Google+ Followers

quinta-feira, 2 de fevereiro de 2017

Greenpeace releases first photos of corals of the Amazon River, Brazil, unique biome in the world. --- Greenpeace divulga primeiras fotos de corais do Rio Amazonas, Brasil, bioma único no mundo.

In April 2016, a gigantic coral reef was announced at the mouth of the Amazon River, where the river flows into the Atlantic and its water mixes with salt water from the ocean between French Guiana and the state of Maranhão. To get an idea of ​​the size of the formation, the coral has a total area of ​​9,500 km², which would be equivalent to six cities of São Paulo.



To protect the area, the NGO Greenpeace has filed a petition for three oil companies - France's Total, Brazil's Queiroz Galvão and Britain's British Petroleum (BP) - to withdraw from the exploration blocks at the mouth of the Amazon. Together, the companies disbursed R $ 346.5 million for the concessions.



The Amazon Reef has enormous potential for new species and is also important for the economic well-being of fishing communities along the Amazon Coastal Zone.




Currently, only five percent of the ecosystem has been mapped and life within much of the reef remains a mystery. Researchers understand how this ecosystem works, including important issues such as its photosynthesis mechanisms with extremely limited light.



On January 24, 2017, about 40 professionals - among environmentalists and researchers - left by ship from Porto de Santana, in Amapá, equipped with a submarine with capacity for two people. The team set out to record the first images of the ecosystem and draw attention to the importance of its preservation. The Amazonian corals are the first in the world found in waters of low light and at the mouth of a river.



Last Monday (30), the researchers released the images made aboard the submarine 220 meters deep.


* All photos: © Greenpeace









Cultura e conhecimento são ingredientes essenciais para a sociedade.

Cultura não é o que entra pelos olhos e ouvidos,

mas o que modifica o jeito de olhar e ouvir. 

A cultura e o amor devem estar juntos.

Vamos compartilhar.

Culture is not what enters the eyes and ears, 


but what modifies the way of looking and hearing.







--br 
Greenpeace divulga primeiras fotos de corais do Rio Amazonas, Brasil, bioma único no mundo.

Em abril de 2016 foi anunciada a existência de um gigantesco recife de corais na foz do Rio Amazonas, onde o rio deságua no Atlântico e sua água se mistura com a água salgada do oceano entre a Guiana Francesa e o estado do Maranhão. Para se ter uma ideia do tamanho da formação, o coral possui área total de 9.500 km², o que seria equivalente a seis cidades de São Paulo.

Para proteger a área, a ONG Greenpeace iniciou uma petição para que três petroleiras – a francesa Total, a brasileira Queiroz Galvão e a britânica British Petroleum (BP) – desistam dos blocos de prospecção na foz do Amazonas. Somadas, as empresas desembolsaram R$ 346,5 milhões pelas concessões.

O Recife da Amazônia tem um enorme potencial para novas espécies e também é importante para o bem-estar econômico das comunidades de pescadores ao longo da Zona Costeira Amazônica.

Atualmente, apenas cinco por cento do ecossistema foi mapeado e a vida dentro de grande parte do recife continua a ser um mistério. Os pesquisadores entender como este ecossistema funciona, incluindo questões importantes como seus mecanismos de fotossíntese com luz extremamente limitada.

Em 24 de janeiro de 2017, cerca de 40 profissionais – entre ambientalistas e pesquisadores – partiram de navio de Porto de Santana, no Amapá, equipados com um submarino com capacidade para duas pessoas. A equipe partiu com objetivo de registrar as primeiras imagens do ecossistema e chamar atenção para a importância de sua preservação. Os corais amazônicos são os primeiros do mundo encontrados em águas de pouca luminosidade e na desembocadura de um rio.

Na última segunda-feira (30), os pesquisadores divulgaram as imagens feitas a bordo do submarino a 220 metros de profundidade.

* Todas as fotos: ©Greenpeace







Urban Nation: Museum for Urban Contemporary Art. --- Urban Nation: Museum for Urban Contemporary Art. ---

2017 öffnet mit dem Museum for Urban Contemporary Art das erste Streetart-Museum Berlins in Schöneberg.


Das internationale Netzwerk von Urban Nation möchte mit dem Museum Künstler aus aller Welt in Berlin zusammenführen, die urbane Räume kreativ gestalten. Die Berliner Lotto-Stiftung unterstützt das Projekt. Der genaue Eröffnungstermin für das Museum for Urban Contemporary Art steht noch nicht fest, ist aber für Mitte 2017 avisiert.

Baustart von Urban Nation im Mai 2016

Am 19. Mai 2016 erfolgte der Baustart für Urban Nation - Museum for Urban Contemporary Art in Berlin. Mit Yasha Young ist eine renommierte Kuratorin und Galeristin als Leiterin und künftige Museumsdirektorin tätig, die bislang bereits mehr als 190 nationale und internationale Künstler für des neue Museum für Streetart in Berlin gewinnen konnte.







Cultura e conhecimento são ingredientes essenciais para a sociedade.

Cultura não é o que entra pelos olhos e ouvidos,

mas o que modifica o jeito de olhar e ouvir. 

A cultura e o amor devem estar juntos.

Vamos compartilhar.

Culture is not what enters the eyes and ears, 

but what modifies the way of looking and hearing.




--in via tradutor do google
Urban Nation: Museum for Urban Contemporary Art.

2017 opens the first street art museum in Berlin with the Museum for Urban Contemporary Art in Schöneberg.

Urban Nation's international network wants to bring together artists from all over the world in Berlin, creating urban spaces creatively. The Berlin Lotto Foundation supports the project. The exact opening date for the Museum for Urban Contemporary Art has not yet been set, but is scheduled for mid-2017.
Type of construction of Urban Nation in May 2016

On May 19, 2016, the Urban Art - Museum for Urban Contemporary Art took place in Berlin. With Yasha Young, a renowned curator and gallery owner has been the director and future museum director, who has already won more than 190 national and international artists for the new Street Art Museum in Berlin.







--br via tradutor do google
Urban Nation: Museu de Arte Contemporânea urbana.

2017 abre com o Museu de Arte Contemporânea Urban, a primeira Street-Museu Berlim, em Schöneberg.

A rede internacional de Urban Nation quer fundir-se com os artistas de museus de todo o mundo em Berlim, desenhou os espaços urbanos de forma criativa. A Lotto Fundação Berlim apoia o projeto. A data de abertura exata para o Museu de Arte Contemporânea Urban não é fixo ainda, mas está prevista para meados de 2017

Início da construção da Nação Urban maio 2016

Museu de Arte Contemporâneo urbano em Berlim - Em 19 de maio de 2016 Construção de Urban Nation ocorreu. Com Yasha Young, curador e proprietário da galeria de renome já trabalhou como diretor e diretor do museu futuro que anteriormente já ganhou mais de 190 artistas nacionais e internacionais para o novo Museu de arte de rua em Berlim.

Cantar das Janeiras candidate for Intangible Heritage of Humanity. --- Cantar das Janeiras candidata a Património Imaterial da Humanidade

The Proença-a-Nova Chamber will advance the candidacy of the "Cantar das Janeiras" and the "Encouragement of Souls" to Cultural and Intangible Heritage of Humanity.




"It will be an application with two proposals, one referring to the Song of Janeiras and another in relation to the Commission of Souls. These are two rituals related to Christian religious worship, but which are an integral part of the customs and customs of a people and Region, "said João Lobo, according to the agency Lusa

The president of this municipality in the district of Castelo Branco said that he has already begun contacts with institutions linked to culture in order to prepare the formalization of the candidacy for UNESCO Cultural and Intangible Heritage.

João Lobo also explained that the decision to move forward with this candidacy is taken, be it individually or through the whole country.

This is because the mayor recalls that the "Song of Janeiras" is a custom across the country and not just the municipality of Proença-a-Nova, so he understands that the candidacy should be national.

"In any case, aggregated or isolated, we will move forward. I have already contacted contacts to formalize the candidacy, if there are others, very well, otherwise we will move forward," he said.

The mayor stresses that in the municipality of Proença-a-Nova there are still many groups that keep alive this tradition developed during the month of January, as a way to wish prosperity at the beginning of a new year, announcing the birth of Jesus and asking for a handout.

The Meeting of Janeireiros is the proof of this, and this year participated the villages of Alvito da Beira, Caniçal Cimeiro, Caniçal Fundeiro and Vale da Carreira, Corgas, Cunqueiros, Pergulho, São Pedro do Esteval, Vale de Água, Pernadas and Serimógão And the Vergon.

Also participating for the first time was a guest group, CGD's Social Services Mountaineering Group.

According to João Lobo, the first steps are now being taken to formalize the candidacy and the expectation is that it is indeed approved by UNESCO.

"With the expectation of approval, this international recognition would be an asset and would act as the first promotional landmark of a region," he concludes.






Cultura e conhecimento são ingredientes essenciais para a sociedade.

Cultura não é o que entra pelos olhos e ouvidos,

mas o que modifica o jeito de olhar e ouvir. 

A cultura e o amor devem estar juntos.

Vamos compartilhar.

Culture is not what enters the eyes and ears, 


but what modifies the way of looking and hearing.









--pt
Cantar das Janeiras candidata a Património Imaterial da Humanidade

A Câmara de Proença-a-Nova vai avançar com a candidatura do “Cantar das Janeiras” e da “Encomendação das Almas” a Património Cultural e Imaterial da Humanidade.

"Vai ser uma candidatura com duas propostas, uma referente ao Cantar das Janeiras e outra em relação à Encomendação das Almas. Trata-se de dois rituais ligados ao culto religioso cristão, mas que fazem parte integrante dos usos e costumes de um povo e da região", disse João Lobo, segundo a agência Lusa

O presidente deste município do distrito de Castelo Branco adiantou que já encetou contactos com as instituições ligadas à cultura no sentido de preparar a formalização da candidatura a Património Cultural e Imaterial da Humanidade da UNESCO.

João Lobo explicou ainda que a decisão em avançar com esta candidatura está tomada, seja ela a título individual ou através de todo o país.

Isto porque o autarca recorda que o “Cantar das Janeiras” é um costume transversal a todo o país e não apenas ao concelho de Proença-a-Nova, pelo que entende que a candidatura deveria ser nacional.

"Seja como for, agregados ou de forma isolada, vamos avançar. Já encetei contactos para formalizar a candidatura. Se houver outros, muito bem, caso contrário avançamos", sustentou.

O autarca sublinha que no concelho de Proença-a-Nova ainda existem muitos grupos que mantêm viva esta tradição desenvolvida durante o mês de janeiro, como forma de desejar prosperidade no início de um novo ano, anunciando o nascimento de Jesus e pedindo uma esmola.

O Encontro de Janeireiros é a prova disso mesmo, sendo que este ano participaram as aldeias de Alvito da Beira, Caniçal Cimeiro, Caniçal Fundeiro e Vale da Carreira, Corgas, Cunqueiros, Pergulho, São Pedro do Esteval, Vale de Água, Pernadas e Serimógão e o Vergão.

Participou ainda pela primeira vez um grupo convidado, o Grupo de Montanhismo dos Serviços Sociais da CGD.

Segundo João Lobo, estão agora a ser dados os primeiros passos no sentido de formalizar a candidatura e a expectativa é que de facto seja aprovada pela UNESCO.

"Com a expectativa da aprovação, esse reconhecimento internacional seria uma mais-valia e funcionaria como o primeiro marco promocional de uma região", termina.