Google+ Followers

quarta-feira, 21 de junho de 2017

New archaeology archive is a treasure trove of heritage data. --- O novo arquivo de arqueologia é um tesouro de dados patrimoniais.

Details of more than 1,500 archaeological excavations across the country are now freely available online as part of a new initiative launched on Monday at the Royal Irish Academy..

 The Transport Infrastructure Ireland (TII) Digital Heritage Collections has 
details of sites ranging from the Bronze Age village of Ballybrowney in Co Cork to a Tudor 
burial discovered outside Trinity College Dublin during excavations 
for the Luas Cross City. Photograph: Brenda Fitzsimons.


The Transport Infrastructure Ireland (TII) Digital Heritage Collections represent 80 per cent of all excavation reports commissioned by the National Roads Authority and the Railway Procurement Agency during Ireland’s extensive programmes of motorway and light rail building between 2001 and 2016.

The project, a collaboration between TII, the Digital Repository of Ireland (DRI) and the Discovery Programme, makes it possible for anyone to explore Ireland’s archaeological heritage from every time period and region, with sites ranging from the Bronze Age village of Ballybrowney in Co Cork to a Tudor burial discovered outside Trinity College, Dublin, during excavations for the Luas Cross City.

In the course of building the national roads network and the light rail system, TII excavated hundreds of archaeological sites.

Centenary of Battle of Messines Ridge to be marked by UK-Irish ceremony

World’s first bicycle ride took place 200 years ago

The Times We Lived In: Looks like I picked the wrong week to quit sniffing glue
e directors, who painstakingly excavated these sites,” said Rónán Swan, head of archaeology and heritage at TII. “For TII, making this information accessible and available for the long term through the DRI is entirely consistent with our stated objectives.”

The DRI curates, preserves and provides access to a broad range of Ireland’s humanities and social sciences data. Its director, Dr Natalie Harrower, said the project was the result of a collaboration between parties with complementary areas of expertise.




“The collections provide an amazing corpus for researchers and general-interest browsing, but also, importantly, TII and the Discovery Programme were committed to ensuring long-term preservation, enhanced discovery and widespread access from the very beginning,” she said.

Variety of platforms

While the data is held by the DRI, it can also be accessed through a variety of other national and international platforms, including HeritageMaps.ie (an initiative of the Heritage Council). Online users can browse via semantic search or interactive maps to find what they’re looking for.

Anthony Corns, technology manager at the Discovery Programme, whose mission is to explore Ireland’s past and its cultural heritage, said the new initiative was an important step not just in preserving information for researchers, but also opening up access to wider audiences. 

“Significantly, this means access for local communities across the country to information that relates deeply to their surrounding environment and heritage,” he said.

The data can be accessed through dri.ie, heritagemaps.ie and data.gov.ie





fonte: @edisonmariotti #edisonmariotti

http://www.irishtimes.com/culture/heritage/new-archaeology-archive-is-a-treasure-trove-of-heritage-data-1.3125430

Cultura não é o que entra pelos olhos e ouvidos,
mas o que modifica o jeito de olhar e ouvir. 
A cultura e o amor devem estar juntos.

Vamos compartilhar.

Culture is not what enters the eyes and ears, 
but what modifies the way of looking and hearing.






--br via tradutor do google
O novo arquivo de arqueologia é um tesouro de dados patrimoniais.

Os detalhes de mais de 1.500 escavações arqueológicas em todo o país agora estão disponíveis gratuitamente online como parte de uma nova iniciativa lançada na segunda-feira na Royal Irish Academy.

imagem
As Colecções de Património Digital da Infra-estrutura de Transportes da Irlanda (TII) têm detalhes de sites que vão desde a vila de Ballybrowney, em Bronze Age, em Co Cork até um enterro Tudor descoberto fora do Trinity College Dublin durante as escavações da Luas Cross City. Fotografia: Brenda Fitzsimons.

As Coleções de Patrimônio Digital das Infra-estruturas de Transportes da Irlanda (TII) representam 80 por cento de todos os relatórios de escavação encomendados pela Autoridade Nacional de Estradas e pela Agência de Compras Ferroviárias durante os extensos programas irlandeses de construção de auto-estradas e ferrovias ligeiras entre 2001 e 2016.

O projeto, uma colaboração entre a TII, o Repositório Digital da Irlanda (DRI) e o Programa Discovery, permite que qualquer pessoa explore o patrimônio arqueológico da Irlanda de cada período e região, com sites que vão desde a vila de Ballybrowney in Co Cortiça para um enterro Tudor descoberto fora Trinity College, Dublin, durante as escavações da Luas Cross City.

No decorrer da construção da rede rodoviária nacional e do sistema ferroviário leve, a TII escavou centenas de sítios arqueológicos.

Centenário de Battle of Messines Ridge para ser marcado pela cerimônia do Reino Unido e da Irlanda

O primeiro passeio de bicicleta do mundo ocorreu há 200 anos

Os tempos em que vivemos: Parece que escolhi a semana errada para parar de colar perfumada

E diretores, que escavaram com dificuldade esses sites ", disse Rónán Swan, chefe de arqueologia e patrimônio da TII. "Para o TII, tornar esta informação acessível e disponível para o longo prazo através do DRI é totalmente consistente com nossos objetivos declarados".

O DRI cura, preserva e fornece acesso a uma ampla gama de dados de humanidades e ciências sociais da Irlanda. Sua diretora, Dra. Natalie Harrower, disse que o projeto foi o resultado de uma colaboração entre as partes com áreas de especialização complementares.

"As coleções fornecem um corpus incrível para os pesquisadores e a navegação de interesse geral, mas também, o importante, o TII e o Discovery Program comprometeram-se a garantir a longo prazo a preservação, descobertas aprimoradas e acesso generalizado desde o início", afirmou.

Variedade de plataformas

Embora os dados sejam mantidos pelo DRI, também pode ser acessado através de uma variedade de outras plataformas nacionais e internacionais, incluindo HeritageMaps.ie (uma iniciativa do Heritage Council). Os usuários on-line podem navegar através de busca semântica ou mapas interativos para encontrar o que eles estão procurando.

Anthony Corns, gerente de tecnologia do Programa Discovery, cuja missão é explorar o passado da Irlanda e seu patrimônio cultural, disse que a nova iniciativa foi um passo importante não apenas na preservação da informação para os pesquisadores, mas também para abrir o acesso a públicos mais amplos.

"Significativamente, isso significa acesso para comunidades locais em todo o país a informações que relacionam profundamente seu meio ambiente e herança circundante", disse ele.

Os dados podem ser acessados ​​através de dri.ie, heritagemaps.ie e data.gov.ie

Nenhum comentário:

Postar um comentário