Google+ Followers

segunda-feira, 8 de fevereiro de 2016

Museum Kunstpalast, a short history of the cultural education department. --- Museum Kunstpalast, uUma breve história do departamento de educação cultural

The opening of museums for all groups of society was an important cultural policy matter in the 1960s. The first departments and centres for public relations work were established in West German museums at that time. Their prime objective was to “advertise through support to groups” and thereby get more people to visit the museums.






Therefore in the autumn of 1966 an “art education programme for secondary school classes” and teacher courses were initiated in collaboration with the schools authority at the Art Museum in Düsseldorf, the predecessor institution to the Kunstpalast Museum. Entire years of schoolchildren and complete teaching staff visited the art museum over the following months, and just two years later around 7600 schoolchildren took part in the programme.




This led to an education assistant being employed in 1970, with a second position for a museum teacher being created only three years later.


As early as January 1970 creative courses for children took place for the first time in the former rooms of the Hetjens Museum, the so-called “Malhaus” or “painting house” as an addition to the school programmes. Principally as a result of the considerable demand for painting courses, the museum teachers ultimately received their own budget for their work.


In 1975 12,859 children entered the art museum, most during school visits. Services for schoolchildren of all ages and from all types of schools remain a focal area of the department’s work to this day.


Another tradition continues to impact on the present day: during experimentation with exhibitions for children at various places in the 70s when the first children’s museums were founded, the Malhaus likewise ran the first exhibitions that children could participate in. The beginning in 1977 was taken from the Historical Museum in Frankfurt: “Struwelpeter garstig, macht die Kinder artig?“ (nasty shock-headed Peter makes children well-behaved?). Its own projects followed just one year later.






The art museum in Düsseldorf had to close in June 1979 due to disrepair, and the Malhaus was also demolished. The museum teachers had temporary quarters in the Orangeriestraße (Altstadt) while building work was taking place. But its final location was on the ground floor of the museum building. In September 1984, even before the museum collections reopened, the “Museum für junge Besucher” (museum for young visitors) opened its doors to the first children. In addition to an exhibition and action area, it also had two adjoining rooms for courses and seminars.


As it had done in the past, in subsequent years the educational department of the art museum defined itself chiefly through its services for schools and children. The “Arbeitskreis Kunstmuseum” (art museum working group) was established in 1983 to improve support to adult visitors. Its purpose was to support the educational and public relations work of the art museum. Modelled on the Kölner Kreis of voluntary staff that had existed since the end of the 70s, it took over numerous public guided tours among other things, thereby relieving the educational department financially and in terms of staffing. 




Only in 2001, with the transfer of operations of the Kunstmuseum Düsseldorf to the Kunstpalast Museum foundation and the realignment of the education department which since then has been called “Cultural Education”, were other main areas added. In addition to services for children and schools, there is now a broad range of programmes and materials for adults, including various events for young adults such as the activities of the Kunstfans and the Junge Nacht events. Finally the educational rooms have also been adapted to suit the changed requirements, and were gutted and extended in 2006/07. The new “Museum studio” is now used equally by children, young people and adults.







Cultura e conhecimento são ingredientes essenciais para a sociedade.

A cultura é o único antídoto que existe contra a ausência de amor.

Vamos compartilhar.


--br via tradutor do google

Uma breve história do departamento de educação cultural

A abertura de museus para todos os grupos da sociedade foi uma importante questão política cultural na década de 1960. Os primeiros departamentos e centros de trabalho de relações públicas foram estabelecidas em museus da Alemanha Ocidental na época. O seu objectivo principal era o de "anunciar através de apoio a grupos" e, assim, conseguir mais pessoas para visitar os museus.

Portanto, no Outono de 1966 um "programa de arte-educação para as classes do ensino secundário" e cursos de professores foram iniciadas em colaboração com a autoridade escolas no Museu de Arte de Düsseldorf, a instituição antecessora do Museu Kunstpalast. Anos inteiros de alunos e docentes completa visitou o museu de arte ao longo dos meses seguintes, e apenas dois anos mais tarde em torno de 7600 estudantes participaram no programa.


Isto levou a um assistente de ensino que está sendo empregada em 1970, com uma segunda posição para um professor museu que está sendo criado apenas três anos mais tarde.

Já em janeiro de 1970 cursos criativos para as crianças teve lugar, pela primeira vez nas antigas salas do Museu Hetjens, o chamado "Malhaus" ou "pintura de casa" como um complemento para os programas escolares. Principalmente como resultado da procura considerável de cursos de pintura, os professores museu em última análise, receberam o seu próprio orçamento para o seu trabalho.

Em 1975, 12.859 crianças entraram no museu de arte, a maioria durante as visitas escolares. Serviços para estudantes de todas as idades e de todos os tipos de escolas continuam a ser uma área focal do trabalho do departamento para este dia.

Outra tradição continua a ter impacto sobre os dias de hoje:., Durante a experimentação de exposições para crianças em vários lugares na década de 70, quando os museus das primeiras crianças foram fundadas, o Malhaus igualmente correu as primeiras exposições que as crianças pudessem participar do início, em 1977, foi tomada a partir o Museu histórico em Frankfurt: "Struwelpeter garstig, macht die artig Kinder" (desagradável Peter dirigiu-choque torna as crianças bem-comportado?). Seus próprios projetos seguido apenas um ano mais tarde.


O museu de arte em Düsseldorf teve que fechar em junho de 1979 devido ao mau estado, eo Malhaus também foi demolida. Os professores museu teve alojamentos temporários na Orangeriestraße (Altstadt) enquanto o trabalho construção estava ocorrendo. Mas a sua localização final foi no piso térreo do edifício do museu. Em Setembro de 1984, antes mesmo de as colecções do museu reabriu, o "Museum für junge Besucher" (museu para jovens visitantes) abriu suas portas para os primeiros filhos. Além de uma área de exposição e ação, ele também tinha dois quartos conjugados para cursos e seminários.

Como havia feito no passado, nos anos seguintes, o departamento de educação do museu de arte em si definido principalmente através dos seus serviços para escolas e crianças. O "Arbeitskreis Kunstmuseum" (grupo de trabalho museu de arte) foi criado em 1983 para melhorar o suporte para os visitantes adultos. Sua finalidade era apoiar o trabalho educacional e de relações públicas do museu de arte. Modelado na Kölner Kreis de pessoal voluntário que tinha existido desde o final dos anos 70, que levou mais de inúmeros passeios públicos guiadas, entre outras coisas, atenuando, assim, o departamento de educação financeira e em termos de pessoal.


Só em 2001, com a transferência das operações do Kunstmuseum Düsseldorf para a fundação Kunstpalast Museum eo realinhamento do departamento de educação, que desde então tem sido chamado de "Educação Cultural", foram outras áreas principais acrescentou. Além de serviços para crianças e escolas, há agora uma vasta gama de programas e materiais para adultos, incluindo vários eventos para jovens adultos, como as atividades do Kunstfans e os eventos Junge Nacht. Finalmente, os quartos educacionais também foram adaptados para atender os requisitos alterados, e foram destruídos e ampliado em 2006/07. O novo "Studio Museum" agora é usado igualmente por crianças, jovens e adultos.


Nenhum comentário:

Postar um comentário