quinta-feira, 31 de março de 2016

Museu sobre Tiananmen em Hong Kong está fechado e procura nova localização. --- Museum on Tiananmen in Hong Kong is closed and looking for new location

Aberto há menos de dois anos, o museu de Hong Kong dedicado a Tiananmen está fechado e procura novas instalações após problemas administrativos e disputas legais, disse o presidente da Aliança de Apoio aos Movimentos Democráticos e Patrióticos na China.


O June 4th Museum (Museu do 4 de Junho) invoca a data em que, há 26 anos, os tanques do exército chinês avançaram sobre manifestantes na praça de Tiananmen, em Pequim. Na sua maioria estudantes, os manifestantes exigiam reformas democráticas no regime chinês.


Segundo o também deputado pró-democrata Albert Ho, a Aliança de Apoio aos Movimentos Democráticos e Patrióticos na China está à procura de um novo espaço para o museu, que está atualmente fechado.

A sociedade dos proprietários do edifício critica o museu por incumprimento das obrigações contratuais e o presidente da empresa, Stanley Chau, levou a Aliança a tribunal e pediu uma indemnização.

Depois disso, a Aliança também recebeu queixas sobre alegadas violações das normas da portaria e normas do serviço de bombeiros.

Por outro lado, Albert Ho, em declarações citadas pela Rádio e Televisão Pública de Hong Kong (RTHK), acusou Stanley Chau de instruir o pessoal do edifício para pedirem a identificação de todos os visitantes do museu, afirmando que isso criou uma série de transtornos, sobretudo para os visitantes do interior da China.

O museu ocupa um discreto quinto andar do Foo Hoo Centre, em Tsim Sha Tsui, desde maio de 2014, mas está atualmente fechado ao público. A RTHK refere a data de 15 de abril para a reabertura do museu, mas sem especificar a localização.

Só no primeiro mês de funcionamento, o museu recebeu 5.000 visitas. No espaço, com pouco mais de 30 metros quadrados, uma linha cronológica percorria as paredes e está ilustrada com fotografias, textos e vídeos que explicam aos visitantes os momentos mais marcantes do movimento que terminou num massacre.

Disponíveis estavam também alguns livros, em chinês e inglês, notícias de jornais que podiam ser consultados virtualmente ou em papel, tudo apoiado por um vídeo com depoimentos de familiares das vítimas e outras pessoas ligadas ao movimento.

O museu assumiu, desde o início, o papel difusor de um período crítico para o próprio sistema chinês. O facto de mais de metade dos visitantes serem oriundos do interior da China levou os seus promotores a defenderem a ideia de que o espaço é também uma fonte de conhecimento para quem não tem, dentro do país, a informação necessária.




Cultura e conhecimento são ingredientes essenciais para a sociedade.

A cultura é o único antídoto que existe contra a ausência de amor.

Vamos compartilhar.








--in via tradutor do google
Museum on Tiananmen in Hong Kong is closed and looking for new location


Open less than two years, the museum Hong Kong dedicated to Tiananmen is closed and looking for new premises after administrative problems and legal disputes, said the president of the Alliance in Support of Patriotic Democratic Movements in China and.

The June 4th Museum (Museum June 4) invokes the date on which, 26 years ago, the Chinese army tanks advanced on demonstrators in Tiananmen Square in Beijing. Mostly students, protesters demanding democratic reforms in the Chinese regime.

According to the deputy also pro-Democrat Albert Ho, the Alliance in Support of Patriotic Democratic Movements in China and is looking for a new space for the museum, which is currently closed.

The Society of building owners criticized the museum for breach of contractual obligations and the company's president, Stanley Chau led the Alliance to court and requested compensation.

After that, the Alliance also received complaints about alleged violations of the ordinance regulations and the fire service standards.

On the other hand, Albert Ho, in remarks quoted by Radio and Public Television Hong Kong (RTHK), accused Stanley Chau instruct the building staff to ask for identification of all visitors to the museum, saying it created a lot of inconvenience especially for the interior of visitors from China.

The museum occupies a discreet fifth floor of the Foo Hoo Centre in Tsim Sha Tsui, since May 2014, but is currently closed to the public. The RTHK refers to date of April 15 for the reopening of the museum, but without specifying the location.

In the first month of operation, the museum received 5,000 visits. In space, with just over 30 square meters, a timeline went through the walls and is illustrated with photos, texts and videos that explain to visitors the most memorable moments of the movement that ended in a massacre.

Also available were some books in Chinese and English news papers that could be found virtually or on paper, all supported by a video with testimonials from family members of the victims and other people linked to the movement.

The museum took over from the beginning, the diffuser part of a critical period for the very Chinese system. The fact that more than half of the visitors are coming from mainland China led the promoters to defend the idea that space is also a source of knowledge for those who have not, within the country, the necessary information.

The George Washington University Museum and The Textile Museum

On July 26, 2011, The Textile Museum and the George Washington University announced plans to join together to establish a new museum on GW’s main campus in Foggy Bottom. 


The museum includes dedicated galleries and increased exhibition space for The Textile Museum, the Albert H. Small Washingtoniana Collection, and relevant artworks from the university’s collections.


Public exhibitions and programs involve GW faculty and students in academic collaborations. A state-of-the-art conservation and collections resource center on GW’s Virginia Science and Technology Campus offers long-term protection, study, access, and care of the collections. 

The Textile Museum

Created and prized by cultures around the world for millennia, textiles are beautiful works of art that tell us stories about the people who made them. The Textile Museum was established in 1925 by collector and connoisseur George Hewitt Myers to expand public knowledge and appreciation—locally, nationally, and internationally—of the artistic merits and cultural importance of the world's textiles through scholarship, exhibitions, and educational programs.

Myers founded the museum with his personal collection of 275 rugs and 60 related textiles. He continued to collect throughout his lifetime, expanding the museum's holdings to include 4,600 rugs and textiles from Africa, Asia, and Latin America by the time of his death in 1957. Today, the museum's collections encompass more than 19,000 objects that date from 3,000 BCE to the present. For eighty-nine years (1925–2014) The Textile Museum was housed in two historic buildings in Washington, D.C.—Myers's family home, designed in 1913 by John Russell Pope, and an adjacent building designed by Waddy Wood in 1908.

The Albert H. Small Washingtoniana Collection

Albert H. Small, a 2009 recipient of the Presidential National Humanities Medal, donated his unparalleled collection of Washingtoniana to the university in February 2011, to help establish a new museum. Some sixty years in the making, the collection contains rare maps, drawings, letters and documents, lithographs, and books relating to the history and evolution of the city of Washington and the nation’s capital. A rotating selection of the collection will be on permanent display in the new museum’s Woodhull House.

Small is a longtime supporter of the humanities and has served on many prominent civic and cultural boards. In 2009, he received the National Humanities Medal, presented by President Barack Obama, and in 2011, received the President’s Medal from the George Washington University—the highest honor the university president can bestow.




Fonte: @edisonmariotti #edisonmariotti


Cultura e conhecimento são ingredientes essenciais para a sociedade.

A cultura é o único antídoto que existe contra a ausência de amor.

Vamos compartilhar.

National Museum of Natural History, 10th St. & Constitution Ave. NW, Washington, D.C. 20560

The National Museum of Natural History (NMNH) is part of the Smithsonian Institution, the world’s preeminent museum and research complex. 


The Museum is dedicated to inspiring curiosity, discovery, and learning about the natural world through its unparalleled research, collections, exhibitions, and education outreach programs. Opened in 1910, the green-domed museum on the National Mall was among the first Smithsonian building constructed exclusively to house the national collections and research facilities.




Whether looking at the history and cultures of Africa, describing our earliest Mammalian ancestor or primate diversity around the world, examining ancient life forms including the ever popular dinosaurs, or exploring the beauty of rare gemstones such as uniquely colored diamonds, the Museum’s temporary and permanent exhibitions serve to educate, enlighten and entertain millions of visitors each year. 


Cretaceous Diorama, Dinosaur Hall, 
National Museum of Natural History

The main building on the National Mall contains 1.5 million square feet of space overall and 325,000 square feet of exhibition and public space; altogether the Museum is the size of 18 football fields, and houses over 1000 employees. With a growing network of interactive websites, the Museum is transforming itself into a hub for national and international electronic education, accessible to anyone with access to the internet.

Sea fans

At the center of the Museum’s exhibition and research programs are its expertly documented collections: more than 126 million natural science specimens and cultural artifacts. Just to name a few of our museum holdings, the collections include 30 million insects carefully pinned into tiny boxes; 4½ million plants pressed onto sheets of paper in the Museum’s herbarium; 7 million fish in liquid-filled jars; and 2 million cultural artifacts, including 400,000 photographs housed in the National Anthropological Archives. Over 3½ million specimens are out on loan each year; over 15,000 visitor days are spent in the collections; and there are almost 600,000 additional visits to collection data bases available on the Web.

The Museum includes a state-of-the-art collections storage facility in Suitland, Maryland; a marine science research facility in Ft. Pierce, Florida; and field stations as far away as Belize, Alaska, and Kenya. Research activities are organized into seven departments, and a number of affiliated U.S. government agencies on-site contribute to the Museum’s strength, including the Department of the Interior (U.S. Geological Survey Biological Resources Division), the Department of Agriculture (Systematic Entomology Laboratory), the Department of Commerce (National Marine Fisheries Service Systematics Laboratory), and the Department of Defense (Walter Reed Biosystematics Unit).

Biological Dynamics Forest Fragment Project
Through its research, collections, education and exhibition programs, NMNH serves as one of the world’s great repositories of scientific and cultural heritage as well as a source of tremendous pride for all Americans.


Fonte: @edisonmariotti #edisonmariotti

colaboração: Josy Tojo

Cultura e conhecimento são ingredientes essenciais para a sociedade.
A cultura é o único antídoto que existe contra a ausência de amor.
Vamos compartilhar.

quarta-feira, 30 de março de 2016

Giverny (27) : l'exposition "Caillebotte, peintre et jardinier" au musée des impressionnismes

Gustave Caillebotte cultivait lui-même et peignait son jardin près d'Argenteuil. L'exposition proposée par le musée des impressionnismes est visible jusqu'au 3 juillet

Gustave Caillebotte aimait peindre Paris mais il était aussi captivé par l'étude des fleurs, de son potager et des allées de son jardin du Petit-Gennevillers. 



Le musée des impressionnismes de Giverny a choisi cet aspect de l'oeuvre de ce peintre et mécène des impressionistes disparu à l'âge de 45 ans. Qautre-vingts tableaux sont exposés à quelques mètres du jardin de Claude Monet, son ami.



© Béatrice Rabelle

© Béatrice Rabelle


Gustave Caillebotte peignit des jardins pour en faire des décors intérieurs. Le musée des impressionnismes Giverny présente trois panneaux de marguerites qu'il vient d'acquérir.

Reportage de Béatrice Rabelle et Hervé Colosio

Intervenants :
Frédéric Frank, directeur général musée des impressionnismes
Marina Ferreti Bocquillon, Directrice scientifique du musée des impressionnismes,
Commissaire de l'exposition


Fonte: @edisonmariotti #edisonmariotti


Cultura e conhecimento são ingredientes essenciais para a sociedade.

A cultura é o único antídoto que existe contra a ausência de amor.

Vamos compartilhar.

MUSEU DA QUINTA DE SANTIAGO COMEMORA 20 ANOS COM EXPOSIÇÃO DE RARIDADES

O Museu da Quinta de Santiago, em Matosinhos, está prestes a celebrar o 20º aniversário da abertura ao público. A data será assinalada com a inauguração de uma exposição que contará com trabalhos raros e inéditos ligados à história do espaço.


A Quinta de Santiago abriu portas a 2 de abril de 1996. E será a 2 de abril próximo que será inaugurada a mostra “20 Anos do Museu”, anunciou esta quarta-feira a Câmara Municipal de Matosinhos.

“Na exposição coincidirão os aspetos documentais relacionados com a história do edifício, que cumpre 120 anos em 2016, e os tesouros artísticos do acervo do município”, assinalou fonte da autarquia matosinhense ao Porto24.

Assim, estarão patentes desenhos, esboços originais, plantas, memórias e cartas várias. Entre os documentos expostos, estará o projeto de construção e de restauro da Quinta de Santiago, da autoria do arquiteto Fernando Távora. E obras de duas dezenas de artistas consagrados, como John Sargent, Artur Loureiro, Marques de Oliveira, Soares dos Reis, António Carneiro, Agostinho Salgado, Augusto Gomes, Manuel d’Assumpção, Júlio Resende, José Rodrigues, Siza Vieira e Francisco Laranjo.


“Haverá ainda uma secção dedicada aos Serviços Educativos que, desde 2005, se estabeleceram como presença fixa no Museu da Quinta de Santiago e têm vindo a contribuir para o desenvolvimento cultural e para a formação de públicos”, referiu a mesma fonte.

A Quinta de Santiago é um projeto do arquiteto italiano Nicola Bigaglia e foi terminada no final do século XIX. O museu que alberga integra, desde 2003, a Rede Portuguesa de Museus, do Ministério da Cultura.e é membro do ICOM – International Councils of Museums.

É visitado anualmente por mais de 10 mil pessoas, segundo números da Câmara Municipal de Matosinhos.



Fonte: @edisonmariotti #edisonmariotti


Cultura e conhecimento são ingredientes essenciais para a sociedade.

A cultura é o único antídoto que existe contra a ausência de amor.

Vamos compartilhar.

Ervas e aromas inspiram Jantar Monástico, 25 junho 2016, no Mosteiro de Santa Maria de Salzedas. --- Herbs and flavors inspire Dinner Monastic, June 25, 2016, in the Monastery of Santa Maria de Salzedas.

Aromas capazes de despertar todos os sentidos e ervas que resultam em infusões e condimentos incomparáveis prometem dar vida a mais um Jantar Monástico. Agendado para o próximo dia 25 de junho, o Mosteiro de Santa Maria de Salzedas volta a ser palco de um evento que é já uma referência na região. O desafio está lançado e na sexta edição o Jantar Monástico promete voltar a surpreender… As inscrições já estão abertas.


Pela primeira vez, os participantes terão a refeição condimentada com as ervas aromáticas cultivadas no Horto Monástico de Mosteiro de São João de Tarouca. São cerca de 35 as espécies que crescem no Horto (num projeto desenvolvido em conjunto com a Associação Inovterra) e que agora vão ser colocadas à prova, transformadas em sabores únicos.

Também pela primeira vez, do já habitual programa de visitas fará parte o Convento de Santo António de Ferreirim e o Centro Interpretativo do Mosteiro de São João de Tarouca, além dos incontornáveis Mosteiro de Santa Maria de Salzedas e Ponte Fortificada de Ucanha. Um programa recheado de visitas, bem “condimentado” por uma infusão gelada servida no Horto Monástico, que constitui antes de mais uma oportunidade de conferir as alterações que no último ano foram introduzidas pelos trabalhos de recuperação em curso.


Em 2016, e indo ao encontro das expectativas dos “monges” que nas últimas seis edições têm marcado presença, os participantes no Jantar Monástico terão acesso gratuito, ao longo de todo o fim-de-semana (24 a 26 de junho), aos monumentos da rede Vale do Varosa e ao Museu de Lamego.

Depois do sucesso das últimas edições, o cenário continua a ser o impressionante Claustro do Capítulo, com traço do arquiteto maltês Carlos Gimach, num projeto que pretende ainda divulgar um património ímpar e recordar que este se estende pela imaterialidade das vivências de que os mosteiros foram palco ao longo dos séculos.

Com a chancela da Escola de Hotelaria e Turismo do Douro e com a garantia de qualidade da Quinta do Paço de Vila Real, o Jantar Monástico, uma iniciativa do Museu de Lamego e projeto Vale do Varosa, conta com o apoio da Direção Regional de Cultura do Norte, Liga dos Amigos do Museu de Lamego, Escola de Hotelaria e Turismo do Douro, Escola Superior de Tecnologia e Gestão de Lamego, Quinta do Paço, Câmara Municipal de Tarouca, Junta de Freguesia de Salzedas, Associação Inovterra e Centro de Tropas de Operações Especiais de Lamego.



Fonte: @edisonmariotti #edisonmariotti

Cultura e conhecimento são ingredientes essenciais para a sociedade.

A cultura é o único antídoto que existe contra a ausência de amor.

Vamos compartilhar.



--in via tradutor do google
Aromas able to awaken all the senses and herbs that result in infusions and incomparable condiments promise to give life to another Monastic Dinner. Scheduled for next June 25, the Monastery of Santa Maria de Salzedas returns to stage an event that is already a reference in the region. The challenge is released and the sixth edition of the Monastic Dinner promises to return to surprise ... Registration is now open.



For the first time, participants will have the spicy meal with herbs grown in the garden Monastic Monastery of St. John Tarouca. There are about 35 species growing in the Garden (a project developed in conjunction with the Inovterra Association) and will now be put to the test, transformed into unique flavors.

Also for the first time, the customary visits program will be part of the Saint Anthony Convent Ferreirim and the Interpretive Center of St. John Tarouca Monastery, besides the compelling Monastery of Santa Maria de Salzedas and Fortified Bridge Ucanha. A packed program of visits and "spiced" by a cold infusion served in the Garden Monastic, which is first of all an opportunity to check the changes in the last year were introduced by the ongoing recovery work.
In 2016, and meeting the expectations of the "monks" that in the last six editions have been present, participants in the Monastic Dinner will have free access, throughout the end-of-week (24 to 26 June), the network monuments Varosa Valley and Lamego Museum.

After the success of previous editions, the scenario remains the impressive cloister of the Chapter, with trace Maltese architect Carlos Gimach, a project that intends to disclose a unique heritage and remember that this extends the immateriality of the experiences that the monasteries were stage over the centuries.

With the backing of the School of Hospitality and Douro Tourism and the Fifth quality assurance of Vila Real Palace, the Monastic Dinner, an initiative of the Lamego Museum and Varosa Valley project has the support of the Regional Culture Direction North, League of Friends of the Museum of Lamego, School of Hospitality and Tourism of the Douro, School of Technology and Lamego Management, Farm Hall, Town Hall Tarouca, Salzedas Parish Council, Inovterra Association and troops Center Special operations Lamego.

terça-feira, 29 de março de 2016

Novo museu de Amesterdão junta Warhol e Banksy. --- The MOCO (Modern Contemporary Museum) opens its doors at the beginning of April.

O MOCO (Modern Contemporary Museum) abre as portas no inicio do mês de abril.


Amesterdão irá receber um novo museu. Com o nome de MOCO (Modern Contemporary Museum), este museu ficará localizado na Museum Square de Amesterdão, entre o Museu de Van Gogh e o Rijksmuseum.

Previsto para abrir no inicio do mês de abril, a organização confirmou que a exposição inaugural irá conter obras de dois dos mais famosos artistas mundiais: Andy Warhol e Bansky. Serão mais de 80 as obras que estarão expostas, entre as quais estará Beanfield, um dos mais importantes trabalhos de Banksy e que desde 2009 não era exibido ao público.


Com o objetivo de chegar a um público mais abrangente, novo e internacional, o MOCO é uma iniciativa privada de Lionel and Kim Logchies, os proprietários da LionelGallery, que há mais de 18 anos trabalham com obras de artistas renomados, como Pablo Picasso e Jeff Koons.







Cultura e conhecimento são ingredientes essenciais para a sociedade.

A cultura é o único antídoto que existe contra a ausência de amor.

Vamos compartilhar.




--in via tradutor do google
The MOCO (Modern Contemporary Museum) opens its doors at the beginning of April.

Amsterdam will receive a new museum. With the name of MOCO (Modern Contemporary Museum), this museum will be located in the Museum Square in Amsterdam, between the Van Gogh Museum and the Rijksmuseum.

Expected to open at the beginning of April, the organization confirmed that the inaugural exhibition will contain works of two of the world's most famous artists: Andy Warhol and Banksy. There will be over 80 works that will be exhibited, among which will be Beanfield, one of the most important works of Banksy and since 2009 was not shown publicly.

In order to reach a broader audience, new and international, the MOCO is a private initiative of Lionel and Kim Logchies, the owners of LionelGallery, which for more than 18 years working with works by renowned artists such as Pablo Picasso and Jeff Koons.

MUSEO COMO START-UP - en CREACIÓN, CULTURA,GESTIÓN, INSTITUCIONES, MUSEO, OPINIÓN, PATRIMONIO, RELATO. ·

Puede darse el caso que existan cerebros que compitan con los de Silicon Valley generando ideas para la creación de una muy particular forma de start-up: El “museo start-up”. Este es el sueño de personas como nosotros, que agitan sus mentes de continuo para generar un nuevo concepto de museo, que se convierta en un lugar que encienda curiosidades, regale conocimiento y atrape a legiones de visitantes entre los cálidos abrazos de un museo fascinante. ¿Por qué no fomentar emprendurías en el mundo de los museos?

Passage Buhan (garage)

¿Qué transforma la idea de un nuevo museo en una realidad tangible de ladrillo y cemento? ¿Qué combustible es necesario para que un museo start-up despegue? ¿Por qué un museo se hace realidad a partir de una idea y otros muchos no? Nosotros creemos que todo éxito gira alrededor de una visión realista y muchos conocimientos previos sobre el tema: podemos contemplar la idea de crear un nuevo museo desde la pura gestión empresarial, como si fuéramos a crear un nuevo producto, siendo fundamental la creación de un sólido plan de negocio, no solo en lo que tiene que ver con la construcción del museo, sino explicando también al detalle como esa idea de museo debe ser operativa año a año, generando recurso que al menos lo haga autosuficiente. LosDAFO, la metodología de estudio de la situación de una empresa o un proyecto, analizando sus características internas y su situación externa en una matriz cuadrada, entre otras muchas cosas, debe ser aplicada a la nueva idea o nuevo proyecto de museo.

Garage

Decir también que es importantísimo que el nuevo museo tenga un emplazamiento ideal, ya sea cerca de una atracción turística, y que el lugar elegido para su construcción sea una comunidad relacionada con la cultura, es obvio. No siempre hay que construir, como veremos más adelante, se puede rehabilitar algo que ya existe. La cuestión fundamental, sea como sea, es que nuestro público potencial, nuestro deseado visitante, piense: “esto no me lo puedo perder”.

Napa

Pero, ¿quién quiere crear un nuevo museo? Cuando hay una respuesta clara a esta pregunta, se estará indicando el camino hacia lo que puede ser el apoyo definitivo al proyecto, sin dispersiones de naturaleza conceptual que no conducen a nada bueno, solo a perder el tiempo. Ese apoyo debe ser realista y a medida de las dimensiones y de las aspiraciones también reales que se tengan sobre el proyecto. Para un museo de vecindario que sea de una sola sala, no hace falta que se involucre toda la ciudad. Si lo que quieres es construir el “Museo Nacional de Algo”, mejor lanzas tu mirada y aspiraciones un poco más allá de tu barrio.

Art Directors Board

Nosotros llevamos más de dos décadas ayudando a crear nuevos museos a lo largo de todo el mundo, incluyendo la realización de planes de negocio para museos, y eso además de los propios proyectos museológicos y museográficos. Hemos trabajado desarrollando planes estratégicos durante años, hemos visto de todo, hemos vivido de todo, por eso sabemos que la mayor parte de los proyectos llevan mucho tiempo, muchísimo tiempo antes de acercarse a la realidad de lo palpable. Uno de los instrumentos necesarios en la creación de un nuevo museo es la santa paciencia y la perseverancia.

Chevrolet

Algunos proyectos de nuevos museos están basados en una sola colección, otros se centran en una idea, concepto único o en un conjunto de ideas, por eso los denominamos “Museos Idea”. Los dos tipos de museos que mencionamos tienen en común que deben comenzar desde el desarrollo de un plan institucional museológico, que es como decir “de qué va esto”. Llegados a este punto deberá decidirse si va a convertirse en un museo institucional del gobierno de turno, un museo privado sin beneficio con posibilidad de acceder a alguna ayuda pública, u otro modelo más comercial con taquillas. Sea cual sea el modelo de museo que queramos desarrollar, hay que tener en cuenta que un museo tiene un coste de mantenimiento anual que va desde el 10 al 15% de su coste de capital necesario para hacerse realidad, de manera que el Plan de Negocio debe mostrar el camino al dinero. El dinero habla y finalmente hará que el museo exista o se quede en el papel.

Volkswagen

Por otra parte hay que decir que los museos con aspiraciones de supervivencia debe aspirar a convertirse en emblemas o iconos de la comunidad, deben ser relevantes para las personas: fantásticas galerías, grandes espacios, arquitectura diferenciadora (también en el caso de una buena rehabilitación) y con potencial de diversión, esto último es fundamental. Las últimas tendencias en los proyectos de nuevos museos deben atender a la posibilidad de generar actividades múltiples, didácticas y divertidas, añadiendo al proyecto las consiguientes infraestructuras para hacer conferencias, convenciones, centros de reuniones, centros de exposiciones temporales, etcétera. Se debe capitalizar la idea de que los nuevos museos sirvan para la creación de espacios comunes y de participación colectiva. Los museos deben ser lugares que propicien la creación de ideas, que generen soluciones a problemas sociales y que estén inmersos en el devenir de la comunidad a la que pertenecen.

Jeep

Un ejemplo de lo que comentamos hoy aquí, podría ser la creación de un “Museo de Escritores”, como ejemplo conceptual; como museo start-up podría funcionar muy bien si lo hacemos divertido y para todos los públicos. La idea podría apoyarse en mostrar la vida cotidiana de un número determinado de escritores locales y su influencia en esa sociedad local como personas integrantes de ella, como ciudadanos. Se puede testar el concepto con respecto a otros museos sobre la forma en que tienen de mostrar la historia de las figuras literarias, nosotros queremos ir más allá de lo convencional. Se creará un equipo para el desarrollo de la idea, incluyendo una firma de apoyo legal, un equipo administrativo y de gestión de negocio que quieran participar en el proyecto. Hay que contar también con un experto en relaciones públicas que nos pueda ayudar con el branding y marketing de museos, siempre pensando en la estrategia de búsqueda de dinero para el proyecto. Lo relacionado con la contratación de curadores o museólogos deberá esperar por el momento, nos quedamos aun en el concepto base hasta que llegue el dinero de verdad. Si hay que ir más allá por obligación y/o necesidad imperante, es posible que una opción sea pedir ayuda a la universidad para desarrollar realidades y contenidos.

TK Garage Classic Cars Restoration Service

Cuando nuestro proyecto disponga de algunos elementos icónicos, como por ejemplo un mueble (escritorio) relacionado con el escritor de mayor relevancia de nuestra lista, no caigamos en la tentación de hacer de él la base de la colección. Los contenidos de orden didáctico son los más importantes y son a los que debemos conceder la mayor de las importancias y relevancia, a los objetos no, los objetos en este caso de museo solo sirven para contextualizar contenidos que son lo verdaderamente relevante en este tipo de museos. Los objetos apoyan los contenidos, no debemos obsesionarnos con los objetos, debemos darle importancia a los contenidos, como contamos la historia a nuestros visitantes, que soportes vamos a usar para narrar la historia, debemos darle importancia máxima a la historia que va a narrar el museo al visitante: debe exponerse un comienzo narrativo, un desarrollo y un final. Nosotros desarrollamos story-boards para diseñar los anteproyectos como si de películas se tratara.

Guinness

Lo prioritario y anterior es el futuro emplazamiento del museo, que debe situarse preferiblemente en zonas de atracción turística, y que tenga tradición sobre el tema principal del museo, en este caso era la literatura (Baker street). Si no contamos con fondos de ayuda siempre nos quedará la posibilidad de alquilar un local a la medida de nuestras necesidades y cobrar entradas. Para ello es muy importante que la zona tenga mucha circulación de público; próximo a un centro comercial, por ejemplo. A partir de aquí podemos desarrollar un millón de ideas, pero lo que realmente es un reto es hacer que esas ideas se hagan realidad, ahí se centra todo el trabajo duro. Nada es fácil y mucho menos crear un museo de la nada.

Terre Solidaire






Fonte: @edisonmariotti #edisonmariotti

Cultura e conhecimento são ingredientes essenciais para a sociedade.

A cultura é o único antídoto que existe contra a ausência de amor.

Vamos compartilhar.





--br via tradutor do googlr
Pode ser o caso que há cérebros para competir com Silicon Valley geração de ideias para a criação de uma forma muito particular de start-up: O "museu start-up". Este é o sonho de pessoas como nós, acenando suas mentes continuou a gerar um novo conceito de museu, torna-se um lugar para virar curiosidades, regalar conhecimento e pegar legiões de visitantes entre o abraço de um museu fascinante. Por que não incentivar emprendurías no mundo dos museus?

01f6576edd69e30c9a690698d9e54e0ePassage Buhan (garagem)

O que transforma a ideia de um novo museu em uma realidade tangível de tijolo e cimento? O combustível é necessário para um museu decolagem start-up? Por que um museu torna-se uma realidade a partir de uma idéia e muitos outros não? Acreditamos que o sucesso gira em torno de uma visão realista e muitos conhecimentos prévios sobre o assunto pode contemplar a ideia de criar um novo museu de gestão empresarial pura, como se fôssemos criar um novo produto, criando um sólido sendo essencial plano de negócios, não só no que você tem a ver com a construção do museu, mas também explicar em detalhes como a ideia de museu deve estar operacional a cada ano, gerando recurso que, pelo menos, fazê-lo auto-suficiente. O estudo metodologia SWOT da situação de uma empresa ou um projeto, analisando suas características internas e situação externa em uma matriz quadrada, entre outras coisas, deve ser aplicado à nova idéia ou projeto novo museu.

garage_stratGarage

também dizem que é importante que o novo museu tem uma localização ideal, ou perto de uma atração turística, e o local escolhido para a sua construção é uma comunidade relacionada à cultura, é óbvio. Nem sempre tem que construir, como veremos mais tarde, você pode restaurar algo que já existe. A questão fundamental, seja o que for, é que o nosso público potencial, nosso visitante desejado, pense: "Isso não pode me perder."

garage-king-eng-lowresNapa

Mas quem quer criar um novo museu? Quando há uma resposta clara a esta questão, não será mostrando o caminho para o que pode ser o apoio definitivo para o projeto, sem dispersões de natureza conceitual que não conduzem a nada de bom, só para perder tempo. Esse apoio deve ser realista e adaptada às dimensões e também aspirações reais a serem tomadas no projeto. Para um museu bairro é um quarto, ele não precisa de toda a cidade se envolve. Se você quer construir o "National Museum of Something" melhor lançar o seu olhar e aspirações um pouco além de sua vizinhança.

Administração board_muzeum2Art Board

Nós carregamos mais de duas décadas, ajudando a criar novos museus em todo o mundo, incluindo a elaboração de planos de negócios para os museus, e que, para além dos próprios projectos museológicos e museográficos. Temos trabalhado durante anos em desenvolvimento de planos estratégicos, vimos tudo o que já viu de tudo, por isso sabemos que a maioria dos projetos têm muito, muito tempo antes de se aproximar a realidade do que palpável. Uma das ferramentas necessárias para criar um novo museu é santa paciência e perseverança.

chevrolet_seatbealt _-_ cannon_aotwChevrolet

Alguns novos museus projetos são baseados em uma única coleção, outros se concentram em uma ideia, conceito único ou um conjunto de ideias, por que chamá-los de "Museus Idea". Os dois tipos de museus mencionados têm em comum que deve começar a partir do desenvolvimento de um plano institucional museológico, o que quer dizer "o que é isso." Neste ponto, você deve decidir se vai se tornar um museu institucional do governo atual, um museu privado, sem possibilidade benefício do acesso a qualquer ajuda pública, ou outros mais armários modelo comercial. Seja qual for o modelo de museu, queremos desenvolver, devemos ter em mente que um museu tem um custo de manutenção anual que varia de 10 a 15% do seu custo de capital necessário para se tornar uma realidade, para que o Plano de Negócios você deve mostrar o caminho para o dinheiro. O dinheiro fala e, finalmente, fazer o museu lá ou ficar no papel.

park-assist_garage-family_engVolkswagen

Além disso deve-se dizer que os museus com aspirações de sobrevivência deve aspirar a tornar-se emblemas ou ícones da comunidade, deve ser relevante para as pessoas: galerias fantásticas, grandes espaços, arquitectura distinta (também no caso de uma boa reabilitação) e diversão potencial, este último é fundamental. As últimas tendências em novos projetos de museu deve abordar a possibilidade de gerar múltiplos, educacionais e divertidas atividades, somando-se o projeto de infra-estrutura resultante para conferências, convenções, reuniões centers, centros de exposições temporárias, e assim por diante. Ele deve capitalizar sobre a idéia de que os novos museus servem para criar espaços comuns e participação coletiva. Os museus devem ser lugares que propiciem a criação de idéias, que criam soluções para os problemas sociais e estão envolvidos no futuro da comunidade a que pertencem.

wrangler_garageJeep

Um exemplo do que discutimos aqui hoje poderia ser a criação de um "Museu de Escritores" como um exemplo conceitual; como start-up museu poderia funcionar muito bem se nós torná-lo divertido e para todos os públicos. A ideia poderá basear para mostrar a vida diária de um número de escritores locais e sua influência sobre a sociedade local como membros do seu povo, como cidadãos. Você pode testar o conceito em relação a outros museus de como eles têm de mostrar a história de figuras literárias, queremos ir além do convencional. uma equipe para o desenvolvimento da ideia será criado, incluindo um apoio firme legal, uma equipe de administração e gestão de negócios que querem participar do projeto. Ele também deve ter um especialista em relações públicas que pode nos ajudar com o branding e marketing de museus, sempre pensando no dinheiro estratégia de pesquisa para o projeto. Assuntos relacionados com curadores contratação ou curadores do museu deve aguardar o tempo que ainda estavam no conceito básico até que o dinheiro real. Se você tem que ir mais para fora da obrigação e / ou necessidade urgente, uma opção pode ser a de procurar ajuda da universidade para desenvolver realidades e conteúdo.

TK-citreonTK garagem Classic Cars Serviço de Restauração

Quando o nosso projeto de ter alguns elementos icônicos, como móveis (mesa) relacionados com o escritor mais importante da nossa lista, não caia na tentação de fazer dela a base da coleção. O conteúdo da ordem de ensino são os mais importantes e são para a qual devemos dar a maior importância e relevância, a objetos, não os objetos, neste caso, o museu só servem para contextualizar o conteúdo é o que verdadeiramente relevante neste tipo de museus. Objetos suporte de conteúdo, não devemos ser obcecados com objetos, devemos dar importância ao conteúdo, à medida que contar a história para os nossos visitantes, que apoia vai usar para contar a história, devemos dar maior importância para a história que vai contar a os visitantes do museu: deve expor um começo narrativa, um meio e um fim. Desenvolvemos storyboards para projetar modelos filme como se fosse.

guinness_entrepreneurGuinness

A prioridade, e este é o futuro local do museu, que deve ser preferencialmente localizados em áreas de atração turística e tem tradição no tema principal do museu, neste caso foi a literatura (Baker Street). Se não temos os fundos de ajuda sempre teremos a possibilidade de alugar espaço para atender as nossas necessidades e recolher os bilhetes. É, portanto, muito importante que a área tem alta pública tráfego; ao lado de um shopping, por exemplo. A partir daqui podemos desenvolver um milhão de idéias, mas é realmente um desafio é fazer com que essas idéias se tornem realidade, que todos os centros de trabalho duro. Nada é fácil, muito menos criar um museu do nada.

CCFD_AFRIQUE_GBTerre Solidaire

Những tín hiệu chấn động giới khảo cổ học thế giới - khảo cổ vật việt nam. --- The conservation project of Bach Dang victory historical relic --- Os sinais de vibração do mundo sobre arqueologia - objetos arqueológicos Vietnã

Có thể nói khảo cổ học thời đại đồ đá ở Tây Nguyên nói chung, Gia Lai nói riêng là vùng đất hứa của khảo cổ học thời đại đồ đá của đất nước Việt Nam. Mặc dù được khám phá khá muộn nhưng những gì đã phát hiện được cho thấy ở Gia Lai có tiềm năng rất lớn trong công tác nghiên cứu, sưu tầm, khai quật khảo cổ học, đặc biệt thời đại đá cũ-một trong những phát hiện mới có ảnh hưởng lớn trong nước cũng như quốc tế. Đó là những tín hiệu vui cho khảo cổ học Việt Nam nói chung và khảo cổ học Gia Lai nói riêng.





Những phát hiện khảo cổ học ở Tây Nguyên được biết vào những năm cuối thế kỷ XIX đầu thế kỷ XX, do các giáo sĩ và sĩ quan người Pháp thực hiện. Ở Gia Lai, từ tháng 11-1953 đến tháng 6-1954, B.P. Lafont tiến hành điều tra dân tộc ở vùng người Jrai để làm Từ điển Pháp-Bahnar, Pháp-Jrai đã phát hiện các hiện vật bằng đá và gốm tiền sử ở tỉnh Pleiku (1).



Khai quật di chỉ Gò Đá (An Khê) năm 2015. Ảnh: Xuân Toản



Sau năm 1975, khảo cổ học ở Gia Lai thực sự chuyển mình. Nhiều chương trình nghiên cứu về Tây Nguyên và các cuộc điều tra, sưu tầm, khai quật do cán bộ Viện Khảo cổ học phối hợp với Bảo tàng tỉnh thực hiện. Đến nay ở Gia Lai đã phát hiện khoảng 80 di tích khảo cổ thời tiền sử, trong đó 7 di tích đã tiến hành khai quật: Biển Hồ, Trà Dôm (TP. Pleiku); thôn 7, Ia Mơr (huyện Chư Prông); Tai Pêr, làng Ngol (huyện Chư Sê). Các di tích này được xác nhận thuộc văn hóa Biển Hồ. Cư dân văn hóa Biển Hồ là những người định cư, làm nông nghiệp gần những hồ nước lớn, có quan hệ nhất định với các nhóm cư dân cổ ven biển miền Trung, cư dân tiền sử Lào, Campuchia và đặc biệt là cư dân văn hóa Lung Leng (Kon Tum).

Năm 2010 di tích Bang Keng (huyện Krông Pa)-một trong những di tích mang dấu ấn văn hóa Chăm Pa được tiến hành khai quật. Trên cơ sở nghiên cứu các loại hình kiến trúc, kỹ thuật xây dựng của di tích Bang Keng, bước đầu xác định niên đại vào khoảng thế kỷ VII-VIII sau Công nguyên. Có thể nói rằng sự tồn tại của văn hóa Chăm Pa ở vùng đất Gia Lai không chỉ để lại những dấu ấn về vật chất mà còn biểu hiện quá trình giao thoa, ảnh hưởng và dung hòa vào đời sống tinh thần của cư dân bản địa. Những phát hiện mới nhất tại di tích Bang Keng cùng với những nhận thức ban đầu về những di tích kiến trúc hay các dấu tích văn hóa Chăm Pa trên địa bàn tỉnh Gia Lai cho thấy vùng đất này đã từng giữ một vai trò quan trọng trong quá trình tồn tại và phát triển của nền văn hóa Chăm Pa trong lịch sử.


Năm 2015, cán bộ Viện Khảo cổ học Việt Nam phối hợp với Bảo tàng tỉnh Gia Lai tiến hành điều tra, khảo sát khảo cổ tại khu vực huyện Chư Prông đã tìm thấy những công cụ đá kiểu Văn hóa Hòa Bình muộn (6.000-5.000 năm cách ngày nay)(2)-một nền văn hóa khảo cổ đánh dấu mốc quan trọng cho sự phát triển rực rỡ của thời kỳ đá mới, đặt nền móng cho sự phát triển của nhiều nền văn hóa sau này.
Đặc biệt tháng 11-2015, Viện Khảo cổ học Việt Nam phối hợp Viện Khảo cổ học và Dân tộc học Novosbrisk thuộc Viện Hàn lâm Khoa học Nga đã tiến hành khai quật tại di tích Gò Đá và di tích Rộc Tưng thuộc thị xã An Khê đã thu thập được những công cụ có giá trị tiêu biểu thuộc thời kỳ đá cũ. Theo nhận định ban đầu của các chuyên gia Nga thì các công cụ đá cũ ở đây có nét cổ xưa hơn so với sưu tập đá Bách Sắc (Quảng Tây, Trung Quốc) vốn được định niên đại khoảng 80 vạn năm trước.

Kết quả nghiên cứu, khai quật khẳng định An Khê có mặt các di tích cổ xưa của nhân loại. Đây là các chế phẩm của người vượn đứng thẳng (Homo erectus), minh chứng cho giai đoạn bình minh của lịch sử dân tộc. Những di tích này góp phần nghiên cứu, biên soạn lịch sử nước nhà và vị trí của chúng trong diễn trình hình thành và phát triển đầu tiên của nhân loại trên đất Gia Lai. Những phát hiện này mở ra một triển vọng lớn cho các chương trình hợp tác khai quật khảo cổ tiếp theo và cơ sở xây dựng quy hoạch bảo tồn và phát huy giá trị di sản văn hóa, góp phần phát triển kinh tế-xã hội Tây Nguyên nói chung, Gia Lai nói riêng.

PGS.TS Nguyễn Giang Hải-Viện trưởng Viện Khảo cổ học Việt Nam cho biết: Kết quả nghiên cứu lần này đã vượt quá sự mong đợi và cũng gây lên một sự chấn động với các nhà khảo cổ học thế giới vì nơi đây đã tìm thấy các di vật cổ xưa của loài người chính trong tầng văn hóa. Đó thực sự là những tín hiệu vui không chỉ đối với các nhà khảo cổ như PGS. TS Nguyễn Khắc Sử đã nói: “Trong nghề khảo cổ, không phải ai cũng có may mắn, cơ duyên gặp và khai quật được những loại công cụ tiêu biểu như thế này” mà còn là niềm vinh dự của Gia Lai nói riêng, Việt Nam nói chung trên bản đồ đá cũ thế giới. Tín hiệu vui ấy còn nhân lên gấp bội khi Viện sĩ Anatoly Derivenko-Viện trưởng Viện Khảo cổ học và Dân tộc học Novosbrisk thuộc Viện Hàn lâm Khoa học Nga còn cho biết sẽ có kế hoạch phối hợp lâu dài với Viện Khảo cổ học Việt Nam để tiến hành nghiên cứu, khai quật tại khu vực này trong những năm tiếp theo.

Xuân Toản






Cultura e conhecimento são ingredientes essenciais para a sociedade.

A cultura é o único antídoto que existe contra a ausência de amor.

Vamos compartilhar.











--in
The conservation project of Bach Dang victory historical relic (stage 1)

Recently, the Prime Minister agreed to the investment policy of Conservation Project to promote the values ​​of Bach Dang victory historical relic in the 1st stage.

Investment in the construction of the project categories in accordance with the master plan of conservation and promoting the values ​​of Bach Dang victory historical relic in Quang Ninh Province has been approved by the Prime Minister in Decision No. 322 / QD-TTg dated February 18th, 2013.

The poles on Bach Dang River (Quang Ninh)

Location of investment projects in the areas of wards and communes of Yen Giang, Lien Hoa, Nam Hoa, Quang Yen, Quang Yen Town, Quang Ninh Province. Estimated total project investment of about 80,000 million VND, funds from the budget implementation of the state target program of cultural development.

The purpose of Conservation of Bach Dang victory historical relic, Quang Ninh province is gradually improving synchronous technical infrastructure, conservation objectives attached to mining and development, promotion of the value of the monument; travel planning associated with the relics, putting the conservation of cultural space objects, the intangible into the overall planning for conservation and promoting the value of the monument to the traditional education in patriotism for the next generation of Vietnam, introducing to internation about Vietnam national history, contributing to the development of socio – economic in Quang Yen town in particular and Quang Ninh province in general.

The Prime Minister appointed the People's Committee of Quang Ninh province to be host and collaborate with Ministry of Culture, Sports and Tourism, Ministry of Planning and Investment, Ministry of Finance and related competent organizations to implement and perform the project following the approved master plan and schedule as regulated in the Decree number 59/2015/NĐ-CP dated 18/6/2015.

Bach Dang River is famous for 3 victories made by our fathers in 938, 981 and especially the victory of the Tran dynasty defeating Nguyen Mong in April 09, 1288.






--br via tradutor do google

Os sinais de vibração do mundo sobre arqueologia - objetos arqueológicos Vietnã

Podemos dizer pedra arqueológica Idade no Planalto Central em geral, e Gia Lai, em particular, como a terra prometida da arqueologia da era país Vietnam Neolítico. Apesar da relativamente tarde descoberta, mas o que foi encontrado em Gia Lai mostrou grande potencial na investigação, recolha, escavações arqueológicas, especialmente a pedra velhice e um jogo novo é muito influente no país, bem como internacionalmente. Isso é um bom sinal para o Vietnã arqueologia em geral e Gia Lai, em particular.

foto acima: locais de escavação Go Rocha (Khe) 2015. Foto: Xuan Toan

achados arqueológicos no Planalto Central são conhecidos no final do século XIX, início do século XX, pelo clero e oficiais franceses fizeram. Em Gia Lai, de janeiro a março 6-1954 11-1953, B.P. nações Lafont pesquisados ​​na região que Jrai ao dicionário Francês-Bahnar, francês-Jrai encontraram artefatos de pedra e cerâmica pré-histórica em Pleiku (1).
Depois de 1975, em Gia Lai arqueologia realmente mudou-la. Muitos programas de pesquisa no Planalto Central e as pesquisas, coleta e escavação pela equipe do Instituto Arqueológico, em coordenação com o Museu Provincial feita. Até agora, em Gia Lai foi encontrado cerca de 80 monumentos pré-históricos arqueológicos, incluindo os 7 escavações realizadas: lago, Tea Dom (. Cidade Pleiku); Aldeia 7, Ia Mor (Chu distrito Prong); Por orelha, vila Ngol (Chu Se). Os restos desta cultura foi confirmada no âmbito do Grande Lago. residentes Lake cultural são colonos, agricultura perto do lago grande, há uma certa relação com a antiga equipe de habitantes Central Coast, povos pré-históricos Laos, Camboja e especialmente os residentes Lung Leng cultura (Kon Tum).

2.010 monumento bang Keng (Krong Pa) -ona monumento marcado escavações cultura Champa foi realizado. Com base em pesquisas do tipo de arquitetura, técnicas de construção do monumento bang Keng, inicialmente datável VII-VIII século AD. Pode-se dizer que a existência da cultura na terra de Cham Gia Lai não só deixam marcas físicas, mas também representam o processo de interferência, influência e compromisso sobre a vida espiritual dos habitantes da endereço. As últimas descobertas nas ruínas bang Keng com a consciência inicial dos monumentos arquitectónicos ou vestígios da cultura Cham, na província de Gia Lai mostrou que esta terra tem realizado um papel importante durante a existência e desenvolvimento da cultura Champa na história.


2015, oficiais Vietnam Arqueologia Instituto em colaboração com o Museu da província de Gia Lai para conduzir investigações, levantamentos arqueológicos na área do distrito de Prong Chu encontraram ferramentas de pedra Cultura do tipo tardia Paz (6.000 5.000 anos atrás) (2) -a cultura material foi um marco para o desenvolvimento da nova e brilhante era do rock, lançou as bases para o desenvolvimento de culturas posteriores.
Especialmente mês 11-2015, Vietnã Arqueologia Instituto em colaboração Instituto de Arqueologia e Etnografia da Academia Novosbrisk Ciência russo realizou escavações nas ruínas e relíquias de Go pedras pertencentes à cidade de um ROC Tung Khe recolheu valiosas ferramentas típicas da antiga idade da pedra. De acordo com especialistas iniciais russas, as velhas ferramentas de pedra têm valor histórico aqui do rock coleção Baise (Guangxi, China), que são milhares de namoro há 80 anos.

Resultados da investigação e escavação Um Khe confirmou presença de relíquias antigas da humanidade. Esta é a composição dos macacos verticais (Homo erectus), atesta a aurora da história nacional. Estes monumentos contribuiu para o estudo, compilado a história e posicioná-los no processo de formação e desenvolvimento da raça humana pela primeira vez na terra de Gia Lai. Estes resultados abrem grandes perspectivas de um programa de cooperação próxima escavações e das bases de construção planejamento de conservação arqueológica e promover o valor do património cultural e contribuir para o desenvolvimento económico e social Planalto Central em geral, e Gia Lai, em particular.

Dr. Nguyen Giang Hai-diretor do Instituto de Arqueologia do Vietnã disse: Os resultados desta vez superou as expectativas e está causando uma reviravolta nas arqueólogos mundo, pois já tem encontrar relíquias antigas de seres humanos na camada cultural. É realmente um bom sinal não só para os arqueólogos como PGS. Dr. Nguyen Khac Su disse: "Na profissão arqueológico, nem todos têm boa sorte, fortuna e ter descoberto o tipo típico de coisas como esta", mas também a honra de Gia Lai, em particular, Vietnam, em geral, sobre o mundo mapear as velhas pedras. sinais positivos que são multiplicados quando o acadêmico Anatoly Derivenko-diretor do Instituto de Arqueologia e Etnografia da Academia Russa Novosbrisk Scientific também disse que vai ter planos de longo prazo para coordenar com o Vietnã Arqueologia Instituto Sul para realizar pesquisas e escavações nesta área nos próximos anos.