Google+ Followers

terça-feira, 3 de maio de 2016

A Ásia está em festa no Museu do Oriente. --- Asia is celebrating the Orient Museum

Uma semana de atividades gratuitas para descobrir países como a China, a Índia, o Japão, a Tailândia ou o Bangladesh. A partir deste domingo, 1, celebra-se o 8.º Aniversário do Museu do Oriente, em Lisboa


O programa de aniversário incluirá o ciclo de cinema japonês As Relações Humanas.

Participar numa cerimónia do chá, acompanhada e explicada por um monge budista chinês, observar um mestre a desenhar os carateres da caligrafia chinesa e aprender a escrever o próprio nome em chinês, ou assistir à Sinfonia de Dialetos com Música, pelo Coro da Universidade de Lisboa, são apenas três das muitas atividades gratuitas que compõem o programa do oitavo aniversário do Museu do Oriente, em Lisboa. “Fazemos oito anos, e o número oito, sobretudo na China, é muito auspicioso, por isso, decidimos compor um programa mais complexo do que é habitual”, explica João Amorim, responsável pelos serviços culturais do museu. 





A festa terá exatamente oito dias, a partir de domingo, 1, e até ao domingo seguinte, 8. “Será uma amostragem em compacto daquilo que costumam fazer mas também uma forma de renovar o interesse pela instituição”, resume João Amorim.

Às atividades regulares da agenda do museu foram acrescentadas novas iniciativas, fruto de parcerias com várias instituições. É o caso do ciclo de cinema japonês As Relações Humanas, que integra alguns filmes inéditos, projetados durante a semana, numa colaboração entre a Embaixada do Japão e a Japan Foundation, ou da exposição Riverine, Desenhos de Sajid Bin Doza, um conjunto de 25 desenhos e aguarelas que aborda temas relacionados com a cultura ribeirinha junto a três rios, o Tejo, o Padma e o Brahmaputra, e coorganizada pela Embaixada do Bangladesh. 

A diversidade e dinâmica do programa vai permitir aos visitantes descobrir ainda mais sobre as relações de Portugal com o Oriente, sobre a cultura, história e costumes de países como a Índia, a Tailândia, a Coreia ou o Bangladesh, e sobre o próprio Museu do Oriente. Haverá conferências e ainda visitas orientadas,em que será possível aceder às reservas do museu e descobrir algumas peças especiais. Experiências como as de vestir os trajes tradicionais chineses, coreanos ou indianos prometem fazer os participantes viajar para Oriente sem sair do museu. 

O número de lugares em todas as atividades é limitado e a participação requer levantamento prévio de bilhete, mas quem não o conseguir obter não deve desistir, já que, em ambos os domingos, 1 e 8, a entrada no museu é gratuita.
Uma festa a antecipar as novidades do último trimestre do ano, altura em que a exposição do segundo piso será totalmente remodelada, dando lugar a uma mostra sobre a Ópera Chinesa, e em que inauguraChina Now, uma exposição temporária, com arte contemporânea chinesa.

Museu do Oriente > Av. Brasília, Doca de Alcântara (norte), Lisboa > T. 21 358 5200 > 1-8 mai > grátis







Fonte: @edisonmariotti #edisonmariotti
--in via tradutor do google

Asia is celebrating the Orient Museum

A week of free activities to discover countries like China, India, Japan, Thailand and Bangladesh. From this Sunday, 1, celebrated the 8th anniversary of the Orient Museum in Lisbon

The anniversary program will include the Japanese film series The Human Relations

Take part in a tea ceremony, accompanied and explained by a Chinese Buddhist monk, watch a master to draw the characters of Chinese calligraphy and learn to write its name in Chinese, or watch the Symphony Dialects with Music at the University of Lisbon Choir are just three of the many free activities that make up the program of the eighth anniversary of the Orient Museum in Lisbon. "We do eight, and the number eight, especially in China, is very auspicious, so we decided to compose a more complex program than usual," explains João Amorim, responsible for cultural museum services.

The party will have exactly eight days from Sunday, 1, until the following Sunday, 8. "It will be a compact in sampling of what they usually do but also a way to renew interest in the institution," says João Amorim.

At regular museum activities agenda were added new initiatives, the result of partnerships with various institutions. This is the case of the Japanese film series The Human Relations, which includes some new films, designed during the week, a collaboration between the Japanese Embassy and the Japan Foundation, or Riverine exposure, Sajid Bin Doza drawings, a set of 25 drawings and watercolors that addresses issues related to riverine culture along three rivers, the Tagus, the Padma and the Brahmaputra, and co-organized by the Embassy of Bangladesh.

The program diversity and dynamics will allow visitors to discover more about Portugal's relations with the East, on the culture, history and customs of countries like India, Thailand, Korea and Bangladesh, and the Museum itself East. There will be conferences and even guided tours, where you can access the museum reserves and discover some special parts. Experiences such as wear traditional Chinese costumes, Korean or Indian promise to make the participants travel to East without leaving the museum.

The number of seats in all activities is limited and participation requires prior survey ticket, but who do not obtain should not give up because, on both Sundays, 1 and 8, the entrance to the museum is free.
A party to anticipate the news of the last quarter of the year, when the exposure of the second floor will be completely remodeled, giving way to a show on the Chinese Opera, and that inauguraChina Now, a temporary exhibition with Chinese contemporary art.

Museum East> Av. Brasília, Doca de Alcântara (north), Lisbon> T. 21 358 5200> May 1 to 8> Free





Nenhum comentário:

Postar um comentário