Google+ Followers

segunda-feira, 20 de junho de 2016

Historical, natural attractions of Kermanshah, province in western Iran. --- Históricos, atrações naturais de Kermanshah, província no oeste do Irã

Kermanshah province in western Iran has numerous historical and natural attractions for promoting tourism.


It is home to outstanding sites such as Taq-e Bostan’s rock reliefs and Bistoun’s inscription – the largest petrograph worldwide.

Bistoun was registered on UNESCO’s World Heritage List in 2006. It is an important relic that depicts the victories of Achaemenid King Darius.

Taq-e Bostan features petroglyphs and inscriptions of Sassanid era.

The province also boasts of monuments such as Anahita Temple, Tekieh Moaven-ol-Molk and Es’haqvand Rock Tomb.





Kermanshah boasts natural attractions such as the mountains of Perav, Bistoun, Dalahoo, Shahoo and Dalakhani, valleys, jungles and springs.

It is home to mirages of Niloufar, Bistoun, Yavari, Hashilan and Harsin.

The long caves of Qouri-Qal’eh and Perav also fascinate visitors.

The four-season climate attracts tourists throughout the year.

Kermanshah is renowned as Iran’s India due to its cultural diversity. It is the cradle of mystic music and traditional Iranian musical instrument tanbur (the long-necked, string instrument).


Nasrollah Sepehr, the deputy head of Kermanshah Cultural Heritage, Handicrafts and Tourism Department, said Kermanshah exported handicrafts worth $1 million during March 21-June 21.

"The country’s handicraft exports earned over $112 million in revenues from March 2013 to March 2014,” he said, adding that Kermanshah has a bigger share in Iran's handicraft export.

Sepehr noted that kilim and giveh (a type of traditional Iranian shoes) are among the most important handicrafts produced in the province.

"Since Kermanshah has a big share in the handicraft market of neighboring nations, the province could earn huge profits by selling handicrafts," he said.

"Since tourism and handicrafts could give a big boost to the region's development, 92 tourism exhibitions and 45 handicraft shops were set up last year."

Sepehr also said 504 local craftsmen have so far been insured.


Ali Felehgari, a senior official in the department, said the province welcomes domestic and foreign investments.

“We believe that by attracting investors to the tourism sector, the ground will be prepared for all-out development,” he said.

“Iran and Germany have had special ties in tourism and cultural heritage fields, especially in archeology.”

Felehgari noted that German investment in Kermanshah’s tourism sector was highlighted in a recent session held between Kermanshah governor general’s office and a reputable German company.





Cultura e conhecimento são ingredientes essenciais para a sociedade.

A cultura é o único antídoto que existe contra a ausência de amor

Vamos compartilhar.





--br via tradutor do google

Históricos, atrações naturais de Kermanshah, província no oeste do Irã

província de Kermanshah no oeste do Irã tem inúmeras atrações históricas e naturais para promover o turismo.



É o lar de locais pendentes, tais como relevos rocha de Taq-e Bostan e inscrição de Bistoun - o maior petrograph em todo o mundo.

Bistoun foi registrado na Lista do Património Mundial da UNESCO em 2006. É uma relíquia importante que descreve as vitórias de Aquemênida rei Dario.

Taq-e Bostan possui petroglifos e inscrições da era sassânidas.

A província também se gaba de monumentos como Anahita Temple, Tekieh Moaven-ol-Molk e Es'haqvand Rocha Tomb.

Kermanshah possui atrações naturais, como as montanhas de Perav, Bistoun, Dalahoo, Shahoo e Dalakhani, vales, matas e nascentes.

É o lar de miragens de Niloufar, Bistoun, Yavari, Hashilan e Harsin.

As longas cavernas de Qouri-Qal'eh e Perav também fascinam os visitantes.

O clima de quatro estações atrai turistas durante todo o ano.

Kermanshah é conhecida como a Índia do Irã devido à sua diversidade cultural. É o berço da música mística e tanbur tradicional iraniana instrumento musical (o de pescoço comprido, instrumento de corda).


Nasrollah Sepehr, o vice-chefe do Património Cultural Kermanshah, artesanato e Departamento de Turismo, disse Kermanshah exportados artesanato US $ 1 milhão em março de 21 21 de junho.

"As exportações de artesanato do país ganhou mais de US $ 112 milhões em receitas de março de 2013 a março de 2014," disse ele, acrescentando que Kermanshah tem uma fatia maior na exportação de artesanato do Irã.

Sepehr observou que kilim e giveh (um tipo de sapatos iranianos tradicionais) estão entre os mais importantes artesanato produzidos na província.

"Desde Kermanshah tem uma grande participação no mercado de artesanato de nações vizinhas, a província poderia ganhar enormes lucros com a venda de artesanato", disse ele.

"Desde que o turismo e artesanato poderia dar um grande impulso para o desenvolvimento da região, 92 exposições de turismo e 45 lojas de artesanato foram criados no ano passado."

Sepehr também disse que 504 artesãos locais têm sido, até agora segurado.


Ali Felehgari, um alto funcionário do departamento, disse que a província recebe investimentos nacionais e estrangeiros.

"Acreditamos que, atraindo investidores para o sector do turismo, o terreno estará preparado para todos-out de desenvolvimento", disse ele.

"Irã e Alemanha tiveram laços especiais em campos de turismo e património cultural, especialmente em arqueologia."

Felehgari observou que o investimento alemão no sector do turismo em Kermanshah foi destacada em uma sessão recente realizada entre o escritório Kermanshah governador-geral e uma empresa alemã respeitável.

Nenhum comentário:

Postar um comentário