Google+ Followers

domingo, 28 de maio de 2017

Syrians, Cubans, Venezuelans: Refugees and star chefs cook together at the Museum of Tomorrow, Rio de Janeiro, Brazil. --- Sírios, cubanos, venezuelanos: refugiados e chefs estrelados cozinham juntos no Museu do Amanhã, Rio de Janeiro, Brasil.

Chef Elia Schramm and Syrian Anas Abdulrjab met the day before yesterday to test what they will do together on the 22nd at the Museum of Tomorrow. The dinner will be prepared in a partnership between star chefs and refugees served by Caritas Rio, an entity that supports the cause. Anas has been in town for two years and makes Arabic food to order. He and Elia will cook a lamb with yogurt and spices for the evening at the museum, which will have income reverted to Caritas.

Elia Schramm and Annas Abduirjab | disclosure

In addition to this double, refugees from Venezuela, Cameroon, Colombia, Nigeria and Cuba will make dishes from their countries along with chefs Frederic de Maeyer, Katia Barbosa, Teresa Corção, Ricardo Lapeyere, Katia Hannequim, João Diamante and Pablo Ferreyra.



fonte: @edisonmariotti #edisonmariotti

http://blogs.oglobo.globo.com/gente-boa/post/sirios-cubanos-venezuelanos-refugiados-e-chefs-estrelados-cozinham-juntos-no-museu-do-amanha.html

Cultura não é o que entra pelos olhos e ouvidos,
mas o que modifica o jeito de olhar e ouvir. 
A cultura e o amor devem estar juntos.

Vamos compartilhar.

Culture is not what enters the eyes and ears, 
but what modifies the way of looking and hearing.







--br
Sírios, cubanos, venezuelanos: refugiados e chefs estrelados cozinham juntos no Museu do Amanhã, Rio de Janeiro, Brasil.

Elia Schramm e Annas Abduirjab | Divulgação

O chef Elia Schramm e o sírio Anas Abdulrjab se encontraram anteontem para testar o prato que farão juntos no próximo dia 22, no Museu do Amanhã. O jantar será preparado numa parceria entre cozinheiros estrelados e refugiados atendidos pela Cáritas Rio, entidade que atua em apoio à causa. Anas está há dois anos na cidade e faz comida árabe sob encomenda. Ele e Elia vão cozinhar um cordeiro com iogurte e especiarias para a noite no museu, que terá renda revertida para a Cáritas.

Além dessa dupla, refugiados da Venezuela, Camarões, Colômbia, Nigéria e Cuba farão pratos de seus países junto com os chefs Frederic de Maeyer, Katia Barbosa, Teresa Corção, Ricardo Lapeyere, Katia Hannequim, João Diamante e Pablo Ferreyra.


Nenhum comentário:

Postar um comentário