Listen to the text.

quinta-feira, 9 de junho de 2016

Muzej Nikole Tesle, Beograda. --- Nikola Tesla Museum,Belgrade. --- Nikola Tesla Museum está localizado no centro de Belgrado

Muzej Nikole Tesle smešten je u centru Beograda, u rezidencijalnoj vili izgradjenoj 1929. Godine, po projektu znamenitog srpskog arhitekte Dragiše Brašovana. Zgrada je imala razne namene, sve do 5. decembra 1952. godine, kada je odlukom vlade FNR Jugoslavije osnovan Muzej Nikole Tesle.



Muzejska gradja stigla je u Beograd prema odluci američkih sudskih vlasti, pošto je za jedinog Teslinog naslednika proglašen njegov nećak, Sava Kosanović. Po Teslinoj želji, gospodin Sava Kosanović je dokumentaciju i lične Tesline predmete preneo u Beograd 1951. godine.




Muzej je jedinstvena institucija nauke i kulture u Srbiji, kao i u svetu. Jedini je muzej koji čuva originalnu i ličnu zaostavštinu Nikole Tesle. Poseduje izuzetno vredne kolekcije:

preko 160.000 originalnih dokumenata; 
preko 2000 knjiga i časopisa; 
preko 1200 istorijsko-tehničkih eksponata; 
preko 1500 fotografija i staklenih fotoploča originalnih tehničkih predmeta, instrumenata i uredjaja; 
preko 1000 planova i crteža.

Kao institucija u kojoj se nalazi najveća svetska zbirka dokumenata o Teslinom životu i radu, Muzej Nikole Tesle ima značajnu ulogu u pružanju informacija istraživačima u oblasti istorije nauke, pronalazaštva, patentnih prava i o projektima nastalim iz pokreta za očuvanje životne sredine i istraživanja takozvanih čistih izvora energije.

Posebna uloga Muzeja je u organizovanju, podsticanju i promovisanju istraživanja u oblasti istorije nauke, kako bi se jasnije sagledao Teslin doprinos razvoju nauke i tehnologije krajem 19. i početkom 20. veka.





colaboração: Silvija Lazarevic


Cultura e conhecimento são ingredientes essenciais para a sociedade.

A cultura é o único antídoto que existe contra a ausência de amor

Vamos compartilhar.

video 27:00 min -- https://youtu.be/NJhhwDNvNJE




--in via tradutor do google

Nikola Tesla Museum is located in the center of Belgrade, in the residential villa built in 1929 by the famous Serbian architect Dragisa Brašovana. The building was used for various purposes until December 5, 1952, when the decision of the government FNR Yugoslavia established Nikola Tesla Museum.

Museum material arrived in Belgrade according to the decision of the American court, as the sole successor of Tesla proclaimed his nephew, Sava Kosanovic. After Tesla's last wish, Mr. Kosanovic transferred all the documents and Tesla's personal things in Belgrade in 1951.

The museum is a unique institution of science and culture in Serbia and in the world. It is the only museum that preserves the original and personal inheritance of Nikola Tesla. It has a very valuable collection:


over 160,000 original documents;
More than 2,000 books and magazines;
over 1200 historical technical exhibits;
over 1500 photographs and photo plates of original technical objects, instruments and devices;
over 1000 plans and drawings.

As an institution which houses the world's largest collection of documents about Tesla's life and work, Nikola Tesla Museum has an important role in providing information to the researchers of history of science, patent rights, and projects have emerged from the movement for environmental protection and research of so-called clean energy sources .

The special role of the Museum is organizing, encouraging and promoting research in the field of history of science, in order to better recognition of Tesla's contribution to the development of science and technology in the late 19th and early 20th centuries.


--br via tradutor do google

Nikola Tesla Museum está localizado no centro de Belgrado, na vila residencial construído em 1929 pelo famoso arquitecto sérvio Dragisa Brašovana. O edifício foi usado para vários fins, até 05 de dezembro de 1952, quando a decisão do governo FNR Jugoslávia determinado Nikola Tesla Museum.

material de museu chegou em Belgrado de acordo com a decisão do tribunal americano, como o único sucessor de Tesla proclamou seu sobrinho, Sava Kosanovic. Após o último desejo de Tesla, o Sr. Kosanovic transferiu todos os documentos e coisas pessoais de Tesla em Belgrado em 1951.

O museu é uma instituição única da ciência e da cultura na Sérvia e no mundo. É o único museu que preserva a herança original e pessoal de Nikola Tesla. Ele tem uma coleção muito valiosa:


mais de 160.000 documentos originais;
Mais de 2.000 livros e revistas;
mais de 1200 exposições técnicas históricas;
mais de 1500 fotografias e fotografias placas de originais técnicos objetos, instrumentos e dispositivos;
mais de 1000 plantas e desenhos.

Como uma instituição que abriga a maior coleção do mundo de documentos sobre a vida e obra de Tesla, Nikola Tesla Museum tem um papel importante no fornecimento de informações para os pesquisadores da história da ciência, direitos de patente, e os projetos têm surgido a partir do movimento para a proteção ambiental e pesquisa dos chamados fontes de energia limpa .

O papel especial do Museu está a organizar, incentivar e promover a pesquisa no campo da história da ciência, a fim de melhor reconhecimento da contribuição de Tesla para o desenvolvimento da ciência e tecnologia no final do século 20 19 e início.


The Nieuw Land Museum, Oostvaardersdijk 113, 8242 PA Lelystad --- O Nieuw Land Museum, Flevolândia, nos Países Baixos.

Nieuw Land is a museum, archive and study centre in one, where people of all ages can discover and experience the history of Flevoland.


Museum
The Nieuw Land Museum presents the rich history of the area we now call Flevoland. Visitors to the museum can get a glimpse at the world of the prehistoric Swifterbant people, a group of hunters, fishermen and gatherers who lived here six thousand years ago.

The IJssel Lake (IJsselmeer) was formerly the Zuiderzee and served as an indispensable link in a variety of transport networks, where many a ship went down with all hands in the stormy billows. An archaeological treasure trove was unearthed when the Zuiderzee was reclaimed, making Flevoland the largest ship cemetery on dry land anywhere in the world.

Of course, the museum's central theme is the largest reclamation project ever: the Zuiderzee Project. The project originated on the drawing board of Cornelis Lely and was carried out by the polder workers. How do you go about developing newly reclaimed land and what will the future hold for this area?

There's also plenty for children to do at Nieuw Land: a special children's presentation allows them to step into the shoes of a dyke builder, archaeologist or lockkeeper. Fun experiments and games teach them all about one of the key challenges facing the Netherlands throughout its history: water management.

Texts of the permanent exhibitions are available in English, French and German.

Sink or Swim

The topic of Sink or Swim is Dutch people and water. About sixty percent of the Netherlands is below sea level, and, without dykes and dunes, the city of Amersfoort would be located beside the sea. And yet, the Netherlands is among the most prosperous countries in the world. Sink or Swim shows how Dutch people have succeeded in this. It is the story of dams and dykes (which, if combined, would cover half the globe), terps (artificial dwelling hills), polders and reclaimed land. Sink or Swim also considers the future: how can Dutch people keep their land dry as the sea level is rising and the great rivers transport ever-increasing amounts of water?

Read more…

Archive

Nieuw Land also holds the archives of the province of Flevoland. The tens of thousands of photographs, documents, maps, drawings and archaeological finds stored here lay the foundation of everything we know about the Zuiderzee Project. The collection in storage presents the long history of Flevoland: starting with prehistoric times and moving through the turbulent waves of the Zuiderzee to the new land that was created with the unique Zuiderzee Project.

Study centre

Nieuw Land is also a research centre. Admission is free for visitors of the study centre, which offers a specialised library in which to study the various archives and collections. Nieuw Land also conducts its own research, collaborating with various Dutch universities. The results are published and frequently provide material for exhibitions and educational programmes.

For day trips and conferences

Nieuw Land is a great place for group visits. The venue has several conference rooms with all the necessary facilities for meetings or gatherings. With Batavia Wharf, Batavia Harbour and the Batavia Stad Outlet Centre adjacent, a visit to Nieuw Land can easily be extended to a full day out with something for everyone.

Our team of enthusiastic and knowledgeable guides will be happy to take your group on a tour of the museum, with tours offered in Dutch, French, German and English. We also offer various special arrangements to cater to all your wishes. Please note that special conditions apply to group visits.


Café-Restaurant De Cantine

Visitors can enjoy a delicious cup of coffee or tea, pastry, lunch, dinner and more at affordable prices at this replica of the original canteen on the Lelystad Work Island. De Cantine has a sunny terrace with splendid views of the Marker Lake and is well equipped to cater to large groups of people.






--br via tradutor do google
Nieuw Land é um centro de museu, arquivo e estudo em um, onde pessoas de todas as idades podem descobrir e experimentar a história de Flevoland.

Museu

O Nieuw Land Museum apresenta a rica história da região que hoje chamamos de Flevoland. Os visitantes do museu podem obter um vislumbre para o mundo das pessoas Swifterbant pré-históricos, um grupo de caçadores, pescadores e coletores que viveram aqui há seis mil anos.

O IJssel Lake (IJsselmeer) era anteriormente o Zuiderzee e serviu como um elo indispensável em uma variedade de redes de transporte, onde muitos um navio desceu com todas as mãos nas ondas de tempestade. Um tesouro arqueológico foi descoberto quando o Zuiderzee foi recuperado, tornando Flevoland o maior cemitério navio em terra firme em qualquer lugar do mundo.

Naturalmente, o tema central do museu é o maior projeto de recuperação de sempre: o Projeto Zuiderzee. O projeto teve origem na prancheta de Cornelis Lely e foi realizado pelos trabalhadores polder. Como você vai fazer sobre o desenvolvimento de terra recém recuperada e qual será o futuro reserva para esta área?




Também há muito para as crianças para fazer em Nieuw terreno: apresentação especial para crianças lhes permite entrar na pele de um construtor dique, arqueólogo ou lockkeeper. experimentos e jogos divertidos ensinar-lhes tudo sobre um dos principais desafios enfrentados pelos Países Baixos longo de sua história: a gestão da água.

Textos das exposições permanentes estão disponíveis em Inglês, Francês e Alemão.




Afundar ou nadar

O tema da Sink or Swim é holandeses e água. Cerca de sessenta por cento da Holanda está abaixo do nível do mar e, sem diques e dunas, a cidade de Amersfoort seria localizado ao lado do mar. E, no entanto, a Holanda é um dos países mais prósperos do mundo. Sink or Swim mostra como as pessoas holandeses conseguiram isso. É a história de barragens e diques (que, se combinados, cobriria metade do globo), terps (montes de habitação artificiais), polders e terra recuperada. Afundar ou nadar também considera o futuro: como as pessoas podem holandeses manter a sua terra seca como o nível do mar está subindo eo transporte grandes rios quantidades de água cada vez maior?

Leia mais…

Arquivo

Nieuw Land, também mantém os arquivos da província de Flevoland. As dezenas de milhares de fotografias, documentos, mapas, desenhos e achados arqueológicos armazenados aqui estabelecer o fundamento de tudo o que sabemos sobre o Projeto Zuiderzee. A coleção no armazenamento apresenta a longa história de Flevoland: começando com tempos pré-históricos e movendo-se através das ondas turbulentas do Zuiderzee à nova terra que foi criado com o projeto original Zuiderzee.

centro de estudos

Nieuw Terra também é um centro de pesquisa. A entrada é gratuita para os visitantes do centro de estudo, que oferece uma biblioteca especializada para estudar os diversos arquivos e coleções. Nieuw Terra também realiza sua própria investigação, colaborando com várias universidades holandesas. Os resultados são publicados e, frequentemente, fornecer material para exposições e programas educacionais.

Para passeios de um dia e conferências

Nieuw Land é um ótimo lugar para visitas de grupo. O local dispõe de várias salas de conferências com todas as comodidades necessárias para reuniões ou encontros. Com Batavia Wharf, Batavia Harbour e da Batavia Stad Outlet Centre adjacente, uma visita ao Nieuw Terra pode facilmente ser estendido para um dia inteiro fora com algo para todos.




Nossa equipe de guias entusiastas e conhecedores ficará feliz em ter o seu grupo em uma excursão do museu, com passeios oferecidos em Holandês, Francês, Alemão e Inglês. Nós também oferecemos vários arranjos especiais para atender a todos os seus desejos. Por favor note que se aplicam condições especiais para visitas de grupo.

Café-Restaurant De Cantine

Os visitantes podem desfrutar de uma deliciosa chávena de café ou chá, pastelaria, almoço, jantar e mais a preços acessíveis neste réplica da cantina original no Trabalho Ilha Lelystad. De Cantine tem um terraço ensolarado com vistas soberbas sobre o Lago marcador e está bem equipado para atender a grandes grupos de pessoas.

Cultura brasileira - Livro: ELES ERAM MUITOS CAVALOS de Luiz Ruffato. --- Brazilian culture - Book: THEY WERE MANY HORSES Luiz Ruffato

Lançado originalmente em 2001, o romanceEles eram muitos cavalos tornou seu autor num grande sucesso de público e crítica. Com uma voz literária original e arrebatadora, Luiz Ruffato retrava um dia na vida de São Paulo, combinando recursos de sua formação jornalística a inovações formais e estéticas. O romance, que chega neste relançamento à sua 11ª- edição, seria ainda vencedor dos prêmios APCA e Machado de Assis. Considerado pelo jornal O Globo um dos dez melhores livros de ficção da década, está publicado em Portugal, na França, Itália, Alemanha, Colômbia e Argentina.


O nove de maio de 2000 é um dia qualquer em São Paulo. Os habitantes seguem realizando pequenos e grandes feitos cotidianos, protagonistas de uma narrativa subterrânea, que representa, ao fim e ao cabo, o próprio tecido da cidade. Para captar essa polifonia urbana, Ruffato estruturou seu romance em 69 episódios, cada qual com registro e fôlego próprios, alternando entre poesia, discurso publicitário, música, teatro e prosa, instantâneos de uma cidade que só se move deixando para trás um rastro de esquecidos. Ao jogar luz sobre esses anônimos, o autor iluminou também as circunstâncias em que eles se confrontam, em atos que se alternam entre a solidariedade e a frieza. Doze anos depois de sua publicação, Eles eram muitos cavalos ainda é um retrato atual e doloroso da vida na grande cidade. 


“Um dos últimos romances brasileiros a fazer barulho [...]. Como uma espiral vertiginosa, [Eles eram muitos cavalos] envolve o leitor com sotaques e sangues diferentes, conflitos familiares, classes baixa e média e alta e baixa, poluição e sujeira no meio-fio, fés e orações, contos de amor e de ódio. Para não perder o fôlego nesse movimento contínuo, o melhor é sorver o livro num gole só, degustando cada experimentação feita pelo autor: do trato dado às palavras à formatação do texto.”








Fonte: @edisonmariotti #edisonmariotti

colaboração: Marcela Boni