Google+ Followers

quarta-feira, 27 de janeiro de 2016

Kurdish Textile Museum. --- Museu Têxtil Curdo

Kurdish Textile Museum is located in one of the elegant houses inside the ancient Citadel of Arbela and the house was rebuilt from 1939 to 1942, by one of the wealthy merchants of Erbil Mr. Hashim Debagh.




This museum of Kurdish weaving offers a glimpse of beauty and intricacy of this handcrafted art, as well as insight into the cultural heritage of the Kurdish people.

It includes numerous woven arts from both settled and nomadic tribes in the Erbil city region. Here the art of Kurdish weavings is such an integral part of life that it reflects their social situations, unique cultural influences and their very lifestyle. This has resulted in this craft having a rich tradition, peculiar to Kurdish people and therefore, plays an extremely important role in ethnological research.

Weaving is widely used in the Kurdish tribes to provide for their daily needs, so it includes all kinds of goods. This ingenuity has resulted in self-sustained communities that are not dependent on imported goods for their economic survival. Therefore, Kurdish tribes have developed independent social, administrative, political and economical societies.

In our modern world of ready made convenience, the method of constructing these weavings speaks to us of timelessness and somehow reconnects us to the earth and our own ethnic roots. Women of Kurdish tribes learn to use the raw materials of wool and hair from their herds and natural vegetables dyes from their environment. They are responsible for the main work of constructing the looms and weaving. Each individual woven article reflects the talent, accuracy and natural artistic ability of its weaver. It is, however, travellers and orientalists visiting and writing about Kurdistan who have drawn attention to the beauty of the weavings. Kurdish rugs ana carpets have now been displayed in different American and European museums.

While it is good to appreciate the weaving, there is another aspect to highlighting the art from this region. The Kurdish people face the threat their culture might disappear altogether. Iran-Iraq war in Kurdish land, Arabization and Anfal (the genocide campaign waged against the Kurdish people by the ex-Iraqi regime), destroying more than four thousand Kurdish villages, forcefully relocating nomadic and settled tribes as well as millions of mines planted throughout Kurdistan, banning of agricultural planting and breeding herds, have all contributed to the devastation of this culture and its economy.

The aim of this museum is to preserve the Kurdish cultural heritage and promote the art of the Kurdish tribes and an attempt to develop interest in Kurdish weaving so that this rapidly vanishing culture and its' remarkable art will not be lost, but revived and even developed.


-


fonte: @edisonmariotti #edisonmariotti


Cultura e conhecimento são ingredientes essenciais para a sociedade.

A cultura é o único antídoto que existe contra a ausência de amor.

Vamos compartilhar.





--br via tradutor do google

Curdo Museu Têxtil

Curdo Textile Museum está localizado em uma das casas elegantes dentro da cidadela antiga de Arbela ea casa foi reconstruída 1939-1942, por um dos comerciantes ricos de Erbil Sr. Hashim Debagh.



Este museu de tecelagem curda oferece um vislumbre da beleza e complexidade desta arte artesanal, bem como uma visão sobre o património cultural do povo curdo.

Ele inclui numerosas artes tecidos de ambas as tribos assentadas e nômades na região da cidade de Erbil. Aqui a arte da tecelagem curdos é uma parte tão integral da vida que ele reflete suas situações sociais, as influências culturais únicas e sua própria vida. Isso resultou em este ofício com uma tradição rica, peculiar ao povo curdo e, portanto, desempenha um papel extremamente importante na pesquisa etnológica.

Tecelagem é amplamente utilizado nas tribos curdas para fornecer para suas necessidades diárias, de modo a incluir todos os tipos de mercadorias. Este engenho resultou em comunidades auto-sustentada que não são dependentes de produtos importados para a sua sobrevivência económica. Portanto, tribos curdas desenvolveram sociedades sociais, administrativos, políticos e econômicos independentes.

Em nosso mundo moderno de pronto feito conveniência, o método de construção de esses tecelagens fala-nos de intemporalidade e de alguma forma reconecta-nos com a terra e as nossas próprias raízes étnicas. Mulheres de tribos curdas aprender a utilizar as matérias-primas de lã e pêlos de seus rebanhos e vegetais corantes naturais de seu ambiente. Eles são responsáveis ​​pela principal obra de construção dos teares e tecelagem. Cada artigo individual tecido reflete o talento, precisão e habilidade artística natural de sua tecelão. É, no entanto, os viajantes e orientalists visitar e escrever sobre o Curdistão, que chamaram a atenção para a beleza das tecelagens. Tapetes curdos ana tapetes já foram exibidos em diferentes museus americanos e europeus.

Embora seja bom para apreciar a tecelagem, há um outro aspecto a realçar a arte a partir desta região. O povo curdo enfrentar a ameaça a sua cultura pode desaparecer completamente. Guerra Irã-Iraque em terra curda, arabização e Anfal (a campanha de genocídio travada contra o povo curdo por parte do regime ex-iraquiana), destruindo mais de quatro mil aldeias curdas, com força deslocalização tribos nômades e se estabeleceram, bem como milhões de minas plantadas ao longo Curdistão, a proibição de plantação e criação de rebanhos agrícolas, têm contribuído para a devastação da cultura e sua economia.

O objetivo deste museu é preservar o património cultural curda e promover a arte das tribos curdas e uma tentativa de desenvolver o interesse em tecelagem curdo para que esta cultura desaparecendo rapidamente ea sua "arte notável não será perdido, mas reviveu e até mesmo desenvolvido .

Um comentário:

  1. Curdistão
    Corduene
    Kurdistan
    Curdistão
    Flag of Kurdistan.svg
    Coat of Arms of Kurdistan.svg
    Bandeira do Curdistão Iraquiano Brasão do Curdistão Iraquiano
    Hino nacional: Ey Reqîb
    MENU0:00
    Gentílico: Curdo

    Localização de Curdistão

    Zonas de maioria curda (em bege)
    Língua oficial Curdo
    População
    - Estimativa de 2014 28 milhões hab.
    Curdistão (em curdo: كوردستان ou Kurdistan[1] [2] ) é uma região cultural e geográfica majoritariamente populada pelos curdos. Com cerca de 500.000 km² concentra-se, em sua maior par promover a arte das tribos curdas mundo afora, antes que seja tarde demais.te, na Turquia, e o restante distribui-se entre Iraque, Irã, Síria, Armênia e Azerbaijão. Seu nome, de origem persa, significa "terra dos curdos" e foi cunhado em 1150 pelo sultão seljúcida Sanjar para designar a parte do Irã ocidental povoada pelos curdos.

    Atualmente os curdos são a mais numerosa nação sem Estado no mundo. São 26 milhões de pessoas, na sua maioria muçulmanos sunitas, que se organizam em clãs e, em algumas regiões, falam o idioma curdo. Suas maiores cidades são Mossul, Irbil, Kirkuk, Saqqez, Hamadã, Erzurum e Diyarbakır.
    O

    Possui relevo acidentado, com o máximo nas montanhas da Alta Mesopotâmia, onde está o Monte Ararate (Büyük Agri) com 5165 metros de altitude, na fronteira Turquia/Armênia, suavizando até os planaltos do norte iraquiano. Há também a cadeia de montanhas Antitauro, na Síria/Turquia.

    O seu maior lago é o lago Van, no lado turco, com 3.755 km². O Alto Tigre e o Alto Eufrates passam aqui. Somente em 1966 que conquistou autonomia cultural e administrativa pelo Iraque. Enquanto isso, Curdo Textile Museum está localizado em uma das casas elegantes dentro da cidadela antiga de Arbela ea casa foi reconstruída 1939-1942, por um dos comerciantes ricos de Erbil Sr. Hashim Debagh; para abrigar a arte artesenal em forma de tecelagem, são tapetes fabricados a partir de matérias-primas de lã e pêlos de seus rebanhos e vegetais corantes naturais de seu ambiente. Eles são responsáveis ​​pela principal obra de construção dos teares e tecelagem. Cada artigo individual tecido reflete o talento, precisão e habilidade artística natural de sua tecelagem. O objetivo deste museu é preservar o patrimônio cultural curda São os famosos e belíssimos tapetes Persas objeto de cobiça desde os sultões até as monarquias européias e a classe mais abastada dos povos em todo o mundo. Parabéns edison Mariotti, por este belo trabalho!


    ResponderExcluir