Google+ Followers

quinta-feira, 7 de abril de 2016

MUSEU VIVO DA FORD EM DETROIT

O Greenfield Village é como uma máquina do tempo que transporta o visitante aos anos 20 a bordo de um Modelo T


Casas, prédios e todo o visual das ruas permanecem iguais aos da década de 20, com direito a automóveis da época circulando | 


Caminhar pelas ruas da Greenfield Village, em Detroit, nos Estados Unidos, é como observar três séculos de história acontecendo bem diante dos seus olhos. Você terá a sensação de entrar em um museu vivo, que representa com maestria o cotidiano dos anos 20.

A Greenfield Village foi criada por Henry Ford (o fundador da Ford e o pai da linha de montagem moderna) para preservar casas e prédios importantes para a história americana. No auge de sua fortuna e poder, Henry comprou um enorme terreno com cerca 32 hectares e começou uma "coleção" de prédios. Comprou o laboratório de Thomas Edison, a casa de Noah Webster (onde ele escreveu o primeiro dicionário Webster), a loja e oficina dos irmãos Wright, a casa da fazenda da família Firestone, o tribunal onde Abraham Lincoln trabalhou, entre outros. Depois transportou, um a um, para Greenfield Village, construindo uma verdadeira minicidade histórica.

O Old Car Festival reúne modelo do século 19 | Crédito: divulgação

E o melhor de tudo: fez o local funcionar de verdade e até hoje quem trabalha ali se veste com roupas de época e desempenha as mesmas tarefas dos antigos proprietários.


| Crédito: divulgação

Os visitantes assistem a tudo e podem até participar de algumas atividades. Uma oficina gigantesca cuida de locomotivas e trens históricos - um deles ainda funciona e circula pela cidade. Assim como os Modelos T e A, que estão disponíveis para um passeio pela avenida principal, a Main Street. Vestidos a caráter, os motoristas atuam como guias, apresentando cada empreendimento e sua história.
| Crédito: divulgação

O local conta ainda com a casa onde o Henry Ford cresceu, além da réplica da escola onde estudou. No total são 83 edifícios históricos, organizados em sete distritos.

Durante o ano são promovidos vários eventos, entre eles, o Motor Muster, que reúne cerca de 500 modelos desde clássicos dos anos 30 até muscle cars da década de 70, além do Old Car Festival, que conta com modelos autênticos de 1890 até 1932.

| Crédito: divulgação

Serviço

Os ingressos custam US$ 26 para adulto e US$ 19,50 para crianças de 5 a 12 anos. Idosos a partir de 62 anos pagam US$ 23,50. O museu (thehenryford.org/village) abre diariamente de meados de abril até o fim de novembro. No primeiro trimestre, permanece fechado devido ao inverno.

| Crédito: divulgação






Fonte: @edisonmariotti #edisonmariotti



Cultura e conhecimento são ingredientes essenciais para a sociedade.

A cultura é o único antídoto que existe contra a ausência de amor.


Vamos compartilhar.


Nenhum comentário:

Postar um comentário