Listen to the text.

quarta-feira, 27 de janeiro de 2016

Tondo Matsuri, in Hiroshima. -- 「とんどまつり」 --- Festival Tondo Matsuri, em Hiroshima.

Ever wonder what everyone does with all those New Year arrows, rakes, daruma and that they buy at shrines every year?

Here in Hiroshima, after a year of luck-giving, they go up in flames on spectacular bonfires around the second weekend of January, at what is known as tondo.



If you visited any shrines over the New Year holiday, you probably noticed that people making their way to shrines for their hatsumode visit carrying the previous years decorative talismans and offerings. These are placed in large piles, cardboard boxes or skips within the shrine grounds before praying and buying the new year’s charms and votive goods. A couple of weeks after new year, at ko-shogatsu – literally “small new year”- which is celebrated at the lunar new year, they are blessed and burnt on bonfires that range from just over head-height to giant towers as high as a house.



Tondo matsuri are held in the grounds of many of the larger shrines and in public spaces, such as school grounds and along Hiroshima’s wide river banks where the local community gather and roast mochi rice cakes and warm sake over the flames. Tondo is usually held on the 2nd or 3rd weekend of January, generally on the weekend closest to January 15.

As mentioned above, the fires can be quite large and it is really quite a sight when the bamboo constructions packed with wooden and paper votive goods catch alight, and the crackling and popping sounds can be heard from quite far away. Although your clothes may smell of burnt offerings when you leave, remember the smoke is supposed to provide good luck. There are no fees to watch or take part in these events, but a donation to the shrine putting on the event is appreciated.

Some festival-goers bring their own mochi to roast, but you are likely to be given some to roast if you go there empty handed. Some shrines pass warm sake round, others offer zenzai sweet bean soup – a real treat with roasted mochi cakes on a cold, winter day.
Where to go


Here are some places where you can catch a tondo matsuri, without turning too many heads. The list is by no means exhaustive, and there are held in many shrines and other places, just follow the smoke!


Sorasaya-jinja Shrine

January 10, 2016 13:00)

Not far from the Peace Park, across the river from the Family Pool, Sorasaya Shrine’s tondo in the park next to the shrine in Honkawa-cho has huge bonfire and is a family-friendly event where kids can play on the playground as well as watch the spectacle.





















Kintai Bridge, Iwakuni





Itsukushima Shrine, Miyajima

©Peter Eberhardt

For such an important shrine, Itsukushima’s tondo is rather low key, held on Mikasa Beach next to the floating torii gate between the tides. Rather than the elaborate bamboo constructions set ablaze in other places, Itsukushima just seems to set light to a pile of cardboard boxes. It is also quite surprising that, this being a UNESCO World Heritage Site, they have now qualms about burning everything, plastic and all. More photos from Itsukushima’s tondo here.


Futaba-no-sato

Several tondo matsuri are held at the string of shrines, just north of Hiroshima Shinkansen Station. Always a nice walk, it can be fun to do a tour of the fires.


Tsuruhane-jinja Shrine, Futaba-no-sato



Nigitsu-jinja Shrine, Futaba-no-sato

January 14, 2016 from 18:30


Waseda-jinja Shrine, Ushita



This is our local shrine in Ushita. Tondo here is quite a small affair, but pretty lively!




















Gokoku-jinja Shrine


This huge tondo is held at Hiroshima Gokoku-jinja Shrine next to the Hiroshima Castle,tondo is always held on January 15, no matter what day of the week that falls on. There is also quite a lively atmosphere as a sizable crowd usually gathers and you are pretty close to popping of bamboo. The guys in charge of keeping the fire under control wear some pretty cool gear here.




Tōshō-gū Shrine

January 16, 2016 from 11:00

















Sanba Tondo Shinmei Festival, Onomichi


Sanba Shinmei Tondo Festival which has been held since the 17th century and is designated as a folk cultural asset of Onomichi city.



The festival is held on the grounds of Sanba Elementary School.





fonte: @edisonmariotti #edisonmariotti



Cultura e conhecimento são ingredientes essenciais para a sociedade.

A cultura é o único antídoto que existe contra a ausência de amor.

Vamos compartilhar.




--br via tradutor do google

Festival Tondo Matsuri, em Hiroshima.

Você já se perguntou o que todo mundo faz com todos aqueles setas Ano Novo, ancinhos, daruma e que eles compram em santuários cada ano?
Aqui em Hiroshima, após um ano de sorte-doação, eles sobem em chamas em fogueiras espetaculares em todo o segundo fim de semana de janeiro, no que é conhecido como tondo.

Se você visitou quaisquer santuários durante o feriado de Ano Novo, você deve ter notado que as pessoas fazendo seu caminho para santuários para sua visita hatsumode realização dos anos anteriores talismãs decorativos e ofertas. Estes são colocados em grandes pilhas, caixas de papelão ou omissões dentro do santuário motivos antes de rezar e comprar encantos do ano novo e de bens votivas. Um par de semanas após ano novo, em ko-Oshogatsu - literalmente "pequeno ano novo" - que é comemorado no ano novo lunar, eles são abençoados e queimados em fogueiras que variam de pouco mais cabeça-height para torres gigantes tão elevadas como uma casa.

Tondo matsuri são realizadas nos jardins de muitos dos santuários maiores e em espaços públicos, como o terreno da escola e nas margens dos rios de largura de Hiroshima, onde a comunidade local se reúnem e bolos de arroz mochi assado e saquê quente sobre as chamas. Tondo é normalmente realizada na 2ª ou 3ª semana de janeiro, geralmente no fim de semana mais próximo de 15 de janeiro.

Como mencionado acima, o fogo pode ser muito grande e é realmente uma visão bastante quando as construções de bambu embalados com produtos de madeira e papel votivas pegar aceso, e os estalos e sons de estalo pode ser ouvido de muito longe. Apesar de sua roupa pode sentir o cheiro de holocaustos quando você sair, lembre-se o fumo é suposto fornecer boa sorte. Não há taxas para assistir ou participar nestes eventos, mas uma doação ao santuário de colocar o evento é apreciado.

Alguns freqüentadores do festival trazer o seu próprio mochi para assar, mas que são susceptíveis de ser dada alguma para assar se você vai lá de mãos vazias. Alguns santuários passar quente causa rodada, outros oferecem zenzai sopa de feijão doce - um verdadeiro deleite com bolos mochi assado em um dia frio de inverno.
Onde ir
Aqui estão alguns lugares onde você pode pegar um matsuri tondo, sem virar muitas cabeças. A lista não é de forma exaustiva, e não são realizadas em muitos santuários e outros lugares, basta seguir o fumo!

Sorasaya-jinja
10 de janeiro de 2016 13:00)
Não muito longe do Parque da Paz, do outro lado do rio da família Pool, tondo de Sorasaya Santuário no parque ao lado do santuário em Honkawa-cho tem enorme fogueira e é um evento familiar onde as crianças podem brincar no parque infantil, bem como relógio o espetáculo.

Kintai Bridge, Iwakuni
Santuário de Itsukushima, Miyajima
© Peter Eberhardt
Para um santuário tão importante, tondo de Itsukushima é bastante baixo chave, realizada em Mikasa Praia próximo ao portão de torii flutuando entre as marés. Ao invés de as construções de bambu elaborados incendiados em outros lugares, Itsukushima apenas parece definir a luz de uma pilha de caixas de papelão. Ele também é bastante surpreendente que, sendo este um Património Mundial da UNESCO, eles têm agora escrúpulos queimando tudo, plástico e tudo. Mais fotos de Tondo de Itsukushima aqui.

Futaba-no-sato
Vários matsuri tondo são realizadas na sequência de santuários, ao norte da Estação Shinkansen Hiroshima. Sempre uma boa caminhada, que pode ser divertido para fazer um tour dos incêndios.

Tsuruhane-jinja, Futaba-no-sato
Nigitsu-jinja, Futaba-no-sato
14 de janeiro de 2016 a partir das 18:30
Waseda-jinja, Ushita
Este é o nosso santuário local em Ushita. Tondo aqui é uma pequena assunto bastante, mas muito animada!

Gokoku-jinja
Esta enorme Tondo é realizada em Hiroshima Gokoku-jinja junto ao Castelo de Hiroshima, tondo é sempre realizada em 15 de janeiro, não importa o dia da semana em que cai. Há também uma atmosfera muito animada como uma multidão considerável geralmente reúne e você está muito perto de popping de bambu. Os caras encarregados de manter o fogo sob controle usar alguns equipamentos muito legal aqui.

Tosho-gu
16 de janeiro de 2016 a partir das 11:00
Sanba Tondo Shinmei Festival, Onomichi
Sanba Shinmei Tondo Festival, que tem sido realizado desde o século 17 e é designado como um bem cultural popular da cidade de Onomichi.

O festival é realizado em razão da Sanba Elementary School.

USS Silversides Submarine Museum. --- Museu submarino USS Silversides

Overnight Encampment Home » Learn » Overnight Encampment



BECOME A “CREW MEMBER”

Spend the night aboard one of USS SILVERSIDES Submarine Museum’s historic vessels and watch history come alive. Walk the decks, take command of the bridge and sleep in the berths where brave men once served our country. Truly an unforgettable experience for any group, the overnight encampment program is well suited for scouting and youth groups as well as family or adults-only events.


PROGRAM PRICING
Friday – Sunday: $37.50
Monday – Thursday: $32.50
Pricing is per person and does not include meals.
**Please note a $200.00 non-refundable, non-transferable deposit is due within 10 days of booking your reservation. VISA, MASTERCARD, and DISCOVER cards are accepted. Availability for overnight encampments can change on a daily basis. We cannot hold dates without an actual reservation.


Send a check or money order to:
USS SILVERSIDES Submarine Museum
PO Box 1692
Muskegon, Michigan 49443


DETAILS
Overnight encampments are open to anyone over the age of 5.
USS Silversides can accommodate up to 72 overnight participants.
The USCGC McLane can hold an additional 38.
Fold-out cots on both vessels can even accommodate extra participants.

The total number of participants in your group must be finalized 60 days prior to the date of your actual stay. You can add extra participants after this date if availability remains. You must call in advance of your stay to add extra participants in order to ensure that enough space remains aboard the vessels.

The final deposit for your overnight encampment is due 60 days prior to the date of your actual stay. The final deposit is comprised of the total number of participants multiplied by the overnight rate less your $200 deposit. There are no refunds for “no shows.”


RESERVATIONS
To reserve an overnight encampment aboard the USS SILVERSIDES, please email Jean or call (231) 755-1230 x233.

REQUIRED FORMS (6 page packet)

-

USS Silversides (SS/AGSS-236) is a Gato-class submarine, the first ship of the United States Navy to be named for the silversides, a small fish marked with a silvery stripe along each side of its body.

Her keel was laid down on 4 November 1940 by the Mare Island Navy Yard in Vallejo, California. She was launched on 26 August 1941 (sponsored by Mrs. Elizabeth H. Hogan), and commissioned on 15 December 1941, with Lieutenant Commander Creed C. Burlingame (Class of 1927) in command.

First patrol: April – June 1942
After shakedown off the California coast, Silversides set course for Hawaii, arriving at Pearl Harbor on 4 April 1942. Departing Pearl Harbor on 30 April, Silversides headed for the Japanese home islands, in the area of Kii Suido, for the first of her many successful war patrols. On 10 May, just after 8:00 local time, the submarine used her 3-inch (76 mm) gun to heavily damage a Japanese gunboat. During this 75 minute action, an enemy machine-gun bullet killed one of her deck gunners, TM3 Mike Harbin, the only man lost in action aboard Silversides during World War II. Harbin was buried at sea later that evening. On 13 May, Silversides fired torpedoes at an enemy submarine; although explosions were heard, a definite sinking could not be confirmed.

On 17 May, while maneuvering through an enemy fishing fleet and approaching her targets, Silversides' periscope became entangled in a fishnet marked by Japanese flags held aloft on bamboo poles. The sub continued her approach, fishnet and all, and fired three torpedoes at the first ship, a 4,000-ton cargo ship. Two hits tore the victim's stern open. While that ship was sinking, the second cargo ship was also hit, but its fate could not be determined. Patrol boats were closing in as the submarine, probably the only American submarine to make an attack while flying the Japanese flag, quickly left the vicinity. After damaging a freighter and tanker in the same area, Silversides terminated her first war patrol at Pearl Harbor on 21 June.








fonte: @edisonmariotti #edisonmariotti


Cultura e conhecimento são ingredientes essenciais para a sociedade.

A cultura é o único antídoto que existe contra a ausência de amor.

Vamos compartilhar.




--br vias tradutor do google
Museu submarino USS Silversides

Pernoite acampamento Home »Saiba» acampamento durante a noite
Se tornar um "membro da tripulação"

Passe a noite a bordo de um dos navios históricos do Museu Submarino USS Silversides e assistir a história ganham vida. Ande pelas plataformas, assumir o comando da ponte e dormir nos berços onde bravos homens uma vez servido o nosso país. Verdadeiramente uma experiência inesquecível para qualquer grupo, o programa de acampamento durante a noite é bem adequado para grupos de escotismo e da juventude, bem como da família ou apenas para adultos eventos.

Programa de preços
Sexta-feira - Domingo: US $ 37,50
Segunda-feira - Quinta-feira: $ 32,50
O preço é por pessoa e não inclui refeições.

** Por favor, note um depósito de $ 200,00 não-reembolsáveis, não-transferíveis é devido no prazo de 10 dias da reserva a sua reserva. Visa, MasterCard e Discover cartões são aceitos. A disponibilidade de acampamentos durante a noite pode mudar em uma base diária. Nós não podemos manter as datas sem uma reserva efectiva.

Envie um cheque ou ordem de pagamento para:
Museu submarino USS Silversides
PO Box 1692
Muskegon, Michigan 49443

DETALHES
Acampamentos durante a noite estão abertos a qualquer pessoa com idade superior a 5.
USS Silversides pode acomodar até 72 participantes durante a noite.
O USCGC McLane pode conter um adicional de 38.
Fold-out berço de ambos os navios podem acomodar até mesmo os participantes extras.
O número total de participantes em seu grupo deve ser finalizado 60 dias anteriores à data da sua estadia real. Você pode adicionar participantes extras após esta data se a disponibilidade permanece. Você deve ligar com antecedência de sua estadia para adicionar participantes extras, a fim de garantir que o espaço for insuficiente, a bordo dos navios.

O depósito final para o seu acampamento durante a noite é devido 60 dias antes da data da sua estadia real. O depósito final é composto pelo número total de participantes multiplicado pela taxa overnight menos o seu depósito de $ 200. Não há nenhum reembolso para "não mostra."

RESERVAS
Para reservar um acampamento durante a noite a bordo do USS Silversides, por favor enviar e-mail Jean ou ligue (231) 755-1230 x233.

Formulários necessários (6 página pacote)

-
USS Silversides (SS / AGSS-236) é um submarino da classe Gato, o primeiro navio da marinha de Estados Unidos a ser nomeada para os silversides, um pequeno peixe marcado com uma faixa prateada ao longo de cada lado de seu corpo.

Sua quilha foi estabelecida em 4 de Novembro de 1940 da Navy Yard Mare Island em Vallejo, Califórnia. Ela foi lançada em 26 de agosto 1941 (patrocinado pela Sra Elizabeth H. Hogan), e encomendado em 15 de dezembro de 1941, com o tenente-comandante Creed C. Burlingame (Classe de 1927) no comando.


Primeira patrulha de: Abril - junho 1942
Depois shakedown na costa da Califórnia, Silversides definir curso para o Havaí, chegando a Pearl Harbor em 4 de abril de 1942. A partir Pearl Harbor em 30 de abril, Silversides dirigiu-se para as ilhas japonesas, na área de Kii Suido, para o primeiro de seus muitos patrulhas de guerra bem-sucedidas. Em 10 de maio, logo após 8:00 hora local, o submarino usou seu 3 polegadas (76 mm) arma para danificar fortemente uma canhoneira japonesa. Durante esta acção 75 minutos, um inimigo bala de metralhadora matou um de seus artilheiros plataforma, TM3 Mike Harbin, o único homem perdido em ação a bordo Silversides durante a Segunda Guerra Mundial. Harbin foi sepultado no mar mais tarde naquela noite. Em 13 de maio, Silversides disparou torpedos contra um submarino inimigo; embora explosões foram ouvidas, um naufrágio definitiva não pôde ser confirmada.

Em 17 de Maio, ao manobrar através de uma frota de pesca inimigo e se aproximando seus alvos, periscópio Silversides 'ficou enredada em uma rede de pesca marcada por bandeiras japoneses detidos no alto em varas de bambu. O sub continuou a sua abordagem, arrastão e tudo, e disparou três torpedos no primeiro navio, um navio de carga de 4.000 toneladas. Dois sucessos rasgou popa da vítima aberto. Enquanto que navio estava afundando, o segundo navio de carga também foi atingida, mas seu destino não pôde ser determinado. Barcos de patrulha estavam se aproximando como o submarino, provavelmente, o único submarino americano para fazer um ataque ao voar a bandeira japonesa, rapidamente deixou a vizinhança. Depois de danificar um cargueiro e petroleiro na mesma área, Silversides terminado sua primeira patrulha da guerra em Pearl Harbor em 21 de junho.

EXPOSICIÓN DEL OBJETO: MUSEOS DE CIENCIAS. - · en CULTURA, MUSEO,MUSEOLOGÍA, OPINIÓN, PATRIMONIO, RELATO. ·

Alguna vez hemos comentado aquí que los museos de ciencias son una evolución de lo que se conocía hace mucho, mucho tiempo, como los “gabinetes de curiosidades” o también denominados “gabinetes de las maravillas”. A esta forma de exposición se unieron en el siglo XVIII, las colecciones formadas por aficionados a la Historia Natural, que eran, generalmente, eruditos locales y viajeros. Estas colecciones no eran homogéneas, sino que se trataba de un pequeño o gran caos de parafernalia objetual (miscelánea absoluta), donde los fósiles se mezclaban con objetos exóticos, piedras y otras piezas de naturaleza etnográfica y/o artística También se incorporaban objetos traídos de expediciones científicas o meros viajes al extranjero, normalmente provenientes de colonias, algo que ocurrió sobre todo a lo largo del siglo XIX, en el apogeo del Grand Tour.

Science Diet Dog Food: Fluffer

El primer museo de este tipo surgió en París, concretamente en 1773, cuando el Jardín del Rey se convierte en el Museo Nacional de Historia Natural, iniciativa que sería imitada por otros países europeos, y, un poco más allá en el tiempo, por los americanos del norte: Estados Unidos y Canadá.


Este tipo de museos se ordenan en tres galerías, siguiendo el modelo de París: pájaros y aves, mamíferos y mineralogía. Es el momento en el que llega la “gran clasificación”, o periodo inmovilista. En las primeras presentaciones figura siempre el espécimen y, junto a él, la etiqueta con su nombre científico en latín (y con letra cursiva, o así debería ser). Tienen, entonces, una clara orientación erudita, por lo tanto muy elitista destinada, exclusivamente, a los especialistas de la materia. Con el comienzo del desarrollo industrial en Europa, se crea el primer museo de Ciencia y Técnica en Londres, en el año 1851, de la mano de la primera Exposición Universal de la historia que se celebró en el ya desaparecido (ardió hasta los cimientos) Crystal Palace en Hyde Park. Este museo comenzó una diferenciación y alejamiento de los museos de ciencias naturales por un lado y de la técnica por el otro.


Los primeros museos de ciencias naturales exhibían todo tipo de especímenes procedentes de alrededor del mundo; a su vez los espacios de los museos estaban profusamente decorados, rayando la estética hortera y kitsch, creando así una atmósfera muy especial con vitrinas acristaladas de madera noble en las grandes galerías. Hacia el segundo cuarto del siglo XX, estas exposiciones comienzan a transformarse (Dorda, 1988), ya no presentando al espécimen aislado, sino en su entorno, con la fabricación e instalación de dioramas, escenificaciones teatralizadas, hasta ir convirtiéndose progresivamente en lo que son en la actualidad: museos dinámicos muy pensados para los más pequeños, donde más que exponer objetos se exponen conceptos didácticos aptos para todo tipo de mentes y capacidades (Alberch, 1992), ofreciendo al visitante una participación muy activa, de forma que la exposición cuenta con instrumentos de divulgación del conocimiento que son interactivos, audiovisuales y demás, permitiendo estimular y motivar al público.

RATIO

Los museos de ciencia y de la técnica exponen normalmente los cambios que han ocurrido en nuestro mundo, centrándose en estos campos del conocimiento humano. Su principal objetivo es divulgar la información científica y técnica, familiarizando a los visitantes en estos temas. Una de las principales características de estos museos es su dinamismo e interacción, pues en ellos se invita a los visitantes a tocar, manipular o se participa en demostraciones científicas. para ello, se dispone de una serie de medios de comunicación audiovisuales e informáticos. Frente a los museos más tradicionales, como elMuseo Alemán de Munich, surgen centros científicos con exposiciones donde los visitantes participan, experimentan y adquieren conocimientos de una manera amena y divertida, como es el caso del Exploratorium de San Francisco, entre otros.



fonte: @edisonmariotti #edisonmariotti

 Espacio Visual Europa (EVE)

Cultura e conhecimento são ingredientes essenciais para a sociedade.

A cultura é o único antídoto que existe contra a ausência de amor.

Vamos compartilhar.

Cultura - Candomblé no Brasil. Projeto mapeia terreiros de candomblé em Curitiba. --- Project maps Candomblé in Curitiba.

Quem quiser conhecer melhor a história da identidade afro-brasileira, das religiões de matriz africana e seus locais da expressão em Curitiba precisava ver a exposição do projeto Lugares de Axé: inventário dos terreiros de candomblé de Curitiba e região metropolitana.



O conteúdo da pesquisa, com textos, fotos e vídeos, está disponível no site do projeto, que será lançado nesta sexta-feira (22), no Memorial de Curitiba.

O projeto fez um mapeamento referente aos espaços onde são realizadas as práticas religiosas afro-brasileiras na cidade de Curitiba (PR). A iniciativas são realizadas em parceria com o Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (Iphan), a partir de experiências de identificação e salvaguarda desenvolvidas com terreiros das cidades de Salvador (BA), Belo Horizonte e Porto Alegre (RS).


Praça Tiradentes
Na ocasião, com a presença de representantes das casas inventariadas, será entregue ao Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (Iphan) o pedido de registro dos Irôkos da Praça Tiradentes como patrimônio imaterial brasileiro que, caso aceito, entrará em processo para inscrição no Livro de Lugares, sendo inserido nas políticas de salvaguarda desenvolvidas pela instituição.

-



fonte: @edisonmariotti #edisonmariotti

http://www.gazetadopovo.com.br/caderno-g/projeto-mapeia-terreiros-de-candomble-em-curitiba-39atiie9i4c29z44zlhu2dxio

Cultura e conhecimento são ingredientes essenciais para a sociedade.

A cultura é o único antídoto que existe contra a ausência de amor.

Vamos compartilhar.



--in via tradutor do google
Project maps Candomblé in Curitiba.

Anyone who wants to learn more about the history of african-Brazilian identity, religions of African origin and its local expression in Curitiba needed to see the project exposure Axe spots: inventory of Candomblé of Curitiba and metropolitan region.

The content of the survey, with texts, photos and videos, is available on the project website, which will be released on Friday (22), in Curitiba Memorial.

The project made a mapping related to the spaces where are held the african-Brazilian religious practices in Curitiba (PR). The initiatives are carried out in partnership with the Institute of Historical and Artistic Heritage (IPHAN), from identification of experiences and safeguarding developed with terraces in the cities of Salvador (BA), Belo Horizonte and Porto Alegre (RS).

Tiradentes Square

On the occasion, attended by representatives of the scheduled houses will be handed over to the Heritage Institute for National Artistic (Iphan) the registration application of Irôkos Praça Tiradentes as a Brazilian intangible heritage which, if accepted, will in the process of inscription in the Book places, being inserted in the safeguard policies developed by the institution.

Kurdish Textile Museum. --- Museu Têxtil Curdo

Kurdish Textile Museum is located in one of the elegant houses inside the ancient Citadel of Arbela and the house was rebuilt from 1939 to 1942, by one of the wealthy merchants of Erbil Mr. Hashim Debagh.




This museum of Kurdish weaving offers a glimpse of beauty and intricacy of this handcrafted art, as well as insight into the cultural heritage of the Kurdish people.

It includes numerous woven arts from both settled and nomadic tribes in the Erbil city region. Here the art of Kurdish weavings is such an integral part of life that it reflects their social situations, unique cultural influences and their very lifestyle. This has resulted in this craft having a rich tradition, peculiar to Kurdish people and therefore, plays an extremely important role in ethnological research.

Weaving is widely used in the Kurdish tribes to provide for their daily needs, so it includes all kinds of goods. This ingenuity has resulted in self-sustained communities that are not dependent on imported goods for their economic survival. Therefore, Kurdish tribes have developed independent social, administrative, political and economical societies.

In our modern world of ready made convenience, the method of constructing these weavings speaks to us of timelessness and somehow reconnects us to the earth and our own ethnic roots. Women of Kurdish tribes learn to use the raw materials of wool and hair from their herds and natural vegetables dyes from their environment. They are responsible for the main work of constructing the looms and weaving. Each individual woven article reflects the talent, accuracy and natural artistic ability of its weaver. It is, however, travellers and orientalists visiting and writing about Kurdistan who have drawn attention to the beauty of the weavings. Kurdish rugs ana carpets have now been displayed in different American and European museums.

While it is good to appreciate the weaving, there is another aspect to highlighting the art from this region. The Kurdish people face the threat their culture might disappear altogether. Iran-Iraq war in Kurdish land, Arabization and Anfal (the genocide campaign waged against the Kurdish people by the ex-Iraqi regime), destroying more than four thousand Kurdish villages, forcefully relocating nomadic and settled tribes as well as millions of mines planted throughout Kurdistan, banning of agricultural planting and breeding herds, have all contributed to the devastation of this culture and its economy.

The aim of this museum is to preserve the Kurdish cultural heritage and promote the art of the Kurdish tribes and an attempt to develop interest in Kurdish weaving so that this rapidly vanishing culture and its' remarkable art will not be lost, but revived and even developed.


-


fonte: @edisonmariotti #edisonmariotti


Cultura e conhecimento são ingredientes essenciais para a sociedade.

A cultura é o único antídoto que existe contra a ausência de amor.

Vamos compartilhar.





--br via tradutor do google

Curdo Museu Têxtil

Curdo Textile Museum está localizado em uma das casas elegantes dentro da cidadela antiga de Arbela ea casa foi reconstruída 1939-1942, por um dos comerciantes ricos de Erbil Sr. Hashim Debagh.



Este museu de tecelagem curda oferece um vislumbre da beleza e complexidade desta arte artesanal, bem como uma visão sobre o património cultural do povo curdo.

Ele inclui numerosas artes tecidos de ambas as tribos assentadas e nômades na região da cidade de Erbil. Aqui a arte da tecelagem curdos é uma parte tão integral da vida que ele reflete suas situações sociais, as influências culturais únicas e sua própria vida. Isso resultou em este ofício com uma tradição rica, peculiar ao povo curdo e, portanto, desempenha um papel extremamente importante na pesquisa etnológica.

Tecelagem é amplamente utilizado nas tribos curdas para fornecer para suas necessidades diárias, de modo a incluir todos os tipos de mercadorias. Este engenho resultou em comunidades auto-sustentada que não são dependentes de produtos importados para a sua sobrevivência económica. Portanto, tribos curdas desenvolveram sociedades sociais, administrativos, políticos e econômicos independentes.

Em nosso mundo moderno de pronto feito conveniência, o método de construção de esses tecelagens fala-nos de intemporalidade e de alguma forma reconecta-nos com a terra e as nossas próprias raízes étnicas. Mulheres de tribos curdas aprender a utilizar as matérias-primas de lã e pêlos de seus rebanhos e vegetais corantes naturais de seu ambiente. Eles são responsáveis ​​pela principal obra de construção dos teares e tecelagem. Cada artigo individual tecido reflete o talento, precisão e habilidade artística natural de sua tecelão. É, no entanto, os viajantes e orientalists visitar e escrever sobre o Curdistão, que chamaram a atenção para a beleza das tecelagens. Tapetes curdos ana tapetes já foram exibidos em diferentes museus americanos e europeus.

Embora seja bom para apreciar a tecelagem, há um outro aspecto a realçar a arte a partir desta região. O povo curdo enfrentar a ameaça a sua cultura pode desaparecer completamente. Guerra Irã-Iraque em terra curda, arabização e Anfal (a campanha de genocídio travada contra o povo curdo por parte do regime ex-iraquiana), destruindo mais de quatro mil aldeias curdas, com força deslocalização tribos nômades e se estabeleceram, bem como milhões de minas plantadas ao longo Curdistão, a proibição de plantação e criação de rebanhos agrícolas, têm contribuído para a devastação da cultura e sua economia.

O objetivo deste museu é preservar o património cultural curda e promover a arte das tribos curdas e uma tentativa de desenvolver o interesse em tecelagem curdo para que esta cultura desaparecendo rapidamente ea sua "arte notável não será perdido, mas reviveu e até mesmo desenvolvido .