Google+ Followers

domingo, 27 de março de 2016

100 anos de Museu Nacional Grão Vasco

No programa de comemoração constam mais de 50 iniciativas museológicas, expositivas, artísticas, educativas e editoriais. A festa prolonga-se até março de 2017.

Este mês há festa em Viseu. Tudo para comemorar uma data festiva relativa “ao” Museu da cidade, o Museu Nacional Grão Vasco que comemora o seu centenário. A data será assinalada com um programa de iniciativas alusivas à efeméride, que envolvem toda a cidade sob o mote “A Festa do Museu, a Festa de Viseu” e que pretendem dar a conhecer aquele que é um dos tesouros do património histórico e cultural português. 




No total estão agendadas mais de 50 iniciativas museológicas, expositivas, artísticas, educativas e editoriais que decorrem até março do próximo ano. O programa do centenário é de âmbito nacional, conta com o Alto Patrocínio do Presidente da República.

O ponto alto das comemorações ocorreu, é claro, a 16 de março, mas os eventos prolongam-se no tempo. Na agenda consta o lançamento de edições temáticas, celebrações solenes, um concerto do Coro do Teatro Nacional de São Carlos e termina com a inauguração da exposição “História do Museu Nacional Grão Vasco”, desde os antecedentes da sua fundação à atualidade.

Mas há iniciativas que já começaram. É o caso das exposições “Diálogos Intemporais” do escultor Rogério Timóteo, uma parceria com a galeria ArtG de Viseu e “Korntal – Aguarelas, de Júlio Resende”, um projeto promovido em parceria com a Ordem dos Advogados – Delegação de Viseu, que podem ser vistas até 26 de junho. A estas juntar-se-á a exposição “Janelas Indiscretas”, uma intervenção a quatro tempos no pátio interior do museu.

Sobre o Museu Nacional Grão Vasco – MNGV

• Foi fundado a 16 de março de 1916, por Francisco Almeida Moreira, com o objetivo de preservar e valorizar o património histórico, artístico e arqueológico da região de Viseu, em especial as pinturas de Vasco Fernandes;

• Está localizado no centro histórico da cidade no Paço dos Três Escalões, um imponente edifício granítico do século XVI no Adro da Sé Catedral;

• O seu acervo resulta de aquisições, legados e doações, atualmente reúne obras de arte de diversa tipologia e épocas, incluindo 22 bens classificados como tesouros nacionais;

• A coleção principal é constituída por um conjunto de pinturas de retábulo, provenientes da Catedral, de igrejas da região e de depósitos de outros museus, da autoria de Vasco Fernandes (c. 1475-1542), o Grão Vasco, bem como dos seus colaboradores e contemporâneos;

• Reúne também objetos e suportes figurativos, originalmente destinados a práticas litúrgicas – pinturas, esculturas, peças de ourivesaria e marfins, do Românico ao Barroco, peças de arqueologia, uma coleção de pintura portuguesa dos séculos XIX e XX, exemplares de faiança portuguesa, porcelana oriental e mobiliário;

• Entre 2001 e 2003, o edifício foi alvo de um projeto de intervenção da autoria do arquiteto Eduardo Souto Moura que libertou o seu interior de elementos apostos e desvirtuantes, adapto-o às exigências de um novo programa museológico;

• Foi classificado museu nacional em maio de 2015, um ato inédito e que não se registava desde 1965, passando a ser o terceiro museu com a designação de nacional localizado fora de Lisboa, além dos museus Soares dos Reis no Porto e Machado de Castro em Coimbra.
Exposições

100 Anos Museu Nacional Grão Vasco.

Dos antecedentes da fundação à atualidade Exposição multimédia de forte componente memorial que dá a conhecer e celebra o percurso histórico do MNGV, desde a data de publicação em Diário do Governo da sua fundação (Decreto n.o 2:284-C, n.o 51), no dia 16 de março de 1916, até aos dias de hoje.

Patente até 26 de junho de 2016

Local: Museu Nacional Grão Vasco

Aguarelas de Júlio Resende

Projeto expositivo em parceria com a Ordem dos Advogados – Delegação de Viseu Patente até 1 de maio de 2016

Local: Museu Nacional Grão Vasco

Diálogos Intemporais.

Escultura de Rogério Timóteo Projeto expositivo em parceria com a Galeria de Arte ArtG de Viseu Patente até 26 junho de 2016

Local: Museu Nacional Grão Vasco

Museu Nacional Grão Vasco, Reservas em Bruto. Pintura e Escultura dos séculos XVI e XVII

Inauguração dia 19 às 18h30

Mostra de pintura e escultura dos séculos XVI e XVII, que torna visível uma seleção de obras provenientes das reservas do Museu Nacional Grão Vasco que, por razões de opção de discurso museológico, não se encontram expostas permanentemente ao público. O percurso expositivo distribui-se por seis momentos: “A partir de Grão Vasco”, “Olhar um olhar”, “Espaço absoluto”, “Composições retabulares”, “Imaginária devocional” e “O toque do invisível”, um espaço dedicado a conteúdos multimédia onde será possível conhecer outras obras do espólio do Museu Nacional Grão Vasco.
 Projeto desenvolvido em parceria com o Centro Cultural de Cascais/Fundação D. Luís I e apoio da Sogrape Vinhos. Patente até 26 de junho de 2016

Local: Centro Cultural de Cascais

Museu Nacional Grão Vasco
Horário: Terça-feira das 14h00 às 18h00, quarta-feira a domingo das 10h00 às 18h00
Encerra às 2.as feiras, 3a feiras de manhã e nos dias 25 de Dezembro, 1 de Janeiro, domingo de Páscoa e 1 de Maio

Fonte: @edisonmariotti #edisonmariotti
www.facebook.com/Museu-Nacional-Grão-Vasco
 
Cultura e conhecimento são ingredientes essenciais para a sociedade.

A cultura é o único antídoto que existe contra a ausência de amor.

Vamos compartilhar.

Nenhum comentário:

Postar um comentário