Google+ Followers

terça-feira, 28 de julho de 2015

Governo busca parceria para viabilizar Museu de Ciência e Tecnologia, em Jaraguá, Alagoas, Brasil

Instituto dispõe de diversas áreas tombadas pelo patrimônio e tem interesse em ocupar esses locais com projetos que agreguem valor ao bairro histórico

Galpão pode abrigar o Museu de Ciência e Tecnologia



Pablo Viana visitou a exposição denominada A Invenção da Terra, que apresenta uma coleção de arte popular da alagoana Tania de Maya Pedrosa e conta com um diferencial: monitores de vídeo que permitem interagir com o visitante


O Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (Iphan) pode ceder um galpão em Jaraguá para que o Museu de Ciência e Tecnologia de Alagoas seja instalado. Parceria entre o Governo de Alagoas, por meio da Secretaria da Ciência, Tecnologia e Inovação (Secti), e o Governo Federal, através do Iphan, começou a ser delineada nesta quarta-feira (22), durante visita do secretário da Ciência, Tecnologia e Inovação de Alagoas, Pablo Viana, e equipe de técnicos da Secti, ao instituto.

O secretário Pablo Viana está mapeando os equipamentos públicos e privados na região do Jaraguá para que possam integrar o Museu de Ciência e Tecnologia, que está em fase de concepção do projeto, e integrará o Parque Tecnológico de Alagoas.

Acompanhado do chefe da Divisão Técnica do Iphan Alagoas, Sandro Gama, e da consultora do Iphan para Educação Patrimonial e Patrimônio Imaterial, Greciene Lopes, contratada com a chancela da Unesco - Organização das Nações Unidas para a Educação, a Ciência e a Cultura, para mapear o patrimônio imaterial de Alagoas, Pablo Viana visitou a exposição denominada A Invenção da Terra, que apresenta uma coleção de arte popular da alagoana Tania de Maya Pedrosa, composta de peças de diversos artistas populares do Nordeste, com diferentes bases de materiais, a exemplo da cerâmica, madeira, sucata e pedra.

A exposição conta com um diferencial tecnológico por ter monitores de vídeo que permitem interagir com o visitante e toda a descrição das peças expostas só está disponível no equipamento virtual. Esse modelo poderá ser replicado também no projeto do Museu de Ciência e Tecnologia de Alagoas.

O Iphan em Alagoas dispõe de diversas áreas em Jaraguá tombadas pelo patrimônio histórico. Tem interesse em ocupar esses locais com projetos que agreguem valor ao bairro histórico e complementem a região que está se firmando como espaço cultural pela quantidade de equipamentos públicos de interesse social já existentes, a exemplo do Museu da Imagem e do Som (Misa), do Museu Theo Brandão, o da Associação Comercial, Memorial à República, dentre outros, explica a consultora do Iphan, Greciene Lopes.

Um desses espaços pode abrigar o Museu de Ciência e Tecnologia de Alagoas, “pois o projeto é muito bem vindo”, disse Greciene. A consultora ressalta que a região do Jaraguá é muito rica do ponto de vista da história e seus patrimônios e que não há necessidade de se buscar fora do Estado competências para desenvolver projetos culturais sustentáveis. “Alagoas é um estado abundante em história. Seu patrimônio reflete isso. O que precisamos é que os alagoanos enxerguem esse patrimônio e se apropriem dele. O poder público ainda não enxergou o potencial que a cultura, a história e o patrimônio oferecem para o desenvolvimento do turismo, da educação e economia do povo”, avalia.

O secretário Pablo Viana reconhece as possibilidades que a parceria com o Iphan pode oferecer. “O Instituto do Patrimônio tem o conhecimento técnico necessário, por meio de uma equipe de profissionais qualificados, e que pode nos ajudar a caminhar com o projeto do Museu de Ciência e Tecnologia. Além disso, ainda dispõe de áreas em locais estratégicos e tombadas que necessitam de projetos viáveis e sustentáveis. Essa é uma parceria que só traz benefícios para Alagoas”, finalizou.

fonte: @edisonmariotti #edisonmariotti
http://www.tribunahoje.com/noticia/149109/cidades/2015/07/22/governo-busca-parceria-para-viabilizar-museu-de-ciencia-e-tecnologia.html

Nenhum comentário:

Postar um comentário