area, items recovered from wrecks, such as the Studland Bay wreck, interactive exhibits where the younger members or young at heart can have a go at brass rubbing, mosaic making or numerous other quizes.




The Poole Museum also houses the Local History Centre, based in the historic Town Cellars, where you can learn more about the history of Poole and it's people, where you can also carry out private research by prior appointment.

Scaplen's Court Museum is adjacent to The Poole Museum and is used as an educational centre for children throughout the year, but is open to the public during the summer month of August. Scaplen's Court Garden is a unique walled garden to the rear of the building which has been restored by a team of volunteers.


Poole Museum Opening Times

Summer opening hours (from 6 Apr 09 to 1 Nov 09) : Mon - Sat 10am - 5pm, Sun 12 noon - 5pm

Winter opening hours (until 5 Apr 09 and from 2 Nov 09) Tue-Sat 10am - 4pm, Sun 12 noon - 4pm 
(Closed - Mon)

Scaplens Court Museum Opening Times

AUGUST - Please contact the Museum to confirm opening hours.


fonte: @edisonmariotti #edisonmariotti

http://www.pooleview.co.uk/waterfront.html


Cultura e conhecimento são ingredientes essenciais para a sociedade.

A cultura é o único antídoto que existe contra a ausência de amor.

Vamos compartilhar.


MUSEO: INTERACTIVIDAD EN LA EXPOSICIÓN -- · en CREACIÓN, DISEÑO,MUSEO, MUSEOGRAFÍA, OPINIÓN. ·

En la creación de la museografía didáctica, cada vez está más generalizado el diseño e implantación de nuevas técnicas expositivas basadas en la interactividad. En muchos de los museos actuales y modernos, nos vamos a encontrar una gran cantidad de sistemas interactivos que consiguen hacer más comprensible el significado de los contenidos de la exposición para todos y para poder también atender el mayor número de visitantes posible.

Federación Portuguesa de Personas Sordas

Son muchos y muy variados los recursos al alcance de los distintos museos para captar la atención del visitante y deportar sus emociones, plantearles dudas y potenciar su curiosidad por las cosas. Merece una atención especial el uso de artefactos que despiertan los sentidos del visitante consiguiendo un mayor nivel de interactividad.

Allergan

Junto a los sistemas interactivos, la combinación de iluminación, colores, sonidos, aromas y fragancias, añadiendo la posibilidad de tocar, pulsar, abren todo un mundo de posibilidades para la comprensión y el entendimiento del visitante de cara a la exposición. De esta forma, la interactividad en los museos ya no se reduce a la manipulación de determinado mecanismos, sino que se convierte en una forma de aproximarse a los mensajes que emite el museo al visitante, ya sea a través de la manipulación física, el juego mental o el impacto sensorial y emocional.

Wise Up English School

Pero, ¿qué razón existe para que usemos la interactividad por encima de cualquier otra solución museográfica? Podemos apoyarnos en el trabajo de Michael Williams, diseñador de módulos interactivos, a partir de entrevistas que se realizaron a visitantes, tanto niños y niñas como a los adultos, especialistas, científicos, etcétera, realizadas en el Launch Pad del Museo de Ciencias de Londres, llegando a las siguientes conclusiones:
La interactividad intensifica la memoria. Meses después de realizar la visita, los entrevistados recuerdan exactamente lo que vieron, lo que hicieron, lo que pensaron en ese momento, etcétera.
La interactividad hace posibles futuras relaciones y conexiones entre diferentes conceptos. Al grabarse fuertemente en la memoria los fenómenos observados y las actividades realizadas permiten con posterioridad la incorporación de nuevos conocimientos. Las relaciones o conexiones entre ideas son la base de la construcción mental compleja que marca el proceso de aprendizaje. El beneficio de una visita no es solo momentáneo sino que se recogerá en el futuro.
la interactividad posibilita la formación y consolidación de las ideas sobre un concepto. Cada visitante tiene su propia experiencia vital y su bagaje de conocimiento sobre la realidad, en ocasiones incompleto o incluso erróneo. Una experiencia potente y diferenciadora en una atmósfera excitante y divertida puede servir para consolidar, integrar y reorganizar sus ideas dentro de su propio esquema de conocimiento de esa realidad, como defienden las técnicas actuales en el proceso del aprendizaje.
La interactividad ayuda desarrollar actitudes positivas hacia la Ciencia. ElMuseo Alemán de Munich fue pionero en el sistema interactivo más sencillo: pulsar un botón. Generaciones de científicos e ingenieros han asegurado que la experiencia de ver cómo funcionaban los modelos y dioramas les influyó positivamente en su carrera.

SAIT Polytechnic Continuing Education

Es muy importante que los museos se planteen, si no lo han hecho ya, la posibilidad de adoptar técnicas y sistemas interactivos para sus exposiciones, sin excepción, incluyendo museos de arte. Hay que tener en cuenta que no hay un modo exclusivo de trasmitir una idea, mostrar un contenido o enseñar un concepto; no existe una receta mágica que nos permita transmitir una idea con rotundidad, pero el uso de la interactividad en el museo acerca mucho esa posibilidad al visitante.

HR Macmillan Space Center: Vancouver




fonte: @edisonmariotti #edisonmariotti



Cultura e conhecimento são ingredientes essenciais para a sociedade.

A cultura é o único antídoto que existe contra a ausência de amor.

Vamos compartilhar.



Историко-архитектурный и художественный музей ''Новый Иерусалим''. -- Museu Histórico e Arquitetônico '' A Nova Jerusalém ', Moscou, Russia

Историко-архитектурный и художественный музей «Новый Иерусалим», до недавнего времени располагавшийся на территории Воскресенского Ново-Иерусалимского монастыря в городе Истра Московской области, был образован в 1920 году. 






Это один из старейших и крупнейших государственных музеев Подмосковья. За прошедшие десятилетия музей пережил много преобразований и потрясений, был практически полностью разрушен в 1941 году немецко-фашистскими захватчиками. Несмотря на беспрецедентный ущерб, причинённый музею оккупантами, он был возрождён, активно развивается и уверенно смотрит в будущее.

Современный музей «Новый Иерусалим» хранит более 180 тысяч экспонатов, среди которых богатые коллекции церковной утвари, русской и зарубежной живописи, фарфора, оружия, мебели из дворянских усадеб Подмосковья, рукописные и раритетные печатные издания, произведения декоративно-прикладного искусства, редкое собрание живописи и графики XX века. В парковой зоне музея работает отдел деревянного зодчества под открытым небом. Здесь гости могут познакомиться с замечательными памятниками XIX века – крестьянской избой, часовней, мельницей.

В настоящее время музей переезжает в специально построенное неподалеку от Воскресенского монастыря современное здание. Открытие нового музейного комплекса планируется в 2014 году





fonte: @edisonmariotti #edisonmariotti



Cultura e conhecimento são ingredientes essenciais para a sociedade.

A cultura é o único antídoto que existe contra a ausência de amor.

Vamos compartilhar.




--br via tradutor do google
Museu Histórico e Arquitetônico '' A Nova Jerusalém ', MoscouRussia

    Museu histórico e arquitectónico "Nova Jerusalém", até recentemente, situado no território do Mosteiro de Nova Jerusalém, em Istra, região de Moscou, foi criada em 1920.

Este é um dos museus estaduais maiores e mais antigos subúrbios. Ao longo das décadas, o museu passou por muitas mudanças e reviravoltas, foi quase completamente destruída em 1941 pelos invasores nazistas. Apesar dos danos sem precedentes causada pelos ocupantes para o museu, ele foi revivido, ativamente desenvolve e confiança olha para o futuro.

    Museu Contemporâneo "Nova Jerusalém" mantém mais de 180 mil peças, incluindo uma rica coleção de utensílios de igreja, pintura russa e estrangeira, porcelana, armas, móveis de propriedades senhoriais perto de Moscou, manuscritos e gravuras raras, obras de arte decorativa, uma rara coleção de pinturas e gráficos do século XX. Na área do parque do museu de madeira departamento de arquitetura trabalhando sob o céu aberto. Aqui, os hóspedes podem explorar os monumentos notáveis ​​do século XIX - uma cabana de camponês, capela, moinho.

    Atualmente, o museu mudou-se para um não especialmente construído longe do edifício moderno do Mosteiro da Ressurreição. A abertura do novo complexo de museus foi em 2014


Museum of Architecture in Wroclaw, POLAND. --- Museu de Arquitetura em Wroclaw, Polônia

The Museum of Architecture opened in 1965 in a Late Gothic Bernardine church and monastery dating back to the second half of the fifteenth century. Originally a branch of the Museum of the City of Wroclaw, when it was known as the Museum of Architecture and Reconstruction, it was later to become an independent, specialised institution called the Museum of Architecture. Since 1989, it has been included among the "special status" museums. In 2000, the City of Wroclaw's Architectural Archive has been incorporated into the museum.




The Museum's holdings show the evolution of architecture in general, though with a special focus on Poland, and also illustrate architects' lives and work. Among the exhibits are stone elements of mediaeval and modern architecture, including the famous Jaksa Tympanum from the former Benedictine abbey in Olbin and a Gothic tympanum with a vernicle (sudarium); Poland's largest collection of stained glass and glaziery also one of Europe's most valuable collections of this kind which includes Romanesque stained glass of Ezekiel, fourteenth century Gothic stained glass, as well as Renaissance, Mannerist, Art Nouveau and Art Deco stained glass; masterpieces of architectural details such as panelling and floor tiles, woodworking tools, fireplaces and stoves, door handles, stove tiles, assortment of signs, grates and other architectural elements; art works depicting historical architecture, including prints, drawings and paintings; blue-prints, sketches and models illustrating the successive steps of the architectural process; designs by Polish and foreign architects, such as a collection of designs by Romual Loegler from the 1980's; various holdings related to Polish and foreign architecture, including documentation on the lives and accomplishments of Polish architects working both in Poland and abroad; manuscripts, letters and other mementoes connected with architects and their designs; holdings of the City of Wroclaw's Architectural Archive, made up of some 1,200 linear metres of documents up to 1945, and some 400 linear metres of contemporary, post-1945 records, formerly in possession of the Architectural Police and the Wroclaw Municipal Architectural Committee, including designs by distinguished Wroclaw-based architects such as Max Berg, Hans Poelzig, Adolf Rading, Hans Schauron, Erich Mendelsohn, Otto Rudolf Salvisberg, Richard Plüdemann, Karl Lüdecke, Friedrich Stüler and many others; a collection of photographs of old and new architecture, including historical photographs of Wroclaw and Lower Silesia, glass negatives from the late nineteenth and early twentieth century, old postcards and documentation on the destruction of Wroclaw.

Permanent exhibitions: "Relics of Wroclaw's Mediaeval Architecture"; "Architectural Craft from the Twelfth to the Twentieth Century"; "Wroclaw: Yesterday, Today, Tomorrow"; "The Art of Geometry: A Gallery of Polish Geometrical and Constructivist Art".



-
Poland's only Museum of Architecture there since 1965. It housed in a Gothic interiors of the former Bernardine monastery from the fifteenth century, which consists of a church. Bernardine of Sienna Church and a monastic quadrangle surrounding a pleasure garden. As one of the few preserved mediaeval buildings of this type in Silesia, the most precious monuments of Wroclaw. Particularly noteworthy is the patio, which - seen from the inside of the museum - attracts visitors with its unique charm.

The emergence of the monastery is associated with the activity of St. John Capistran - co-founder of the Bernardine order. Capistrano appointed by Pope Nicholas V General Inquisitor against the corruption of morals and kacerstwu began in 1450. Lasted six years missionary journey, during which he taught and founded new monasteries Bernardins. In 1453 he came to Wroclaw with a group of 30 brothers. Since the City Council was the site for the construction of a monastery in the same year he stood here a wooden church. 10 years later they began to build the present brick church and monastery buildings. The work at the temple led Hnas Berthold from Lusatia. The work continued for the next nine years to 1517 years. The church was located on the south side of the monastery.

Bernardine activity in Wrocław lasted about 70 years. As a result of the conflict with the Franciscans of the monastery of St.. James and the City Council of Wroclaw, Bernardine were forced to leave the city in 1522roku. The monastery buildings was turned into a city hospital, and the church handed over Protestants who Utilities him until 1945.

At the end of World War II, the monastery was bombed. Rebuilt in the years 1956-1974 has been adapted to the needs of the museum. The system buildings of the former monastery has remained unchanged to this day.

The museum is a founding member of the World Confederation of Architecture Museums (ICAM).

The museum plays an important role as a cultural institutions where - apart from exhibitions - festivals, concerts, theater performances, promotions of the latest technologies related to architecture.




fonte: @edisonmariotti #edisonmariotti


Cultura e conhecimento são ingredientes essenciais para a sociedade.

A cultura é o único antídoto que existe contra a ausência de amor.

Vamos compartilhar.




--br via tradutor do google
Museu de Arquitetura em Wroclaw, Polônia

O Museu de Arquitetura abriu em 1965 em um gótico tardio Bernardine igreja e mosteiro que remonta à segunda metade do século XV. Originalmente uma filial do Museu da Cidade de Wroclaw, quando era conhecido como o Museu de Arquitetura e Reconstrução, que foi mais tarde a tornar-se uma instituição independente, especializado chamado o Museu de Arquitetura. Desde 1989, tem sido incluído entre os museus "estatuto especial". Em 2000, a cidade de Architectural Archive de Wroclaw foi incorporado no museu.

As participações do Museu mostrar a evolução da arquitetura em geral, embora com um foco especial na Polónia, e também ilustram a vida dos arquitetos e trabalho. Entre as exposições são elementos de pedra da arquitetura medieval e moderno, incluindo o famoso Jaksa Tímpano da antiga abadia beneditina na Olbin e um tímpano gótico com um vernicle (sudário); Maior coleção de vitrais e glaziery também uma das coleções mais valiosas da Europa deste tipo que inclui vidro manchado românica de Ezequiel da Polônia, do século XIV vitrais góticos, bem como renascentista, maneirista vidro, Art Nouveau e Art Deco manchado; obras-primas de detalhes arquitetônicos, tais como painéis e ladrilhos, ferramentas para trabalhar madeira, lareiras e fogões, maçanetas, azulejos fogão, variedade de sinais, grelhas e outros elementos arquitetônicos; obras de arte que retratam a arquitetura histórica, incluindo gravuras, desenhos e pinturas; azul-gravuras, desenhos e modelos que ilustram os passos sucessivos do processo arquitetônico; projetos por arquitetos estrangeiros, como uma coleção de projetos por Romual Loegler de 1980 polonês e; várias explorações relacionados à arquitetura estrangeira, incluindo a documentação sobre a vida e realizações de arquitetos poloneses que trabalham tanto na Polónia e no estrangeiro polonês e; manuscritos, cartas e outras recordações relacionadas com arquitetos e seus projetos; participações do City of Architectural Archive de Wroclaw, composta de cerca de 1.200 metros lineares de documentos até 1945, e cerca de 400 metros lineares de, registros pós-1945 contemporâneas, anteriormente na posse da Polícia Arquitectónico e Municipal Comitê Architectural a Wroclaw, incluindo projetos por arquitetos baseados em Wroclaw de renome, como Max Berg, Hans Poelzig, Adolf Rading, Hans Schauron, Erich Mendelsohn, Otto Rudolf Salvisberg, Richard Plüdemann, Karl Lüdecke, Friedrich Stüler e muitos outros; uma coleção de fotografias de arquitetura antiga e nova, incluindo fotografias históricas de Wroclaw e da Baixa Silésia, negativos de vidro do século XIX e início do século XX, postais antigos e documentação sobre a destruição de Wroclaw.

Exposições permanentes: "Relíquias da Arquitetura medieval de Wroclaw"; "Artesanato Architectural partir do décimo segundo para o século XX"; "Wroclaw: Ontem, Hoje, Amanhã"; "The Art of Geometry: A Galeria do polonês geométrico e Construtivista Art".

-

Único Museu da Polónia de Arquitetura lá desde 1965. É abrigado em um interiores góticos do antigo mosteiro Bernardo do século XV, que consiste em uma igreja. Bernardino de Sienna Igreja e um quadrilátero monástica torno de um jardim prazer. Como um dos poucos edifícios medievais preservados deste tipo em Silesia, os monumentos mais preciosos de Wroclaw. Particularmente notável é o pátio, o que - visto a partir do interior do museu - atrai visitantes com seu charme único.

O surgimento do mosteiro está associada com a atividade de St. João Capistrano - co-fundador da ordem Bernardine. Capistrano nomeado pelo Papa Nicolau V Geral inquisidor contra a corrupção dos costumes e kacerstwu começou em 1450. Durou seis anos viagem missionária, durante o qual ele ensinou e fundou novos mosteiros Bernardins. Em 1453 ele veio para Wroclaw com um grupo de 30 irmãos. Uma vez que o Conselho da Cidade foi o local para a construção de um mosteiro no mesmo ano ele ficou aqui uma igreja de madeira. 10 anos depois, eles começaram a construir a atual Igreja e Mosteiro de tijolo edifícios. O trabalho no templo levou Hnas Berthold de Lusatia. O trabalho continuou durante os próximos nove anos para 1517 anos. A igreja foi localizado no lado sul do mosteiro.
Atividade Bernardine em Wrocław durou cerca de 70 anos. Como resultado do conflito com os franciscanos do mosteiro de St .. James e da Câmara Municipal de Wroclaw, Bernardine foram forçados a deixar a cidade em 1522roku. Os edifícios do mosteiro foi transformado em um hospital da cidade, ea igreja entregue protestantes que o Utilities até 1945.

No final da II Guerra Mundial, o mosteiro foi bombardeada. Reconstruída nos anos 1956-1974 foi adaptado para as necessidades do museu. Os edifícios do sistema do antigo mosteiro manteve-se inalterada até hoje.

O museu é um membro fundador da Confederação Mundial dos Museus Arquitetura (ICAM).

O museu tem um papel importante como uma das instituições culturais em que - para além de exposições - festivais, concertos, espectáculos de teatro, promoções das últimas tecnologias relacionadas com a arquitetura.