Google+ Followers

terça-feira, 13 de dezembro de 2016

Bill Gates brings together $ 1 billion for clean energy. --- Bill Gates reúne US$ 1 bilhão para energias limpas.

Entrepreneur leads the coalition of donors committed to new technologies.

NEW YORK - Billionaire and American philanthropist Bill Gates is leading a coalition of committed donors to invest more than $ 1 billion in innovative clean energy technologies to combat global warming, the foundation said on Monday. The fund will invest in green energy research in a number of sectors, including transportation, power generation, manufacturing, construction and agriculture.



"We'll be open to anything that will produce cheap, clean energy," Gates said.

Among the investors in this fund, called "Breakthrough Energy Ventures" (BEV), are Jeff Bezos, the head and founder of Amazon; The financier philanthropist George Soros, the British Richard Branson, creator of Virgin; And Mark Zuckerberg, founder and director of Facebook.

Together, their fortunes total nearly $ 170 billion, according to an estimate by Bloomberg and Forbes.

The BEV will "finance emerging initiatives that can produce economically viable and carbon-free energy sources," said a statement from the Bill and Melinda Gates Foundation.

In late 2015, President Barack Obama's administration announced the creation of the coalition, led by Bill Gates and presented as a group that would serve as a bridge between new companies in the green energy sector, research and the energy market.

Bill Gates, the co-founder of Microsoft, had announced in 2015 that he would devote one billion dollars of his own fortune to developing technologies to produce clean energy.

ADVERTISING

In a video message, Bill Gates said that public investment is insufficient. "We must therefore support researchers who work on the source of these problems."

Having investors willing to put money into these high-risk financial income activities can change the energy situation, he added.

"I'm optimistic," the billionaire added. "I believe we will have an increase in" funding "needed to solve this problem and generate technological advances."




fonte: @edisonmariotti #edisonmariotti

colaboração: @deputadoarnaldojardim

Http://oglobo.globo.com/economia/bill-gates-reune-us-1-bilhao-for-energy-cleaning-20635084

Cultura e conhecimento são ingredientes essenciais para a sociedade.

A cultura e o amor devem estar juntos.

Vamos compartilhar.















--br
Bill Gates reúne US$ 1 bilhão para energias limpas.

Empresário lidera coalização de doadores comprometidos com novas tecnologias.

NOVA YORK - O bilionário e filantropo americano Bill Gates lidera uma coalizão de doadores comprometidos a investir mais de US$ 1 bilhão em tecnologias inovadoras no campo das energias limpas para combater o aquecimento global, anunciou nesta segunda-feira a sua fundação. O fundo investirá em pesquisas de energia verde em vários setores, entre eles o transporte, a produção elétrica, a indústria manufatureira, a construção e a agricultura.

— Estaremos abertos a tudo que permita produzir uma energia barata e limpa — disse Gates.

Entre os investidores deste fundo, chamado "Breakthrough Energy Ventures" (BEV), estão Jeff Bezos, o chefe e fundador da Amazon; o financista filantropo George Soros, o britânico Richard Branson, criador da Virgin; e Mark Zuckerberg, fundador e diretor do Facebook.

Em conjunto, suas fortunas somam quase US$ 170 bilhões, segundo uma estimativa feita pela Bloomberg e pela Forbes.

O BEV "financiará iniciativas emergentes capazes de produzir fontes de energia economicamente viáveis e livres de carbono", disse um comunicado da Fundação Bill e Melinda Gates.

No final de 2015, o governo do presidente Barack Obama anunciou a criação da coalizão, dirigida por Bill Gates e apresentada como um grupo que serviria de ponte entre as novas empresas do setor das energias verdes, a pesquisa e o mercado energético.

Bill Gates, o cofundador da Microsoft, havia anunciado em 2015 que dedicaria um bilhão de dólares da sua própria fortuna ao desenvolvimento de tecnologias para produzir energia limpa.

PUBLICIDADE

Em uma mensagem de vídeo, Bill Gates afirmou que o investimento público é insuficiente. "Devemos apoiar, portanto, os pesquisadores que trabalham sobre a fonte destes problemas".

Contar com investidores dispostos a colocar dinheiro nestas atividades de alto risco em matéria de rendimento financeiro pode mudar a situação energética, acrescentou.

“Sou otimista”, acrescentou o bilionário. "Acredito que vamos ter um aumento" do financiamento "necessário para resolver este problema e gerar avanços tecnológicos".

Palacete of the Country Club becomes patrimony of Piracicaba, São Paulo, Brazil. --- Palacete do Clube de Campo se torna patrimônio de Piracicaba, São Paulo, Brasil.

The Palacete Rodolpho de Lara Campos, known as Casarão of the Clube de Campo de Piracicaba (CCP), is the newest architectural and historical patrimony of the city. The official tipping act authorized by Codepac (Council for the Defense of Cultural Heritage of Piracicaba) was held on Saturday morning, December 3, at the club's premises. Present were Mayor Gabriel Ferrato, Codepac President and Attorney General of the Municipality, Mauro Rontani, Secretary of the Cultural Action, Rosângela Camolese, Alderman Pedro Cruz, representing the City Council, municipal secretaries, CCP President José Fernando Maniero, and associates.

The Palacete Rodolpho de Lara Campos

Decree 16.865 of December 1, 2016 was signed by the mayor, the Secretary of Cultural Action and the president of Codepac, who received a copy of the book The History of the Country Club - 50 years.

The mayor highlighted the architectural project of the property that preserves the historical memory of the city. He made a comparative quoting that, generally, when people travel abroad, they first visit the preserved historical areas. "We have to have this commitment in the city, in the sense of preserving the natural and cultural heritage," Ferrato said. He notes that the palace is one of the most important and imposing symbols of the history and memory of Piracicaba. "When we realize its tipping we recognize its historical value and we guarantee its preservation, just as it happened with the intangible heritage of the accent and dialect capira".

Rosângela Camolese noted that the house has involvement with the story and therefore must be preserved. "The safeguarding of a property like this is a source of pride, since many municipalities with similar properties can not overthrow them because they do not have a Patrimony Defense Council acting as Piracicaba, made up of volunteers such as engineers, architects, historians , Researchers and lawyers, who meet once a month to assist in directives regarding landfills for monuments and real estate and intangible assets. This is another space that falls under strict criteria. "

The secretary also points out that, now, the club's chances of seeking, through incentive laws, a project to restore or maintain its characteristics, with the approval and approval of Codepac, are widened.

According to Mauro Rontani the Country Club has always maintained the original characteristics of the mansion since its foundation and the municipality considered it appropriate to do the tipping and give this gift not to the club, but to the city. He pointed out that for the tombamento to occur, at first, its historical importance and what it represents beyond the architectural question is analyzed. "Tipping is not just real estate (material). We also have immaterial tipping, as done recently with the caipiracicabano dialect. They are assets of the municipality, such as the dance of the umbigada and the Feast of the Divine, so that the city knows of its existence and gives its real value. "

The president of Codepac explains that the tipping follows a rite of several stages, taking in average six months to be completed. First, the Department of Historic Patrimony of the City Hall proposed the opening of the process, which led to Codepac was approved in an ordinary meeting of the entity. Subsequently, the Council communicated to the authorities of the city and the process was followed by documents that justified the tipping. Finally, the DPH (Department of Historic Heritage of IPPLAP (Piracicaba Research and Planning Institute) issued the final opinion with the gathered documentation, which was forwarded to the Executive for signing the Municipal Decree of Tombamento of the property, later registered in the Tombo Book of Codepac.

For the president of the CCP, José Fernando Maniero, "having the tiling of the duly approved Mansion represents a property of cultural and architectural relevance for the city and its population." According to him, "it shows that the CCP is committed to its history of foundation and to Piracicaba, not only being a social club, but also with cultural concern," he said.

ARCHITECTURAL HIGHLIGHT - With its imposing, respectable and beautiful architectural aspect, with two floors above the basement, the construction was perfectly suited to the initial purposes of the foundation of the Club, being used as the first social headquarters of the entity. A grandiose building with many internal divisions, it has several entrances on the first floor, almost all surrounded by a beautiful balcony typical of palaces designed for the agribusiness exponents of the late nineteenth century.

Today, besides hosting some CCP administration offices, Casarão hosts events where members and their guests can immerse themselves in a piece of the past filled with works of art acquired in six decades of history. Now the building itself acquires relic status to be preserved.


The building, which has several entrances on the first floor, the main one with staircase in front, is surrounded by a balcony. Nowadays, besides the works of Ceará painter and designer Vicente Leite, among other artists, there are some offices of the Clube de Campo administration and headquarters of the institution.




fonte: @edisonmariotti #edisonmariotti


Cultura e conhecimento são ingredientes essenciais para a sociedade.

A cultura e o amor devem estar juntos.

Vamos compartilhar.



--br
Palacete do Clube de Campo se torna patrimônio de Piracicaba, São Paulo, Brasil.

O Palacete Rodolpho de Lara Campos, conhecido como Casarão do Clube de Campo de Piracicaba (CCP), é o mais novo patrimônio arquitetônico e histórico da cidade. O ato oficial de tombamento autorizado pelo Codepac (Conselho de Defesa do Patrimônio Cultural de Piracicaba), foi realizado na manhã de sábado, 3/12, nas dependências do clube. Estavam presentes o prefeito Gabriel Ferrato, o presidente do Codepac e Procurador Geral do Município, Mauro Rontani, a secretária da Ação Cultural, Rosângela Camolese, o vereador Pedro Cruz, representando a Câmara de Vereadores, secretários municipais, o presidente do CCP, José Fernando Maniero, e associados.

O decreto 16.865, de 1º de dezembro de 2016 foi assinado pelo prefeito, pela secretária da Ação Cultural e pelo presidente do Codepac, que receberam um exemplar do livro A História do Clube de Campo – 50 anos.

O prefeito destacou o projeto arquitetônico do imóvel que preserva a memória histórica da cidade. Fez um comparativo citando que, geralmente, quando as pessoas viajam para o exterior, primeiramente elas visitam as áreas históricas preservadas. “Temos que ter esse compromisso na cidade, no sentido de preservar os patrimônios naturais e culturais”, disse Ferrato. Ele observa que o palacete é um dos mais importantes e imponentes símbolos da história e da memória de Piracicaba. “Ao realizarmos o seu tombamento reconhecemos o seu valor histórico e garantimos sua preservação, assim como ocorreu com o patrimônio imaterial do sotaque e dialeto capira”.

Rosângela Camolese observou que o casarão tem envolvimento com a história e por isso deve ser preservado. “A salvaguarda de um imóvel como esse é motivo de orgulho, já que muitos municípios com imóveis semelhantes não conseguem tombá-los por não ter um Conselho de Defesa do Patrimônio atuante como o de Piracicaba, constituído por voluntários, como engenheiros, arquitetos, historiadores, pesquisadores e advogados, que se reúnem uma vez por mês para ajudar nos direcionamentos relativos a tombamentos de monumentos e imóveis e bens imateriais. Esse é mais um espaço tombado dentro de critérios rígidos”.

A secretária também destaca que, agora tombado, se ampliam as possibilidades do clube buscar, por meio de leis de incentivo, um projeto para que se restaure ou mantenha as suas caractéristicas, sempre com a anuência e aprovação do Codepac.

Segundo Mauro Rontani o Clube de Campo sempre manteve as características originais do casarão desde sua fundação e o município achou pertinente fazer o tombamento e dar este presente não ao clube, mas à cidade. Ele destacou que para o tombamento ocorrer, em um primeiro momento, é analisada a sua importância histórica e o que representa além da questão arquitetônica. “Tombamento não é só de imóveis (material). Temos também o tombamento imaterial, como feito recentemente com o dialeto caipiracicabano. São bens tombados do município, como a dança da umbigada e a Festa do Divino, para que a cidade saiba de sua existência e dê o seu real valor”.

O presidente do Codepac explica que o tombamento segue um rito de várias etapas, levando em média seis meses para ser concluído. Primeiramente, o Departamento do Patrimônio Histórico da Prefeitura propôs a abertura do processo, que levado ao Codepac foi aprovado em reunião ordinária da entidade. Posteriormente, o Conselho fez a comunicação às autoridades da cidade e o processo seguiu instruído por documentos que justificassem o tombamento. Finalmente, o DPH (Departamento de Patrimônio Histórico do IPPLAP (Instituto de Pesquisas e Planejamento de Piracicaba) emitiu o parecer final com a documentação reunida, que foi encaminhado ao Executivo para assinatura do Decreto Municipal de Tombamento do imóvel, posteriormente registrado no Livro Tombo do Codepac.

Para o presidente do CCP, José Fernando Maniero, “ter o tombamento do Palacete devidamente aprovado representa possuir um bem de relevância cultural e arquitetônica para a cidade e sua população”. Segundo ele, “demonstra que o CCP tem compromisso com a sua história de fundação e com Piracicaba, não sendo somente um clube social, mas também com preocupação cultural”, definiu.

DESTAQUE ARQUITETÔNICO – Com seu aspecto arquitetônico imponente, respeitável e belo, dotado de dois pisos acima do porão, a construção prestou-se perfeitamente às finalidades iniciais da fundação do Clube, sendo utilizado como a primeira sede social da entidade. Obra grandiosa, com muitas divisões internas, provido de várias entradas no primeiro piso, quase todo circundado por uma bela varanda típica dos palacetes projetados para os expoentes do agronegócio do final do século XIX.

Hoje, além de comportar alguns escritórios da administração do CCP, o Casarão recebe eventos onde os associados e seus convidados podem imergir em um pedaço do passado recheado de obras de arte adquiridas em seis décadas de história. Agora, o próprio prédio adquire status de relíquia a ser preservada.


O prédio, que tem diversas entradas no primeiro piso, sendo a principal com escadaria na frente, é rodeado por uma varanda. Atualmente, além de comportar obras do pintor e desenhista cearense Vicente Leite, entre outros artistas, tem alguns escritórios da administração do Clube de Campo e sedia eventos da instituição.














Zambiapunga may become Intangible Heritage of Bahia, Brazil. --- Zambiapunga pode se tornar Patrimônio Imaterial da Bahia, Brasil.

The demonstration Zambiapunga, which occurs in early November in the Southern Bahia Lowlands, in municipalities such as Cairú, Nilo Peçanha, Taperoá and Valença will have until the end of the first half of 2017 the dossier finalized to have the request for special registration of the manifestation as Intangible Heritage from Bahia. The Institute of Artistic and Cultural Heritage (IPAC), a unit of the State Secretariat of Culture, has been carrying out studies for this purpose.



The dossier began to be drawn up in the second half of this year (2016). The researches had technical cooperation from the Institute of Sustainable Development of the Southern Lowlands (Ides). "The tradition is marked by the use of allegorical costumes: colorful costumes and silk papers," explains Roberto Pellegrino, Director of Preservation at IPAC. During festive periods, a group of men use giant whelks and hoes played as percussion instruments. "Usually they spread out on the streets at dawn, waking up the population in a rhythm of celebration," Pellegrino says.

The first step of IPAC was to conduct research, with field visits, interviews, collection of documents, photos and old newspapers, among other items. "We are now working on the dossier, one part is ready and the other is finished in the first half of 2017," says IPAC anthropologist Adriana Cerqueira, who is responsible for drafting the document. Then the dossier goes to the Culture Secretariat and the Culture Council (CEC). After approval, it is presented to the governor, who makes final analysis and signs a decree making the demonstration protected by the State of Bahia.

COMMUNITIES

The 'Zambiapunga' is present in the municipalities of Nilo Peçanha, Valença, Taperoá, Cairú and in the localities of Galeão, Caraíba and Boipeba. To get a closer look, the agency's multidisciplinary team was in the communities of Cajaíba, Atracadouro and Bom Jardim, in Valença. Ides technicians were also present, coordinated by Liliana Leite.

IPAC participated the Director of Preservation, Roberto Pellegrino, manager of Intangible Heritage, Nívea Alves, and the anthropologist Adriana Cerqueira. "There are also the masks inserted in the context of Zambiapunga. Protection will be for all these manifestations," explains Adriana.

Zambiapunga is considered to come from Zambiapombo, Nzambi Mpungu, Zambi and Nzambi, originating from the Bantu peoples, from which also came the tradition of the candomblé of the Angola nation in Bahia. These sacred entities would be correlated to the god Olorum of Candomblé Ketu, and is syncretized in Catholicism to the Lord of Bonfim. The Bantus originate in Angola and Congo, in Africa. If approved in the CEC, the Zambiapunga will be enrolled in the Book of Expressions Lúdicas and Artísticas of Bahia.







fonte: @edisonmariotti #edisonmariotti


Cultura e conhecimento são ingredientes essenciais para a sociedade.

A cultura e o amor devem estar juntos.

Vamos compartilhar.















--br
Zambiapunga pode se tornar Patrimônio Imaterial da Bahia, Brasil.

A manifestação Zambiapunga, que ocorre no início de novembro no Baixo Sul baiano, em municípios como Cairú, Nilo Peçanha, Taperoá e Valença terá até o final do primeiro semestre de 2017 o dossiê finalizado para ter o pedido de registro especial da manifestação como Patrimônio Imaterial da Bahia. O Instituto do Patrimônio Artístico e Cultural (IPAC), unidade da Secretaria de Cultura do Estado, vem realizando estudos com essa finalidade.

O dossiê começou a ser elaborado no segundo semestre deste ano (2016). As pesquisas contaram com cooperação técnica do Instituto de Desenvolvimento Sustentável do Baixo Sul (Ides). "A tradição é marcada pelo uso de adereços alegóricos: trajes de roupas coloridas e papéis de seda", explica o diretor de Preservação do IPAC, Roberto Pellegrino. Nos períodos de festejo, um grupo de homens utilizam búzios gigantes e enxadas tocadas como instrumentos de percussão. "Geralmente eles se espalhavam pelas ruas durante a madrugada, acordando a população em ritmo de celebração", conta Pellegrino.

O primeiro passo do IPAC foi realizar pesquisa, com visitas em campo, entrevistas, coleta de documentos, fotos e jornais antigos, dentre outros itens. "Agora elaboramos o dossiê. Uma parte já está pronta e a outra finalizamos no primeiro semestre de 2017", afirma a antropóloga do IPAC, Adriana Cerqueira, responsável pela redação do documento. Depois, o dossiê segue para a Secretaria de Cultura e o Conselho de Cultura (CEC). Após aprovação, é apresentado ao governador, que faz análise final e assina decreto tornando a manifestação protegida pelo Estado da Bahia.

COMUNIDADES

O 'Zambiapunga' está presente nos municípios de Nilo Peçanha, Valença, Taperoá, Cairú e nas localidades de Galeão, Caraíba e Boipeba. Para conhecer de perto, equipe multidisciplinar do órgão esteve nas comunidades de Cajaíba, Atracadouro e Bom Jardim, em Valença. Técnicos do Ides também estavam presentes, coordenados por Liliana Leite.

Do IPAC participaram o diretor de Preservação, Roberto Pellegrino, a gerente de Patrimônio Imaterial, Nívea Alves, e a antropóloga Adriana Cerqueira. "Existem também os caretas inseridos no contexto do Zambiapunga. A proteção será para o conjunto dessas manifestações", explica Adriana.

Considera-se que a palavra Zambiapunga vem de Zambiapombo, Nzambi Mpungu, Zambi e Nzambi, originárias dos povos Bantu de onde veio também a tradição do candomblé da nação angola na Bahia. Esses entes sacros seriam correlatos ao deus Olorum do candomblé Ketu, e é sincretizado no catolicismo ao Senhor do Bonfim. Os bantus são originários de Angola e Congo, na África. Se aprovada no CEC, o Zambiapunga será inscrito no Livro de Expressões Lúdicas e Artísticas da Bahia.

Os dois primeiros filmes promocionais de Viseu, da década de 30 do século XX, foram 'resgatados', com o intuito de "valorizar o patrimônio cultural imaterial de Viseu. --- The first two promotional films of Viseu, from the 30s of the twentieth century, were 'rescued', with the aim of "valuing the immaterial cultural heritage of Viseu.

"Este DVD é um resgate do património cinematográfico de Viseu dos anos 30 do século passado. Esta edição comemorativa valoriza este património cultural imaterial de Viseu e permite partilhá-lo com a comunidade, visitantes, turistas e cinéfilos", destacou Almeida Henriques.


O Museu Nacional Grão Vasco está localizado no centro histórico de Viseu, 
no antigo palácio dos bispos, do século XVI, ao lado da catedral.

Durante a apresentação da edição comemorativa do DVD 'Viseu Antiqua et Nobilissima', que reúne de forma inédita dois filmes da década de 30 do século XX, da autoria do capitão Almeida Moreira e de Amélia Borges Rodrigues, Almeida Henriques sublinhou a importância da iniciativa.

"Trata-se de um resgate valioso contra o esquecimento, em favor da identidade e da memória de um modo de ver e contar a cidade", apontou.

De acordo com o presidente da Câmara de Viseu, esta iniciativa nasceu de uma parceria com o Cine Clube de Viseu e é ainda fruto do "importante trabalho de restauro e conservação que a Cinemateca tem desenvolvido".

"Este é um exemplo das parcerias positivas que queremos desenvolver no domínio da cultura e da divulgação do património", acrescentou.

O filme 'Viseu' tem data de 1930 e é da autoria do capitão Almeida Moreira - uma figura incontornável da cidade de Viseu e fundador do Museu Grão Vasco -, que decidiu registar "as maravilhas regionais quase desconhecidas" naquela altura.

Já o filme 'Viseu: A Cidade-Jardim da Beira Interior' tem data de 1936 e a assinatura de Amélia Borges da Silva, que conseguiu uma rara produção visual da vida pública em Viseu, com uma mostra do seu centro histórico, ruas principais, praças e monumentos.

"No caso do filme de Amélia Borges Rodrigues, de 1936, estamos mesmo perante uma fita que é completamente desconhecida do público em geral, dos cinéfilos e dos historiadores. Este foi um achamento que aconteceu no decurso já do projeto de uma edição de especial do filme do Capitão", destacou.

Para o autarca, ambos os filmes são um importante testemunho visual da cidade e uma visão de época sobre a promoção turística de Viseu, propondo um roteiro que concilia património e cultura urbana e rural.

"Quero ainda destacar nesta apresentação a inovação que fizemos em adicionar uma banda sonora ao filme do capitão Almeida Moreira, criando assim uma nova experiência de visionamento, porventura mais atrativa para os públicos de hoje. Esta reconciliação dos públicos com o património é muito importante", destacou.

A banda sonora é da responsabilidade do Conservatório Regional de Música de Viseu, que selecionou e interpretou um conjunto de obras de compositores contemporâneos ao filme, como António Fragoso e Freitas Branco, com exceção de um tema do maestro António Victorino de Almeida.

"Esta edição é de algum modo também um tributo à figura visionária e ao sentido progressista de Almeida Moreira, no ano do Centenário do Museu Nacional Grão Vasco e dos Paços do Concelho", concluiu.


fonte: @edisonmariotti #edisonmariotti

Cultura e conhecimento são ingredientes essenciais para a sociedade.

A cultura e o amor devem estar juntos.

Vamos compartilhar.





--in via tradutor do google
The first two promotional films of Viseu, from the 30s of the twentieth century, were 'rescued', with the aim of "valuing the immaterial cultural heritage of Viseu.


"This DVD is a redemption of Viseu's film heritage from the 1930s. This commemorative edition values ​​this immaterial cultural heritage of Viseu and allows it to be shared with the community, visitors, tourists and moviegoers," said Almeida Henriques.

photo: The National Museum Grão Vasco is located in the historical center of Viseu, in the old palace of the bishops, from the 16th century, next to the cathedral.

During the presentation of the commemorative edition of the DVD 'Viseu Antiqua et Nobilissima', which unites in an unprecedented way two films from the 30s of the 20th century, authored by Captain Almeida Moreira and Amélia Borges Rodrigues, Almeida Henriques underlined the importance of the initiative.

"It is a valuable rescue against oblivion, in favor of identity and the memory of a way of seeing and telling the city," he said.

According to the Mayor of Viseu, this initiative was born in partnership with the Cine Clube de Viseu and is still the result of "the important work of restoration and conservation that Cinemateca has developed".

"This is an example of the positive partnerships that we want to develop in the field of culture and the dissemination of heritage," he added.

The film 'Viseu' dates back to 1930 and is written by Captain Almeida Moreira - an inescapable figure from the city of Viseu and founder of the Grão Vasco Museum - who decided to record "the almost unknown regional wonders" at that time.

The film 'Viseu: The Garden City of Beira Interior' dates back to 1936 and the signing of Amélia Borges da Silva, who achieved a rare visual production of public life in Viseu, with a display of its historic center, main streets, Squares and monuments.

"In the case of Amélia Borges Rodrigues' 1936 film, we are even faced with a tape that is completely unknown to the general public, moviegoers and historians. This was a finding that happened in the course of already designing a special edition of the Captain's movie, "he said.

For the mayor, both films are an important visual testimony of the city and a period vision about the tourist promotion of Viseu, proposing a script that reconciles urban and rural heritage and culture.

"I also want to highlight in this presentation the innovation we have made in adding a soundtrack to Captain Almeida Moreira's film, thus creating a new viewing experience, perhaps more attractive for today's audiences.This reconciliation of audiences with heritage is very important" , Stressed.

The soundtrack is the responsibility of the Regional Conservatory of Music of Viseu, which selected and interpreted a set of works by contemporary composers of the film, such as António Fragoso and Freitas Branco, with the exception of a theme by maestro António Victorino de Almeida.

"This edition is in some way also a tribute to the visionary figure and to the progressive sense of Almeida Moreira, in the year of the Centenary of the National Museum of the Basque Country and of the Paços do Concelho," he concluded.