Google+ Followers

quinta-feira, 21 de janeiro de 2016

Fossil of Massive Crocodile Found on Edge of Sahara Desert. --- Fóssil de crocodilo maciça encontrado no deserto do Saara

Paleontologists have discovered the fossil remains of the world’s biggest ocean-dwelling crocodile buried on the edge of the Sahara, a creature that was twice the size of anything seen today.


Fossil Find Reveals Ancient 900-Pound Crocodile


Think modern crocodiles are terrifying? How about a 16-foot-long, nearly half a ton sort-of-crocodile that was so tough is even outlasted the mass extinction of 60 million years ago.

Named Machimosaurus rex, this croc would have weighed in at least 6,600 pounds and been around 32 feet long. Other than its size, it would have looked much like a modern day crocodile except for its narrow snout – which was designed to allow it swim in the ocean.

It would have been the top predator in what was then an ocean that separated Africa from Europe about 130 million years ago.

“This is an incredibly big crocodile. It is twice as big as a present day marine crocodile,” University of Bologna’s Federico Fanti, who was part of the team that made the discovery with support from the National Geographic Society Committee for Research and Exploration, told FoxNews.com.

“The skull itself is as big I am,” said Fanti, whose discovery was detailed in a study in the journal Cretaceous Research. “Just the skull is more than five feet long. It’s a massive crocodile.”

Tunisia, where the skeleton and some bones were found, would have been a lagoon facing the ocean and the environment would have been filled with huge fish and turtles – all favorite prey of the Machimosaurus rex.

“This animal, however, used to feast on the large turtles or big fishes that it found in the ocean,” Fanti said. “He was so big and so powerful that it was absolutely at the top of the food chain.”

Beyond its size, Fanti said the significance of the find is what it tells us about a mass extinction event that is believed to have happened between the Jurassic and Cretaceous period about 150 million years ago. Machimosaurus rex was thought to have died out then but the discovery suggests the extinction event was not as widespread as some paleontologist thought.

“The fact that Machimosaurus rex (pertaining to a group that was well alive in the Jurassic) lived 130-120 million years ago indicate that there was no mass extinction,” Fanti said.

“Everyone thought this group of crocodiles went extinct in the Jurassic but we found it well into the Cretaceous,” he said. “We simply extended the temporal range of the animals. Twenty million years is a lot of time.”

Fanti, whose team has discovered 20 new species including a rebbachisaurid sauropod Tataouinea hannibalis in the same area, said there is less to learn about crocodile evolution from this new discovery. The reason, he said, is that crocodiles have changed little over time.

“Basically, they are bigger or smaller,” he said of their evolution, adding that even bigger crocodiles lived on land, many of which also have gone extinct. The largest freshwater crocodile, Sarcosuchus imperator, lived 110 million years ago and grew as long as 40 feet (12 meters). It weighed up to 17,500 pounds, according to National Geographic.

-





fonte: @edisonmariotti #edisonmariotti

colaboração: Anna Sarkisyan

http://news.discovery.com/animals/fossil-of-massive-crocodile-found-on-edge-of-sahara-desert-160113.htm

Cultura e conhecimento são ingredientes essenciais para a sociedade.

A cultura é o único antídoto que existe contra a ausência de amor.

Vamos compartilhar.






--br via tradutor do google
Fóssil de crocodilo maciça encontrado no deserto do Saara

Paleontólogos descobriram os restos fósseis de maior crocodilo oceano-moradia do mundo enterrado na beira do Saara, uma criatura que foi duas vezes o tamanho de qualquer coisa vista hoje.



Fossil Find revela antigo 900-Pound Crocodile
Pense crocodilos modernos são terríveis? Como cerca de um 16 pés de comprimento, quase meia tonelada classificar-de-crocodilo que foi tão difícil é mesmo sobreviveu a extinção em massa de 60 milhões de anos atrás.

Nomeado machimosaurus rex, este croc teria pesado em pelo menos 6.600 libras e foi cerca de 32 pés de comprimento. Para além do seu tamanho, teria parecia muito com um crocodilo moderno do dia, exceto para o focinho estreito - que foi projetado para permitir que ele nadar no oceano.

Teria sido o predador de topo no que era então um oceano que separava a África da Europa cerca de 130 milhões de anos atrás.

"Esta é uma incrivelmente grande crocodilo. É duas vezes maior que um crocodilo marinho dias de hoje, "Universidade de Bolonha de Federico Fanti, que era parte da equipe que fez a descoberta com o apoio do Comitê Nacional Geographic Society para a Investigação e Exploração, disse a FoxNews.com.

"O crânio si é tão grande que eu sou", disse Fanti, cuja descoberta foi detalhado em um estudo publicado na revista Cretaceous Research. "Só o crânio é mais de cinco pés de comprimento. É um crocodilo enorme. "

Tunísia, onde o esqueleto e alguns ossos foram encontrados, teria sido uma lagoa frente para o mar e para o ambiente teria sido preenchido com enorme peixes e tartarugas - todos presa favorita do rex machimosaurus.

"Este animal, no entanto, utilizado para deleitar-se nos grandes tartarugas ou peixes grandes que encontrados no oceano", disse Fanti. "Ele era tão grande e tão poderoso que era absolutamente no topo da cadeia alimentar."

Além de seu tamanho, Fanti disse que o significado da descoberta é o que ela nos diz sobre um evento de extinção em massa que se acredita ter acontecido entre o período Jurássico e Cretáceo cerca de 150 milhões de anos atrás. Machimosaurus rex foi pensado para ter morrido em seguida, mas a descoberta sugere que o evento de extinção não era tão generalizada como alguns pensavam paleontólogo.

"O fato de que machimosaurus rex (pertencente a um grupo que estava bem vivo no Jurássico) viveu 130-120 milhões de anos indicam que não houve extinção em massa", disse Fanti.

"Todo mundo achava que esse grupo de crocodilos foi extinto no Jurássico, mas que encontramos bem no Cretáceo", disse ele. "Nós simplesmente ampliou a gama temporal dos animais. Vinte milhões de anos é muito tempo. "

Fanti, cuja equipe descobriu 20 novas espécies, incluindo um rebbachisaurid Hannibalis saurópode Tataouinea na mesma área, disse que há menos para aprender sobre a evolução crocodilo desta nova descoberta. A razão, segundo ele, é que os crocodilos mudaram pouco ao longo do tempo.

"Basicamente, eles são maiores ou menores", disse ele de sua evolução, acrescentando que crocodilos ainda maiores viviam na terra, muitos dos quais também foram extintas. O maior crocodilo de água doce, Sarcosuchus imperator, viveu há 110 milhões de anos atrás e cresceu, enquanto 40 pés (12 metros). Ele pesava até 17.500 libras, de acordo com a National Geographic.

Nenhum comentário:

Postar um comentário