Google+ Followers

segunda-feira, 25 de janeiro de 2016

Museu do Ar, em Sintra, Portugal

Aberto no dia 20 de janeiro uma mostra de aerofilatelia intitulada “Correio Aéreo”. A exposição vai estar patente até ao dia 20 de março e insere-se nas comemorações do Centenário da Aviação Militar em Portugal.






O evento de inauguração contou com a presença de individualidades como Raul Moreira, Diretor de Filatelia dos CTT, e Pedro Pereira, da Federação Portuguesa de Filatelia. 

Além de uma visita à exposição e de várias intervenções sobre a mesma, teve lugar ainda uma discussão subordinada ao tema “A contribuição da Força Aérea para o serviço postal militar (SPM) em África, 1961 – 1974”.

-
O Museu do Ar mantém em estado de voo um dos aviões mais emblemáticos do seu acervo. Trata-se de um DO-27 com o número de cauda 3357. Esta aeronave foi desenvolvida a partir do modelo DO-25, aeronave originalmente projetada para ir ao encontro das especificações requeridas pela Força Aérea Espanhola de uma aeronave utilitária ligeira. 

Em colaboração com as Construcciones Aeronáuticas SA espanhola - CASA, a Dornier Flugzeugwerke GmbH, proibida de construir aeronaves em solo alemão, por força da derrota e subsequentes sanções impostas após a II Guerra Mundial à Alemanha, desenvolveu a construção do protótipo desta aeronave, a qual viria a voar pela 1ª vez em Espanha em 8 de abril de 1955.

Após o levantamento das referidas sanções, a produção do DO-27 viria a ter lugar em Friedrichshafen, na fábrica original da Dornier, sendo de notar que esta foi a 1ª aeronave produzida em massa após a II Guerra Mundial nesse país. O 1º voo em solo alemão teve lugar a 17 de outubro de 1956.

O Do-27 é uma aeronave monoplano com capacidade para 5 ocupantes, monomotor de asa alta e de trem fixo projetado para aterrar em pistas não preparadas com descolagem e aterragem curta.

O DO-27 entrou ao serviço da Força Aérea Portuguesa em dezembro de 1961. Foram adquiridas 146 aeronaves que, na sua maior parte, foram utilizadas na Guerra Colonial Portuguesa. 
Nos teatros africanos efetuaram missões de transporte de carga e passageiros, evacuação de feridos, reconhecimento visual, posto de comando aéreo e transporte de correio. Estes aviões foram utilizados pontualmente em missões de apoio às forças terrestres utilizando foguetes ofensivos montados sob as asas.

Os Dornier Do-27 foram abatidos ao efetivo em 1979.





fonte: @edisonmariotti #edisonmariotti


http://www.emfa.pt/www/noticia-984-exposicao-de-aerofilatelia-quot-correio-aereo-quot-no-museu-do-ar-ate-dia-20-de-marco


Cultura e conhecimento são ingredientes essenciais para a sociedade.


A cultura é o único antídoto que existe contra a ausência de amor.

Vamos compartilhar.

Nenhum comentário:

Postar um comentário