Google+ Followers

segunda-feira, 26 de outubro de 2015

A Basílica também conta com um museu próprio: o Museu de Arte Sacra "Dom Gericke Suárez". Santa Cruz de la Sierra - Bolívia

Situado no centro de Santa Cruz, diante da Praça 24 de setembro, a Catedral tem suas origens em tempos do Vice-rei Francisco Alvarez de Toledo, com a primeira edificação do templo impulsionada pelo frei Diego de Porres, então comendador da Santa Cruz de la Sierra. A edificação era humilde feita de adobe com colunas de madeira.

Santa Cruz de la Sierra - Bolívia, celebrou no dia 18 de agosto o primeiro século  da Basílica de São Lorenzo - Catedral Metropolitana, símbolo arquitetônico e epicentro de Fé da cidade boliviana.

Catedral Metropolitana de Santa Cruz na Bolivia
celebra primeiro século de sua construção.

Posteriormente, até 1768, o então Bispo Francisco Ramon de Hebroso -primeiro a residir em Santa Cruz-, começou a construção de um templo mais esplendoroso que foi abençoado solenemente em 1771. Mas devido a que a edificação não era muito sólida foi necessário construir um novo, evento que ocorre em 1840, como comenta Miguel Ángel Miranda, Sacristão da Catedral, que é entrevistado pelo El Deber, meio de comunicação local: "A catedral começa a ser construída em 1840 e é concluída em 1915 com a Missa e consagração do templo, presidida por Dom José Belisário Santistevan, que ocorreu no dia 18 de agosto. Depois, em procissão, saem a recolher a Igreja das Mercês, todas as coisas que pertenciam à Catedral". Tudo presidido pelo Santíssimo Sacramento.

O projeto original da atual edificação é do arquiteto francês Felipe Bertrés, que a desenhou em 1839. Os campanários foram concluídos tempos depois da finalização do templo, sendo entregues entre os anos 1945 e 1948. Da Catedral destaca-se suas abóbadas de madeira e a decoração pictórica que as cobre.

Devido as inumeráveis mãos que intervieram na construção da Basílica, o estilo arquitetônico da Catedral Metropolitana de Santa Cruz é definido como neoclássico de caráter eclético, caracterizado por sua arquitetura barroca europeia e americana; e prevalecendo o ladrilho como matéria prima.

Entre seus visitantes ilustres, a Basílica de São Lourenço recebeu São João Paulo II no ano de 1988 em sua visita pastoral à Bolívia. Para a ocasião, a Catedral Metropolitana renovou o altar, assim como a sede, um novo ambão e átrio. O Papa Francisco também passou pela Catedral em sua mais recente viagem apostólica pela América Latina, oportunidade na qual se construiu também um novo altar, ambão e átrio, que contou com a intervenção dos artesanatos locais.


A Basílica também conta com um museu próprio:
o Museu de Arte Sacra "Dom Gericke Suárez". 

Ali se conservam relíquias, muitas das quais datam do século XVIII. Entre as relíquias, se conserva o primeiro frontal da Catedral que foi talhado em prata com a imagem de São Lourenço ao centro. (GPE/EPC)




http://www.gaudiumpress.org/content/72398-Catedral-Metropolitana-de-Santa-Cruz-na-Bolivia-celebra-primeiro-seculo-de-sua-construcao

Cultura e conhecimento são ingredientes essenciais para a sociedade.

Vamos compartilhar.


Um comentário:

  1. É impressionante como a Igreja Católica Romana deixou sua marca na América Latina. Entretanto, os mosteiros; basílicas; igrejas; catedrais etc., são belas e sólidas construções. dos séculos passados. Daí a importância da documentação histórica!

    ResponderExcluir