Google+ Followers

quarta-feira, 12 de agosto de 2015

Museu Monográfico de Conimbriga, Portugal

As Ruínas da cidade romana de Conimbriga são conhecidas, desde o século XVI. 


Em 1873, o Instituto de Coimbra criou uma secção e um Museu de Arqueologia e deu início ao estudo de Conimbriga. Em 1899, efetua as primeiras sondagens de vulto, desenha a planta do oppidum, executa os primeiros levantamentos de mosaicos. 


A partir de 1929 iniciam-se escavações em Conimbriga e com a realização do XI Congresso Internacional de Antropologia e Pré-História, em 1930, o Estado adquire os primeiros terrenos. Nos anos quarenta e cinquenta são realizadas obras de reconstituição e consolidação das ruínas. O Museu Monográfico de Conimbriga foi criado em 1962.

O Museu Monográfico de Conimbriga tem como missão tutelar as Ruínas, promover a sua exposição ao público e prosseguir a investigação arqueológica; o seu acervo é exclusivamente composto pelos materiais arqueológicos recolhidos na cidade. A atual exposição permanente apresenta os objetos de uso quotidiano, dispostos por tema, evoca o forum monumental, a riqueza das domus, a pujança do seu comércio, a religião e crendices da população romanizada e a presença suevo-visigótica. 

Os mosaicos, preservados in situ, constituem uma grande e importante coleção muito apreciada pelos visitantes. A Casa dos Repuxos, possui uma área pavimentada de mosaico com 569 m2, importantes vestígios de pintura mural, um peristilo central ajardinado com um lago e jogos de água que o tornam único.

fonte: @edisonmariotti #edisonmariotti http://www.patrimoniocultural.pt/pt/museus-e-monumentos/rede-portuguesa/m/museu-monografico-de-conimbriga/

Nenhum comentário:

Postar um comentário