Google+ Followers

sábado, 24 de junho de 2017

The story of music is the story of humans. --- A história da música é a história dos humanos.

How did music begin? Did our early ancestors first start by beating things together to create rhythm, or use their voices to sing? What types of instruments did they use? Has music always been important in human society, and if so, why? These are some of the questions explored in a recent Hypothesis and Theory article published in Frontiers in Sociology. The answers reveal that the story of music is, in many ways, the story of humans.




So, what is music? This is difficult to answer, as everyone has their own idea. "Sound that conveys emotion," is what Jeremy Montagu, of the University of Oxford and author of the article, describes as his. A mother humming or crooning to calm her baby would probably count as music, using this definition, and this simple music probably predated speech.

But where do we draw the line between music and speech? You might think that rhythm, pattern and controlling pitch are important in music, but these things can also apply when someone recites a sonnet or speaks with heightened emotion. Montagu concludes that "each of us in our own way can say 'Yes, this is music', and 'No, that is speech'."

So, when did our ancestors begin making music? If we take singing, then controlling pitch is important. Scientists have studied the fossilized skulls and jaws of early apes, to see if they were able to vocalize and control pitch. About a million years ago, the common ancestor of Neanderthals and modern humans had the vocal anatomy to "sing" like us, but it's impossible to know if they did.

Another important component of music is rhythm. Our early ancestors may have created rhythmic music by clapping their hands. This may be linked to the earliest musical instruments, when somebody realized that smacking stones or sticks together doesn't hurt your hands as much. Many of these instruments are likely to have been made from soft materials like wood or reeds, and so haven't survived. What have survived are bone pipes. Some of the earliest ever found are made from swan and vulture wing bones and are between 39,000 and 43,000 years old. Other ancient instruments have been found in surprising places. For example, there is evidence that people struck stalactites or "rock gongs" in caves dating from 12,000 years ago, with the caves themselves acting as resonators for the sound.

So, we know that music is old, and may have been with us from when humans first evolved. But why did it arise and why has it persisted? There are many possible functions for music. One is dancing. It is unknown if the first dancers created a musical accompaniment, or if music led to people moving rhythmically. Another obvious reason for music is entertainment, which can be personal or communal. Music can also be used for communication, often over large distances, using instruments such as drums or horns. Yet another reason for music is ritual, and virtually every religion uses music.

However, the major reason that music arose and persists may be that it brings people together. "Music leads to bonding, such as bonding between mother and child or bonding between groups," explains Montagu. "Music keeps workers happy when doing repetitive and otherwise boring work, and helps everyone to move together, increasing the force of their work. Dancing or singing together before a hunt or warfare binds participants into a cohesive group." He concludes: "It has even been suggested that music, in causing such bonding, created not only the family but society itself, bringing individuals together who might otherwise have led solitary lives."







Cultura não é o que entra pelos olhos e ouvidos,
mas o que modifica o jeito de olhar e ouvir. 
A cultura e o amor devem estar juntos.

Vamos compartilhar.

Culture is not what enters the eyes and ears, 
but what modifies the way of looking and hearing.


















--br via tradutor do google
A história da música é a história dos humanos

Como começou a música? Nos primeiros antepassados ​​começaram a bater as coisas juntas para criar o ritmo ou usar suas vozes para cantar? Que tipos de instrumentos eles usaram? A música sempre foi importante na sociedade humana e, em caso afirmativo, por quê? Estas são algumas das questões exploradas em um recente artigo de Hipótese e Teoria publicado em Frontiers in Sociology. As respostas revelam que a história da música é, em muitos aspectos, a história dos humanos.

Então, o que é música? Isso é difícil de responder, pois todos têm sua própria idéia. "Som que transmite emoção", é o que Jeremy Montagu, da Universidade de Oxford e autor do artigo, descreve como dele. Uma mãe que zumbia ou que cantava para acalmar seu bebê provavelmente contava como música, usando essa definição, e essa música simples provavelmente era antes da fala.

Mas, onde desenhamos a linha entre música e fala? Você pode pensar que o ritmo, padrão e controle do tom são importantes na música, mas essas coisas também podem ser aplicadas quando alguém recita um soneto ou fala com emoção elevada. Montagu conclui que "cada um de nós, a nossa maneira, pode dizer" Sim, isso é música "e" Não, isso é discurso ".

Então, quando nossos antepassados ​​começaram a fazer música? Se tomarmos cantar, então o tom de controle é importante. Os cientistas estudaram os crânios fossilizados e os maxilares dos primeiros macacos, para ver se eles eram capazes de vocalizar e controlar o tom. Cerca de um milhão de anos atrás, o antepassado comum de neandertais e humanos modernos tinha a anatomia vocal para "cantar" como nós, mas é impossível saber se eles fizeram.

Outro componente importante da música é o ritmo. Nossos primeiros ancestrais podem ter criado música rítmica batendo palmas. Isso pode estar vinculado aos primeiros instrumentos musicais, quando alguém percebeu que as pedras ou as varas que batem não prejudicam tanto as mãos. Muitos desses instrumentos provavelmente terão sido feitos de materiais macios como madeira ou juncos, e por isso não sobreviveram. O que sobreviveu é os tubos de osso. Alguns dos primeiros já encontrados são feitos de ossos de asas de cisne e abutre e estão entre 39.000 e 43.000 anos de idade. Outros instrumentos antigos foram encontrados em lugares surpreendentes. Por exemplo, há evidências de que pessoas atingiram estalactites ou "gongos do rock" em cavernas que datam de 12 mil anos atrás, com as próprias cavernas atuando como ressonadores para o som.

Então, sabemos que a música é antiga, e que pode ter sido conosco desde que os seres humanos evoluíram pela primeira vez. Mas por que surgiu e por que isso persistiu? Existem muitas funções possíveis para a música. Um está dançando. Não se sabe se os primeiros dançarinos criaram um acompanhamento musical, ou se a música levou as pessoas a se movimentarem ritmicamente. Outro motivo óbvio para a música é o entretenimento, que pode ser pessoal ou comunal. A música também pode ser usada para comunicação, muitas vezes em grandes distâncias, usando instrumentos como bateria ou chifres. Mais uma razão para a música é ritual, e praticamente todas as religiões usam música.

No entanto, a principal razão pela qual a música surgiu e persiste pode ser que ela reúne as pessoas. "A música leva à ligação, como a ligação entre mãe e filho ou vínculo entre grupos", explica Montagu. "A música mantém os trabalhadores felizes ao fazer trabalhos repetitivos e de outra forma aborrecidos, e ajuda todos a se moverem juntos, aumentando a força de seu trabalho. Dançar ou cantar juntos antes de uma caçada ou guerra vincula os participantes a um grupo coeso". Ele conclui: "Foi mesmo sugerido que a música, ao causar tal vínculo, criou não só a família, mas a própria sociedade, reunindo indivíduos que poderiam ter levado vidas solitárias".

Nenhum comentário:

Postar um comentário