Google+ Followers

terça-feira, 13 de dezembro de 2016

Os dois primeiros filmes promocionais de Viseu, da década de 30 do século XX, foram 'resgatados', com o intuito de "valorizar o patrimônio cultural imaterial de Viseu. --- The first two promotional films of Viseu, from the 30s of the twentieth century, were 'rescued', with the aim of "valuing the immaterial cultural heritage of Viseu.

"Este DVD é um resgate do património cinematográfico de Viseu dos anos 30 do século passado. Esta edição comemorativa valoriza este património cultural imaterial de Viseu e permite partilhá-lo com a comunidade, visitantes, turistas e cinéfilos", destacou Almeida Henriques.


O Museu Nacional Grão Vasco está localizado no centro histórico de Viseu, 
no antigo palácio dos bispos, do século XVI, ao lado da catedral.

Durante a apresentação da edição comemorativa do DVD 'Viseu Antiqua et Nobilissima', que reúne de forma inédita dois filmes da década de 30 do século XX, da autoria do capitão Almeida Moreira e de Amélia Borges Rodrigues, Almeida Henriques sublinhou a importância da iniciativa.

"Trata-se de um resgate valioso contra o esquecimento, em favor da identidade e da memória de um modo de ver e contar a cidade", apontou.

De acordo com o presidente da Câmara de Viseu, esta iniciativa nasceu de uma parceria com o Cine Clube de Viseu e é ainda fruto do "importante trabalho de restauro e conservação que a Cinemateca tem desenvolvido".

"Este é um exemplo das parcerias positivas que queremos desenvolver no domínio da cultura e da divulgação do património", acrescentou.

O filme 'Viseu' tem data de 1930 e é da autoria do capitão Almeida Moreira - uma figura incontornável da cidade de Viseu e fundador do Museu Grão Vasco -, que decidiu registar "as maravilhas regionais quase desconhecidas" naquela altura.

Já o filme 'Viseu: A Cidade-Jardim da Beira Interior' tem data de 1936 e a assinatura de Amélia Borges da Silva, que conseguiu uma rara produção visual da vida pública em Viseu, com uma mostra do seu centro histórico, ruas principais, praças e monumentos.

"No caso do filme de Amélia Borges Rodrigues, de 1936, estamos mesmo perante uma fita que é completamente desconhecida do público em geral, dos cinéfilos e dos historiadores. Este foi um achamento que aconteceu no decurso já do projeto de uma edição de especial do filme do Capitão", destacou.

Para o autarca, ambos os filmes são um importante testemunho visual da cidade e uma visão de época sobre a promoção turística de Viseu, propondo um roteiro que concilia património e cultura urbana e rural.

"Quero ainda destacar nesta apresentação a inovação que fizemos em adicionar uma banda sonora ao filme do capitão Almeida Moreira, criando assim uma nova experiência de visionamento, porventura mais atrativa para os públicos de hoje. Esta reconciliação dos públicos com o património é muito importante", destacou.

A banda sonora é da responsabilidade do Conservatório Regional de Música de Viseu, que selecionou e interpretou um conjunto de obras de compositores contemporâneos ao filme, como António Fragoso e Freitas Branco, com exceção de um tema do maestro António Victorino de Almeida.

"Esta edição é de algum modo também um tributo à figura visionária e ao sentido progressista de Almeida Moreira, no ano do Centenário do Museu Nacional Grão Vasco e dos Paços do Concelho", concluiu.


fonte: @edisonmariotti #edisonmariotti

Cultura e conhecimento são ingredientes essenciais para a sociedade.

A cultura e o amor devem estar juntos.

Vamos compartilhar.





--in via tradutor do google
The first two promotional films of Viseu, from the 30s of the twentieth century, were 'rescued', with the aim of "valuing the immaterial cultural heritage of Viseu.


"This DVD is a redemption of Viseu's film heritage from the 1930s. This commemorative edition values ​​this immaterial cultural heritage of Viseu and allows it to be shared with the community, visitors, tourists and moviegoers," said Almeida Henriques.

photo: The National Museum Grão Vasco is located in the historical center of Viseu, in the old palace of the bishops, from the 16th century, next to the cathedral.

During the presentation of the commemorative edition of the DVD 'Viseu Antiqua et Nobilissima', which unites in an unprecedented way two films from the 30s of the 20th century, authored by Captain Almeida Moreira and Amélia Borges Rodrigues, Almeida Henriques underlined the importance of the initiative.

"It is a valuable rescue against oblivion, in favor of identity and the memory of a way of seeing and telling the city," he said.

According to the Mayor of Viseu, this initiative was born in partnership with the Cine Clube de Viseu and is still the result of "the important work of restoration and conservation that Cinemateca has developed".

"This is an example of the positive partnerships that we want to develop in the field of culture and the dissemination of heritage," he added.

The film 'Viseu' dates back to 1930 and is written by Captain Almeida Moreira - an inescapable figure from the city of Viseu and founder of the Grão Vasco Museum - who decided to record "the almost unknown regional wonders" at that time.

The film 'Viseu: The Garden City of Beira Interior' dates back to 1936 and the signing of Amélia Borges da Silva, who achieved a rare visual production of public life in Viseu, with a display of its historic center, main streets, Squares and monuments.

"In the case of Amélia Borges Rodrigues' 1936 film, we are even faced with a tape that is completely unknown to the general public, moviegoers and historians. This was a finding that happened in the course of already designing a special edition of the Captain's movie, "he said.

For the mayor, both films are an important visual testimony of the city and a period vision about the tourist promotion of Viseu, proposing a script that reconciles urban and rural heritage and culture.

"I also want to highlight in this presentation the innovation we have made in adding a soundtrack to Captain Almeida Moreira's film, thus creating a new viewing experience, perhaps more attractive for today's audiences.This reconciliation of audiences with heritage is very important" , Stressed.

The soundtrack is the responsibility of the Regional Conservatory of Music of Viseu, which selected and interpreted a set of works by contemporary composers of the film, such as António Fragoso and Freitas Branco, with the exception of a theme by maestro António Victorino de Almeida.

"This edition is in some way also a tribute to the visionary figure and to the progressive sense of Almeida Moreira, in the year of the Centenary of the National Museum of the Basque Country and of the Paços do Concelho," he concluded.

Nenhum comentário:

Postar um comentário