sábado, 17 de setembro de 2016

Beneath This Medieval German Town Lie Over 25 Miles of Forgotten Tunnels. --- Abaixo da "Lie Cidade German Medieval" mais de 25 milhas de túneis esquecidos

O the surface, Oppenheim looks like your typical German town resting along the banks of the Rhine River. But there's more to Oppenheim than beer halls and a Gothic-style cathedral from the Middle Ages. Beneath its narrow cobblestone streets lies something deeper—an entire labyrinth of tunnels and cellars.


“The town is practically honeycombed with cavities,” Wilfried Hilpke, a tour guide with Oppenheim’s tourism office, tells Smithsonian.com.

Hilpke should know. For the past ten years, he’s spent much of his time leading hour-long hardhat tours of Oppenheim’s elaborate tunnel system, taking visitors through a journey that covers just a fraction of the 25 miles of known tunnels residing beneath the surface. (It’s believed that there could be more than 124 miles of tunnels underneath the town, which is located 30 miles southwest of Frankfurt. However, many sections remain uncharted; they are thought to lead to private cellars beneath residents’ homes.)

Not only are the Kellerlabyrinth tunnels long in distance, but their history is equally deep. According to Hilpke, some of the oldest tunnels date back to 700 A.D. The tunnels got their start as food and wine storage cellars, and workers carved out the bulk of them using pickaxes and shovels during the 1600s, when residents were in need of extra storage space and channels to transport goods like wine. The tunnels took on a secondary purpose when the city's inhabitants used them to hide from Spanish troops during the Thirty Years' War. (They also used them to store Katharinenkirche cathedral’s stained glass windows to protect them during that war's bombardments.)







Fonte: @edisonmariotti #edisonmariotti

Cultura e conhecimento são ingredientes essenciais para a sociedade.

A cultura e o amor devem estar juntos.

Vamos compartilhar.






--br via tradutor do googl
Abaixo desta Lie Cidade German Medieval mais de 25 milhas de túneis esquecidos


O superfície, Oppenheim se parece com a sua típica cidade alemã de descanso ao longo das margens do rio Reno. Mas há mais para Oppenheim de salões de cerveja e uma catedral de estilo gótico desde a Idade Média. Sob suas estreitas ruas de paralelepípedos se encontra algo mais profundo, um labirinto inteiro de túneis e adegas.

"A cidade está praticamente colméia com cavidades," Wilfried Hilpke, um guia turístico com o escritório de turismo de Oppenheim, diz Smithsonian.com.
Hilpke deve saber. Nos últimos dez anos, ele gastou muito de seu tempo, levando passeios capacete de segurança uma hora de duração de sistema de túneis elaborados de Oppenheim, levando os visitantes através de uma viagem que cobre apenas uma fração das 25 milhas de túneis conhecidos que residem sob a superfície. (Acredita-se que poderia haver mais de 124 milhas de túneis debaixo da cidade, que está localizado a 30 milhas ao sudoeste de Frankfurt No entanto, muitas seções permanecem desconhecido;. Eles são pensados ​​para levar a adegas privadas sob as casas dos moradores.)

Não são apenas os túneis Kellerlabyrinth longa em distância, mas sua história é igualmente profunda. De acordo com Hilpke, alguns dos túneis mais antigos datam de 700 dC Os túneis tem seu início como alimentos e armazenamento de vinho adegas, e os trabalhadores esculpida a maior parte deles usando picaretas e pás durante os anos 1600, quando os moradores estavam na necessidade de armazenamento extra espaço e canais para o transporte de mercadorias como o vinho. 

Os túneis assumiu um objetivo secundário, quando os habitantes da cidade usou para esconder de tropas espanholas durante a Guerra dos Trinta Anos. (Eles também utilizado para armazenar vitrais da catedral Katharinenkirche para protegê-los durante os bombardeios que da guerra.)

My first girl - Yulia Luchkina - Artist - Russia. --- Моя первая девушка - Юлия Лучкина - Исполнитель - Россия.

Yulia Luchkina

Estudou Design gráfico na instituição de ensino Kuban State University


Mora em Novorossisk, Krasnodarskiy Kray, Russia





Contact

 

Yulia Luchkina
Artist

Юлия Лучкина
Художник

Mobile: +7(960)4880503
Skype: yulia.luchkina


















Fonte: @edisonmariotti #edisonmariotti

colaboração: Dina Soloveva

Cultura e conhecimento são ingredientes essenciais para a sociedade.

A cultura e o amor devem estar juntos.

Vamos compartilhar.




New Viking graves discovered in Denmark. --- Novas sepulturas Viking descobertas na Dinamarca

A new archaeological excavation in Denmark reveals the remains of graves and buildings that span the Stone Age, Bronze Age, the Vikings, and right up to the Middle Ages.


In the east end of the excavation site there are two houses in the Trelleborg-style with their characteristic walls with two parallel rows of pillars and also several pit-houses in the west. But we cannot say whether they were there at the same timeMaria Thiemke, Silkeborg Museum, Denmark.

Archaeologists are busy unearthing the traces of three thousand years of activity at Silkeborg, west Denmark.

Excavations have already revealed pit-houses, which were typically used as workshops during the Viking era, and residential homes in the so-called Trelleborg style (see Fact Box), together with several graves.

At least two of the graves could have accommodated high-status Vikings.

“There’s been activity here at least since the Stone Age,” says one of the archaeologists involved in the dig, Maria Thiemke, from the Silkeborg Museum, Denmark.

“There’s at least 14 houses and five graves from the Stone Age, Bronze Age, right up until the Middle Ages,” says Thiemke.

Even though she expected the site to reveal lots of archaeological finds, both Thiemke and her colleague, archaeologist Rikke Isler from Silkeborg Museum, were both surprised by the richness of the finds.

“The graves are located close to a church from the Middle Ages and that’s often an indication that there’s been activity on the site for a long time. But what we’ve found is a jigsaw puzzle with lots of pieces and probably from six, seven, or eight different games,” says Isler.





Fonte: @edisonmariotti #edisonmariotti

Cultura e conhecimento são ingredientes essenciais para a sociedade.

A cultura e o amor devem estar juntos.

Vamos compartilhar.




--br via tradutor do google
Novas sepulturas Viking  descobertas na Dinamarca

Uma nova escavação arqueológica na Dinamarca revela os restos de sepulturas e edifícios que se estendem a Idade da Pedra, Idade do Bronze, os Vikings, e até a Idade Média.


No extremo leste do sítio de escavação, há duas casas no estilo Trelleborg com suas paredes característicos com duas fileiras paralelas de pilares e também vários pit-casas no oeste. Mas não podemos dizer se eles estavam lá ao mesmo timeMaria Thiemke, Silkeborg Museum, Dinamarca.
Os arqueólogos estão ocupados desenterrar os vestígios de três mil anos de atividade em Silkeborg, a oeste da Dinamarca.

As escavações já revelaram pit-casas, que eram normalmente usadas como oficinas durante a era Viking e casas residenciais no chamado estilo Trelleborg (ver Caixa Fact), juntamente com várias sepulturas.

Pelo menos duas das sepulturas poderia ter acomodados de status elevado Vikings.

"Tem havido atividade aqui, pelo menos desde a Idade da Pedra", diz um dos arqueólogos envolvidos na escavação, Maria Thiemke, do Museu de Silkeborg, na Dinamarca.

"Há pelo menos 14 casas e cinco sepulturas da Idade da Pedra, Idade do Bronze, direito até a Idade Média", diz Thiemke.

Mesmo que ela esperava que o site para revelar lotes de achados arqueológicos, tanto Thiemke e seu colega, arqueólogo Rikke Isler de Silkeborg Museum, ambos foram surpreendidos pela riqueza dos achados.

"Os túmulos estão localizados perto de uma igreja da Idade Média e que muitas vezes é uma indicação de que houve atividade no site por um longo tempo. Mas o que nós encontramos é um quebra-cabeça com muitas peças e, provavelmente, de seis, sete ou oito jogos diferentes ", diz Isler.