Google+ Followers

quinta-feira, 22 de outubro de 2015

Uma exposição que explora uma proposta de arquivo para o design português, apresentando fontes e recursos para a investigação da história desta disciplina, é inaugurada a 22 de outubro, no Museu do Design e da Moda, em Lisboa.

Intitulada "Ensaio para um Arquivo: O Tempo e a Palavra - Design em Portugal (1960-1974)", a mostra vai ficar patente no Museu do Design e da Moda (MUDE) até 18 de fevereiro de 2016.



A exposição, segundo o MUDE, é realizada a partir do projeto de 2010 "Design em Portugal (1960-1974): ações, intervenientes e repercussões do Núcleo de Arte e Arquitetura Industrial e do Núcleo de Design Industrial do Instituto Nacional de Investigação Industrial (I.N.I.I.)", financiado pela Fundação para a Ciência e Tecnologia (FCT).

Trata-se de um arquivo iconográfico, documental, audiovisual e bibliográfico que o visitante pode ir consultando ao longo do trajeto que dá a ver um tempo, os intervenientes e as instituições que permitiram constituir um setor seminal do design em Portugal.

São exibidas peças de figuras-chave do design, tais como António Sena da Silva, Daciano da Costa, António Garcia, José Maria Cruz de Carvalho, Carmo Valente ou Maria Helena Matos, "mas sempre pelo seu valor enquanto resultado de uma atitude e de um propósito", assinala o museu.

A mostra homenageia também um grupo de mulheres que se afirmou neste período, com destaque para Maria Helena Matos, na origem da maioria das realizações revisitadas.

Inclui um conjunto de peças realizadas por Maria Helena Matos e Carmo Valente, no design de vidros, Miria Toivola, no design cerâmico, e, no design gráfico, Cristina Reis e Alda Rosa.

O espaço expositivo foi desenhado "dando destaque à palavra escrita ou falada dos homens e mulheres que, de uma forma pioneira, desenvolveram uma ação pedagógica e associativa assente numa consciência moderna da prática do design".

A par da exposição dos originais de catálogos e publicações, o público poderá consultar cópias destes exemplares, assim como todas as fichas com as peças que integraram a 1.ª e 2.ª Exposição de Design Português.

O MUDE sublinha que a exposição "Ensaio para um Arquivo" é mais um exemplo do papel que o museu pretende desempenhar na divulgação das investigações e estudos académicos sobre o design e a produção nacionais.

Bárbara Coutinho, diretora do MUDE, teve em mãos a coordenação geral da mostra, a curadoria é de Helena Souto, o design expositivo é do Estúdio Pedrita e o design gráfico do ateliê Vivóeusébio.


fonte: @edisonmariotti #edisonmariotti

http://diariodigital.sapo.pt/news.asp?id_news=794781

Cultura e conhecimento são ingredientes essenciais para a sociedade.

compartilhe!

Nenhum comentário:

Postar um comentário